TalmudTalmud sa

General Information Informação Geral

The Talmud (Hebrew for "teaching" or "study"), a vast compendium of Jewish law and lore, is a unique literary document - a sequel to the Hebrew Bible - and the basis of Jewish religious life. O Talmud (hebraico para "ensinar" ou "estudo"), um vasto compêndio da lei judaica e lore, é um documento único literário - uma sequela para a Bíblia hebraica - ea base da vida religiosa judaica. It consists of the Mishnah and lengthy, rambling commentary called Gemara (Aramaic for "learning" or "tradition"). Ele consiste da Mishná e comentários, caminhadas longas chamado Gemara (aramaico para "aprendizagem" ou "tradição"). There are two Gemaras - the Palestinian Gemara, a product of the 3d and 4th centuries AD, and the Babylonian Gemara, completed about 499, with some later additions. Há dois Gemaras - Gemara palestina, um produto de séculos dC 3d e 4, ea Gemara babilônica, completou cerca de 499, com algumas adições posteriores. Hence, there are two Talmuds: the Talmud Yerushalmi and the Talmud Babli. Assim, há dois Talmudes: o Talmud Yerushalmi eo Talmud Babli. The latter, the Babylonian Talmud, remains for traditional Jews the final authority on the law. Este último, o Talmude Babilônico, continua a ser para os judeus tradicionais a autoridade final sobre a lei. The Mishnah is predominantly in Hebrew, the Gemaras largely in Aramaic. A Mishná está predominantemente em hebraico, os Gemaras em grande parte em aramaico. In addition to exhaustive and subtle discussions of civil, criminal, domestic, and ritual law, the Talmuds contain materials called haggadah ("narration") - statements on faith and morals, explanations of Bible verses, parables, and historical and legendary narratives. Além de discussões exaustivas e sutil de direito civil, penal interno, e ritual, os Talmudes conter materiais chamados Hagadá ("narração") - declarações de fé e moral, das declarações de versículos bíblicos, parábolas e narrativas históricas e lendária.

BELIEVE Religious Information Source web-siteACREDITO
Religioso
Informações
Fonte
web-site
Our List of 2,300 SubjectsNossa lista de 2300 Assuntos Religiosos
E-mailE-mail
Despite difficulties of language and content, the Talmud was for centuries the principal subject of Jewish study. Apesar das dificuldades de linguagem e conteúdo, o Talmud foi durante séculos o principal tema de estudos judaicos. It was provided with innumerable commentaries and annotations, the most important of which was by the 11th century scholar Rashi. Foi fornecido com inúmeros comentários e anotações, a mais importante das quais foi a do século 11 estudioso Rashi. It was also the object of violent attacks by persons who had no knowledge of its contents, from medieval fanatics - 24 cartloads of Talmud manuscripts were burned in Paris in 1242 - to Nazi propagandists in the 1930s. Ele também foi objeto de ataques violentos por parte de pessoas que não tinham conhecimento do seu conteúdo, a partir de fanáticos medievais - 24 carradas de manuscritos do Talmud foram queimados em Paris, em 1242 - para os propagandistas nazistas na década de 1930. Modern scholars have come increasingly to recognize its importance as a cultural monument. Os estudiosos modernos têm vindo cada vez mais a reconhecer a sua importância como um monumento cultural. New Testament scholars in particular have used material from the Talmud and the related literature of Midrash for an understanding of Christian origins. Estudiosos do Novo Testamento, em particular, têm utilizado o material do Talmud e do Midrash de literatura relacionada para a compreensão das origens cristãs.

Bernard J Bamberger Bernard J Bamberger

Bibliography: Bibliografia:
I Epstein, ed., The Babylonian Talmud (1961); A Feinnsilver, ed., The Talmud Today (1980); M Mielziner, Introduction to the Talmud (1969); CG Montefiore and H Loeww, A Rabbinic Anthology (1938); J Neusner, The Talmud of the Land of Israel: An Introduction (1990); A Steinsaltz, The Essential Talmud (1977) and The Talmud: A Reference Guide (1989); HL Strack, Introduction to the Talmud and Midrash (1969); I Unterman, The Talmud: An Analytical Guide (1985). Eu Epstein, Ed, o Talmude Babilônico (1961);. Uma Feinnsilver, ed, The Today Talmud (1980);. Mielziner M, Introdução ao Talmud (1969); CG Montefiore e H Loeww, Uma Antologia rabínica (1938); J Neusner, o Talmud da Terra de Israel: Uma Introdução (1990); Um Steinsaltz, O Talmud Essencial (1977) e O Talmud: Um Guia de Referência (1989); HL Strack, Introdução ao Talmud e Midrash (1969); Eu Unterman, O Talmud: Um Guia Analítica (1985).


Talmud Talmud

General Information Informação Geral

The Talmud is the body of Jewish civil and religious law, including commentaries on the Torah, or Pentateuch. O Talmud é o corpo da lei civil e religiosa judaica, incluindo comentários sobre a Torá, ou Pentateuco. The Talmud consists of a codification of laws, called the Mishnah, and a commentary on the Mishnah, called the Gemara. O Talmud consiste em uma codificação das leis, o chamado Mishnah, e um comentário sobre a Mishná, chamado Guemará. The material in the Talmud that concerns decisions by scholars on disputed legal questions is known as the Halakah; the legends, anecdotes, and sayings in the Talmud that are used to illustrate the traditional law are known as Haggada. O material no Talmud que diz respeito as decisões de estudiosos sobre disputadas questões jurídicas é conhecido como o Halakah; as lendas, anedotas e ditos no Talmud que são usados ​​para ilustrar a lei tradicional são conhecidos como Haggada.

Two compilations of the Talmud exist: the Palestinian Talmud, sometimes called the Jerusalem Talmud, and the Babylonian Talmud. Duas compilações do Talmud existem: o Talmud palestino, às vezes chamado o Talmud de Jerusalém, eo Talmud babilônico. Both compilations contain the same Mishnah, but each has its own Gemara. Ambas as compilações contêm a Mishná mesmo, mas cada um tem sua própria Gemara. The contents of the Palestinian Talmud were written by Palestinian scholars between the 3rd century AD and the beginning of the 5th century; those of the Babylonian Talmud, by scholars who wrote between the 3rd century and the beginning of the 6th century. O conteúdo do Talmud palestino foram escritos por estudiosos palestinos entre o século 3 e início do século 5, os do Talmude Babilônico, por estudiosos que escreveram entre o século 3 e início do século 6. The Babylonian Talmud became authoritative because the rabbinic academies of Babylonia survived those in Palestine by many centuries. O Talmud babilônico tornou autoridade porque as academias rabínicas da Babilônia sobreviveram aqueles na Palestina por muitos séculos.

The Talmud itself, the works of talmudic scholarship, and the commentaries concerning it constitute the greatest contributions to rabbinical literature in the history of Judaism. O próprio Talmud, as obras de erudição talmúdica, e os comentários a seu respeito constituem as maiores contribuições para a literatura rabínica na história do judaísmo. One of the most important of the works of scholarship is the Mishneh Torah (Repetition of the Torah, c. 1180) by the Spanish rabbi, philosopher, and physician Maimonides; it is an abstract of all the rabbinical legal literature in existence at his time. Um dos mais importantes dos trabalhos de acadêmicos é a Torá Mishneh (Repetição da Torá, c 1180.) Pelo rabino Espanhol, filósofo e médico Maimonides, é um resumo de toda a literatura rabínica legal existente no seu tempo . The most widely known commentaries are those on the Babylonian Talmud by the French rabbi Rashi and by certain scholars known as tosaphists, who lived in France and Germany between the 12th and 14th centuries and included some of Rashi's grandsons. Os comentários mais conhecidos são os do Talmude Babilônico pelo francês rabino Rashi e por alguns estudiosos conhecidos como tosaphists, que viveu na França e na Alemanha, entre os séculos 12 e 14 e incluiu alguns dos netos de Rashi.

