Mórmon, o Mormonismosa

Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Informação Geral

O mormonismo é um modo de vida praticado por membros da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, muitas vezes chamado Mórmons ou Santos dos Últimos Dias. Embora dois terços dos membros da igreja (foi) nos Estados Unidos, especialmente dos estados do oeste , os membros também estão localizados em 100 países e 25 territórios, colônias, ou posses. Em 1989, a igreja relatou uma associação mundial de cerca de 7 milhões.

ACREDITE Nota do Editor: A Igreja SUD diz que existem mais de 12 milhões de mórmons no mundo inteiro em 2007, porém o número dentro dos Estados Unidos, aparentemente, ficou quase constante no nível 5 para 6 milhões.

História

Joseph Smith fundou a igreja em Fayette, Nova York, em 1830. Anteriormente ele relatou ter visões de Deus e outros seres celestiais em que lhe foi dito que ele seria o instrumento para estabelecer a igreja restaurada cristã. Acordo com Smith, um dos mensageiros celestes dirigiu a algumas placas de metal fino, ouro na aparência e inscrito em uma linguagem hieroglífica. Tradução de Smith das placas, o Livro de Mórmon, descreve a história, as guerras e as crenças religiosas de um grupo de pessoas (c. 600 aC - 421 dC). Que migraram de Jerusalém para a América Smith atraiu um pequeno grupo de seguidores que se estabeleceram em Kirtland, Ohio, e Jackson County, Missouri Por causa da perseguição a igreja mudou-se para o norte do Missouri e depois para Nauvoo, Illinois Em 1837 missionários foram enviados para a Inglaterra e depois para a Escandinávia, a maioria de seus convertidos emigrou para os Estados Unidos.
ACREDITO
Religioso
Informações
Fonte
web-site
Religioso
Informações
Fonte
web-site

Nossa lista de 2300 Assuntos Religiosos
E-mail
Embora a igreja prosperou em Nauvoo, ele enfrentou momentos difíceis. Vizinhos se ressentiu mórmons "votação em bloco e tornou-se furioso quando surgiram rumores de que Smith tinha secretamente introduzido poligamia em mormonismo. Sentimentos pico em 27 de junho de 1844, quando um grupo armado assassinou Smith, que havia sido preso em Carthage, Illinois. Brigham Young, o chefe do Conselho da Igreja dos Doze Apóstolos, foi eleito líder da igreja em uma conferência especial em 8 de agosto de 1844. Em 1846, ele organizou e dirigiu a marcha épica de Nauvoo através das planícies e montanhas para a Bacia do Salgado.

Em Utah, a igreja continuou a crescer, mas foi contestada pelo governo dos EUA por causa do reconhecimento da poligamia como um princípio Mórmon. Uma guerra quase desenvolvidos, mas os líderes mórmons decidiu comprometer somente após combates esporádicos. Em 1862 e 1882, o Congresso aprovou leis antibigamy, e em 1879 a Suprema Corte decidiu que a liberdade religiosa não pode ser alegado como motivo para a prática da poligamia. Em 1890, os mórmons terminou oficialmente a prática do casamento plural.

Nem todo mundo apoiou a eleição de Young como líder da igreja. A oposição se retiraram para formar outras igrejas mórmons, o maior dos quais (com uma adesão de 225.000) é a Igreja Reorganizada de Jesus Cristo dos Últimos - Saints dia, com sede em Independence, Missouri A Igreja Reorganizada sustenta que por direito pertence a liderança os descendentes diretos de Joseph Smith.

Organização e Crenças

A 3 - Presidência o primeiro membro e um 12 - Conselho homem dos Apóstolos constituem a grande política - fazendo corpo do Utah - igreja baseado. Dois Quóruns dos Setenta e um Bispado Presidente são as outras autoridades gerais que fornecem diretrizes para as unidades locais. Conferências gerais são realizadas semestralmente, em Salt Lake City, e periodicamente conferências regionais em outras áreas. Liderança local e regional é fornecido pelo clero leigos não pagos.

Mórmons usam a Bíblia, o Livro de Mórmon, e dois outros livros de revelações a Joseph Smith - Doutrina e Convênios e Pérola de Grande Valor -. Que suas escrituras padrão Assim, eles compartilham a maioria das crenças do cristianismo tradicional, mas com algumas modificações. Os Mórmons acreditam que Deus continua a revelar a sua palavra a pessoas que a procuram para seu próprio benefício, para os líderes de unidades locais para a sua própria competência, e ao Presidente -. profeta para a Igreja como um todo Em 1978, por exemplo, da igreja mórmon As autoridades anunciaram que tinham sido instruídos por revelação para derrubar política anterior da Igreja de excluir os negros do sacerdócio.

A igreja batiza por imersão na idade de oito ou mais Vicarious batismo para aqueles que morreram e casamento para a eternidade são duas práticas distintas mórmons últimos -.. Santos dos Últimos Dias acreditam no progresso eterno dos seres humanos de um estado espiritual de mortalidade e, em seguida, a vida após a morte onde os indivíduos ressuscitados receberão a sua recompensa. A igreja dá grande ênfase à pesquisa genealógica para que os membros podem sofrer ritos batismais em nome de seus antepassados.

Os membros da Igreja pagar um dízimo para apoiar as atividades da igreja numerosos e construção civil e trabalho em fazendas de bem-estar ou outros projetos para a produção de itens para os pobres. Membros locais operar o programa completo em cada congregação, incluindo individuais reuniões semanais para homens, mulheres, crianças e jovens, e duas reuniões - Escola Dominical e Sacramento - para o corpo inteiro da igreja. Mais de 37 mil (1989) homens e mulheres jovens dedicar dois anos de suas vidas como missionários. A igreja dá grande ênfase à solidariedade familiar, que é incentivada através de uma noite familiar semanal de instrução religiosa e entretenimento. Sua forte oposição à Emenda dos Direitos Iguais é baseada em sua crença de que os efeitos se provar prejudicial para a vida familiar.

Ronald G Watt

Bibliografia
JB Allen e GM Leonard, The Story of O último - Santos dos Últimos Dias (1976); LJ Arrington e D Bitton, A Experiência Mórmon (1979); D Bitton e M Beecher, eds, novas visões de Mórmon História (1987); kJ. Hansen, o mormonismo ea American Experience (1981); J Shipps, Mormonism: A história de uma nova tradição religiosa (1984).


Mormonismo - Santos dos Últimos Dias

Informações Avançadas

Os mórmons, como são geralmente conhecidos, representam uma das mais bem sucedidas dos novos movimentos religiosos do século XIX. Hoje, eles são divididos em dois grupos principais, a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos - Saints dia, organizados a partir de Salt Lake City, Utah, e da Igreja Reorganizada de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos - Saints dia, baseadas em Independence, Missouri. Além destes grupos principais de um certo número de pequenos "fundamentalistas" grupos existem. Hoje (1988), a igreja de Utah afirma mais de 3 milhões de membros, enquanto a Igreja Reorganizada reivindica cerca de 600.000 adeptos.

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos - Saints dia foi organizada pela primeira vez em 6 de abril de 1830, em Fayette, Nova York, por Joseph Smith. Logo após a sua formação os seus membros se mudou para Kirtland, Ohio, e em seguida, Jackson County, Missouri, como resultado da intensa oposição que encontraram. Eles finalmente se estabeleceu em um lugar que chamavam Nauvoo sobre o rio Mississipi, em Illinois. Aqui eles prosperou e construiu uma cidade próspera.

Em 12 de julho de 1843, Smith recebeu uma revelação que permite a poligamia, o que causou quatro convertidos desiludidos para fundar um anti - jornal Mórmon. Smith foi denunciado em 7 de junho de 1844, neste documento, o Nauvoo Expositor, em sua única publicação. Por que os irmãos de Smith incendiaram o escritório do jornal. Como resultado Joseph Smith e seu irmão Hyrum foram colocados na cadeia de Carthage, onde em 27 de junho de 1844, eles foram brutalmente assassinados quando uma multidão invadiu a cadeia.

Após o assassinato de Joseph Smith a maioria dos mórmons aceitou a liderança de Brigham Young. Uma minoria se reuniram em torno esposa legal de José e família para formar a Igreja Reorganizada. Sob a liderança do jovem os mórmons deixaram Nauvoo em 1847 e viajaram para o oeste para Utah. Aqui há mais de 30 anos Brigham Young governou a Igreja Mórmon e lançou as bases de sua força atual.

O mormonismo tem uma base dupla. O primeiro é a afirmação de Joseph Smith ter recebido placas de ouro sobre a qual as escrituras antigas, alegadamente, ter sido escrito. Smith afirmou ter traduzido essas placas e posteriormente publicou em 1830 como O Livro de Mórmon. O segundo fundamento é a alegação de Smith para ter tido um encontro com Jesus Cristo vivo e, posteriormente, para receber contínuas revelações de Deus. A substância dessas revelações contínuas pode ser encontrada na publicação Mórmon Doutrina e Convênios, enquanto uma conta do encontro de Joseph Smith com Jesus e a descoberta do Livro de Mórmon é encontrada na Pérola de Grande Valor. A Pérola de Grande também contém o texto de dois papiros egípcios que Joseph Smith afirmou ter traduzido mais sua tradução de certas partes da Bíblia. Juntos O Livro de Mórmon, Doutrina e Convênios e A Pérola de Grande Valor forma a base da o mórmon revelação contínua. Desde a morte de Smith estas revelações foram complementadas por que a igreja afirma ser mais revelações dadas a seus líderes.

O Livro de Mórmon é um fio de aventura bastante simples escrito no estilo de história bíblica. A história diz respeito a duas civilizações antigas localizadas no continente americano. A primeira foi fundada por refugiados da Torre de Babel. Essas pessoas cruzaram a Europa e emigrou para a costa leste da América Central. Os fundadores da segunda civilização emigrou de Jerusalém por volta de 600 aC. Este grupo é dito que cruzou o Oceano Pacífico em barcos arklike. Após sua chegada na América estes dois grupos diz ter fundado as grandes civilizações. A primeira civilização era conhecida como a dos jareditas. Este foi totalmente destruído como resultado de sua corrupção. O segundo grupo eram judeus justos, sob a liderança de um homem chamado Néfi. Inicialmente grupo de Néfi prosperou e construiu grandes cidades. Mas, como seus antepassados ​​na Palestina, apostatou muitos e deixou de adorar o Deus verdadeiro. Como resultado de sua civilização foi flagelado por guerras civis e, eventualmente, se destruiu.

Os descendentes dos apóstatas permaneceu no continente norte-americano como índios. Em O Livro de Mórmon os índios são conhecidos como os lamanitas que, como resultado da apostasia, recebeu a maldição de uma pele escura.

O Livro de Mórmon afirma que Cristo visitou os Estados Unidos depois de sua ressurreição e revelou-se aos nefitas, a quem ele pregou o evangelho e para quem ele fundou uma igreja. Os nefitas foram eventualmente destruídos pelos lamanitas em uma grande batalha perto de Palmyra, Nova York, por volta do ano 428. Quase 1.400 anos mais tarde, de acordo com afirmações mórmons, Joseph Smith tinha revelado a ele o registro dessas civilizações na forma de "reformado hieróglifos egípcios" escrito em placas de ouro. Com a ajuda de óculos sobrenaturais, conhecidos como o Urim e Tumim, ele traduziu o idioma desconhecido para Inglês e tornou-se o Livro de Mórmon. De acordo com as Regras de Fé da Igreja Mórmon e para a teologia do Livro de Mórmon, o mormonismo é essencialmente cristão.

Estes pontos de vista atuais que são semelhantes aos de muitas outras igrejas cristãs, mas essa semelhança é enganosa. A teologia Mórmon não é baseado em seus artigos declarados de Fé ou os ensinamentos de O Livro de Mórmon. Ao contrário, a essência da teologia Mórmon vem das contínuas revelações recebidas por Joseph Smith e mais tarde os líderes mórmons.

O mormonismo ensina que Deus Pai tem um corpo e destino do homem é evoluir para divindade. Este ensinamento é resumida na Mórmon dito popular: "Como o homem é, Deus já foi: como Deus é, o homem pode se tornar." Esta crença inclui a noção de almas preexistentes que ganhar um corpo na terra e tornar-se humano, como parte do experiência de estágio que determina a sua existência futura celeste. Contrário aos ensinamentos da rebelião do homem contra Deus Bíblia, conhecida na teologia cristã como a queda, é considerado necessário. A teologia Mórmon ensina que, se Adão não tivesse comido o fruto proibido, ele nunca teve filhos. Portanto, para propagar a corrida e cumprir o seu destino celeste Adão teve de desobedecer a Deus. Assim, em um sentido muito real, é a queda do homem que salvou o homem. Esta doutrina é construído em uma perspectiva evolutiva de progressão eterna que reflete o pensamento popular e especulação científica na época de Joseph Smith.

De acordo com a idéia de um estado probatório a doutrina da justificação pela fé é rejeitada na teologia mórmon em favor da salvação por obras como a base de determinar o modo de futuro uma de existência. A finalidade da expiação de Cristo é, então, diz-se que a garantia de que os seres humanos serão ressuscitado dentre os mortos. Na ressurreição, no entanto, os seres humanos, será atribuído um lugar em um dos três reinos celestiais, de acordo com a vida que viveram na Terra.

A Igreja Mórmon afirma que é a única igreja verdadeira, porque seus líderes continuam a receber a revelação de Deus. Além disso, alega possuir os poderes do sacerdócio de Arão e Melquisedeque em que seus membros masculinos são esperados para ser iniciado.

Como uma organização social da Igreja Mórmon exibe muitas qualidades admiráveis. Promove programas sociais abrangentes para os membros, opera uma grande organização missionária e educativa, e promove a vida familiar. Mórmons são esperados para participar no que é conhecido como "o trabalho do templo." Isso envolve o batismo proxy para antepassados ​​falecidos e "casamento celestial". Os Mórmons acreditam que, além de casamentos temporais membros da igreja pode ser selado para suas famílias "para o tempo ea eternidade" através de um processo conhecido como casamento celestial.

Durante os anos 1960 a comunidade Mórmon foi incomodado por sua negação do sacerdócio aos negros. No entanto, em 1978, o presidente da Igreja, declarou que tinha recebido uma nova revelação que admitiu negros para o sacerdócio. Hoje uma das questões mais problemáticas no seio da Igreja Mórmon é o lugar das mulheres, que também são excluídos do sacerdócio. Além desses problemas sociais uma série de desafios históricos abalaram Mórmon vida intelectual das últimas duas décadas. Estes incluem questões sérias sobre a tradução do Livro de Abraão e A Pérola de Grande e sobre Joseph Smith, visões e reivindicações históricas.

Grande parte das críticas veio de ex-mórmons desiludidos com o que eles vêem como a recusa da hierarquia da Igreja para enfrentar questionamento sério. Entre as mais importantes ex-mórmons críticos são Fawn Brodie, cuja biografia de Joseph Smith, No Man Knows My History, compromete seriamente histórias oficiais mórmons, e Gerald e Sandra Tanner, cujo Moderno Empresa Microfilme produziu inúmeros documentos contestando a versão oficial do início Mórmon história eo desenvolvimento da doutrina Mórmon. Dentro da Igreja Mórmon um vigoroso debate tem sido conduzido em revistas como Diálogo e Sunstone. O rigor com que jovens estudiosos mórmons têm abordado o estudo de sua própria história nessas revistas é indicação clara do poder do mormonismo para sobreviver crítica sustentada.

Apesar de jovens missionários mórmons podem muitas vezes apresentar o mormonismo como uma forma ligeiramente modificada americano do cristianismo, esta abordagem faz pouca justiça a qualquer teologia Mórmon ou da tradição cristã. Como o mormonismo novo movimento religioso representa uma síntese dinâmica que combina o revivalismo de fronteira, a experiência religiosa intensa, e populares filosofias evolutivas com um respeito pela ética de Jesus e cristã. Esta combinação de crenças tem forte atração para muitas pessoas sem instrução ou desinteressados ​​na história cristã e da teologia.

Eu Hexham
(Elwell Evangélica Dicionário)

Bibliografia
T O'Dea, os Mórmons, GE Talmage, Um Estudo dos Artigos de Fé; G / S Tanner, Mormonism: Shadow or Reality.