The Babylonian Talmud and the Palestinian Talmud were first printed in 1520-22 and in 1523 in Venice by the printer Daniel Bomberg. O Talmude Babilônico e do Talmud palestino foram pela primeira vez em 1520-22 e em 1523 em Veneza pela impressora Daniel Bomberg. The entire Babylonian Talmud is available in an English translation (1935-52) edited by the British rabbi and scholar Isidore Epstein. Todo o Talmude Babilônico está disponível em uma tradução em Inglês (1935-52) editado pelo rabino britânico e estudioso Isidore Epstein. Most of the Palestinian Talmud is available in a 19th-century French translation, but the rendering is defective and inaccurate. A maior parte do Talmud palestino está disponível em uma tradução francês do século 19, mas a renderização é defeituoso e impreciso. Twenty tractates of the Palestinian Talmud are found in a Latin translation, in the Thesaurus Antiquitatum Sacrarum (1744-69) of Blasio Ugolino, an 18th-century Italian historian and antiquarian. Vinte tractates do Talmud palestino são encontrados em uma tradução para o latim, no Thesaurus Antiquitatum Sacrarum (1744-1769), de Blasio Ugolino, um historiador do século 18 italiano e antiquário.

Saul Lieberman Saul Lieberman


Talmud Talmud

Jewish Viewpoint Information Judeu Viewpoint informação

Name of two works which have been preserved to posterity as the product of the Palestinian and Babylonian schools during the amoraic period, which extended from the third to the fifth century CE One of these compilations is entitled "Talmud Yerushalmi" (Jerusalem Talmud) and the other "Talmud Babli" (Babylonian Talmud). Nome de duas obras que foram preservados para a posteridade como o produto das escolas palestinianas e babilônico durante o período amoraic, que se estendeu a partir do terceiro para o quinto século EC Uma dessas compilações é intitulado "Talmud Yerushalmi" (Talmud de Jerusalém) e do outro "Talmud Babli" (Talmud Babilônico). Used alone, the word "Talmud" generally denotes "Talmud Babli," but it frequently serves as a generic designation for an entire body of literature, since the Talmud marks the culmination of the writings of Jewish tradition, of which it is, from a historical point of view, the most important production. Usado sozinho, a palavra "Talmud" geralmente denota "Talmud Babli", mas freqüentemente serve como uma designação genérica para todo um corpo de literatura, uma vez que o Talmud assinala o culminar dos escritos da tradição judaica, da qual ela é, a partir de uma ponto de vista histórico, a produção mais importante.

The Name. O Nome.

"Talmud" is an old scholastic term of the Tannaim, and is a noun formed from the verb "limmed" = "to teach." "Talmud" é um termo antigo escolar do Tannaim, e é um substantivo formado a partir do verbo "limmed" = "para ensinar". It therefore means primarily "teaching," although it denotes also "learning"; it is employed in this latter sense with special reference to the Torah, the terms "talmud" and "Torah" being usually combined to indicate the study of the Law both in its wider and in its more restricted sense, as in Pe'ah i. Portanto, isso significa principalmente "ensinar", embora denota também "aprender", que é empregado neste último sentido, com especial referência para a Torá, os termos "Talmud" e "Torah", sendo normalmente combinada para indicar o estudo do Direito, tanto no seu mais amplo e, no seu sentido mais restrito, tal como em Pe'ah i. 1, where the term "talmud Torah" is applied to study as a religious duty. 1, onde o termo "Talmud Torá" é aplicado para estudar como um dever religioso. On the other hand, the learning acquired by study is also called "talmud," so that Akiba's pupil Judah ben Ilai could say: "He from whom one derives the greater part of his knowledge ["talmudo"] must be regarded as the teacher" (Tosef., BM ii., end; Yer. BM 8d; BM 33a has "ḥokmah" instead of "talmud"). Por outro lado, o aprendizado adquirido pelo estudo é também chamado de "Talmud", para que aluno Akiba Judá ben Ilai poderia dizer: "Aquele de quem se deriva a maior parte de seu conhecimento [" talmudo "] deve ser considerado como o professor "(Tosef., BM ii, final;.. Yer BM 8d; BM 33a tem" Ḥokmah "em vez de" Talmud "). To designate the study of religion, the word "talmud" is used in contrast with "ma'aseh," which connotes the practise of religion. Para designar o estudo da religião, a palavra "Talmud" é usado em contraste com "ma'aseh", o que denota a prática da religião. Akiba's view that on this account the "talmud" ranked above the "ma'aseh" was adopted as a resolution by a famous conference at Lydda during the Hadrianic persecution (see Sifre, Deut. 41; Ḳid. 40b; Yer. Pes. 30b; Cant. R. ii. 14). Akiba vista que nesta conta o "Talmud" classificado acima do "ma'aseh" foi adotada como uma resolução por uma famosa conferência em Lida durante a perseguição de Adriano (ver Sifre, Dt 41;.. Kid 40b;. Yer Pes 30b. ,. Cant R. ii 14).. The two terms are contrasted differently, however, in the tannaitic saying (BB 130b), "The Halakah [the principles guiding decisions in religious law] may not be drawn from a teaching of the master ["talmud"] nor be based upon an act of his ["ma'aseh"], unless the master expressly declare that the teaching or act under consideration is the one which is applicable to the practise." Os dois termos são contrastadas de forma diferente, no entanto, no ditado tannaitic (BB 130b), "O Halakah [os princípios orientadores decisões em lei religiosa] não podem ser extraídas de um ensinamento do mestre [" Talmud "] nem ser baseada em uma agir de sua ["ma'aseh"], a menos que o mestre declarar expressamente que o ensino ou ato em consideração é a que é aplicável à prática. "

In the second place, the word "talmud"-generally in the phrase "talmud lomar"-is frequently used in tannaitic terminology in order to denote instruction by means of the text of the Bible and of the exegetic deductions therefrom. Em segundo lugar, a palavra "Talmud", geralmente na frase "Talmud lomar", é freqüentemente usada em tannaitic terminologia, a fim de denotar instrução por meio do texto da Bíblia e dos exegetic deduções dela. In the third place, the noun "talmud" has the meaning which alone can be genetically connected with the name "Talmud"; in tannaitic phraseology the verb "limmed" denotes the exegetic deduction of a halakic principle from the Biblical text (for examples see RH ii. 9; Sifre, Num. 118); and in harmony with this meaning of the word "talmud" denotes that exposition of a halakic saying which receives an exegetic confirmation from the Biblical text. Em terceiro lugar, o substantivo "Talmud" tem o significado que só pode ser geneticamente relacionado com o nome de "Talmud", em fraseologia tannaitic o verbo "limmed" denota a dedução exegética de um princípio halakic a partir do texto bíblico (para ver exemplos ii RH 9;. Sifre, Num. 118);. e em harmonia com este significado da palavra "Talmud" denota que a exposição de um halakic dizendo que recebe uma confirmação exegética do texto bíblico. Of the terms, therefore, denoting the three branches into which the study of the traditional exegesis of the Bible was from earliest times divided by the Tannaim (see Jew. Encyc. iii. 163, sv Bible Exegesis), "midrash" was the one identical in content with "talmud" in its original sense, except that the Midrash, which includes any kind of Biblical hermeneutics, but more especially the halakic, deals with the Bible text itself, while the Talmud is based on the Halakah. Dos termos, portanto, que denota os três ramos em que o estudo da exegese tradicional da Bíblia foi desde os primeiros tempos, dividido pelo Tannaim (ver judeu. Encyc. Iii. 163, sv Bíblia Exegese), "midrash", foi a um idêntica em conteúdo com "Talmud", em seu sentido original, exceto que o Midrash, o que inclui qualquer tipo de hermenêutica bíblica, mas mais especialmente o halakic, lida com o próprio texto bíblico, enquanto o Talmud é baseado no Halakah. The Midrash is devoted to Biblical exposition, the result being the Halakah (comp. the phrase "mi-kan ameru" [= "beginning here the sages have said"], which occurs frequently in the tannaitic Midrash and which serves to introduce halakic deductions from the exegesis). O Midrash é dedicado à exposição bíblica, o resultado é o Halakah (comp. a frase "mi-kan ameru" [= "começando aqui os sábios disseram"], que ocorre freqüentemente no Midrash tannaitic e que serve para introduzir deduções halakic da exegese). In the Talmud, on the other hand, the halakic passage is the subject of an exegesis based on the Biblical text. No Talmud, por outro lado, a passagem halakic é objecto de uma exegese baseado no texto bíblico.