Assim, durante a vida de Jesus, e por séculos depois, o calendário só que estava em uso geral ainda era o romano AUC calendário, onde Jesus foi aparentemente Nascido em 750 AUC (do ano 750 de existência do Império Romano). Nos últimos tempos, foi determinado que o Exiguus Monk estava perto em seu cálculo de então sendo 525 dC, mas é agora quase universalmente acreditavam que ele era cerca de quatro anos fora do. Recebendo o nascimento real de Jesus no ano correto O ponto é que não há ninguém no mundo que sequer sabe o ano exato em que Jesus nasceu, e há certamente não era qualquer calendário que foi baseado nessa data, mesmo no momento em que as placas foram supostamente criadas em torno de 420 dC. Comunicação entre América e do Oriente Médio, possivelmente, não existe, portanto, qualquer notícia real do nascimento de Jesus não poderia ter sido passado através dos muitos milhares de oceanos.

Assim, por 20 anos, sempre pediu a todos os mórmons que se aproximou de mim para me ajudar a compreender como muitas referências do calendário de destaque no Livro de Mórmon pode ser verdade. Eles parecem referir-se a um calendário que ainda não tinha sido inventado! Quer ou não as pessoas nos Estados Unidos poderia ter de alguma forma chegado notícia do nascimento de Jesus é uma questão diferente, que parece tão impossível. Tudo o que foi solicitado um esclarecimento sobre como esse calendário pode ser possível, porque ele não foram esclarecidas, eu não ver como é possível acreditar em qualquer dessas centenas de referências de data no Livro de Mórmon como sendo credível. Em todos os textos religiosos, é sempre alegou que tudo incluído é exatamente verdade e precisamente. Que é assumido verdadeiro na Igreja Mórmon. No entanto, alguns mórmons me corrigiu sobre isso, dizendo que geralmente é correto, mas que as declarações incorretas existem na fé mórmon! Eles citam como Mórmon 8:12 pedindo que não o livro ser condenado devido a suas imperfeições! Eu acho essa afirmação surpreendente, para ser admitindo que o texto básico de uma grande religião pode não ser precisamente correto! Mas isso é uma questão diferente.

Então, se essas centenas de datas muito importantes não são verdadeiras, e de fato, necessariamente, fabricado em algum momento depois de 525 dC (quando esse calendário realmente existiu), então, que parece lançar dúvidas sobre todas as outras declarações no Livro de Mórmon.

Note-se a possibilidade oposta. Dizer que, mesmo que o resto do mundo não sabe a data precisa do nascimento de Jesus, que de alguma forma o Livro de Mórmon tem isso precisamente correta. O Livro de Mórmon contém um número significativo de eventos astronômicos e grandes eventos naturais, qualquer um dos quais pode ser determinada com precisão contra a evidência histórica moderna. Não que sugerem que o Livro de Mórmon pode, portanto, fornecer uma data precisa para o nascimento de Jesus, que de outra forma não disponível para qualquer pessoa na Terra? Esta possibilidade parece sugerir que estudo extremamente cuidadoso da historicidade do Livro de Mórmon pode ser extremamente importante e valioso.

No começo, eu não tinha conhecimento de que os primeiros líderes da Igreja Mórmon alterou muitas das declarações originais de Joseph Smith (incluindo o próprio Smith, em 1829 e 1830), antes de publicá-los em 1830. Se isso é o que tinha acontecido, quando os textos foram alterados para incluir agora datas em nosso sistema de calendário moderno, que pode ser uma possível explicação para este problema, mas que iria em seguida, enfatizar que os líderes da Igreja tinha intencionalmente alterada muitos dos textos originais de Joseph Smith antes da publicação. Aparentemente, cerca de 2.000 não-intencional mudou ocorreu como Oliver Cowdery copiou o manuscrito original (escrita das palavras orais de Smith) em um manuscrito da impressora, cerca de três erros dos copistas tais por página. Mas centenas de outras mudanças foram feitas intencionalmente entre esses dois manuscritos, muitos para corrigir fatos que tinham sido declarados errado e em outros erros que precisavam ser corrigidos. Algumas partes dos textos foram significativamente alterados novamente (principalmente por Smith), durante a década de 1830 e final (não por Smith) no início de 1840, onde, em seguida já nem acompanhado os textos anteriormente publicados. Se houvesse importância Divino nas palavras originais que Joseph Smith falou durante 1828 e 1829, onde Deus estava envolvido, por que foi mais tarde necessários para fazer correções tantos? Isso implica que eles entendem melhor do que Deus faz? Qualquer que seja a explicação para tais questões, parece-nos que os crentes da Igreja Mórmon merecem saber o que a verdade real é em tais coisas. São as datas que foram registradas nas placas de cerca de 420 dC, na verdade, referindo-se a um sistema de calendário que ainda não tinha sido inventado? Ou será que os líderes da Igreja Mórmon alterar os textos para fazer essas alterações nas primeiras décadas de sua Igreja?

Quando eu fiz essa pergunta calendário para os Mórmons, eu sempre fiz isso no espírito de tentar entender melhor as coisas, como eu faço em todos os campos de estudo. Mais do que isso, parece muito mais valioso para mim para os Mórmons sabem a resposta correta para essas questões do que se eu aprender alguma coisa ou não! A fim de que os seguidores de realmente ser capaz de confiar cada detalhe do que sua Igreja ensina-los, é importante ter uma compreensão desses tipos de coisas.

Eu não tinha idéia de que, quando os mórmons eu perguntei se a minha pergunta a qualquer professores Mórmon ou líderes, a sua Igreja tem essa atitude extremamente defensiva que sempre resultou em cada um deles sendo visto como perigoso para a sua Igreja, para simplesmente fazer tal uma pergunta, e que alguns deles foram mesmo excomungados. Isso certamente não era a minha intenção. Na verdade, eu ainda acho essa pergunta calendário precisando de uma explicação credível por algum estudioso Mórmon, a respeito de como um calendário sistema poderia ter sido tão consistentemente usado que ainda não existe na realidade. Mas agora eu entendo que não Mórmon ousaria perguntar a qualquer outro Mórmon essa questão, até mesmo para tentar responder a minha pergunta! Simplesmente perguntando sobre essa questão é considerada tão perigosa que totalmente o consulente deve ser removido da Igreja. Separado da minha pergunta, parece que a Igreja Mórmon excomungado mais de mil acadêmicos e outros líderes nas últimas duas décadas, como os estudos e os pensamentos têm sido considerados como destrutiva para as crenças muito específicas que sua Igreja insiste nunca pode ser questionado.

O CONSIDERAM web-site SEMPRE questiona tudo, em todas as religiões! Há centenas de aspectos do Cristianismo protestante que nós sentimos a necessidade de perseguir agressivamente sobre esclarecendo possíveis problemas. A nossa atitude é que o Senhor nos deu cada cérebros, e que Ele espera que cada um de nós usá-los para tentar entender essas coisas para fora! Temos total confiança de que o cristianismo pode resistir a qualquer exame, não importa o quão profunda, e que, no final, a nossa compreensão do Senhor será melhorada.

(Eu nunca mesmo já chegado a ser capaz de perguntar sobre algumas outras questões que há muito tempo me preocupou, como o relativamente analfabetos Joseph Smith sendo apenas cerca de 14 anos de idade, quando teve sua experiência de visitação, e apenas 17 anos de idade, quando ele aprendeu onde as placas foram (22 de setembro de 1823). Essas foram as duas experiências centrais em que sua Igreja inteira se baseia. isso é suficiente realmente sólida sobre a qual uma igreja enorme moderna poderia ser construída? Ou sobre o fato de que Joseph Smith escreveu bastante breve escrito à mão descrições desses dois eventos quando tinha cerca de 19 anos, mas, em seguida, apresentou descrições muito diferentes e muito mais abrangente quando tinha cerca de 21 em 1827, e diferente ainda em 1828-29 quando o texto foi sendo transcritos a ser publicado para o novo Igreja, essas descrições mais tarde como o Livro de Mórmon e da Pérola de Grande Valor. Ou sobre associação muito cedo Brigham Young turbulenta com várias outras Igrejas no início de sua vida antes que ele conheceu e começou a seguir Joseph Smith. Ou as muitas perguntas sobre por que o Igreja Mórmon optou por criar tal encobrimento uma agressiva por mais de 40 anos sobre o incidente em que um grupo de mórmons liderada por um dos filhos de Brigham Young (John D. Lee), atacado e seiged um vagão de trem da família Fancher (cristão) em 7 de setembro de 1857, os cerca de 160 encalhe pessoas da caravana por cinco dias antes de eles se renderam sob uma bandeira branca em 11 de setembro, altura em que os mórmons tomou todos os prisioneiros para Cedar City. martelos Os mórmons então utilizados e armas e facas para abate toda a Metodista e Presbiteriana cristãos, os homens primeiro, depois as mulheres e, em seguida, as crianças mais velhas, com exceção de um punhado de crianças muito pequenas. É certamente verdade que não são seguidores de todas as religiões aberrantes, evento que, em si pode não ter qualquer grande significado sobre a Igreja Mórmon. Mas a Igreja Mórmon foi enorme esforço para cobrir todos os aspectos das histórias a respeito dele, por 50 anos, e em certa medida, ainda hoje. A Igreja Mórmon finalmente admitiu, por volta de fevereiro 1907, que este Mountain Meadows Massacre ou Massacre Fancher, foi feito principalmente pelos mórmons. A Igreja Mórmon tem ainda construído um monumento no local do massacre. Minha pergunta sobre esse assunto todo foi por isso que a Igreja Mórmon liderança resistiu culpabilidade admitir para 50 anos , o que não parece tão sublime e admirável como a Igreja Mórmon geralmente se retrata. Uma explicação para o encobrimento parece em ordem, embora eu realmente não esperava acreditam nunca ter tal explicação.)

Mais um assunto que há muito tempo como me incomodou! Por volta de 1828, Joseph Smith declarou que as placas foram escrito em hieróglifos egípcios. Seu amigo e escriba de confiança primeiro, Martin Harris, tomou uma transcrição que Joseph Smith havia feito a partir de uma das placas, junto com parte do texto (traduzido) para Nova York, para alguns estudiosos lá. Os registros históricos dessas reuniões existir, externo à Igreja SUD.

A propósito, depois de voltar, Harris começou a trabalhar escriba regular com Smith, e as primeiras 116 páginas (cerca de 1/6 de todo o Livro de Mórmon texto) de transcrição foram concluídas por ele. Ele, então, pediu Smith para deixá-lo emprestado os 116 páginas para levar para sua esposa, que tinham dúvidas a respeito de porque ele foi embora muito. Embora longe, Martin, por incompetência ou negligência, teve as 116 páginas roubadas.

Essas primeiras 116 páginas do Livro de Mórmon nunca foram re-traduzido! Joseph Smith disse aos outros que ele foi instruído a não voltar a traduzi-los! Isso é uma enorme quantidade de informações importantes que está sempre em falta de estar disponível a qualquer mórmons, da ordem de 1/6 de todo o texto do Livro de Mórmon! (1 Néfi a Omni. Depois de todo o projeto de tradução foi feito, Smith traduziu as placas menores para fornecer um texto abreviado que substituiu o texto original dos desaparecidos 116 páginas. Eles são, portanto, acredita-se ser diferente e mais breve do que o que foi traduzido .) Eles estão sempre em falta a partir dos textos fundamentais da Igreja SUD! Acho que um cético pode perguntar por que as primeiras 116 páginas não teria sido re-traduzido, a fim de proporcionar um registro mais completo para mais tarde os mórmons a seguir. Afinal, os mórmons hoje têm de basear sua fé em apenas cerca de 5/6 de o conteúdo real das placas! A impressão que tive é que as primeiras 116 páginas não foram considerados importantes o suficiente para repetir o trabalho de recriá-los. Isso não parece realmente bizarro?

As placas foram suposto ter sido escrito por volta de 420 dC. Entrei em contato com mais de duas dezenas de especialistas em línguas antigas, e cada um deles disse que era ridículo. Cada um deles afirmou, essencialmente, os mesmos fatos, o egípcio REAL Hieroglyphics foi realmente apenas em uso principal antes de cerca de 1200 aC. Eles explicam a razão clara para essa afirmação. Hieróglifos eram um conjunto de palavras e de imagens em que eles tinham grandes limitações. Eles não foram capazes de ser frases ou linguagem real. Por volta de 1300 aC, várias línguas realmente escritos foram desenvolvidos, e que rapidamente assumiu, porque eles eram muito mais eficiente em expressar quase qualquer conceito. Hieróglifos egípcios evoluíram ao longo dos próximos cinco séculos, onde a língua que se tornou uma mistura de palavras e conceitos. Mas mesmo em 800 BC, havia muito pouco uso de Hieroglyphics no mundo. Verdadeiro, não evoluiu versões muito diferentes, como demótico egípcio, que, em seguida, continuou a evoluir para egípcia moderna, mas que foi realmente utilizado de grupos muito restritos, especificamente o governo do Egito, e que já era bastante diferente do original real hieróglifos . Egípcios comum ainda não têm a capacidade de ler e escrever em qualquer idioma. Hieróglifos também foi raramente usado, exceto em escultura símbolo mensagens em blocos de pedra. Quase universalmente, os registros escritos da época, depois de cerca de 1999 aC foram sempre escritos em uma das línguas mais estruturadas escritos.

Assim, portanto, a minha pergunta é a seguinte: por que as placas que foram criados cerca de 420 aC ser escrito em uma hieróglifos extremamente pesado e obsoleto Qualquer Deus saberia que havia centenas de outras disponíveis (existentes) línguas escritas que existiam cerca de 420 dC, que? teria exigido menos de 1/4, tal como muitos símbolos para expressar as histórias apresentadas! Na verdade, os especialistas em linguagem antigos foram também perguntou quantos símbolos hieroglíficos seriam obrigados a apresentar todo o Livro de Mórmon, e as respostas foram todas compatível a muitas centenas ou mesmo milhares de tais placas. Será que Deus realmente ter usado um sistema tão obsoleto e complicado para gravar registros importantes? Se cada placa de metal pesava apenas um quilo, e havia cerca de 2.000 placas tais necessárias para apresentar o Livro de Mórmon inteiro, isso significa que o bastante jovem Joseph Smith transportou mais de uma tonelada de casa Placas para tentar traduzi-los? Há apenas parece ser uma série de aspectos preocupantes para a questão da língua sobre as placas. Se há uma explicação lógica para estas questões, excelente, nós gostaríamos de apresentar a verdade precisão de mórmons tais que a sua fé pode ser mais forte!

Entrevistas com esposa de Smith (primeiro) e com os outros, décadas mais tarde, incluiu comentários sobre ter visto as placas, e sobre o processo de transcrição. Após poucas palavras, Smith teria pausa para que o transcritor pode ler de volta o que havia sido escrito, de tal forma que Smith poderia, então, corrigir eventuais erros ortográficos ou de outros copistas. Na verdade, cerca de 28% dos originais escritos à mão textos ainda existem, e que incluem um grande número de palavras cruzado e reescrito e outras correções. Esses detalhes parecem acrescentar credibilidade para a validade do processo de transcrição. Mais tarde, as ações sobre as partes de outros na Igreja Mórmon parecia degradar essa credibilidade, onde eles escolheram para re-escrever centenas de porções de palavras escritas à mão Smith em declarações que têm redacções totalmente diferentes e significados. Por que eles fizeram isso? Por que não podiam ter deixado bem sozinho e simplesmente aceitar o texto, tal como previsto por Joseph Smith? Uma resposta é que, por vezes, Smith demonstrou sua analfabetismo perto de fazer declarações que são claramente contraditórias a fatos históricos e geológicos. Aparentemente, eles sentiram a necessidade de alterar a redacção de Smith para fazer tais correções. Mas eles também optou por deixar de fora páginas inteiras e conjuntos de páginas de textos de Smith, e para inserir inteiramente novas páginas que eles aparentemente compostos por conta própria, que não tinham nenhuma conexão a qualquer Placas. Por que eles fariam isso?

Temos tido conhecimento de que a Igreja Reorganizada em Missouri teve um conjunto de imagens microfichas das transcrições escritas à mão de Joseph Smith (Manuscrito da impressora) e seus transcritores de 1828 e 1829. Então, há muito tempo existe evidência sólida de que os líderes SUD havia alterado o texto da edição (1830), antes de o Livro de Mórmon.

Felizmente, um maravilhoso evento aconteceu em 2009. Um respeitado estudioso Mórmon, Royal Skousen, um professor da Universidade Brigham Young, passou cerca de 20 anos em estudar os originais desses documentos escritos à mão, e ele foi capaz de publicar um livro sobre os primeiros escritos. Ele documentou milhares de diferenças entre a primeira edição de 1830 publicou o Livro de Mórmon e as notas escritas à mão de 1828 e 1829. Cerca de 600 dessas correções / alterações nunca foram publicadas antes, e Skousen diz que cerca de 250 dessas mudanças causar mudanças reais no sentido do texto! Este novo livro parece ser um avanço incrível na compreensão acadêmica de base para a Igreja SUD e fé. Bravo!

Para o registro, nós temos uma grande admiração por inúmeras coisas que a moderna Igreja Mórmon tem realizado. A ética, princípios e moral ensinada parece ser excelente! O trabalho missionário e da generosidade impressionante chamar quase todas as outras Igrejas para envergonhar de comparação! Então, nós realmente quer encontrar explicações lógicas para estas questões que vemos como preocupante. Tal como acontece com todas as outras Igrejas, há aspectos que são admiráveis ​​e outros aspectos que são terríveis, já que todas as Igrejas são operados por seres humanos falíveis. Cada uma de nossas Igrejas devem ter a responsabilidade de tentar tornar a Igreja melhor que podemos ser! Nós simplesmente queremos tentar encorajar a Igreja Mórmon para examinar estas questões, a fim de que os mórmons poderiam melhor manter sua cabeça erguida quando os críticos tentam dizer coisas negativas.

Eu acredito que os resultados da minha pesquisa sobre essas coisas tem proporcionado um bem para a Igreja Mórmon! Algo que nenhum Mórmon poderia proporcionar-lhes! Parece ser uma prova absoluta da validade do Livro de Mórmon (na sua redacção original). Considere que foi educado como um físico nuclear, e não como um teólogo. Acontece que a cada dia está cheio calço de Análises Estatísticas de cada pequeno detalhe em Física. Assim, uma característica exclusiva do Livro de Mórmon me pareceu interessante! Considere que, durante três meses no início de 1829, de abril a junho, quando Joseph Smith foi, então, apenas 23 anos de idade, e relativamente ignorante, ele oralmente falou todas as palavras de um livro que é agora de cerca de 750 páginas. Ele falou 3500-4000 palavras todos os dias, e teve o escriba repetir a palavra e ortografia para confirmar que ele foi gravado corretamente, e ele corrigiu erros ortográficos e tal. Mas desde que esta foi uma apresentação oral que foi escrito, não havia praticamente nenhuma pontuação ou capitalização, em qualquer! Muitos anos mais tarde, a impressora chefe disse que ele tem o texto em um formulário onde ele foi, essencialmente, uma única frase longa para o livro inteiro!

Por que isso é importante? Se você já leu o Livro de Mórmon, você sabe que ele é um livro complexo, onde dezenas de pessoas e lugares são regularmente mencionado, durante um período histórico de mais de mil anos. Para um homem muito mal educado jovem para ter sido capaz de falar cada uma dessas palavras só vez, e não HISTÓRIAS obtidos ou pessoas ou lugares misturado, é verdadeiramente surpreendente! Autores ainda muito educados muitas vezes fazem asneiras ao se referir a uma pessoa ou lugar que é fisicamente impossível, mas Joseph Smith não fez um único! Mesmo sem ter que manter qualquer enredo observa útil! Esses autores instruídas têm acesso a enormes bibliotecas para que possam confirmar que Abraham Lincoln nasceu depois que George Washington tinha morrido, por isso, se o livro do autor continha uma história de uma conversa entre os dois, a conversa nunca poderia ter ocorrido! E todas as muitas pessoas mencionadas no Livro de Mórmon, de diferentes séculos e de vários grupos de pessoas diferentes, todos eram de alguma forma mantidos em linha reta por Joseph Smith! Eu fiz uma análise estatística de que um grande número de loci possíveis de erro, e mesmo que Joseph Smith tinha tomado muitos anos para metodicamente verificar através de seu texto mais e mais, a falta de tais falhas é realmente surpreendente! E o fato de que Smith falou cada palavra apenas uma vez, em seqüência, e com uma rapidez impressionante, nem permitir qualquer espaço para mais tarde corrigir nomes.

(Ele fez algumas declarações que contradizem fatos conhecidos, e eles foram corrigidos mais tarde, mas o ponto específico que eu estou fazendo aqui é que as histórias múltiplas e inter-tecidos são mantidos juntos muito bem para qualquer ser humano ter sido capaz de ter feito ele!)

Isto parece implicar que o Senhor deve ter fornecido as palavras para ele, para não ter erros grosseiros de lógica em todos os lugares! Parte deste raciocínio está centrada no fato de que Joseph Smith foi relativamente sem instrução, onde uma pessoa simplesmente não têm ou as habilidades ou o acesso a métodos de manter tantas histórias cada estritamente correcta e independente.

Eu tenho um pensamento pessoal para adicionar aqui. Os comentários posteriores de pessoas que estavam presentes parecia deixar claro que Smith RARAMENTE sequer olhou para qualquer uma das placas, e eles estavam geralmente cobertas por um pano. Mas, em qualquer processo tradicional de tradução, cada símbolo e cada palavra normalmente leva vários minutos para descodificar. Em vez disso, Smith sempre colocou seu chapéu sobre uma mesa e baixou o rosto para ele, e falou as palavras de lá. Observe um fato importante, que parece não ter sido reconhecido em outros lugares. Smith geralmente só exigiu um escriba para trabalhar cerca de oito horas por dia. Que é cerca de 29.000 segundos. Incluindo o tempo para ouvir de volta a cópia transcrita eo tempo para corrigir grafias, que procedeu ao redor 3500 e as 4000 palavras todos os dias. Isso, então, representa uma média de apenas oito segundos por palavra para todo o processo! NÃO tradução tradicional pode proceder a essa taxa. Na verdade, só o tempo de examinar as placas teria severamente retardado esta taxa! Minuto após minuto, hora após hora, dia após dia, outra palavra transcrita a cada oito segundos!

Basicamente, eu vejo isso, e especialmente em combinação com a pureza incrível lógica das histórias muitos, como sendo uma prova impressionante de que as palavras que Joseph Smith escreveu durante aqueles meses certamente deve ter sido de enorme importância.

Há outra situação que prova isso ainda mais plenamente! Uma cópia escriba estava sendo gerado a cada dia em que a taxa prodigiosa. Mas, devido ao fato de que as primeiras 116 páginas do trabalho já havia sido perdido, Smith decidiu que os escribas (principalmente Cowdery) fazer uma cópia duplicada de todo o texto inteiro! O original, que foi escrito à mão diretamente da voz de Smith, é às vezes chamado de original. A cópia era para ser uma cópia exata do original, a ser dado para a impressora. Mas Cowdery fez uma série de erros dos copistas COMUM em fazer a segunda via, uma média de cerca de três erros por página. Isso significa que, de facto, simplesmente Cowdery era um ser humano médio de consciência, mas que o texto fornecido à impressora, por conseguinte, continha milhares de (menor) erros de cópia! Cowdery demonstrou que ele era humano, mas por comparação, Smith deu um texto oral que parece muito além de todas as habilidades humanas relacionadas à precisão. Em qualquer caso, tudo isso me leva a pensar que a presença das placas era quase irrelevante! Smith manteve o rosto na escuridão do seu chapéu hora após hora, dia após dia, sempre falando as palavras. Assim, parece credível que quaisquer questões analíticas sobre as placas, se eles tiveram o suficiente superfície total de apresentar todos os caracteres necessários, que língua eles poderiam ter sido, provavelmente são perguntas irrelevantes! Se Joseph Smith estava sendo dada as palavras para falar, diretamente, sem placas ou seerstone ou intérprete era mesmo necessário ou importante. Exceto, talvez, para fins de credibilidade!

No entanto, existem ainda alguns outros assuntos que existem. O Livro de Mórmon afirma que pelo menos três migrações diferente ocorreu a partir da área ao redor da Palestina. Tais viagens certamente levou muitos meses para ser concluída, e mais essas longas viagens marítimas incluiu muitos dos passageiros que morrem durante a viagem, especificamente de fome. Levando comida suficiente ao longo de uma viagem por mar 10.000 milhas do outro lado do mundo não é um processo simples. Mas o mais provável é que as três de tais migrações imensas poderia ter viajado para o mesmo destino, na América, num momento em que a América ainda era totalmente desconhecido. Para uma viagem de tal sucesso que tornaram incrivelmente longa distância, seria incrível. Por três migrações diferentes para ter ocorrido, em séculos diferentes, e ainda de alguma forma tudo acabou no mesmo destino, se estende verdadeiramente a credibilidade!

Em 1947, Thor Heyerdahl liderou um grupo de seis pessoas em uma viagem marítima de menos de metade da distância que (4.300 milhas ou 6900 km) em todo o sul do Oceano Pacífico, e até mesmo uma viagem que os levou para completar 101 dias. A viagem terminou em um acidente que destruiu sua jangada 45 metros de comprimento e os deixou presos em uma ilha desabitada, onde foram mais tarde resgatados. A tecnologia utilizada na construção do Kon Tiki foi muitos séculos mais avançado do que as capacidades de barco muito primitivas de construção que existiam em cada história extrema antigo (o tempo de Lot, na Bíblia, os jareditas) ou mesmo 600 aC, onde não há passeios de mar aberto foram ainda assim alguma vez feito. Mesmo hoje, com materiais de construção modernos, a possibilidade de construção de um barco a vela da Palestina para a América do Norte, cerca de 10.000 quilômetros, é quase impossível. Há muitas dificuldades lógicas em histórias de tais migrações múltiplas, e para o mesmo destino!

Há um outro assunto. O Livro de Mórmon indica claramente que nativo índios americanos são descendentes de supostamente as pessoas de que a primeira migração. A ciência moderna tem provado agora que é impossível. As amostras de DNA de índios americanos foram examinados e comparados com o DNA de pessoas em muitos lugares do Oriente Médio, e eles são extremamente diferentes! Atuais dados científicos indicam que o último horário possível era muitos milhares de anos antes de qualquer civilização humana ainda existia!

E mais uma que parece especialmente estranho para mim. O Livro de Mórmon se refere ao Mar Vermelho, como em um Neph1 02:05. Se Deus foi realmente fornecer as palavras de Smith a dizer, não parece provável que ele teria fornecido as palavras corretas? Isto é importante porque o nome real do que foi a Mar Mar REED e Mar Vermelho não. Foi também chamado de Mar Weeds, devido aos grandes números de plantas de cana na mesma. Não há nenhuma indicação de qualquer cor vermelho em qualquer parte dele, e de fato, nenhuma referência ao Mar Vermelho existiu até os mais recentes algumas centenas de anos e só em Inglês! Estudiosos geralmente reconhecem que o nome correto era Reed mar. Quando esse nome foi traduzido para o Inglês algumas centenas de anos atrás, ela aparentemente tem ouvido mal e chamou o Mar Vermelho, por pessoas que nunca tinha visto! Parece muito estranho que Joseph Smith teria falado o nome errado, que existe apenas por algumas centenas de anos e que, certamente, não existia em 420 AD ou em 600 aC! A Concordância de Strong da Bíblia tem a palavra O5488 cuwph, que tem uma cana definição, pressa planta de água, pois a palavra que agora aparece como 'Red' nas modernas Bíblias em inglês!

Eu percebo que não Físicos ver tais comentários como sendo nit-picky. Mas eles não são. Eles estão intimamente relacionados com a qualidade de lógica e precisão factual que está presente, e ver Físicos imensa importância em confirmar tais coisas.

Nota adicional do ACREDITAR Editor:

A liderança da Igreja Mórmon afirma abertura à educação e estudo, mas ao longo de muitas décadas, quando centenas de estudiosos mórmons têm direcionado suas pesquisas para a história Mórmon ou teologia, eles têm tudo rapidamente foi excomungado. Isto foi feito para os estudiosos, mesmo altamente respeitados e famosos mórmons. Eles explicam que ao afirmar que ninguém está autorizado a questionar ou desafiar a Igreja ou seus líderes, mesmo que tais comentários acontecer para ser verdade. Tais atitudes da liderança do Mórmon Igreja muito desencorajar exame profundo real de muitos assuntos importantes. Por este motivo, temos que sugerir a mórmons que eles não devem tentar estudar sua Igreja ou a sua fé tão completamente quanto ACREDITAR incentiva todos os outros para examinar suas próprias crenças e Igrejas e religiões.

Recebi pelo menos 2.000 e-mails de muitos mórmons ao longo dos anos. A maioria parece ser pessoas muito inteligentes e educados, mas eles têm tudo parecia incrivelmente totalmente desinformado sobre muitos bem estabelecidas fatos históricos sobre a sua própria Igreja! (Várias questões são brevemente mencionado vários parágrafos abaixo). Parece incrível que eles são tão educados, mas com esses enormes manchas brancas em seu conhecimento de sua própria Igreja. Em muitos casos, pareceu claro que eu provavelmente tinha um conhecimento mais profundo da Declaração de Fé Mórmon (na verdade, várias versões diferentes do mesmo) do que a maioria dos mórmons fazer. Caso não tenham sido os únicos a ser capaz de me educar sobre detalhes de suas crenças?

Parece que nós (acredito) pode ter acidentalmente causado dificuldades para um número de mórmons por causa da nossa atitude insaciável para a aprendizagem sobre todos os assuntos. Nós tínhamos trazido o que sentia eram questões válidas, como o seguinte. Na leitura extensiva no Livro de Mórmon, que tinha notado as muitas centenas de referências importantes do calendário de eventos de acordo com o Nascimento de Jesus. Os pratos são descritos como tendo sido criada em torno de 420 dC, após as muitas referências desse tipo. Por muitos anos, este pareceu muito confuso para nós. Acontece que não havia um calendário em qualquer lugar do mundo, que foi baseada em nascimento de Jesus até tal calendário foi estabelecido em que hoje chamamos de 525 dC por um monge, Dionísio Exiguus , que foi o primeiro a sugerir que os anos contados a partir do nascimento de Jesus. Ele realmente teve os próximos 500 anos antes que o calendário se tornou amplamente aceita.


Texto Modern real Publicação do Livro de Mórmon

O início do livro de Mórmon Segue

Informação Geral

O Livro de Mórmon

Outro Testamento de Jesus Cristo

Conta Escrito por
A Mão de Mórmon
em Placas
Tirado das Placas de Néfi

Portanto, é um resumo do registro do povo de Néfi e também dos lamanitas - Escrito aos lamanitas, que são um remanescente da casa de Israel, e também para judeus e gentios - Escrito por meio de mandamento, e também pelo espírito de profecia e de revelação - Escrito e selado e escondido para o Senhor, que não pode ser destruído - Para ser revelado pelo dom e poder de Deus para a sua interpretação - Selado pela mão de Morôni e escondeu-se ao Senhor, para nascer no devido tempo, por meio dos gentios - A interpretação pelo dom de Deus. Um resumo extraído do Livro de Éter, que é um registro do povo de Jarede, que foram espalhadas no momento que o Senhor confundiu a língua do povo, quando eles estavam construindo uma torre para chegar ao céu - que é mostrar aos remanescentes da casa de Israel as grandes coisas que o Senhor fez por seus pais, e para que possam conhecer os convênios do Senhor, que eles não estão banidos para sempre -

E também para convencer os judeus e os gentios de que Jesus é o Cristo, o Deus Eterno, que se manifesta a todas as nações - E agora, se há falhas, são erros dos homens; não condeneis portanto as coisas de Deus, que sejais achados imaculados no julgamento - assento de Cristo.

Traduzido por Joseph Smith, Jr.

Depoimento de Três Testemunhas

Seja conhecido a todas as nações, tribos, línguas e povos a quem esta obra chegar, que nós, pela graça de Deus, o Pai, e nosso Senhor Jesus Cristo, vimos as placas que contêm este registro, que é um registro do povo de Néfi e também dos lamanitas, seus irmãos, e também do povo de Jarede, que veio da torre da qual se tem falado. E sabemos também que foram traduzidas pelo dom e poder de Deus, por sua voz, tem anunciado que a nós; sabemos, portanto, uma garantia de que a obra é verdadeira. E também testificamos que vimos as gravações feitas nas placas, e eles têm se mostrado para nós pelo poder de Deus, e não do homem. E declaramos solenemente que um anjo de Deus desceu do céu, e ele trouxe e colocou diante de nossos olhos, que vimos e viu as placas e as gravações nelas e sabemos que é pela graça de Deus, o Pai, e nosso Senhor Jesus Cristo, que vimos e testifico que estas coisas são verdadeiras.

E é maravilhoso aos nossos olhos. No entanto, a voz do Senhor ordenou-nos que devemos ter registro dele; portanto, para ser obediente aos mandamentos de Deus, prestamos testemunho destas coisas. E sabemos que, se formos fiéis em Cristo, livraremos nossas vestes do sangue de todos os homens, e ser encontrado impecável antes do julgamento - assento de Cristo e habitaremos eternamente com ele nos céus. E honra seja ao Pai, e ao Filho e ao Espírito Santo, que é um Deus. Amen.