Relation to Midrash. Relação ao Midrash.

In consequence of the original identity of "Talmud" and "Midrash," noted above, the former term is sometimes used instead of the latter in tannaitic sentences which enumerate the three branches of traditional science, Midrash, Halakah, and Haggadah (see Ber. 22a [comp. M. Ḳ. 15a and Yer. Ber. 6c, 39]; Ḳid. 30a; Suk. 28a; BB 134a; Ab. RN xiv. [comp. Masseket Soferim, xvi. 8]; Yer. B. Ḳ. 4b, 31 [comp. Sifre, Deut. 33]; Tosef., Soṭah, vii. 20 [comp. Yer. Soṭah 44a]), while sometimes both "Talmud" and "Midrash" are used (M. Ḳ. 21a; Ta'an. 30a); it must be noted, however, that in the editions of the Babli, "Gemara" is usually substituted for "Talmud," even in the passages here cited. Em conseqüência da identidade original de "Talmud" e "Midrash", observou acima, o primeiro termo é usado às vezes em vez de o último em frases tanaíticas que enumerar os três ramos da ciência tradicional, Midrash, Halakah, e Hagadá (ver Ber. [.... amostra M. K 15a e Yer Ber 6c, 39] 22,. Kid 30a;. Suk 28a; BB 134a;.. Ab RN xiv [. amostra Masseket Soferim, xvi 8.];. Yer B. . Ḳ 4b, 31 [. amostra Sifre, Dt 33.];.. Tosef, Soṭah, vii 20 [. amostra Yer Soṭah 44a.]), embora às vezes tanto "Talmud" e "Midrash" são usados ​​(M. Ḳ. 21a;. Ta'an 30a), que deve ser observado, no entanto, que nas edições do Babli, "Gemara" geralmente é substituído por "Talmud", mesmo nas passagens aqui citadas. The word "Talmud" in all these places did not denote the study subsequently pursued by the Amoraim, but was used instead of the word "Midrash," although this did not preclude the later introduction of the term "Talmud" into tannaitic sayings, where it either entirely displaced "Midrash" or was used side by side with it. A palavra "Talmud" em todos esses lugares não denotar o estudo posteriormente perseguidos pela Amoraim, mas foi usado em vez da palavra "Midrash", embora isso não exclui a posterior introdução do termo "Talmud" tannaitic em que citou, quando ela quer inteiramente deslocada "Midrash" ou foi usado lado a lado com ele.

After the term "Talmud" had come to denote the exegetic confirmation of the Halakah, it was applied also to the explanation and exposition of halakic passages in general. Após o termo "Talmud" veio a designar a confirmação exegética do Halakah, foi aplicado também para a explicação e exposição de passagens halakic em geral. As early as the end of the tannaitic period, when the halakot were finally redactedby the patriarch Judah I. and were designated as "Mishnah," a term originally applied to the entire system of traditional learning, the Talmud was developed as a new division of this same science; and it was destined to absorb all others. Já no final do período tannaitic, quando o halakot foram finalmente redactedby o patriarca Judá I. e foram designados como "Mishnah", um termo originalmente aplicado a todo o sistema de ensino tradicional, o Talmud foi desenvolvida como uma nova divisão do esta mesma ciência, e foi para a absorção de todos os outros. In a baraita dating, according to the amora Johanan, from the days of Judah I. (BM 33a; comp. Yer. Shab. 15c, 22 et seq.), the Mishnah and the Talmud are defined as subjects of study side by side with the "Miḳra" (Bible), the study of the Talmud being mentioned first. Em um namoro baraita, de acordo com a Joanã Amora, desde os dias de Judá I. (BM 33a;.... Amostra Yer Shab 15c, 22 e seguintes), o Mishnah eo Talmud são definidos como temas de estudo lado a lado com o "Miḳra" (Bíblia), o estudo do Talmud sendo mencionado em primeiro lugar. To this baraita there is an addition, however, to the effect that more attention should be given to the Mishnah than to the Talmud. Para este baraita há um acréscimo, no entanto, no sentido de que mais atenção deve ser dada à Mishná do que o Talmud. Johanan explains this passage by the fact that the members of Judah's academy, in their eagerness to investigate the Talmud, neglected the Mishnah; hence the patriarch laid stress upon the duty of studying the Mishnah primarily. Joanã explica esta passagem pelo fato de que os membros da academia de Judá, em sua ânsia de investigar o Talmud, negligenciou a Mishná, daí o patriarca estabelecidas estresse sobre o dever de estudar a Mishnah principalmente. In these passages the word "Talmud" is used not in its more restricted sense of the establishment of halakot by Biblical exegesis, but in its wider signification, in which it designates study for the purpose of elucidating the Mishnah in general, as pursued after Judah's death in the academies of Palestine and Babylon. Nestas passagens a palavra "Talmud" é utilizado não em seu sentido mais restrito do estabelecimento de halakot pela exegese bíblica, mas em seu significado mais amplo, em que se designa estudo com o objectivo de elucidar a Mishná em geral, como perseguiu Judá morte nas academias da Palestina e Babilônia. This baraita is, furthermore, an authentic document on the origin of the Talmud. Este baraita é, além disso, um documento autêntico sobre a origem do Talmud.

Three classes of members of the academy are mentioned in an anecdote referring to Judah I. (BB 8a): (1) those who devoted themselves chiefly to the Bible ("ba'ale Miḳra"); (2) those whose principal study was the Mishnah ("ba'ale Mishnah"); and (3) those whose main interest lay in the Talmud ("ba'ale Talmud"). Três classes de membros da academia são mencionadas em uma anedota referindo-se a Judá I. (BB 8a): (1) aqueles que se dedicavam principalmente à Bíblia ("ba'ale Miḳra"), (2) aqueles cujo principal trabalho foi Mishnah ("ba'ale Mishnah"), e (3) aqueles cujo principal interesse em lançar o Talmud ("ba'ale Talmud"). This is the original reading of the passage, although the editions mention also the "ba'ale Halakah" and the "ba'ale Haggadah" (see below). Esta é a leitura original da passagem, embora as edições mencionar também a "ba'ale Halakah" e o "ba'ale Haggadah" (ver abaixo). These three branches of knowledge are, therefore, the same as those enumerated in BM 33a. Estes três ramos do conhecimento são, portanto, os mesmos que os enumerados no BM 33a. Tanḥum b. Tanḥum b. Ḥanilai, a Palestinian amora of the third century, declared, with reference to this threefold investigation ('Ab. Zarah 19b): "Let the time given to study be divided into three parts: one-third for the Bible, one-third for the Mishnah, and one-third for the Talmud." Ḥanilai, um palestino Amora do terceiro século, declarou, em referência a esta investigação tripla ('Ab Zarah 19b.): "Que o tempo determinado para estudar ser dividido em três partes: um terço para a Bíblia, um terço para Mishnah, e um terço para o Talmud. " In Ḳid. Em miúdo. 33a this saying is quoted in the name of the tanna Joshua b. Dizendo isso 33a é citado no nome do Josué tanna b. Hananiah, although this is probably a corruption of the name of Jose b. Hananias, embora isso provavelmente é uma corruptela do nome de José b. Ḥanina (amora). Ḥanina (Amora). Yudan, a Palestinian amora of the fourth century, found in Eccl. Yudan, um palestino Amora do século IV, encontrado em Eccl. xi. xi. 9 an allusion to the pleasure taken in the three branches of study, Miḳra, Mishnah, and Talmud. 9 uma alusão ao prazer tomadas nos três ramos do estudo, Miḳra, Mishnah, e Talmud.