Oliver Cowdery
David Whitmer
Martin Harris

Depoimento de Oito Testemunhas

Seja conhecido a todas as nações, tribos, línguas e povos a quem esta obra chegar, que Joseph Smith Júnior, o tradutor deste trabalho, mostrou-nos as placas da qual se tem falado, que têm a aparência de ouro, e como muitas das folhas como o dito Smith traduziu fizemos lidar com as nossas mãos, e nós também vimos as gravações, as quais tem a aparência de obra antiga e de execução esmerada. E isto testemunhamos solenemente, que o dito Smith mostrou-nos, pois temos visto e levantou, e saber com certeza que o dito Smith possui as placas de que falamos. E damos nossos nomes para o mundo, para testemunhar ao mundo o que temos visto. E não mentir, Deus testemunho dela.

Christian Whitmer
Hiram Page
Jacob Whitmer
Joseph Smith, Sr.
Peter Whitmer, Jr.
Hyrum Smith
John Whitmer
Samuel Smith H

Testemunho do Profeta Joseph Smith

As próprias palavras do Profeta Joseph Smith sobre o surgimento do Livro de Mórmon são:

"Na noite de ... vinte e um de setembro (1823) ... Eu dirigi-me à oração e súplica a Deus Todo-Poderoso ...." Enquanto eu estava assim suplicando a Deus, descobri um luz surgindo em meu quarto, que continuou a aumentar até o quarto foi mais leve do que ao meio-dia, quando imediatamente um personagem apareceu na minha cabeceira, de pé no ar, pois seus pés não tocavam o chão. "Ele tinha uma túnica solta, da mais rara brancura Era uma brancura que além de qualquer coisa terrena que eu já tinha visto,.. Nem acredito que qualquer coisa terrena possa parecer tão extraordinariamente branca e brilhante Suas mãos estavam nus, e sua braços também, um pouco acima dos pulsos, por isso, também, eram seus pés nus, como as pernas, um pouco acima dos tornozelos A cabeça eo pescoço também estavam nus..

Eu poderia descobrir que ele não tinha outra roupa além dessa túnica, pois estava aberta, de modo que eu pudesse ver o peito. "Não somente sua túnica era muito branca, mas toda a sua pessoa era indescritivelmente gloriosa e seu semblante era verdadeiramente como um relâmpago. O quarto estava muito claro, mas não tão brilhante como ao redor de sua pessoa. Quando eu olhava para ele, eu estava com medo,., mas o medo logo desapareceu "Ele me chamou pelo nome, e disse-me que era um mensageiro enviado da presença de Deus para mim, e que seu nome era Morôni; que Deus tinha um trabalho para mim fazer, e que meu nome seria considerado bom e mau entre todas as nações, tribos e línguas, ou que deveria ser o bem eo mal falada entre todos os povos. "Ele disse que havia um livro depositado, escrito sobre placas de ouro, dando conta dos antigos habitantes deste continente, ea fonte de onde eles surgiram.

Ele também disse que a plenitude do evangelho eterno estava contida, como fora entregue pelo Salvador aos antigos habitantes; "Também, que havia duas pedras em arcos de prata - e essas pedras, presas a um peitoral, constituíam o que é chamado Urim e Tumim - depositadas com as placas, e da posse e uso dessas pedras era o que constituía Videntes em tempos antigos, e que Deus tinha preparado para o propósito de traduzir o livro.

"Mais uma vez, ele me disse, que quando eu recebesse as placas sobre as quais havia falado - para o tempo que elas deveriam ser obtidas ainda não foi cumprida - Eu não deveria mostrar a eles a qualquer pessoa, nem o peitoral com o Urim e Tumim; apenas para aqueles a quem eu deveria ser ordenado mostrá-los;., se eu o fizesse, ser destruído enquanto ele estava conversando comigo sobre as placas, a visão foi aberta à minha mente que eu poderia ver o lugar onde as placas foram depositados, e que de forma tão clara e nitidamente que reconheci o local quando o visitei. "Após esta comunicação, vi a luz do quarto começar a concentrar-se imediatamente em torno da pessoa de quem estava falando para mim, e continuou a fazer assim, até o quarto voltar à escuridão, exceto ao redor dele, quando imediatamente vi como se fosse um canal aberto até o céu, e ele ascendeu até desaparecer completamente, eo quarto foi deixado como era antes essa luz celestial tinha feito a sua aparição.

"Fiquei meditando sobre a singularidade da cena, grandemente maravilhado com o que tinha sido dito a mim pelo extraordinário mensageiro, quando, em meio a minha meditação, descobri subitamente que meu quarto começava novamente a ser iluminado, e em um instante, como se fosse, o mesmo mensageiro celestial outra vez ao lado de minha cama "Ele começou, e novamente relacionado as mesmas coisas que ele fizera em sua primeira visita, sem a menor variação,. que, tendo feito, ele me informou de grandes julgamentos que vem sobre a terra, com grandes desolações pela fome, espada e peste, e que esses dolorosos julgamentos recairiam sobre a Terra nesta geração. Tendo relacionado essas coisas, ele ascendeu como tinha feito antes. "Por esta altura, tão profundas eram as impressões feitas em minha mente, que o sono fugiu dos meus olhos, e eu deitado oprimido em espanto com o que havia visto e ouvido.

Mas qual não foi minha surpresa quando vi novamente o mesmo mensageiro ao lado de minha cama, e ouvi-lo ensaiar ou repetir mais uma vez para mim as mesmas coisas que antes, e também advertiu-me, dizendo-me que Satanás procuraria tentar-me (em conseqüência da pobreza da família de meu pai), para obter as placas com o propósito de ficar rico. Isso ele me proibiu, dizendo que eu não deveria ter qualquer outro objetivo em vista, ao receber as placas, mas para glorificar a Deus, e não deve ser influenciado por qualquer outro motivo que não o de construir o seu reino, caso contrário eu não poderia obtê-los. "Depois desta terceira visita ele ascendeu ao céu, como antes, e outra vez fiquei meditando sobre a estranheza do que acabara de acontecer; quase imediatamente após o mensageiro celestial ter ascendido pela terceira vez, o galo cantou, e eu achei que dia estava se aproximando, de modo que as entrevistas deviam ter durado toda aquela noite.

"Eu logo depois surgiu a partir de minha cama, e, como de costume, fui cuidar dos afazeres do dia, mas, ao tentar trabalhar como das outras vezes, eu encontrei minha força de tão exausto que me tornam inteiramente incapaz Meu pai,. que trabalhava junto comigo, descobri algo estar errado comigo, e me disse para ir para casa, comecei com a intenção de ir para a casa;., mas, ao tentar atravessar a cerca do campo onde estávamos, minha força inteiramente falhou comigo, e eu caí desamparado no chão, e por um tempo foi completamente inconsciente de qualquer coisa. "A primeira coisa que eu lembro é uma voz que me falava, me chamando pelo nome. Eu olhei para cima e vi o mesmo mensageiro acima de minha cabeça, cercado de luz como antes. Ele, então, novamente relacionado a mim tudo o que ele tinha me relacionado com a noite anterior e ordenou-me para ir para o meu pai e dizer-lhe a visão e os mandamentos que havia recebido. "Obedeci, voltei para o meu pai, no campo, e relatei-lhe todo o Ele respondeu-me que era de Deus, e me disse para ir e fazer o que o mensageiro ordenara..

Deixei o campo e fui para o local onde o mensageiro dissera estarem depositadas as placas, e, devido à nitidez da visão que eu tinha tido a respeito dela, eu sabia que o lugar no instante em que eu cheguei lá. "Próximo à vila de Manchester, Condado de Ontário, Nova York, existe uma colina de considerável tamanho, sendo o. Mais alta da vizinhança No lado oeste dessa colina, não muito distante do cume, sob uma pedra de considerável tamanho, estavam as placas, depositadas numa caixa de pedra. essa pedra era grossa e arredondada no meio, na parte superior, e mais finas no sentido dos bordos, de modo que a parte do meio era visível acima do solo, mas a borda em torno foi coberto com terra. "Tendo removido a terra, consegui uma alavanca, que eu tenho a sob a borda da pedra, e com um pequeno esforço levantou-se. Olhei e lá realmente vi as placas, o Urim e Tumim eo peitoral, como afirma o mensageiro.

A caixa na qual se encontravam era formada de pedras unidas por uma espécie de cimento. Na parte inferior da caixa foram colocadas duas pedras transversalmente da caixa, e em que estas pedras estavam as placas e as outras coisas com eles. "Eu fiz uma tentativa de tirá-los, mas foi proibido pelo mensageiro, e novamente foi informado de que o tempo para retirá-las, ainda não havia chegado, nem seria, até quatro anos a partir desse momento, mas ele me disse que eu deve chegar a esse lugar precisamente um ano a partir desse momento, e que lá ele se encontraria comigo, e que eu deveria continuar a fazê-lo até que o tempo deve vir de receber as placas. "Assim, como eu tinha sido ordenado, eu foi no final de cada ano, e em cada vez que eu encontrei o mesmo mensageiro, e recebeu instrução e inteligência dele em cada uma das entrevistas, respeitando o que o Senhor ia fazer, e como e de que maneira o Seu reino era a ser realizado nos últimos dias.

"Finalmente chegou a época de receber as placas, o Urim e Tumim eo peitoral. No dia vinte e dois de Setembro, 1827, tendo ido, como de costume, no final de mais um ano para o local onde foram depositados, o mesmo mensageiro celestial entregou-se a mim com essa acusação: Que eu deveria ser responsável por eles; que se eu deveria deixá-los ir de qualquer jeito, ou através de qualquer negligência da minha, eu deveria ser cortado, mas que se eu usaria todos os meus esforços para preservá-los, até que ele, o mensageiro, deve chamar para eles, eles devem ser protegidos. "Logo descobri o motivo de eu de tão severas para mantê-los seguros, e por que era que o mensageiro dissera que, quando eu tinha feito o que era necessário para a minha mão, ele viria buscá-los. Pois tão logo se soube que eu tinha, que os esforços mais vigorosos foram usados ​​para tirá-los de mim.

Cada estratagema que podia ser inventado foi recorreram a para essa finalidade. A perseguição tornou-se mais amarga e severa que antes e multidões estavam em alerta continuamente para tirá-los de mim, se possível. Mas pela sabedoria de Deus, eles continuaram seguros em minhas mãos, até que eu tinha feito por eles o que era necessário para a minha mão. Quando, de acordo com o regime, o mensageiro chamado por eles, entreguei-os a ele, e ele tem sob sua guarda até hoje, sendo o dia dois de maio de 1838 ".

Para a história completa, ver Joseph Smith - História, na Pérola de Grande Valor, e História de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos - Saints dia, volume 1, capítulos de 1 a 6.

O registro antigo, assim, trouxe da terra como a voz de um povo falando do pó, e traduzida em linguagem moderna pelo dom e poder de Deus como atestado por afirmação Divino, foi publicado pela primeira vez ao mundo no ano de 1830 como O Livro de Mórmon.

Uma breve explicação sobre o Livro de Mórmon

O Livro de Mórmon é um registro sagrado de povos da América antiga e foi gravado em lâminas de metal. Quatro tipos de placas de metal são de que fala o livro em si:

1 As Placas de Néfi, que eram de dois tipos:. As Placas Menores e as Placas Maiores. As primeiras eram mais particularmente dedicadas aos assuntos espirituais e ao ministério e ensinamentos dos profetas, enquanto o último foram ocupadas principalmente por uma história secular dos povos em questão (1 Néfi 9:2 - 4). Desde o tempo de Mosias, no entanto, as grandes placas também incluiu itens de grande importância espiritual.

2. Placas de Mórmon, que consistem em um resumo de Mórmon das placas maiores de Néfi, com diversos comentários. Estas placas também continha uma continuação da história escrita por Mórmon e adições feitas por seu filho Morôni.

3. Placas de éter, que apresentam um histórico de jareditas. Este registro foi resumido por Morôni, que inseriu comentários próprios e incorporou o registro com a história geral, sob o título "Livro de Éter". 4. Placas de Latão, trazido pelo povo de Leí de Jerusalém em 600 aC. Estes continham "os cinco livros de Moisés, ... e também um registro dos judeus, desde o início, ... até o começo do reinado de Zedequias, rei de Judá, e também as profecias dos santos profetas" ( Néfi 05:11 - 13). Muitas citações estas placas, citando Isaías e outros profetas bíblicos e não-bíblicos, aparecem no Livro de Mórmon. O Livro de Mórmon contém quinze partes ou divisões principais, conhecidas, com uma exceção, como livros, cada um designado pelo nome de seu autor principal. A primeira parte (os primeiros seis livros, terminando com a Omni) é uma tradução das Placas Menores de Néfi. Entre os livros de Omni e Mosias há uma inserção chamada As Palavras de Mórmon. Esta inserção liga o registro gravado nas Placas Menores ao resumo de Mórmon das placas maiores. A parte mais longa, de Mosias com Mórmon, capítulo 7, inclusive, é uma tradução do resumo de Mórmon das Placas Maiores de Néfi.

A parte final, a partir de Mórmon, capítulo 8, ao final do volume, foi gravada por filho de Mórmon Moroni, que, depois de terminar o registro da vida de seu pai, fez um resumo do registro jaredita (como o Livro de Éter) e posteriormente adicionou as partes conhecidas como Livro de Morôni. Em ou por volta do ano 421, Moroni, o último do profeta nefita - historiadores, selou o registro sagrado e ocultou-se para o Senhor, a ser trazido nos últimos dias, como previsto pela voz de Deus através de sua antiga profetas. Em 1823 dC, este mesmo Morôni, então um personagem ressurreto, visitou o Profeta Joseph Smith e, posteriormente, entregou as placas gravadas com ele.

Sobre esta edição: Alguns pequenos erros no texto foram perpetuados em edições anteriores do Livro de Mórmon. Esta edição contém correções que parecem apropriadas para trazer o material em conformidade com os manuscritos e edições iniciais pré-publicação editada pelo Profeta Joseph Smith.

O Primeiro Livro de Néfi

SEU GOVERNO E MINISTÉRIO

Uma conta de Leí e sua mulher Saria e seus quatro filhos, sendo chamado, (começar pelos mais velhos) Lamã, Lemuel, Sam e Néfi. O Senhor avisa a Leí que saíssem da terra de Jerusalém, porque ele profetiza à multidão acerca de sua iniqüidade e eles procuram destruir a sua vida. Ele apanha caminho de três dias para o deserto com sua família. Néfi toma seus irmãos e torna ao da terra de Jerusalém após o registro dos judeus. A conta de seus sofrimentos. Eles levam as filhas de Ismael para a esposa. Eles levam as suas famílias e partem para o deserto. Seus sofrimentos e aflições no deserto. O curso de suas viagens. Eles vêm para as águas grandes. Rebelde Néfi irmãos contra ele. Ele confunde-los, e reedificar um navio. Eles chamam o nome do lugar Generoso. Atravessam as grandes águas para a terra prometida, e assim por diante. Isso é de acordo com o relato de Néfi, ou em outras palavras, eu, Néfi, escrevi este registro.

Primeiro Livro de Néfi Capítulo 1

1 Néfi 1:1. Eu, Néfi, tendo nascido de bons pais, portanto, alguma instrução em todo o conhecimento de meu pai, e de ter visto muitas aflições no decurso de meus dias, no entanto, tendo sido altamente favorecido pelo Senhor em todos os meus dias; sim, havendo um grande conhecimento da bondade e dos mistérios de Deus, portanto, faço um registro de meus feitos em meus dias.

1 Néfi 1:2. Sim, faço um registro na língua do meu pai, que consiste no conhecimento dos judeus e na língua dos egípcios.

1 Néfi 1:3. E eu sei que o registro que faço é verdadeiro, e eu faço isso com minha própria mão, e faço-o de acordo com o meu conhecimento.

1 Néfi 1:4. Pois sucedeu que, no início do primeiro ano do reinado de Zedequias, rei de Judá, (meu pai, Leí, tendo habitava em Jerusalém, em todos os seus dias), e no mesmo ano, há muitos profetas profetizando as pessoas que se arrependam, ou a grande cidade de Jerusalém deve ser destruída.

1 Néfi 1:5. Pelo que aconteceu que meu pai, Leí, como ele saiu orou ao Senhor, sim, mesmo com todo o coração, em nome de seu povo.

1 Néfi 1:6. E aconteceu que, como ele orou ao Senhor, apareceu uma coluna de fogo e habitou sobre uma rocha diante dele, e ele viu e ouviu muito, e por causa das coisas que ele viu e ouviu ele tremeu e tremeu muito.

1 Néfi 1:7. E aconteceu que ele retornou para sua casa em Jerusalém, e lançou-se sobre a sua cama, sendo superado com o Espírito e as coisas que ele tinha visto.

1 Néfi 1:8. E, sendo assim, dominado pelo Espírito, ele foi levado em uma visão, mesmo que ele viu os céus abertos, e ele pensou que viu Deus sentado em seu trono, rodeado de inumeráveis ​​multidões de anjos na atitude de cantar e louvar a Deus .

1 Néfi 1:9. E aconteceu que ele viu Um que descia do meio do céu, e viu que seu brilho era maior que o sol ao meio-dia - dia.

1 Néfi 1:10. E ele também viu doze outros a segui-lo, e seu brilho excedia ao das estrelas no firmamento.

1 Néfi 1:11. E eles desceram e saíram sobre a face da terra, eo primeiro veio e ficou diante de meu pai, e deu-lhe um livro, e ordenou-lhe que ele deveria ler.

1 Néfi 1:12. E aconteceu que, enquanto lia, ele ficou cheio do Espírito do Senhor.

1 Néfi 1:13. E ele leu, dizendo: Ai, ai de Jerusalém, pois vi tuas abominações! Coisas sim, e muitas que meu pai ler acerca de Jerusalém - que deve ser destruído, e os seus habitantes, muitos morreriam pela espada, e muitos devem ser levados cativos para a Babilônia.

1 Néfi 1:14. E aconteceu que quando meu pai tinha lido e visto muitas coisas grandes e maravilhosas, ele fez exclamar muitas coisas ao Senhor, tais como: Grandes e admiráveis ​​são as tuas obras, ó Senhor Deus Todo Poderoso! O teu trono está no alto dos céus, e teu poder e bondade e misericórdia são sobre todos os habitantes da terra, e, porque não és misericordioso, tu queres sofrer aqueles que vêm a ti, que eles perecerão!

1 Néfi 1:15. E desta maneira era a língua do meu pai no louvando do seu Deus, porque a sua alma se regozijou, e todo o seu coração estava cheio, por causa das coisas que ele tinha visto, sim, que o Senhor tinha mostrado a ele.

1 Néfi 1:16. E agora eu, Néfi, não faço um relato completo das coisas que meu pai tem escrito, para que ele lhe escreveu muitas coisas que ele viu em visões e em sonhos, e ele também tem escrito muitas coisas que ele profetizou e falou a seus crianças, das quais eu não farão um relato completo.

1 Néfi 1:17. Mas vou fazer um relato dos meus feitos em meus dias. Eis que faço um resumo do registro de meu pai nas placas que fiz com minhas próprias mãos; então, depois de ter resumido o registro de meu pai, farei um relato de minha própria vida.

1 Néfi 1:18. Portanto, eu gostaria que vocês devem saber que, depois de o Senhor ter mostrado tantas coisas maravilhosas para o meu pai, Leí, sim, sobre a destruição de Jerusalém, eis que foram para o meio do povo, e começou a profetizar e declarar-lhes sobre as coisas que ele havia visto e ouvido.

1 Néfi 1:19. E aconteceu que os judeus que zombam dele por causa das coisas que ele testemunhou deles, pois ele realmente testemunhou de suas iniqüidades e abominações, e ele testemunhou que as coisas que ele viu e ouviu, e também as coisas que ele lido no livro, que se manifesta claramente sobre a vinda do Messias, e também a redenção do mundo.

1 Néfi 01:20. E quando os judeus ouviram essas coisas, ficaram zangados com ele, sim, como com os profetas antigos, que haviam lançado fora e apedrejado e morto, e que também procurava a sua morte, para que pudessem levá-la embora. Mas eis que eu, Néfi, vos mostrarei que as ternas misericórdias do Senhor estão sobre todos aqueles que ele escolheu, por causa de sua fé, para torná-los fortes com o poder de libertação.

Primeiro Livro de Néfi Capítulo 2

1 Néfi 2:1. Pois eis que aconteceu que o Senhor falou a meu pai, sim, em um sonho, e disse-lhe: Bendito Leí tu, por causa das coisas que tens feito, e porque foste fiel e declarou- este povo as coisas que te ordenei, eis que procuram tirar-te a vida.

1 Néfi 2:2. E aconteceu que o Senhor ordenou a meu pai, mesmo em um sonho, que ele deveria levar sua família e partem para o deserto.

1 Néfi 2:3. E aconteceu que ele foi obediente à palavra do Senhor, por isso ele fez como o Senhor lhe ordenara.

1 Néfi 2:4. E aconteceu que ele partiu para o deserto. E ele saiu de sua casa, ea terra de sua herança e seu ouro e sua prata e suas coisas preciosas, e não levou nada com ele, a não ser sua família e provisões e tendas, e partiu para o deserto.

1 Néfi 2:5. E ele desceu pelas fronteiras perto da costa do Mar Vermelho, e ele viajou no deserto, do lado mais próximo do Mar Vermelho, e ele viajou pelo deserto com sua família, que consistia em minha mãe, Saria, e meu irmãos mais velhos, que eram Lamã, Lemuel e Sam.

1 Néfi 2:6. E aconteceu que, quando ele viajou três dias no deserto, ele armou sua tenda em um vale ao lado de um rio de água.

1 Néfi 2:7. E aconteceu que ele construiu um altar de pedras, e fez uma oferta ao Senhor, e dando graças ao Senhor nosso Deus.

1 Néfi 2:8. E aconteceu que ele chamou o nome do rio, Lamã, e que desaguava no Mar Vermelho e do vale estava nas fronteiras perto da boca do mesmo.

1 Néfi 2:9. E quando o meu pai viu que as águas do rio desaguavam na fonte do Mar Vermelho, falou a Lamã, dizendo: O que tu poderias ser semelhante a este rio, continuamente correndo para a fonte de toda a justiça!

1 Néfi 2:10. E ele também falou a Lemuel: O que tu poderias ser semelhante a esta empresa vale, e firme, e imutável em guardar os mandamentos do Senhor!

1 Néfi 2:11. Agora, este falou por causa da obstinação de Lamã e Lemuel, porque eis que murmuravam em muitas coisas contra seu pai, porque ele era um homem visionário, e levou-os para fora da terra de Jerusalém, para deixar a terra de sua herança , e seu ouro e sua prata e suas coisas preciosas, para morrerem no deserto. E isto eles disseram que ele tinha feito por causa das imaginações tolas de seu coração.

1 Néfi 2:12. E assim Lamã e Lemuel, sendo o mais velho, murmuravam contra o pai. E murmuravam por desconhecerem os procedimentos daquele Deus que os criou.

1 Néfi 2:13. Nem eles acreditam que Jerusalém, a grande cidade, poderia ser destruído de acordo com as palavras dos profetas. E eles eram como aos judeus que estavam em Jerusalém, que procurou tirar a vida do meu pai.

1 Néfi 2:14. E aconteceu que meu pai falou-lhes no vale de Lemuel, com o poder, ser cheio do Espírito, até que seus quadros se abalar diante dele. E ele confundiu-os, que não se atreviam a absoluta contra ele, por isso, eles fizeram como ele lhes ordenara.

1 Néfi 2:15. E meu pai morava em uma barraca.

1 Néfi 2:16. E aconteceu que eu, Néfi, sendo muito jovem, no entanto, ser de grande estatura, e também com grande desejo de saber dos mistérios de Deus, portanto me clamou ao Senhor, e eis que ele me visitou, e fez amolecer o meu coração que eu acreditava que todas as palavras que haviam sido ditas por meu pai; portanto, não me rebelar contra ele, como meus irmãos.

1 Néfi 2:17. E falei a Sam, dando a conhecer-lhe as coisas que o Senhor tinha manifestado a mim pelo seu Espírito Santo. E aconteceu que ele acreditava nas minhas palavras.

1 Néfi 2:18. Mas, eis que Lamã e Lemuel não ouvir as minhas palavras, e sendo ofendido por causa da dureza de seus corações clamo ao Senhor por eles.

1 Néfi 2:19. E aconteceu que o Senhor me falou, dizendo: Bendito és tu, Néfi, por causa de tua fé, pois tu me procurou diligentemente, com humildade de coração.

1 Néfi 2:20. E na medida em que vos guardardes os meus mandamentos, sereis prosperar, e devem ser levados a uma terra de promissão, sim, uma terra que eu preparei para você, sim, uma terra escolhida acima de todas as outras terras.

1 Néfi 2:21. E se teus irmãos se rebelarem contra ti, serão cortados da presença do Senhor.

1 Néfi 2:22. E na medida em que tu guardardes os meus mandamentos, serás feito governante e um professor de teus irmãos.

1 Néfi 2:23. Pois eis que, no dia em que eles se rebelarem contra mim, eu vou amaldiçoá-los, mesmo com uma terrível maldição, e eles não têm nenhum poder sobre a tua semente, se não se rebelar contra mim também.

1 Néfi 2:24. E se acontecer que eles se rebelar contra mim, eles serão um castigo para teus descendentes, para fazê-los nos caminhos da lembrança.

Primeiro Livro de Néfi Capítulo 3

1 Néfi 3:1. E aconteceu que eu, Néfi, depois de falar com o Senhor, para a tenda de meu pai.

1 Néfi 3:2. E aconteceu que ele me falou, dizendo: Eis que sonhei um sonho, no qual o Senhor me ordenou que tu e os teus irmãos, deve voltar a Jerusalém.

1 Néfi 3:3. Pois eis que Labão possui o registro dos judeus e também uma genealogia de meus antepassados, e eles estão gravados em placas de latão.

1 Néfi 3:4. Por isso, o Senhor me ordenou que tu e teus irmãos fôsseis à casa de Labão buscar os registros, e trazê-los aqui para o deserto.

1 Néfi 3:5. E agora, eis que teus irmãos murmuram, dizendo que é uma coisa difícil que eu tenho exigido deles, mas eis que não exigia deles, mas é um mandamento do Senhor.

1 Néfi 3:6. Vai, portanto, meu filho, e tu serás abençoado pelo Senhor, porque tu não murmurou.

1 Néfi 3:7. E aconteceu que eu, Néfi, disse a meu pai: Eu irei e fazer as coisas que o Senhor ordenou, pois sei que o Senhor nunca dá ordens aos filhos dos homens sem antes preparar um caminho para que eles podem conseguir o que ele ordena-los.

1 Néfi 3:8. E aconteceu que quando meu pai ouviu estas palavras, ficou muito contente, pois ele sabia que eu tinha sido abençoado pelo Senhor.

1 Néfi 3:9. E eu, Néfi, e meus irmãos empreendemos a viagem pelo deserto com nossas tendas, para ir até a terra de Jerusalém.

1 Néfi 3:10. E aconteceu que, quando tinha subido à terra de Jerusalém, eu e meus irmãos se consultar um com o outro.

1 Néfi 3:11. E nós sortes - quem de nós deve ir em para a casa de Labão. E aconteceu que a sorte caiu sobre Lamã e Lamã foi à casa de Labão e falou com ele como ele estava sentado em sua casa.

1 Néfi 3:12. E pediu a Labão os registros que estavam gravados nas placas de latão, que continham a genealogia de meu pai.

1 Néfi 3:13. E eis que aconteceu que Labão se irou e expulsou-o de sua presença, e ele não queria que ele deve ter os registros. Portanto, disse-lhe: Eis que tu és um ladrão e vou matar-te.

1 Néfi 3:14. Mas Lamã, fugiu de sua presença e contou as coisas que Labão havia feito, para nós. E começamos a afligir, e meus irmãos estavam prestes a voltar para o meu pai no deserto.

1 Néfi 3:15. Mas eis que eu lhes disse: Vive o Senhor, e como nós vivemos, não vamos descer ao nosso pai no deserto até que tenhamos cumprido o que o Senhor nos ordenou.

1 Néfi 3:16. Portanto, sejamos fiéis aos mandamentos do Senhor, por isso vamos até a terra da herança de nosso pai, porque ele deixou ouro e prata e toda espécie de riquezas. E tudo isso ele fez por causa dos mandamentos do Senhor.

1 Néfi 3:17. Porque ele sabia que Jerusalém deve ser destruída, por causa da maldade das pessoas.

1 Néfi 3:18. Pois eis que eles rejeitaram as palavras dos profetas. Portanto, se meu pai permanecesse na terra depois de haver sido ordenado a fugir da terra, eis que pereceria também. Portanto, é necessário que fugisse da terra.

1 Néfi 3:19. E eis que é sábio para Deus que obtenhamos esses registros, para que preservemos para nossos filhos o idioma de nossos pais;

1 Néfi 3:20. E também para que possa preservar-lhes as palavras que foram proferidas pela boca de todos os santos profetas, que foram entregues a eles pelo Espírito e poder de Deus, desde que o mundo começou, até mesmo até o presente momento.

1 Néfi 3:21. E aconteceu que, depois desta forma de linguagem que eu convencer os meus irmãos, para que eles possam ser fiel aos mandamentos de Deus.

1 Néfi 3:22. E aconteceu que descemos à terra de nossa herança, e nós recolhemos nosso ouro e nossa prata e nossas coisas preciosas.

1 Néfi 3:23. E depois de havermos reunido essas coisas, subimos novamente à casa de Labão.

1 Néfi 3:24. E aconteceu que fomos em Labão, e pediram-lhe que daria para nós os registros que estavam gravados nas placas de latão, para que nós lhe daríamos nosso ouro e nossa prata, e todo o nosso precioso coisas.

1 Néfi 3:25. E aconteceu que quando Labão viu que nossos bens, e que era muito grande, ele fez a cobiçar-lo, de modo que ele empurrou-nos para fora, e enviou os seus servos para nos matar, que ele poderia obter a nossa propriedade.

1 Néfi 03:26. E aconteceu que fugimos dos servos de Labão e fomos obrigados a abandonar nossos bens, e caiu nas mãos de Labão.

1 Néfi 3:27. E aconteceu que fugimos para o deserto, e os servos de Labão não nos alcançaram, e nós escondemo-nos na cavidade de uma rocha.

1 Néfi 3:28. E aconteceu que Lamã estava com raiva de mim, e também com meu pai, e também Lemuel, porque deu ouvidos às palavras de Lamã. Portanto Lamã e Lemuel fez falar muitas palavras duras para conosco, seus irmãos mais novos, e açoitaram-nos com uma vara.

1 Néfi 03:29. E aconteceu que, enquanto nos açoitavam com uma vara, eis que um anjo do Senhor veio e ficou diante deles, e ele falou-lhes, dizendo: Por que estais ferir seu irmão mais novo com uma vara? Não sabeis que o Senhor escolheu para ser um governante sobre você, e isso por causa de suas iniqüidades? Eis que tornareis a subir a Jerusalém eo Senhor entregará Labão em suas mãos.

1 Néfi 3:30. E depois que o anjo havia falado para nós, ele partiu.

1 Néfi 3:31. E depois que o anjo partiu, Lamã e Lemuel começaram novamente a murmurar, dizendo: Como é possível que o Senhor entregue Labão em nossas mãos? Eis que ele é um homem poderoso, e pode comandar cinqüenta, sim, ele pode mesmo matar cinqüenta; então por que não nós?

Primeiro Livro de Néfi Capítulo 4

1 Néfi 4:1. E aconteceu que falei a meus irmãos, dizendo: Subamos novamente a Jerusalém e sejamos fiéis aos mandamentos do Senhor, pois eis que ele é mais forte do que toda a terra, então por que não mais poderoso do que Labão e seus cinqüenta, sim, ou mesmo suas dezenas de milhares?

1 Néfi 4:2. Portanto, vamos subir, sejamos fortes como Moisés, pois ele realmente falou às águas do Mar Vermelho e elas dividiram lá e para cá, e nossos pais vieram através, do cativeiro, em terra seca, e os exércitos de Faraó fez seguir e se afogaram nas águas do Mar Vermelho.

1 Néfi 4:3. Agora, eis que sabeis que isso é verdade, e sabeis também que um anjo vos falou, portanto podeis duvidar? Subamos, o Senhor é capaz de nos livrar, assim como nossos pais, e para destruir Labão, como os egípcios.

1 Néfi 4:4. Agora, quando eu disse estas palavras, ainda estavam irritados, e continuaram a murmurar, no entanto, seguiram-me até chegarmos às muralhas de Jerusalém.