The Three Subjects of Study. Os três temas de estudo.

The old trichotomy of traditional literature was changed, however, by the acceptance of the Mishnah of Judah I., and by the new study of the Talmud designed to interpret it. A tricotomia velha de literatura tradicional foi alterada, porém, pela aceitação do Mishnah de Judá I., e pelo novo estudo do Talmud projetado para interpretá-lo. The division termed "Halakot" (singular, "Halakah") in the old classification was then called "Mishnah," although in Palestine the Mishnah continued to be designated as "Halakot." A divisão denominada "Halakot" (singular ", Halakah") na antiga classificação foi então chamado "Mishnah", embora na Palestina o Mishnah continuou a ser designado como "Halakot". The Midrash became a component part of the Talmud; and a considerable portion of the halakic Bible hermeneuties of the Tannaim, which had been preserved in various special works, was incorporated in the Babylonian Talmud. O Midrash tornou-se um componente do Talmud, e uma parcela considerável dos hermeneuties halakic Bíblia do Tannaim, que tinha sido preservada em várias obras especiais, foi incorporado no Talmude Babilônico. The Haggadah (plural, "Haggadot") lost its importance as an individual branch of study in the academies, although it naturally continued to be a subject of investigation, and a portion of it also was included in the Talmud. A Hagadá (plural ", Haggadot") perdeu a sua importância como um ramo específico de estudo nas academias, embora naturalmente continuou a ser um objeto de investigação, e uma parte dele também foi incluído no Talmude. Occasionally the Haggadah is even designated as a special branch, being added as a fourth division to the three already mentioned. Ocasionalmente é mesmo o Haggadah designado como um ramo especial, a ser adicionado como uma quarta divisão para as três já mencionadas. Ḥanina ben Pappa, an amora of the early part of the fourth century, in characterizing these four branches says: "The countenance should be serious and earnest in teaching the Scriptures, mild and calm for the Mishnah, bright and lively for the Talmud, and merry and smiling for the Haggadah" (Pesiḳ. 110a; Pes. R. 101b; Tan., Yitro, ed. Buber, p. 17; Massek. Soferim, xvi. 2). Ḥanina ben Pappa, uma Amora do início do século IV, na caracterização destes quatro ramos diz: "O rosto deve ser grave e sério no ensino das Escrituras, suave e calma para o Mishnah, brilhante e alegre para o Talmud, e alegre e sorrindo para a Hagadá "(Pesiḳ. 110;. Pes R. 101B; Tan, Yitro, ed Buber, p 17;..... Massek Soferim, xvi 2). As early as the third century Joshua ben Levi interpreted Deut. No início do terceiro século Joshua ben Levi interpretado Deut. ix. ix. 10 to mean that the entire Law, including Miḳra, Mishnah, Talmud, and Haggadah, had been revealed to Moses on Sinai (Yer. Pes. 17a, line 59; Meg. 74d, 25), while in Gen. R. lxvi. 10 para dizer que toda a Lei, incluindo Miḳra, Mishná, Talmud, e Hagadá, havia sido revelado a Moisés no Sinai (Yer. Pes 17, linha 59;.. Meg 74d, 25), enquanto em Gen. R. lxvi. 3 the blessings invoked in Gen. xxvii. 3 invocou as bênçãos em Gênesis xxvii. 28 are explained as "Miḳra, Mishnah, Talmud, and Haggadah." 28 são explicados como "Miḳra, Mishná, Talmud, e Hagadá". The Palestinian haggadist Isaac divided these four branches into two groups: (1) the Miḳra and the Haggadah, dealing with subjects of general interest; and (2) the Mishnah and the Talmud, "which can not hold the attention of those who hear them" (Pesiḳ. 101b; see Bacher, "Ag. Pal. Amor." ii. 211). O palestino haggadist Isaac estes quatro ramos divididos em dois grupos: (1) Miḳra e Hagadá, tratando de assuntos de interesse geral, e (2) o Mishnah e do Talmud, "o que não pode prender a atenção de quem ouvi-los "(Pesiḳ. 101B; ver Bacher," Ag. Pal Amor "ii 211....).

According to a note of Tanḥuma ben Abba (of the latter part of the 4th cent.) on Cant. De acordo com uma nota de Tanḥuma ben Abba (da última parte cento da 4 ª.) Em Cant. v. 14 (Cant. R. ad loc.), a student must be familiar with all four branches of knowledge, Miḳra, Mishnah, Halakah (the last-named term used here instead of "Tatmud"), and Haggadah; while Samuel b. v 14 (. Cant. R. ad loc), o aluno deve estar familiarizado com todos os quatro ramos do conhecimento, Miḳra, Mishnah, Halakah (o último termo chamado usado aqui ao invés de "Tatmud"), e Hagadá, enquanto Samuel b. Judah b. Judá b. Abun, a Palestinian amora of the same century, interpreted Prov. Abun, um palestino Amora do mesmo século, interpretado Prov. xxviii. xxviii. 11 as an allusion to the halakist ("man of the Talmud") and to the haggadist ("man of the Haggadah"; Yer. Hor. 48c; see also Pesiḳ. 176a; Lev. R. xxi., Talmud and Haggadah). 11 como uma alusão ao halakist ("homem do Talmud") e para o haggadist ("homem da Hagadá";. Yer Hor 48c;. Ver também Pesiḳ 176a;... Lev R. xxi, Talmud e Haggadah) . Here may be mentioned also the concluding passage of the mishnaic treatise Abot (v., end): "At the age of five to the Bible; at the age of ten to the Mishnah; at the age of fifteen to the Talmud." Aqui pode-se mencionar também a passagem de conclusão do tratado mishnaic Abot (v., final): "Na idade de cinco a Bíblia, com a idade de 10 a Mishnah, com a idade de 15 com o Talmud." This is ascribed by many to the ancient tanna Samuel ha-Ḳaṭon (see Bacher, "Ag. Tan." i. 378), although the sequence of study which it mentions is evidently that which was customary during the amoraic period (comp. also the saying of Abaye in Ket. 50a). Este é atribuída por muitos à antiga Tanna Samuel ha-Katon (ver Bacher, "Ag.. Tan." I. 378), embora a seqüência de estudo que menciona é, evidentemente, o que era habitual durante o período amoraic (comp. também o ditado de Abaye em Ket. 50a). The following passages from the Babylonian Talmud may likewise serve to illustrate the special usage which finally made the word "Talmud" current as the name of the work. As seguintes passagens do Talmud babilônico pode igualmente servir para ilustrar o uso especial que finalmente fez a palavra "Talmud" actual como o nome do trabalho. Samuel, one of the earliest Babylonian amoraim, interpreted the words of Zech. Samuel, um dos primeiros babilônico amoraim, interpretou as palavras de Zacarias. viii. viii. 10, "neither was there any peace to him that went out or came in," as applying to the restlessness of one who turns from the Talmud and confines himself to the study of the Mishnah (Ḥag. 10a). 10, "nem havia paz para o que saiu ou entrou no", como aplicáveis ​​à inquietação de quem se desvia da Talmud e limita-se ao estudo da Mishná (Hag. 10a). Johanan, the younger Palestinian contemporary of Samuel, extends the allusion to "him also who turns from one Talmud to study another," referring here to Babli and to Yerushalmi. Joanã, o contemporâneo mais jovem palestino de Samuel, estende-se a alusão ao "ele também quem passa de um Talmud para estudar outra", referindo aqui para Babli e Yerushalmi. It is very possible that he had noticed that in the case of his numerous Babylonian pupils the transition from the mishnaic exegesis which they had acquired at home to that of the Palestinian schools was not made without disturbing their peace of mind. É muito possível que ele havia notado que, no caso de seus alunos inúmeras babilônicos a transição da exegese mishnaic que tinha adquirido em casa para que as escolas palestinianas não foi feita sem perturbar sua paz de espírito. Allusions to the "Talmud of Babylon" by two prominent Babylonians who settled in Palestine (Ze'era and Jeremiah) have likewise been pre-served (BM 85c; Sanh. 24a); and they confirm Johanan's conception of the meaning of the term. Alusões à "Talmud da Babilônia" por dois babilônios proeminente que se estabeleceram na Palestina (Ze'era e Jeremias) foram igualmente pré-servida (BM 85c;. Sanh 24a), e eles confirmam concepção Joanã do significado do termo.

The Gemara. A Gemara.

In Babylonia the Aramaic noun "gemar" (emphatic state, "gemara") was formed from the verb (which does not occur in Palestinian texts), having the meaning of "learn." Na Babilônia o substantivo aramaico "Gemar" (estado enfático, "Guemará") foi formada a partir do verbo (o que não ocorre nos textos palestinos), com o significado de "aprender". This substantive accordingly designates that which has been learned, and the learning transmitted to scholars by tradition, although it is used also in a more restricted sense to connote the traditional exposition of the Mishnah; and it therefore gained currency as a designation of the Talmud. Este acordo substantivo designa aquilo que foi aprendido, eo aprendizado transmitido para os estudiosos, por tradição, embora seja usado também em um sentido mais restrito para conotar a exposição tradicional do Mishnah, e, por isso, ganhou moeda como uma designação do Talmud. In the modern editions of the Babylonian Talmud the term "Gemara" occurs very frequently in this sense; but in nearly every case it was substituted at a later time for the objectionable word "Talmud," which was interdicted by the censor. Nas edições modernas do Talmude Babilônico, o termo "Gemara" ocorre com muita freqüência neste sentido, mas em quase todos os casos, foi substituído em um momento posterior para a palavra censurável "Talmud", que foi interditado pela censura. The only passage in which "Gemara" occurs with the meaning of "Talmud" in the strict sense of that term and from which it was not removed by the censor is 'Er. A única passagem em que "Gemara" ocorre com o significado de "Talmud", no sentido estrito do termo e do qual ele não foi removido pelo censor é 'Er. 32b, where it is used by Naḥman bar Jacob, a Babylonian amora of the second half of the third century. 32b, onde é usado por Naḥman barra de Jacob, um babilônico Amora da segunda metade do século III. For further details see Bacher, "Gemara," in "Hebrew Union College Annual," pp. 26-36, Cincinnati, 1904, where the word is shown to have been used for "Talmud" from the geonic period (see also idem, "Die Terminologie der Amoräer," pp. 31 et seq., Leipsic, 1905). Para mais detalhes ver Bacher, "Gemara", em "Hebrew Union College Annual", pp 26-36, Cincinnati, 1904, onde a palavra é mostrado para ter sido usado para "Talmud" do período geonic (ver também idem, "Die Terminologie der Amoräer", pp 31 e segs., Leipsic, 1905). The later editions of the Talmud frequently substitute for the word "Gemara" the abbreviation (Aramaic, = "the six orders of the Mishnah"), which has come to be, with the pronunciation "Shas," a popular designation for the Babylonian Talmud. As edições posteriores do Talmud freqüência para substituir a palavra "Gemara" a abreviatura (aramaico, = "as seis ordens da Mishná"), que tem vindo a ser, com a pronúncia "Shas", uma denominação popular para o Talmude Babilônico .

Here may be mentioned the term "Shem'ata" (), which was used in Babylonia to designate the halakic portion of the Talmud, and which was thus contrasted with "Haggadah" (see Ḥag. 26a; Soṭah 20a; Sanh. 38b; comp. also M. Ḳ. 23a, where "Shemu'ah," the Hebrew form, occurs in a baraita). Aqui pode ser mencionado o termo "Shem'ata" (), o qual foi utilizado na Babilônia para designar a porção do halakic Talmud, e foi assim que contrasta com o "Haggadah" (ver Hag 26a,. Soṭah 20a; Sanh 38b.; comp. também M. Ḳ. 23a, onde "Shemu'ah", o hebraico forma, ocorre em um baraita). In the tenth century this word was used in Mohammedan circles to designate Jewish tradition as well as its chief source, the Talmud; so that Mas'udi refers to Saadia Gaon as an "ashma'ti" (ie, a believer in the tradition), using this term in contrast to "Karaite" (see Pinsker, "Liḳḳuṭe Ḳadmoniyyot," i. 5). No século X, esta palavra era usada nos círculos islâmicos para designar a tradição judaica, bem como sua principal fonte, o Talmud, de modo que se refere a Mas'udi Saadia Gaon como um "ashma'ti" (ou seja, um crente na tradição) , usando este termo em contraste com a "caraíta" (ver Pinsker ", Liḳḳuṭe Ḳadmoniyyot," i. 5). A "Kitab al-Ashma'ah" (ie, "Talmud") is also mentioned ("ZDMG" lviii. 659). A "Kitab al-Ashma'ah" (ie, "Talmud") também é mencionado ("ZDMG" LVIII. 659).

The theorem that the Talmud was the latest development of traditional science has been demonstrated by this discussion of the meaning and the use of the word itself. O teorema de que o Talmud foi o mais recente desenvolvimento da ciência tradicional tem sido demonstrado por esta discussão sobre o significado eo uso da palavra em si. The Talmud accordingly dates from the time following the final redaction of the Mishnah; and it was taught in the academy of Judah I. as the commentary on the tannaitic Halakah. O Talmud consequentemente, data da época após a redação final do Mishnah, e foi ensinado na academia de Judá I. como o comentário sobre o Halakah tannaitic. The editorial activity which, from the mass of halakic material that had accumulated since Akiba's Mishnah, crystallized the Talmud in accordance with the systematic order introduced by that teacher, implied the interpretation and critical examination of the Halakah, and was, therefore, analogous to Talmudic methodology. A atividade editorial, que, a partir da massa de material halakic que tinham acumulado desde Akiba da Mishnah, cristalizou o Talmud, de acordo com a ordem sistemática introduzida pelo professor que, implícita a interpretação e análise crítica da Halakah, e foi, portanto, análogo ao talmúdica metodologia.

There were, likewise, many elements of tannaitic tradition, especially the midrashic exegesis of the Bible, as well as numerous halakic interpretations, lexicographical and material, which were ready for incorporation into the Talmud in its more restricted meaning of the interpretation of the Mishnah of Judah I. When this Mishnah became the standard halakic work, both as a source for decisions of questions of religious law, and, even more especially, as a subject of study in the academies, the Talmud interpretation of the mishnaic text, both in theory and in practise, naturally became the most important branch of study, and included the other branches of traditional science, being derived from the Halakah and the Midrash (halakic exegesis), and also including haggadic material, though to a minor degree. Havia, também, muitos elementos da tradição tannaitic, especialmente a exegese midrashic da Bíblia, bem como numerosas interpretações halakic, lexicográfico e material, que estavam prontos para incorporação no Talmud em seu sentido mais restrito da interpretação do Mishnah de Judá I. Quando esta Mishná tornou-se o padrão de trabalho halakic, tanto como fonte para as decisões de questões da lei religiosa, e, mais especialmente, como um objecto de estudo nas academias, a interpretação do texto Talmud mishnaic, tanto na teoria e na prática, naturalmente se tornou o mais importante ramo de estudo, e incluiu os outros ramos da ciência tradicional, sendo derivadas da Halakah e do Midrash (halakic exegese), e também incluindo material haggadic, embora em menor grau. The Talmud, however, was not an independent work; and it was this characteristic which constituted the chief difference between it and the earlier subjects of study of the tannaitic period. O Talmud, no entanto, não foi um trabalho independente, e foi esta característica que constitui a principal diferença entre ele e os sujeitos anteriores do estudo do período tannaitic. It had no form of its own, since it served as a running commentary on the mishnaic text; and this fact determined the character which the work ultimately assumed. Ele não tinha forma própria, uma vez que serviu como um comentário sobre o texto mishnaic, e este fato determinou o caráter que a obra finalmente assumido.