1 Néfi 4:5. E foi por noite, e fiz com que eles se escondessem fora das muralhas. E depois de terem escondido, eu, Néfi, penetrou na cidade e saiu em direção à casa de Labão.

1 Néfi 4:6. E fui conduzido pelo Espírito, não sabendo de antemão o que deveria fazer.

1 Néfi 4:7. Não obstante, segui em frente e, chegando perto até a casa de Labão, vi um homem, e ele tinha caído no chão, diante de mim, pois estava bêbado de vinho.

1 Néfi 4:8. E quando eu vim com ele eu achei que era Labão.

1 Néfi 4:9. E vi a sua espada, e tirei-a da bainha, eo punho era de ouro puro, e sua execução foi muito boa, e eu vi que a lâmina era do mais precioso aço.

1 Néfi 4:10. E aconteceu que fui constrangido pelo Espírito que eu deveria matar Labão, mas eu disse no meu coração: Nunca, em tempo algum eu derramar o sangue do homem. E eu teria encolhido e que eu não poderia matá-lo.

1 Néfi 4:11. E o Espírito disse-me outra vez: Eis que o Senhor entregou-o em tuas mãos. Sim, e eu também sabia que ele tinha procurado para tirar minha própria vida, sim, e ele não quis dar ouvidos aos mandamentos do Senhor, e ele também tinha tirado nossa propriedade.

1 Néfi 4:12. E aconteceu que o Espírito me disse outra vez: Mata-o, porque o Senhor entregou em tuas mãos;

1 Néfi 4:13. Eis que o Senhor mata os ímpios para levar adiante seus propósitos justos. É melhor que pereça um homem do que uma nação degenere e pereça na incredulidade.

1 Néfi 4:14. E agora, quando eu, Néfi, ouvi estas palavras, lembrei-me das palavras do Senhor, que ele falou-me no deserto, dizendo que: Se a tua semente guardar os meus mandamentos, prosperar na terra da promessa.

1 Néfi 4:15. Sim, e eu também pensei que eles não podiam manter os mandamentos do Senhor, segundo a lei de Moisés, a menos que tivessem a lei.

1 Néfi 4:16. E eu também sabia que a lei estava gravada nas placas de latão.

1 Néfi 4:17. E novamente, eu sabia que o Senhor havia entregado Labão em minhas mãos por esta causa - que eu pudesse obter os registros de acordo com os seus mandamentos.

1 Néfi 4:18. Por isso eu fiz obedecer à voz do Espírito, e tomou Labão pelos cabelos da cabeça, e cortei-lhe a cabeça com sua própria espada.

1 Néfi 4:19. E depois que eu tinha cortado a cabeça com sua própria espada, tirei-lhe as vestimentas e colocá-los em cima de meu próprio corpo, sim, cada uma delas, e eu cingi em sua armadura sobre os meus lombos.

1 Néfi 4:20. E depois que eu tivesse feito isso, eu me dirigia para o tesouro de Labão. E enquanto eu me dirigia para o tesouro de Labão, eis que vi o servo de Labão que guardava as chaves do tesouro. E eu lhe ordenara na voz de Labão, que ele deveria ir comigo para a tesouraria.

1 Néfi 4:21. E ele supôs que eu fosse seu amo Labão, porque viu as vestimentas e também a espada sobre os meus lombos.

1 Néfi 4:22. E ele falou-me a respeito dos anciãos dos judeus, ele sabia que seu amo, Labão, havia estado com eles durante a noite.

1 Néfi 4:23. E eu falei-lhe como se fora Labão.

1 Néfi 4:24. E eu disse-lhe também que eu levaria as gravações que estavam nas placas de latão a meus irmãos mais velhos, que estavam fora das paredes.

1 Néfi 4:25. E também ordenei-lhe que ele deveria seguir-me.

1 Néfi 4:26. E ele, supondo que eu falava dos irmãos da igreja e que eu verdadeiramente fosse Labão a quem eu havia matado, por isso ele me seguiu.

1 Néfi 4:27. E ele me falou muitas vezes sobre os anciãos dos judeus, como eu fui para meus irmãos, que estavam fora das muralhas.

1 Néfi 04:28. E aconteceu que, quando me viu, Lamã ficou com muito medo e também Lemuel e Sam. E fugiram de minha presença, porque pensaram que era Labão, e que ele tinha me matado e tinha procurado para tirar suas vidas também.

1 Néfi 04:29. E aconteceu que eu chamei depois deles, e eles me ouviram; portanto pararam de fugir da minha presença.

1 Néfi 4:30. E aconteceu que, quando o servo de Labão viu meus irmãos, começou a tremer, e estava prestes a fugir de mim e voltar para a cidade de Jerusalém.

1 Néfi 04:31. E agora eu, Néfi, sendo um homem de grande estatura, e também de ter recebido muita força do Senhor, por isso que eu fiz sobre o servo de Labão e segurei ele, que ele não deve fugir.

1 Néfi 04:32. E aconteceu que falei com ele, que se ele ouvir as minhas palavras, como vive o Senhor, e como eu viver, mesmo de modo que se ouvisse nossas palavras, poderíamos poupar sua vida.

1 Néfi 04:33. E eu falei-lhe, mesmo com um juramento, que ele não precisa ter medo, que ele deve ser um homem livre, como nós, se ele iria cair no deserto com a gente.

1 Néfi 4:34. E eu disse-lhe também, dizendo: Certamente o Senhor nos ordenou a fazer esta coisa, e não devemos ser diligentes em guardar os mandamentos do Senhor? Portanto, se tu queres ir até ao deserto, ao meu pai, terás lugar conosco.

1 Néfi 4:35. E aconteceu que Zoram tinha coragem com as palavras que eu disse. Agora Zoram era o nome do servo, e ele prometeu que iria descer para o deserto até nosso pai. Sim, e ele também fez um juramento a nós que ele ficasse com a gente a partir de então.

1 Néfi 4:36. Agora nós desejávamos que ele permanecesse conosco para esta causa, que os judeus não soubessem de nossa fuga para o deserto, para que não nos perseguir e destruir.

1 Néfi 4:37. E aconteceu que, quando Zoram tinham feito um juramento para nós, nossos temores cessaram a seu respeito.

1 Néfi 04:38. E aconteceu que tomamos as placas de latão eo servo de Labão, e partiu para o deserto, e viajamos até a tenda de nosso pai.

Primeiro Livro de Néfi capítulo 5

1 Néfi 5:1. E aconteceu que depois de termos descido para o deserto até nosso pai, eis que ele se encheu de alegria, e também a minha mãe, Saria, foi extremamente feliz, pois ela realmente tinha lamentado por causa de nós.

1 Néfi 5:2. Para ela tinha suposto que haviam perecido no deserto, e ela também reclamou contra meu pai, dizendo-lhe que ele era um homem visionário, dizendo: Eis que tu nos levou adiante da terra de nossa herança, e os meus filhos não são mais, e nós perecer no deserto.

1 Néfi 5:3. E desta forma de linguagem tinha minha mãe reclamou contra o meu pai.

1 Néfi 5:4. E ela tinha vindo passar que o meu pai falou-lhe, dizendo: Eu sei que eu sou um homem visionário, pois se eu não tinha visto as coisas de Deus em uma visão que eu não deveria ter conhecido a bondade de Deus, mas tinha permanecido em Jerusalém, e tinham perecido com os meus irmãos.

1 Néfi 5:5. Mas eis que eu tenha obtido uma terra da promessa, na qual as coisas que eu me regozijo, sim, e eu sei que o Senhor vai entregar meus filhos das mãos de Labão, e trazê-los de novo para nós, no deserto.

1 Néfi 5:6. E desta forma de linguagem que meu pai, Leí, confortar minha mãe, Saria, a nosso respeito, enquanto viajávamos pelo deserto até a terra de Jerusalém, para obter o registro dos judeus.

1 Néfi 5:7. E quando voltou para a tenda de meu pai, eis que sua alegria foi completa, e minha mãe foi consolado.

1 Néfi 5:8. E ela falou, dizendo: Agora eu sei com certeza que o Senhor ordenou o meu marido a fugir para o deserto, sim, e eu também sei com certeza que o Senhor tem protegido os meus filhos, e livrou-os das mãos dos Labão, e deu-lhes poder pelo qual eles poderiam realizar o que o Senhor ordenou. E desta forma de linguagem que ela fala.

1 Néfi 5:9. E aconteceu que eles se regozijou muito, e fez sacrifício oferta e holocaustos ao Senhor, e deram graças ao Deus de Israel.

1 Néfi 5:10. E depois de ter dado graças ao Deus de Israel, o meu pai, Leí, tomou os registros que estavam gravados nas placas de latão, e ele o fez procurá-los desde o início.

1 Néfi 5:11. E viu que continham os cinco livros de Moisés, que davam conta da criação do mundo, e também de Adão e Eva, que foram os nossos primeiros pais;

1 Néfi 5:12. E também um registro dos judeus desde o início, até mesmo o começo do reinado de Zedequias, rei de Judá;

1 Néfi 5:13. E também as profecias dos santos profetas, desde o início, até mesmo para o começo do reinado de Zedequias, e também muitas profecias que foram proferidas pela boca de Jeremias.

1 Néfi 5:14. E aconteceu que meu pai, Leí, também encontrado nas placas de latão uma genealogia de seus pais; portanto ele sabia que ele era um descendente de José, sim, mesmo que José, que era filho de Jacó, que foi vendido para o Egito, e que foi preservado pela mão do Senhor, para que pudesse preservar seu pai, Jacó e toda a sua casa de perecer com fome.

1 Néfi 5:15. E eles também foram levados para fora do cativeiro e da terra do Egito, por esse mesmo Deus que os havia preservado.

1 Néfi 5:16. E, assim, meu pai, Leí, descobriu a genealogia de seus pais. E Labão também era descendente de José, portanto, ele e seus pais haviam mantido os registros.

1 Néfi 5:17. E agora, quando o meu pai viu todas essas coisas, ele estava cheio do Espírito Santo, e começaram a profetizar sobre a sua semente

1 Néfi 5:18. Que essas placas de bronze fossem levadas a todas as nações, tribos, línguas e povos que eram de sua semente.

1 Néfi 5:19. Por isso, ele disse que essas placas de latão nunca pereça nem deveriam ser escurecidas pelo tempo. E ele profetizou muitas coisas sobre a sua semente.

1 Néfi 5:20. E aconteceu que, até agora, eu e meu pai tinha guardado os mandamentos com que o Senhor tinha ordenado a nós.

1 Néfi 5:21. E nós tínhamos obtido os registros que o Senhor nos ordenou, e procurou-os e descobriu que eles eram desejáveis; sim, de grande valor para nós, de modo que poderíamos preservar os mandamentos do Senhor para nossos filhos.

1 Néfi 5:22. Portanto, foi a sabedoria no Senhor que devemos levá-las conosco, como viajávamos pelo deserto rumo à terra da promessa.

Primeiro Livro de Néfi Capítulo 6

(Continua ...)


Mórmons

Informação Católica

(Também chamada de Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.)

Este corpo religioso teve sua origem durante o início do século XIX.

Joseph Smith, fundador e primeiro presidente da seita, foi o filho de um fazendeiro de Vermont, e nasceu em Sharon município, condado de Windsor, no Estado, em 23 de Dezembro de 1805. Na primavera de 1820, enquanto vivia com seus pais em Manchester, Ontário (atualmente Wayne) County, Nova York, tornou-se profundamente preocupado sobre o assunto de sua salvação, uma condição parcialmente induzida por um renascimento religioso que proselitismo alguns de seus parentes à fé presbiteriana. O próprio José estava inclinado em direção Metodismo, para satisfazer sua mente como a que uma das seitas existentes deveria unir-se, ele procurou orientação divina, e afirmou ter recebido em resposta à oração de uma visita de dois seres gloriosos, que lhe disse para não ligar se a qualquer uma destas Igrejas, mas para esperar a vinda da Igreja de Cristo, que estava prestes a ser re-estabelecida.

De acordo com sua própria declaração, apareceu-lhe na noite de 21 de Setembro de 1823, um mensageiro celeste, que deu seu nome como Moroni, e revelou a existência de um antigo registro que contém a plenitude do evangelho de Cristo, como ensinado pela Salvador depois de sua Ressurreição para os nefitas, um ramo da Casa de Israel, que habitavam as idades continente americano antes da sua descoberta por Colombo. Moroni na vida mortal tinha sido um profeta nefita, o filho de um outro profeta chamado Mórmon, que foi o compilador do registro enterrado em uma colina situada a cerca de dois quilômetros da vila moderna de Manchester.

Joseph Smith afirma que ele recebeu o registro do anjo Moroni, em setembro de 1827. Foi, segundo ele, gravado em placas metálicas que têm a aparência de ouro e cada um pouco mais fino que o estanho comum, formando o conjunto um livro de cerca de seis centímetros de comprimento, seis centímetros de largura, e seis centímetros de espessura, ligados por anéis. Os caracteres gravados nas placas estavam em uma linguagem de estilo egípcio reformado, e com o livro eram intérpretes - Urim e Tumim - por meio do qual esses personagens estavam a ser traduzido para o Inglês. O resultado foi o "Livro de Mórmon", publicado em Palmyra, Nova York, em março de 1830; no prefácio 11 testemunhas, exclusivos de Joseph Smith, o tradutor, afirmam ter visto as placas das quais foi tirada. testemunhas - declarou este falso testemunho. -

O "Livro de Mórmon" pretende ser um relato resumido do relacionamento de Deus com as duas grandes corridas de americanos pré-históricos - os jareditas, que foram conduzidos a partir da Torre de Babel, no momento da confusão das línguas, e os nefitas que vieram de Jerusalém imediatamente antes do cativeiro babilônico (600 aC). Segundo este livro, a América é a "Terra de Sião", onde a Nova Jerusalém será construída por uma coligação da Israel dispersa antes da segunda vinda do Messias. Os trabalhos de homens como Colombo, os Pilgrim Fathers, e os patriotas da Revolução, são apontados como preparatório para a consumação. O trabalho de Joseph Smith também é indicado profeticamente, ele está sendo representado como um descendente direto do antigo José, encomendado para começar a reunião de Israel profetizado por Isaias (11:10-16) e outros profetas antigos.

Em outra parte de sua narrativa de Joseph Smith afirma que, ao traduzir o "Livro de Mórmon", ele e seu escriba, Oliver Cowdery, foram visitados por um anjo, que se declarou João Batista e ordenou ao sacerdócio Aarônico; e que, posteriormente, eles foram ordenados para o sacerdócio de Melquisedeque pelos Apóstolos Pedro, Tiago e João. De acordo com Smith e Cowdery, o sacerdócio Aarônico lhes deu autoridade para pregar a fé e arrependimento, para batizar por imersão para a remissão dos pecados, e para administrar o sacramento da Ceia do Senhor, o sacerdócio de Melquisedeque deu-lhes poder para impor as mãos e conferir do Espírito Santo.

O "Livro de Mórmon" que está sendo publicado, suas doutrinas peculiares, incluindo aqueles que estão previstos, foram pregadas no oeste de Nova York e norte da Pensilvânia. Aqueles que aceitaram foram chamadas de "mórmons", mas eles se chamavam "Santos dos Últimos Dias", em contraste com os santos dos tempos antigos. A "Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias" foi organizada em 6 de abril de 1830, em Fayette, Seneca County, Nova York, Joseph Smith foi aceito como mais velho em primeiro lugar, e profeta, vidente e revelador. Os artigos de fé formuladas por ele são as seguintes:

"(1) Cremos em Deus, o Pai Eterno, e em Seu Filho, Jesus Cristo, e no Espírito Santo.

"(2) Cremos que os homens serão punidos por seus próprios pecados e não pela transgressão de Adão.

"(3) Acreditamos que por meio da expiação de Cristo a todos os homens pode ser salva por obediência às leis e ordenanças do Evangelho.

"(4) Nós acreditamos que estas portarias são: Primeiro, fé no Senhor Jesus Cristo; arrependimento, segundo, terceiro, batismo por imersão para a remissão dos pecados; quarto, imposição das mãos para o dom do Espírito Santo

"(5) Acreditamos que um homem deve ser chamado por Deus por profecia e pela imposição de mãos, por quem possua autoridade, para pregar o Evangelho e administrar as suas ordenanças.

"(6) Cremos na mesma organização que existia na igreja primitiva, viz. Apóstolos, profetas, pastores, evangelistas, professores etc

"(7) Nós cremos no dom de línguas, profecia, revelação, visões, cura, interpretação de línguas, etc

"(8) Nós acreditamos que a Bíblia é a palavra de Deus, na medida em que se traduz corretamente, mas que também acreditam que o" Livro de Mórmon "é a palavra de Deus.