Relation to Mishnah. Relação a Mishnah.

The Talmud is practically a mere amplification of the Mishnah by manifold comments and additions; so that even those portions of the Mishnah which have no Talmud are regarded as component parts of it and are accordingly included in the editions of Babli. O Talmud é praticamente uma mera ampliação da Mishná com comentários e acréscimos múltiplas, de modo que até mesmo essas partes da Mishná, que não têm Talmud são considerados como partes componentes do mesmo e são, portanto, incluídas nas edições do Babli. The history of the origin of the Talmud is the same as that of the Mishnah-a tradition, transmitted orally for centuries, was finally cast into definite literary form, although from the moment in which the Talmud became the chief subject of study in the academies it had a double existence, and was accordingly, in its final stage, redacted in two different forms. A história da origem do Talmud é a mesma que a da Mishná, uma tradição, transmitida oralmente durante séculos, foi finalmente lançado em forma literária, embora a partir do momento em que o Talmud se tornou o principal tema de estudo nas academias ele tinha uma dupla existência, e foi nesse sentido, na sua fase final, redigido em duas formas diferentes. The Mishnah of Judah I. was adopted simultaneously in Babylon and Palestine as the halakic collection par excellence; and at the same time the development of the Talmud was begun both at Sepphoris, where the Mishnah was redacted, and at Nehardea and Sura, where Judah's pupils Samuel and Rab engaged in their epoch-making work. O Mishnah de Judá I. foi aprovada simultaneamente na Babilônia e Palestina como a recolha halakic por excelência, e ao mesmo tempo o desenvolvimento do Talmud foi iniciada tanto em Séforis, onde a Mishná foi redigido, e para onde Nehardea e Sura, Judá alunos Samuel e Rab engajados em seu trabalho de tomada de época. The academies of Babylon and of Palestine alike regarded the study of the Mishnah and its interpretation as their chief task. As academias da Babilônia e da Palestina considerado tanto o estudo da Mishná e sua interpretação como a sua principal tarefa. The Amoraim, as the directors and members of these academies were called ( see Amora), became the originators of the Talmud; and its final redaction marked the end of the amoraic times in the same way that the period of the Tannaim was concluded by the compilation of the Mishnah of Judah I. Like the Mishnah, the Talmud was not the work of one author or of several authors, but was the result of the collective labors of many successive generations, whose toil finally resulted in a book unique in its mode of development. O Amoraim, como os diretores e os membros destas academias foram chamados (ver Amora), tornaram-se os criadores do Talmud, e sua redação final, marcou o fim dos tempos amoraic da mesma forma que o período de Tannaim foi concluído pela compilação do Mishnah de Judá I. Como o Mishnah, o Talmud não foi obra de um autor ou de vários autores, mas foi o resultado do trabalho coletivo de muitas gerações sucessivas, cuja labuta finalmente resultou em um livro único em seu modo de desenvolvimento.

The Palestinian Talmud. O Talmud palestino.

Before entering into any discussion of the origin and peculiar form of the Talmud, the two recensions of the work itself may be briefly described. Antes de entrar em qualquer discussão sobre a origem ea forma peculiar do Talmud, as duas versões da obra em si pode ser brevemente descrito. The general designation of the Palestinian Talmud as "Talmud Yerushalmi," or simply as "Yerushalmi," is precisely analogous to that of the Palestinian Targum. A designação geral do Talmud palestino como "Talmud Yerushalmi", ou simplesmente como "Yerushalmi," é precisamente análogo ao do Targum palestino. The term originated in the geonic period, when, however, the work received also the more precise designations of "Talmud of Palestine," "Talmud of the Land of Israel," "Talmud of the West," and "Talmud of the Western Lands." O termo se originou no período geonic, quando, no entanto, a obra recebeu também as designações mais precisas de "Talmud da Palestina", "Talmud da Terra de Israel", "Talmud do Ocidente", e "Talmud das terras do Ocidente . " Yerushalmi has not been preserved in its entirety; large portions of it were entirely lost at an early date,while other parts exist only in fragments. Yerushalmi não foi preservada na sua totalidade; grandes porções do mesmo foram totalmente perdidos em uma data próxima, enquanto outras partes só existem em fragmentos. The editio princeps (ed. Bomberg, Venice, 1523 et seq.), on which all later editions are based, terminates with the following remark: "Thus far we have found what is contained in this Talmud; and we have endeavored in vain to obtain the missing portions." O princeps editio (. Bomberg ed., Veneza, 1523 e seguintes), em que todas as edições posteriores são baseadas, termina com a seguinte observação: "Até agora nós encontramos o que está contido neste Talmud, e temos nos esforçado em vão obter as porções que faltam. " Of the four manuscripts used for this first edition (comp. the note at the conclusion of Shab. xx. 17d and the passage just cited), only one is now in existence; it is preserved in the library of the University of Leyden (see below). Dos quatro manuscritos utilizados para esta primeira edição (.. Comp. a nota na conclusão do Shab xx 17d e só a passagem citada), apenas uma está agora em existência, que é preservada na biblioteca da Universidade de Leyden (ver abaixo). Of the six orders of the Mishnah, the fifth, Ḳodashim, is missing entirely from the Palestinian Talmud, while of the sixth, Ṭohorot, it contains only the first three chapters of the treatise Niddah (iv. 48d-51b). Dos seis ordens da Mishná, o quinto, Ḳodashim, está totalmente ausente do Talmud palestino, enquanto do Ṭohorot, sexto, ele contém apenas os três primeiros capítulos do tratado Niddah (iv 48d-51b). The treatises of the orders of the Mishnah are arranged in the following sequence in this Talmud; the pagination also is given here, in parentheses, to indicate the length of the several treatises: Os tratados de as ordens da Mishná são dispostos na seguinte seqüência neste Talmud, a paginação também é dado aqui, entre parênteses, para indicar o comprimento dos vários tratados:

I. Zera'im: I. Zera'im:

Berakot (2a-14d); Pe'ah (15a-21b); Demai (21c-26c); Ki'layim (26d-32d); Shebi'it (33a-39d); Terumot (40a-48b); Ma'aserot (48c-52a); Ma'aser Sheni (52b-58d); Ḥallah (57a-60b); 'Orlah (60c-63b); Bikkurim (63c-65d). Berakot (2a-14d); Pe'ah (15a-21b); Demai (21c-26c); Ki'layim (26d-32d); Shebi'it (33a-39d); Terumot (40a-48b), Ma ' aserot (48c-52a); ma'aser Sheni (52b-58d); Hallah (57a-60b); 'orlá (60c-63b); Bikkurim (63c-65d).

II. II. Mo'ed: Mo'ed:

Shabbat (2a-18a); 'Erubin (18a-26d); Pesaḥim (27a-37d); Yoma (38a-45c); Sheḳalim (45c-51b); Sukkah (51c-55d); Rosh ha-Shanah (56a-59d); Beẓah (59d-63b), Ta'anit (63c-69c); Megillah (69d-75d); Ḥagigah (75d-79d); Mo'ed Ḳaṭan (80a-83d). Shabat (2a-18a); 'Erubin (18a-26d); Pesaḥim (27a-37d); Yoma (38a-45c); Shekalim (45c-51b); Sucá (51c-55d); Rosh ha-Shanah (56a- 59d); Beẓah (59d-63b), Ta'anit (63c-69c); Megillah (69d-75d); Hagigah (75d-79d); Mo'ed Katan (80a-83d).