"(9) Nós acreditamos que tudo o que Deus revelou, em tudo o que Ele revela agora, e cremos que Ele ainda revelará muitas coisas grandiosas e importantes relativas ao Reino de Deus.

"(10) Acreditamos na coligação literal de Israel e na restauração das Dez Tribos. Que Sião será construída neste continente. Que Cristo reinará pessoalmente sobre a terra, e que a Terra será renovada e receberá sua paradisíaca glória.

"(11) Pretendemos o privilégio de adorar a Deus Todo-Poderoso de acordo com os ditames de nossa consciência, e permitir que todos os homens o mesmo privilégio, deixando-os adorar como, onde ou o que desejarem.

"(12) Cremos na submissão a reis, presidentes, governantes e magistrados, na obediência. Honrar e manter essa lei.

"(13) Cremos em ser honestos, verdadeiros, castos, benevolentes, virtuosos e em fazer o bem a todos os homens, na verdade, podemos dizer que seguimos a admoestação de Paulo:" Nós acreditamos que todas as coisas, confiamos em todas as coisas "que têm suportado muitas coisas, e espero ser capaz de suportar todas as coisas. Se houver qualquer coisa virtuosa, amável ou de boa fama ou louvável, nós a procuraremos. "

Seis meses após o seu início, a Igreja Mórmon enviou sua primeira missão para os índios americanos - chamado no "Livro de Mórmon" os lamanitas, "os degenerados remanescentes da nação nefita." Oliver Cowdery foi colocado à frente dessa missão, que incluiu também Parley P. Pratt, um ex-pastor dos batistas reformados, ou Campbellites. Os missionários procedeu ao norte de Ohio, em seguida, quase um deserto, onde o Élder Pratt apresentou ao seu pastor "ex, Sidney Rigdon, uma cópia do" Livro de Mórmon ", publicou vários meses antes. Até aquele momento Rigdon nunca tinha visto o livro, que ele foi acusado de ajudar Smith para escrever. Os mórmons são igualmente enfático em sua negação da identidade do "Livro de Mórmon", com "A História Manuscrito" Spaulding, agora no Oberlin College, eles citam a este propósito James H. Fairchild essa instituição, que, em uma comunicação ao " New York Observer "(5 de Fevereiro, 1885), afirma que o Sr. LL, Rice e ele, depois de comparar o" Livro de Mórmon "eo romance Spaulding," pode detectar qualquer semelhança entre os dois, em geral, ou detalhe ".

Elder Cowdery e seus companheiros, depois de batizar cerca de cem pessoas em Ohio foi ao oeste do Missouri, e, daí, atravessando a Independência para o que é hoje o Estado de Kansas, trabalhou por um tempo entre os índios lá. Enquanto isso, os mórmons do Oriente, para escapar da oposição despertada por seus créditos extraordinários, e para estar mais próximo ao seu destino final proposto, mudou sua sede para Kirtland, Ohio, de onde, no verão de 1831, partiu a sua primeira colônia em Missouri - Jackson County, em que o estado tendo sido designado como o site da Nova Jerusalém.

Tanto em Kirtland e em esforços de independência foram feitas para estabelecer a "Ordem Unida", um sistema comunal de carácter industrial, projetada para tornar os membros da igreja igual nas coisas espirituais e temporais. O profeta ensinou que um sistema havia santificado a cidade de Enoque, cujo povo era chamado de "Sião, porque eram um só coração e uma só alma, e viviam em retidão", com "não pobres entre eles". Ele também declarou que os apóstolos antigos tinham se esforçado para estabelecer uma tal ordem em Jerusalém (Atos 4:32-37), e que, de acordo com o "Livro de Mórmon", que havia prevalecido entre os nefitas por dois séculos depois de Cristo.

Na última parte de 1833, surgiram problemas entre os mórmons e do Missouri, com base em grande parte, dizem escritores mórmons, em cima de um sentimento de apreensão sobre os objectivos e motivações dos novos colonos. Vindo do norte e do leste, eles eram suspeitos de serem abolicionistas, o que era suficiente por si mesma para torná-los impopular no Missouri. Ele também foi acusado de que tinham a intenção de unir-se com os índios e expulsar os colonos mais velhos da terra. Os mórmons afirmaram sua inocência de acusações essas e outras, mas a sua negação não aproveitar. Mobs Armadas veio sobre eles, e toda a colônia - 1.200 homens, mulheres e crianças - foram expulsos do Condado de Jackson, e proibido sob pena de morte para voltar.

Em Ohio os mórmons prosperou, embora ainda não tiveram suas vicissitudes. Em Kirtland um templo foi construído, e uma organização mais completa do sacerdócio efectuada. A primeira missão do mormonismo estrangeira foi inaugurado no verão de 1837, quando Heber C. Kimball e Orson Hyde, dois dos "doze apóstolos da Igreja", foram enviados outros anciãos para a Inglaterra para o efeito. Embora este trabalho de proselitismo estava em andamento, desafeto era abundante em Kirtland, e da sensação de mal-cresceu e se intensificou até o "profeta" foi obrigado a fugir para salvar sua vida. É de suma importância ter em mente que a oposição aos mórmons nas localidades onde se estabeleceram é, a partir das declarações contraditórias e divergentes feitas pelos Santos dos Últimos Dias e os vizinhos não de sua crença, de difícil explicação. É seguro assumir que houve provocação de ambos os lados. O corpo principal dos Mórmons, seguindo seu líder para o Missouri, resolvido e em torno de Far West, Condado de Caldwell, que agora se tornou o ponto de encontro principal. A seita foi organizada por seis homens, e um ano depois foi dito que o número de cerca de dois mil almas. No Missouri, aumentou para 12.000. Um breve temporada de paz foi seguido por uma série de calamidades, ocasionado por diferenças religiosas e políticas. O problema começou em agosto de 1838, e durante o conflito considerável sangue foi derramado e muita propriedade destruída, o ato final no drama sendo a expulsão mid-inverno da comunidade mórmon todo do Estado.

Em Illinois, onde foram gentilmente recebidos, construído em torno da pequena vila de Comércio, no Condado de Hancock, a cidade de Nauvoo, reunindo em que a proximidade com o número de 20 mil. Outro templo foi erguido, fundou várias cidades, e em redor do país ocupado. Até esse momento, não houve recrutamento Mórmon do exterior, todos os convertidos à nova seita vindo de vários estados da União e do Canadá. Em 1840-1 emissários Brigham Young e outros visitou Grã-Bretanha, pregando em todas as principais cidades e vilas. Aqui eles batizaram um número de pessoas, publicou uma nova edição do "Livro de Mórmon", fundou um periódico chamado "Millennial Star", e criou uma agência de emigração permanente. Os primeiros emigrantes mórmons de uma terra estrangeira - uma pequena empresa de convertidos britânicos - chegou a Nauvoo. por meio de Nova York, no verão de 1840. Posteriormente, a emigração veio através de New Orleans.

A Assembléia Legislativa de Illinois concedeu foral liberal para Nauvoo, e, como uma proteção contra a violência da multidão e expulsões adicionais e espoliações, os Mórmons foram autorizados a organizar a "Legião de Nauvoo", um corpo de todos, mas militar independente, embora parte da milícia do estado , comandado por Joseph Smith como tenente-general. Além disso, um tribunal municipal foi instituído, com jurisdição em casos civis, como uma barra de processos judiciais de caráter perseguir ou vexatório.

Causas semelhantes às que resultaram no êxodo dos mórmons de Missouri provocou sua expulsão do Illinois, antes de um acontecimento trágico que roubou de seu profeta, Joseph Smith, e seu patriarca, Hyrum Smith, que foram mortos por uma multidão na cadeia de Carthage em 27 de Junho de 1844. A causa imediata do assassinato dos dois irmãos era a destruição da imprensa do Nauvoo Expositor, um papel estabelecido por dissidentes do mormonismo para dar voz à indignação, provocada pela promulgação da revelação de Smith de 12 de Julho de 1843, estabelecendo a poligamia , que havia sido praticado pessoalmente pelo profeta há vários anos. Outro manifesto propósito deste trabalho foi a de garantir a revogação da Carta Nauvoo, que os mórmons encarado como o baluarte de suas liberdades. O "Expositor" emitidas, mas uma vez, quando ele foi condenado como perturbação da ordem pública, por ordem do conselho da cidade, a sua impressão escritório sendo destruída e seu editor, Foster, expulso. Este ato resumo do sentimento anti-Mórmon, e, por Smith prepara-se para resistir à força do mandado adquiridos por Foster para a sua detenção, a milícia foram chamados e mobs armados começaram a ameaçar Nauvoo.

Em Cartago foi um grande corpo de milícia, reunido sob governador Thomas Ford para obrigar a entrega de Nauvoo. Smith apresentou e reparado a Cartago, onde ele e seu irmão Hyrum, com os outros, foram colocados na cadeia. Com medo de uma colisão sangrenta, o governador dissolveu a maioria de sua força, e com o restante marcharam para Nauvoo, onde os mórmons depuseram as armas. Durante a ausência do governador, uma parte da milícia dissolvida voltou a Cartago e atacou a prisão na qual os líderes mórmons foram presos, atirando Joseph e Hyrum Smith, e todos, mas fatalmente ferindo John Taylor; Willard Richards, seu companheiro de prisão, escapou ileso .

No êxodo que se seguiu, Brigham Young liderou o povo para o oeste. Passando ao longo do Mississippi congelado (fevereiro de 1846), o principal órgão fizeram o seu caminho através das pradarias de Iowa, atingindo o rio Missouri em meados de junho. Uma colônia de Mórmon, navegando de Nova York, arredondado Cabo Horn, e desembarcou em Yerba Buena (San Francisco) em julho de 1846. Antes disso, apenas alguns milhares de americanos se estabeleceram na costa do Pacífico, principalmente no Oregon, que foi então reivindicada tanto pela Grã-Bretanha e os Estados Unidos. Até agora, como se sabe, nenhum americano tinha então fez um lar permanente no que foi chamado de "O Grande Bacia". A região do deserto, agora conhecido como Salt Lake Valley, era então uma parte da província mexicana da Califórnia, mas foi desabitada save por índios e caçadores de algumas errantes e caçadores.

Os pioneiros mórmons, marchando do rio Missouri, em abril de 1847, chegou a Salt Lake Valley em 24 de julho. Esta empresa, de numeração 143 homens, 3 mulheres e 2 crianças, foi liderado por Brigham Young. A maior parte dos exilados de Nauvoo permaneceu em abrigos temporários na fronteira onde entraram em quartos de inverno em que é agora Nebraska. Bem armada e disciplinada, que realizou a viagem de mais de mil quilômetros para Salt Lake Valley sem uma fatalidade. Poucos dias depois de sua chegada, expôs Salt Lake City.

As pessoas que ficaram em cima do Missouri migraram no Outono de 1848, e depois eles vieram anual para as Montanhas Rochosas, geralmente em vagões da Igreja enviados para a fronteira para encontrá-los, os emigrantes mórmons dos Estados Unidos, da Europa e de outras terras para que missionários continuaram a ser enviada. A maioria dos convertidos foram retirados do classes média e trabalhadora, mas alguns profissionais estavam entre eles.

Enquanto se aguarda o tempo para o estabelecimento de um governo civil, os mórmons estavam sob regra eclesiástica. Oficiais seculares foram nomeados, no entanto, para preservar a paz, administrar a justiça, e continuar melhorias públicas. Esses oficiais foram frequentemente escolhidos em reuniões da igreja, e as funções civis e religiosas eram freqüentemente unidos na mesma pessoa. Mas este estado de coisas não continuar por muito tempo. Assim que um governo civil foi organizada, muitas das formas de processo político já está em uso em repúblicas americanas foram introduzidas, e permaneceu em vigor até statehood foi garantido para Utah. Em março de 1849 treze meses após a assinatura do tratado pelo qual o México cedeu esta região para os Estados Unidos, os colonos em Salt Lake Valley fundada provisória do Governo do Estado de Deseret, na pendência de ação pelo Congresso americano sobre o seu pedido de admissão na União Europeia. Deseret é uma palavra tirada do "Livro de Mórmon", e significa mel de abelha. Brigham Young foi eleito governador, e uma legislatura, com um conjunto completo de diretores, também foi escolhido. Congresso negou o pedido de um Estado, e organizou o Território de Utah, nomeando-o com uma tribo local de índios. Brigham Young foi nomeado governador pelo presidente Millard Fillmore (Setembro de 1850) e quatro anos mais tarde foi nomeado pelo presidente Franklin Pierce. O período entre 1850 e 1858, durante o qual os mórmons desafiou a autoridade do Governo Federal, é um dos menos honrosos capítulos de sua história.

Uma das razões para a hostilidade persistente para os mórmons foi a antipatia causada pela controvérsia amarga sobre a poligamia ou casamento plural. Joseph Smith, fundador do mormonismo, afirmou ter recebido uma revelação e um comando ordenando-lhe para re-introduzir o casamento plural e restaurar a condição de polígamo tolerada entre as tribos pré-judaicas. A poligamia agora tornou-se um princípio do credo dos Santos dos Últimos Dias, e, embora não impostas pelas leis da hierarquia Mórmon, foi pregada pelos anciãos e praticada pelos chefes da seita e por muitas das pessoas. A violação pelos mórmons da lei monogâmica do cristianismo e dos Estados Unidos foi trazido à atenção do Congresso, que proibiu, sob pena de multa e prisão a perpetuação da prática anti-cristã, recusando-se, porém, de tornar a proibição retroativo . Os mórmons recorreu ao Tribunal Supremo, que sofreu a ação do Congresso, e estabeleceu a constitucionalidade das leis anti-poligamia.

Os Santos dos Últimos Dias, estranhamente, submetido aos decretos do Congresso, sem querer admitir pela submissão que a revelação de seu fundador e profeta, Joseph Smith, não poderia ter vindo de Deus. Se o comando para restaurar a poligamia para o mundo moderno era do Alto, então, por submeter-se à decisão do Supremo Tribunal Federal, a hierarquia Mórmon inverteu a proclamação apostólica e reconheceu que era melhor "para obedecer ao homem do que para obedecer a Deus". Enquanto Utah permaneceu um território houve muita amargura entre ela Mórmon e não-mórmon cidadãos, este último denominado "gentios". Os mórmons apresentou, no entanto, e seu presidente, Wilford Woodruff, publicou um "Manifesto", que, a ser aceite pelos Santos dos Últimos Dias, em Conferência Geral, retirou a sanção da Igreja, desde a cerimônia ainda de qualquer casamentos proibidos pela lei do a terra. Um dos resultados dessa ação foi a admissão do Utah na União de Estados em 6 de Janeiro de 1896.

Instâncias da violação das leis anti-poligamia subseqüentes à data do "Manifesto" de ter sido trazido à luz, o atual chefe da Igreja (1913), o Presidente Joseph F.Smith, em abril de 1904, fez a seguinte declaração à Conferência Geral reunida em Salt Lake City, e foi aprovado por resolução e aprovada por votação unânime:

COMUNICADO OFICIAL

Na medida em que existem inúmeros relatos em circulação, que os casamentos plurais tenham sido celebrados, ao contrário da declaração oficial do Presidente Woodruff, de 24 de setembro de 1890, comumente chamada de "Manifesto", que foi lançado pelo Presidente Woodruff e adotada pela Igreja em sua Conferência Geral 06 outubro de 1890, que proibia qualquer casamentos viole a lei da terra, eu, Joseph F. Smith, presidente da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, vem afirmar e declarar que não esses casamentos foram solenizado com o consentimento sanção, ou o conhecimento, a Igreja de Jesus Cristo dos Santos Mais tarde-dia, e tenho a honra de anunciar que todos esses casamentos são proibidos, e se algum funcionário ou membro da Igreja deve assumir para solenizar ou entrar em qualquer celebração, ele será considerado em transgressão contra a Igreja, ele será passível de ser tratada de acordo com as normas e regulamentos do mesmo, e daí excomungado.

Joseph F. Smith,

Presidente da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Santos (1890).

Em um "Endereço para o Mundo", adotada na Conferência Geral de abril de 1907, o Presidente Smith e seus conselheiros, John R. Winder e Anthon H. Lund, em nome da Igreja, reafirmou a sua atitude de obediência às leis de Congresso. A prática do casamento plural é de fato rapidamente se tornando uma coisa do passado.