III. III. Nashim: Nashim:

Yebamot (2a-15a); Soṭah (15a-24c); Ketubot (24c-36b); Nedarim (36c-42d); Giṭṭin (43a-50d); Nazir (51a-58a); Ḳiddushin (58a-66d). Yebamot (2a-15a); Soṭah (15a-24c); Ketubot (24c-36b); Nedarim (36c-42d); Gittin (43a-50d); Nazir (51a-58a); Ḳiddushin (58a-66d).

IV. IV. Neziḳin: Neziḳin:

Baba Ḳamma (2a-7c); Baba Meẓi'a (7c-12c); Baba Batra (12d-17d); Sanhedrin (17d-30c); Makkot (30d-32b); Shebu'ot (32c-38d); 'Abodah Zarah (39a-45b); Horayot (45c-48c). Baba Ḳamma (2a-7c); Baba Meẓi'a (7c-12c); Baba Batra (12d-17d); Sinédrio (17d-30c); Makkot (30d-32b); Shebu'ot (32c-38d); ' Abodah Zarah (39a-45b); Horayot (45c-48c). VI. VI. Ṭohorot: Ṭohorot:

Niddah (48d-51b). Niddah (48d-51b).

In order ii. A fim ii. the last four chapters of Shabbat are missing from the Palestinian Talmud, while the treatise Sheḳalim has been incorporated into the editions of the Babylonian Talmud from Yerushalmi, and is found also in a Munich manuscript of Babli. os quatro últimos capítulos do Shabat estão ausentes do Talmud palestino, enquanto o Shekalim tratado foi incorporado as edições do Talmude Babilônico de Yerushalmi, e é encontrado também em um manuscrito de Munique Babli. In order iv. A fim iv. the treatises Abot and 'Eduyot are missing in both Talmudim, and the concluding chapter of Makkot is wanting in Yerushalmi. os tratados Abot e 'Eduyot estão faltando em ambos os Talmudim, eo capítulo final de Makkot está querendo nos Yerushalmi. In order vi. No fim vi. the treatise Niddah ends abruptly after the first lines of ch. o tratado Niddah termina abruptamente após as primeiras linhas de ch. iv. iv.

Maimonides expressly states in the introduction to his commentary on the Mishnah that in his time Yerushalmi was extant for the entire first five orders (comp. Abraham ibn Daud, ed. Neubauer, "MJC" i. 57); therefore he must have seen the Yerushalmi of the order Ḳodashim, although he himself does not quote it in his commentary on this order (see Frankel, "Mebo," p. 45b). Maimônides expressamente, na introdução de seu comentário sobre o Mishnah que no seu tempo era sobrevivente Yerushalmi para toda primeiros cinco ordens (comp. Abraham ibn Daud, ed Neubauer, "MJC" i 57..), Por isso ele deve ter visto o Yerushalmi do Ḳodashim ordem, embora ele próprio não citá-lo em seu comentário sobre esta ordem (ver Frankel, "Mebo", p. 45b). Except for the treatise Niddah, on the other hand, there was, according to Maimonides (lc), no Yerushalmi for the sixth order. Excepto para o Niddah tratado, por outro lado, verificou-se, de acordo com Maimonides (lc), nenhum Yerushalmi para a sexta ordem. A South-Arabian work of the fifteenth century, however, quotes the Gemara "on 'Uḳẓin in the Gemara of the people of Jerusalem," which is said to contain a passage on the zodiac (see Steinschneider, "Catalog der Hebräischen Handschriften der Königlichen Bibliothek zu Berlin," p. 65, Berlin, 1878). Um trabalho Sul-árabe do século XV, no entanto, cita o Gemara "na 'Uḳẓin na Gemara do povo de Jerusalém", que se diz conter uma passagem sobre o zodíaco (ver Steinschneider, "Catálogo der Hebräischen Handschriften der Königlichen zu Bibliothek Berlim ", p. 65, Berlin, 1878). The author of this quotation, therefore, knew Yerushalmi for the last treatise of the sixth order, although it is possible that the passage quoted may have been in the lost portion of the treatise Niddah, and that the name "'Uḳẓin" may have been used instead of "Ṭohorot." O autor desta citação, portanto, sabia Yerushalmi para o último tratado da sexta ordem, embora seja possível que a passagem citada pode ter sido perdida na porção do Niddah tratado, e que a designação "'Uḳẓin" pode ter sido usado em vez de "Ṭohorot". For further details on the missing sections of Yerushalmi see Frankel, lc pp. 45a et seq.; Weiss, "Dor," iii. Para mais detalhes sobre as seções falta de Yerushalmi ver Frankel, lc pp 45a e seguintes;. Weiss, "Dor", iii. 232; Buber, in Berliner's "Magazin," v. 100-105; and Strack, "Einleitung in den Talmud," pp. 63-65. 232; Buber, no Berliner "Magazin", v 100-105, e Strack, "Einleitung em den Talmud", pp 63-65. The mishnaic text on which the Palestinian Talmud is based has been preserved in its entirety in a manuscript belonging to the library of the University of Cambridge, and has been edited by WH Lowe ("The Mishnah on Which the Palestinian Talmud Rests," Cambridge, 1883). O texto mishnaic em que o Talmud palestino é baseado tem sido preservada em sua totalidade em um manuscrito pertencente à Biblioteca da Universidade de Cambridge, e foi editado por WH Lowe ("Mishná em que o Talmud palestino Restos", Cambridge, 1883).

The Palestinian Talmud is so arranged in the editions that each chapter is preceded by its entire mishnaic text with the paragraphs numbered, this being followed by the Talmud on the several paragraphs. O Talmud palestino é organizado de modo que as edições cada capítulo é precedido por seu texto todo o mishnaic com os parágrafos numerados, sendo este seguido do Talmud sobre os vários parágrafos. In the first seven chapters of Berakot the paragraphs are designated as "First Mishnah" (), "Second Mishnah," etc.; while in the remainingchapters and all the other treatises the paragraphs are termed "halakot" (). Nos primeiros sete capítulos de Berakot os pontos são designados como "primeira Mishná" () ", segundo Mishnah", etc; enquanto nos remainingchapters e todos os outros tratados os parágrafos são chamadas de "halakot" (). In the early chapters the mishnaic text of each paragraph is repeated entire in the Talmud at the beginning of the paragraph; but later only the first words are prefaced to the Talmudic text. Nos primeiros capítulos do texto mishnaic de cada parágrafo é repetido todo no Talmud, no início do parágrafo, mas depois só as primeiras palavras são iniciadas com o texto talmúdico. Even in cases where there is no Talmud the designation of the paragraph and the beginning of the mishnaic text are given. Mesmo nos casos em que não há Talmud a designação do número e do início do texto mishnaic são dadas. The editio princeps seems to have borrowed this arrangement from the manuscripts, although the system is much more simple in the fragment of Yerushalmi edited by Paul von Kokowzoff in the "Mémoires de la Société Archéologique de St. Petersbourg" (xi. 195-205), which contains some paragraphs of the sixth and eighth chapters of Baba Ḳamma. O princeps editio parece ter emprestado este arranjo dos manuscritos, embora o sistema é muito mais simples no fragmento de Yerushalmi editado por Paul von Kokowzoff no "Mémoires de la Société Archéologique de St. Petersbourg" (XI. 195-205) , que contém alguns parágrafos dos capítulos sexto e oitavo de Baba Kamma. This fragment begins with the concluding lines of the Talmudic text of ch. Este fragmento começa com as linhas finais do texto talmúdico do cap. v.; but between them and the beginning of ch. v, mas entre eles eo início do cap. vi. vi. the Mishnah is lacking, so that the superscription, "Chapter vi.," is followed immediately by the Talmudic text. Mishná está faltando, para que a legenda ", capítulo vi.", é seguido imediatamente pelo texto talmúdico. There is no reference to the beginning of the paragraph, either in the first or in the succeeding paragraphs; nor is there any explanation of the fact that paragraphs 4 and 7 of ch. Não há referência ao início do parágrafo, seja no primeiro ou nos parágrafos seguintes, nem há qualquer explicação sobre o fato de que os parágrafos 4 e 7 de ch. viii. viii. have no Talmud. não têm Talmud. It is clear, therefore, that the manuscript to which this fragment belonged contained only the Talmudic text, thus presupposing the use of a special copy of the Mishnah. É claro, portanto, que o manuscrito para que este fragmento pertencia continha apenas o texto talmúdico, portanto, pressupõe a utilização de uma cópia especial do Mishnah. It is likewise noteworthy that in the first two chapters of Berakot the sections of the Talmudic text on some of the paragraphs are designated in the editions by the word "pisḳa" (section), a term found occasionally also in other portions of the text of Yerushalmi. Também é notável que, nos primeiros dois capítulos de Berakot as seções do texto talmúdico em alguns dos pontos são designados nas edições pela palavra "Piska" (seção), um termo encontrado ocasionalmente também em outras partes do texto Yerushalmi.