Mormonismo anuncia como um dos seus principais objectivos a preparação de um povo para a vinda do Senhor, um povo que vai construir a Nova Jerusalém, e não esperar a sua vinda. A Ordem Unida, os meios de preparação, é no presente em suspenso, mas o trabalho preliminar de coleta de Israel passa, não Sião adequada (Jackson County, Missouri), mas para as estacas de Sião, que hoje somam 61, a maioria dos los em Utah, os outros são em Idaho, Arizona, Wyoming, Colorado, Oregon, Canadá e México. Um jogo é uma divisão da Igreja Mórmon, organizado de forma a constituir quase "igreja" em si mesmo, em cada jogo são subdivisões chamado enfermarias, também totalmente organizada. A área de um jogo é geralmente a de um município, embora a extensão do território difere de acordo com a população ou de outras condições. Cada jogo é presidida por três alto-sacerdotes, que, com 12 vereadores elevados, constituem um tribunal para o julgamento das diferenças entre os membros da igreja sob a sua jurisdição. Cada ala tem um bispado de três, um tribunal inferior, de cujas decisões podem ser tomadas apela ao Conselho Superior. A pena extrema infligido pelos tribunais da igreja é a excomunhão. Em cada jogo são quóruns de alta sacerdotes, setenta, e os anciãos, oficiais e chamados no sacerdócio Melquisedeque: e em cada ala, quórum de sacerdotes, professores e diáconos, que oficiam no sacerdócio Aarônico. Este menores ministros de autoridade em coisas temporais, enquanto as maiores ministros do sacerdócio nas coisas espirituais, que incluem o temporal.

Presidindo a Igreja inteira é um conselho supremo de três alto-sacerdotes, chamados a Primeira Presidência, também conhecido como o presidente e seus conselheiros. Em seguida a estes são os doze apóstolos, iguais em autoridade à Primeira Presidência, embora sujeitos a e agindo sob a sua direcção. Sempre que a Primeira Presidência é dissolvida, o que ocorre com a morte do presidente, os apóstolos tomar o governo e reorganizar o conselho supremo - sempre, porém, com o consentimento da Igreja, cujos membros são chamados a votar a favor ou contra este ou qualquer outra proposição apresentada a eles. A forma de votação é com a mão erguida direito, o voto das mulheres, assim como os homens. Além da conferência geral realizada semestralmente e as habituais reuniões de sábado, há estaca e ala de conferências, em que o consentimento das pessoas é obtida antes de qualquer ação importante é tomada. A função especial dos apóstolos é pregar o Evangelho, ou tê-lo pregado, em todas as nações, e para colocar em ordem, sempre que necessário, os assuntos da Igreja Mórmon inteiro.

Entre as autoridades gerais, há também um patriarca presidente, que, com seus subordinados em várias estacas, dá bênçãos para as pessoas e conforta-los com ministrações sagrados. O primeiro conselho dos anos setenta, em número de 70, auxiliar os doze apóstolos, e presidir todos os quóruns de setenta. Após um bispado que preside três recai o dever de receber e proceder ao pagamento dos rendimentos da Igreja, e de outro modo administrar o seu negócio, sob a direção geral da primeira presidência.

A Igreja Mórmon é apoiada pelos dízimos e ofertas dos seus membros, muitos dos quais residem nas estacas de Sião, embora um bom número permanecem nas várias missões, espalhadas em vários países do globo. Cerca de dois mil missionários são mantidos no campo, enquanto eles se consideram sob a ordem divina de "pregar o Evangelho a toda criatura", que tem instruções especiais para batizar nenhuma mulher casada sem o consentimento de seu marido, e nenhuma criança menor de idade sem o consentimento de seus pais. Os dízimos são utilizados para a construção de templos e outros lugares de culto, o trabalho do ministério, a promoção da educação e indigentes, e para fins de caridade e filantrópicas em geral. Quase todos os membros do sexo masculino da Igreja possui um escritório no sacerdócio, mas apenas aqueles que dedicam todo o seu tempo ao seu serviço de receber apoio.

Em cada jogo são instituições conhecidas como auxiliares, tais como sociedades de socorro, escolas sábado, jovens homens e associações de jovens senhoras "melhoria mútuas, associações primárias, e as classes religiosas. A Sociedade de Socorro é a organização de uma mulher, ter uma missão especial para o alívio da miséria e do cuidado dos doentes. Uma "comissão Old Folks" é designado para cuidar de idosos. O sistema escolar Igreja compreende a Brigham Young University, em Provo, a Brigham Young College, em Logan, e os Santos dos Últimos Dias Universidade de Salt Lake City. Há também cerca de uma vintena de academias de estaca. Há quatro templos mórmons em Utah, o principal deles sendo em Salt Lake City. Foi iniciada em abril de 1853, e concluída em abril de 1893, custando, diz-se, cerca de US $ 4.000.000. Nesses templos ordenanças são administrados, tanto para os vivos e os mortos. Afirma-se que o trabalho vicário do personagem, como batismos, doações etc, vai ser eficaz na salvação das almas, uma vez mortal, que acreditam e se arrepender no estado espiritual. Os mórmons afirmam uma adesão total de 584.000. [Nota: A partir de 2005, este número era de 11 milhões.] De acordo com o United States Census Relatório de 21 de maio de 1910, existem 256.647 mórmons no âmbito da União Federal.

Publicação informações escritas por WR Harris. Transcrito por John tolo. A Enciclopédia Católica, Volume X. Publicado 1911. New York: Robert Appleton Companhia. Nihil obstat, 1 de outubro de 1911. Remy Lafort, STD, Censor. Imprimatur. + Cardeal John Farley, Arcebispo de Nova York

Bibliografia

ROBERTS, Joseph Smith: História da Igreja, a narrativa pessoal, com introdução e notas, 5 vols. Já emitidos (Salt Lake City, 1902-9); PRATT, Autobiog. (SL City, 1874); FORD, Hist. De Illinois (Chicago 1854); Kane, o mórmons, uma palestra antes da Hist. Soc. Da Filadélfia (Philadelphia, 1852); GREELY, Overland Journey, (Nova Iorque, 1860); BURTON, Cidade dos Santos (Nova Iorque, 1862); TULLIDGE, Vida de José, o Profeta (SL City, 1878); IDEM, O Mulheres de Mormonismo (SL City, 1877); idem, Hist. Cidade de SL (SL City, 1886); ROBINSON, pecadores e santos, (Boston, 1883); BANCROFT, Hist. De Utah (São Francisco, 1890); CANNON, Vida de J. Smith, o Profeta (SL City, 1888); WHITNEY, Hist. De Utah (4 vols, SL City, 1892-1904.); Idem, Vida de HC Kimball (SL City, 1888); IDEM, fazendo de um Estado (SL City, 1908); Roberts, Life of John Taylor (SL Cidade , 1892); IDEM, Hist. Da Igreja M. em Americana, IV-VI (Nova York, 1909-1910); IDEM, Esboços de Hist Eclesiástica. (SL City, 1893); STENHOUSE, Os santos Rocky Mountain (New York, 1873); Cowley, vida e labores de Wilfred Woodruff (SL City, 1909); Jenson, Registro Histórico (SL City, 1889); IDEM, dos últimos Santos do Dia, Biogr. Encycl. (SL City, 1901).



Comentário visitante

Recentemente, recebemos este comentário, a respeito de um comentário feito no primeiro artigo acima:

Pequeno erro no artigo sobre o SUD Reorganizada. Nós não acreditamos que a Presidência deve ser da linhagem Smith. Apenas a maneira que funcionou no passado. O profeta atual / presidente é Grant McMurray. Não relacionado com a família Smith.


Nota do Editor BELIVE

Há muito tempo vi um aparente problema com o Livro de Mórmon, que não foi ainda devidamente Mórmon explicou-me. Estou ansioso para aprender a explicação!

O Livro de Mórmon tem muitas referências a Jesus e datas baseado no nascimento de Jesus. Um exemplo é a seguinte:

LIVRO DE MÓRMON 3:4. E aconteceu que após este décimo ano havia falecido, fazendo, em conjunto, 360 anos da vinda de Cristo, o rei dos lamanitas enviou uma carta para mim, que deu-me saber que eles estavam se preparando para voltar para a batalha contra nós.

Há centenas de tais referências no Livro de Mórmon. Mas parece haver dois problemas realmente óbvias! Primeiro, toda a atividade descrita no Livro de Mórmon de que era supostamente ocorreu na América do Norte, possivelmente perto de Nova York. Há realmente poderia ter sido nenhuma maneira possível para as pessoas do Livro de Mórmon até mesmo saber que Jesus havia nascido 7.000 milhas de distância, do outro lado da Terra!

No entanto:

2 Néfi 25:19. Pois de acordo com as palavras dos profetas, o Messias vem na 600 anos a partir do momento que meu pai deixou Jerusalém, e de acordo com as palavras dos profetas, e também a palavra do anjo de Deus, seu nome será Jesus Cristo , o Filho de Deus.

Essa passagem confirma que eles deixaram o Oriente Médio para a América 600 anos antes de Jesus nascer. E eles nunca voltaram. Portanto, não havia realmente nenhuma maneira possível para que eles sequer sabem sobre Jesus, muito menos alguns detalhes que são mencionados! Essa referência parece pôr em causa a forma como o Livro de Mórmon poderia realmente ser credível.

Há outras passagens, como Néfi 26:12 2 que se refere aos judeus não aceitarem a Jesus, e que também os gentios precisavam ser convencidos. Há nenhuma maneira possível que as pessoas na América poderia ter conhecido essas questões sociais. 2 Néfi 30 : 5 menciona os Evangelhos cristãos, que não veio à existência por várias gerações depois de Jesus! Mosias 3:8 mesmo refere-se a mãe de Jesus sendo chamada Maria! Mosias 04:02 e muitos outros se referem a um sistema religioso totalmente baseado em Jesus, uma pessoa que eles não tinham como saber sequer existia! A propósito, nada no Velho Testamento já referido Jesus ou de Cristo, assim para os escritores que supostamente escreveu muitas centenas de anos antes de Jesus, em regularmente usando esse nome, também parece muito estranho. Helamã 5:9 refere-se à expiatório sangue de Jesus, mostrando claramente mais conhecimento muito íntimo do cristianismo, que não chegou a se desenvolver até bem depois que Jesus tinha morrido! 3 Néfi 7:19 menciona vários milagres que Jesus realizou. 3 Néfi 10 descreve a crucificação. Ele apenas parece muito estranho que as pessoas nos Estados Unidos foram supostamente familiarizado com centenas de detalhes relacionados com a vida de Jesus, quando claramente não poderia saber essas coisas! Ou, em alguns casos, atitudes e crenças que não se desenvolveu por muitas gerações depois que Jesus morreu.

O segundo problema parece ainda mais grave. Todas essas centenas de referências a datas foram todos especificamente baseado no nascimento de Jesus. Aceitar que eles poderiam de alguma forma, tornaram-se conscientes de Jesus, isto representa um problema espetacular! Acontece que em nenhum lugar do mundo foi ninguém ainda usando qualquer calendário que foi baseado em Jesus! Em geral, o sistema de calendário AUC do Império Romano foi utilizada (Jesus nascendo em torno AUC 750). Foi apenas centenas de anos mais tarde, o que hoje chamamos de 525 dC que um Monge fez todos os cálculos necessários e sugeriu pela primeira vez do calendário cristão que conhecemos hoje. E mesmo que não foi amplamente utilizado até cerca de 500 anos após essa! Ele ainda revela que que Monk era aparentemente cerca de quatro anos fora em seus cálculos.

Então, se ninguém no mundo foi em seguida, usando qualquer calendário que foi baseado no nascimento de Jesus, e as placas foram supostamente criados cerca de 420 dC, e que até mesmo uma centena de anos depois, que Monk era em torno de quatro anos fora na tentativa para determinar o Nascimento de Jesus, então como poderia o povo no Livro de Mórmon estar usando um calendário que ainda não existia, e mais, ainda não podia ter existido?

Agora, pode haver um benefício maravilhoso dessa investigação! Dizer que havia alguma maneira de confirmar que o Livro de Mórmon foi exatamente correto sobre tais datas. Isso parece implicar que não seria sujeita à falha básica no sistema calendário cristão em que todas as datas são realmente modernos provavelmente cerca de quatro anos errado! Em outras palavras, se há uma explicação lógica e credível para estas questões, poderíamos realmente ter uma melhor análise para exatamente quando Jesus nasceu! Tudo o que sabemos por enquanto é que pensamos que Jesus nasceu na primavera de 4 aC, provavelmente. Seria maravilhoso se há credibilidade sólida do Livro de Mórmon, onde uma determinação mais precisa estavam disponíveis para nós!

Mais uma vez, eu olho para a frente a uma explicação lógica de alguns Mórmon que tem conhecimento sobre esta questão. De centenas que eu falei, nada parece capaz de explicar isso! E isso seria um problema realmente sério! Sem uma explicação credível para o problema de calendário, com certeza parece lógico que Joseph Smith, por volta de 1820 e de um adolescente e relativamente sem instrução, não estava familiarizado com o fato de o início de 525 dC do calendário primeira cristã. Essa situação parece sugerir que um crítico poderia facilmente concluir que Joseph Smith foi realmente fazendo as coisas que ele estava alegando estar a traduzir das Placas. Não parece possível que Joseph Smith poderia ter feito esse erro grave, centenas de vezes, se o texto não é o que sempre foi descrita para ser. E, portanto, se Joseph Smith realmente produziu uma tradução exata das placas, como seria possível para as placas para ter contido tantas centenas de referências impossível para um calendário que ainda não existia? Se as placas existia, então parece implicar que Joseph Smith deve ter feito muitas centenas de erros na tradução eles! Isso não reflete bem a respeito de como bem o resto do Livro de Mórmon pode ser invocado!

Então, eu tenho duas questões que parecem muito sério para mim! Como poderiam as pessoas na América sabe se e quando do nascimento de Jesus, e muitos pequenos detalhes pessoais a respeito de sua mãe (que muitas vezes eram, na verdade, errado, mas praticamente idêntico ao textos não bíblicos [que nós incluímos em BELIEVE]) a partir dos séculos seguintes vida de Jesus, de alguma forma, construir todo um sistema religioso baseado nele, sem qualquer maneira lógica de sempre, mesmo sabendo que ele nasceu? E como e por que o Livro de Mórmon sempre usar um sistema de calendário que ainda não existia?

Eu tento ter uma mente aberta sobre todas as abordagens a religião, mas eu espero que qualquer um tal sistema religioso para pelo menos fazer uma quantidade moderada de senso comum. É fácil provar que historicamente não existia calendário cristão, ou mesmo poderia ter existido. A religião precisa ou fornecer uma explicação para tal complicação, ou simplesmente para afirmar que não há requisitos do senso comum ou da lógica são necessárias.

Houve algumas autoridades da Igreja SUD que enviaram extremamente críticos em e-mails! Muitas vezes, o escritor, então fez declarações que ele considerava crível, mas que muitas vezes eram claramente os esforços para ofuscar as preocupações expressas aqui. Alguns alegaram que nunca houve qualquer variação nos textos das obras mórmons centrais (que é facilmente comprovado e obviamente errado). Um tentou gerar uma estranha história nova sobre hieróglifos egípcios, onde ele afirmou que essa língua estava em uso ativo e extensa cerca de 420 AD. Isso também é facilmente confirmado como falso. Outros alegam que o texto atual do Livro de Mórmon não inclui qualquer referência à data e que esses comentários só foram adicionados mais tarde! Nenhum estudioso sério ou pesquisador toleraria fontes ESCOLHER para alterar sua fonte textos de vez em quando!

Em qualquer caso, pois, como intelectual e educado como a Igreja SUD parece tentar apresentar-se, é muito decepcionante em que sua Igreja escolhe para tentar girar tais assuntos de interesse em vez de realmente enfrentá-los. Eu suspeito que eles podem encontrar explicações perfeitamente lógicas para questões como a que subiram aqui, mas se sua atitude é que ninguém é autorizado a levantar questões sobre essas coisas, então, muito pouco crescimento intelectual jamais poderia ocorrer. Parece-me que a liderança da Igreja SUD precisa reavaliar suas atitudes em relação à essas coisas. Eles parecem ter uma Igreja bem, mas eles claramente precisam fazer algum trabalho para pesquisar e resolver alguns dos seus aspectos.



Este assunto apresentação do original em língua Inglês


Enviar e-mail uma pergunta ou comentário para nós: E-mail

O principal BELIEVE web-page (eo índice de assuntos) está em
http://mb-soft.com/believe/beliepom.html'