The Style of the Yerushalmi. O estilo do Yerushalmi.

The style of Yerushalmi may be indicated by a brief analysis of a few sections, such as Ber. O estilo de Yerushalmi pode ser indicado por uma breve análise de alguns pontos, como Ber. i. i. 1; RH i. 1; RH i. 1, 2; Giṭ. 1, 2; Giṭ. ii. ii. 1; and BB i. 1, e BB i. 6. 6. Ber. Ber. i. i. 1: The text of this paragraph, which begins the Mishnah, is as follows: "During what time in the evening is the reading of the 'Shema'' begun? From the time when the priests go in to eat their leaven [see Lev. xxii. 7] until the end of the first watch of the night, such being the words of R. Eliezer. The sages, however, say until midnight, though R. Gamaliel says until the coming of the dawn." 1: O texto deste parágrafo, que começa a Mishnah, é a seguinte:? "Durante o tempo em que a noite é a leitura do Shema'' começou Desde o momento em que os padres em ir para comer sua fermento [ver Lev . xxii. 7] até o final do primeiro turno da noite, sendo essas as palavras de R. Eliezer. Os sábios, porém, dizem que até meia-noite, embora R. Gamaliel diz que até a vinda do amanhecer. "

Examples. Exemplos.

The Talmud on this paragraph (2a, line 34-3a, line 3) contains three sections, which correspond to the three opinions and the contents of which are as follows: (1) O Talmud sobre este ponto (2a, linha 34-3a, linha 3) contém três secções, as quais correspondem aos três pareceres e os conteúdos dos quais são os seguintes: (1)

A citation, from a baraita, of another tannaitic regulation defining the Mishnah that governs the reading of the "Shema'" in the evening; two sayings of Jose (a Palestinian amora of the 4th cent.), serving to elucidate the baraita (2a, 34-45). A citação, a partir de uma baraita, de um outro regulamento tannaitic definir a Mishná que governa a leitura do "Shema '" à noite, duas palavras de José (. Um palestino Amora cento da 4 ª), que serve para elucidar o baraita (2a , 34-45). Remarks on the position of one who is in doubt whether he has read the "Shema'," with analogous cases, according to Jeremiah, whose views were transmitted by Ze'era II. Observações sobre a posição de quem está em dúvida se ele leu o "Shema '", com casos análogos, de acordo com Jeremias, cujas opiniões foram transmitidas por Ze'era II. (4th cent.), the first case being decided according to the baraita already mentioned (2a, 45-2b, 4). (Cent 4.), O primeiro caso de ser decidida de acordo com o já mencionado baraita (2a, 2b, 45, 4). Another passage from the baraita, designating the appearance of the stars as an indication of the time in question; explanation of this baraita by Abba bar Pappai (transmitter, Phinehas; both of the 4th cent.); other passages on the appearance of the stars as bearing on the ritual, together with a dialectic explanation by Jose b. Outra passagem do baraita, que designa o aparecimento das estrelas como a indicação da data em questão; explicação deste baraita por Abba bar Pappai (transmissor, Finéias,. Tanto da quarta cento); outras passagens sobre o aparecimento das estrelas como influem no ritual, juntamente com uma explicação dialética por José b. Abin (second half of the 4th cent.) and a saying by Judah b. Abin (segundo semestre cento da 4 ª.) E um provérbio por Judá b. Pazzi (2b, 5-31). Pazzi (2b, 5-31). A baraita on the division between day and night, and other passages bearing on the same subject (ib. lines 31-41). Um baraita sobre a divisão entre o dia ea noite, e outras passagens influência sobre o mesmo assunto (ib. linhas 31-41). The meaning of "ben ha-shemashot" (twilight), and an answer by Tanḥuma b. O significado de "ben ha-shemashot" (Crepúsculo), e uma resposta por Tanḥuma b. Abba (latter part of the 4th cent.), together with another solution given by a baraita (ib. lines 41-46). Abba (última parte do quarto cento.), Em conjunto com outra solução dada por um baraita (ib. linhas 41-46). Discussion of this baraita by Aḥa and Jose (4th cent.); reference by Mani to a question dealing with this subject which he addressed to Hezekiah of Cæsarea (4th cent.) from Mishnah Zab. A discussão deste baraita por Aha e José (cento 4.); Referência por Mani a uma pergunta lidar com este assunto, dirigida a Ezequias de Cesaréia (cento 4.) Da Mishná Zab. i. i. 6, and the answer of the latter (2b, 46-2c, 9). 6, e a resposta do segundo (2b, 2c-46, 9). Amoraic sayings and a baraita on the beginning of the day (ib. lines 9-20). Provérbios e amoraic um baraita no início do dia (ib. linhas 9-20). A sentence of tannaitic origin in no way related to the preceding matters: "One who prays standing must hold his feet straight," and the controversy on this subject between Levi and Simon (3d cent.), the one adding, "like the angels," and the other, "like the priests"; comments on these two comparisons (2c, 20-31). A sentença de origem tannaitic de modo algum relacionado aos assuntos anteriores: "Aquele que ora de pé deve manter seus pés em linha reta", ea controvérsia sobre este assunto entre Levi e Simon (cento 3d.), A uma acrescentando, "como os anjos , "e os outros", como os sacerdotes "; observações sobre estas duas comparações (2c, 20-31). Further discussion regarding the beginning of the day, introduced by a saying of Ḥanina's (3d cent.); haggadic statements concerning the dawn; a conversation between Ḥiyya the Elder and Simeon b. Uma discussão mais aprofundada sobre o início do dia, introduzido por um ditado da Ḥanina do (cento 3d.); Haggadic declarações relativas ao amanhecer; uma conversa entre Hiyya o Velho e Simeon b. Ḥalafta (latter part of the tannaitic period); cosmological comments: dimensions of the firmament, and the cosmic distances expressed in units of 50 and 500 years, together with similar haggadic material, chiefly tannaitic in origin; Haggadic sayings on Gen. i. Ḥalafta (última parte do período tannaitic); cosmológica comentários: dimensões do firmamento, e as distâncias cósmicas expressas em unidades de 50 e 500 anos, juntamente com material semelhante haggadic, principalmente tannaitic na origem; haggadic provérbios em Gen. i. 6, introduced by a saying of Abin's (4th cent.), and including sayings by Rab, Judah b. 6 º, introduzido por um ditado da Abin (cento 4.), E incluindo provérbios por Rab, Judah b. Pazzi, and Ḥanina; Haggadic material on Isa. Pazzi, e Ḥanina, material Haggadic em Isa. xl. xl. 22, introduced by a controversy between Johanan and Simeon b. 22, introduzido por uma controvérsia entre Johanan e Simeon b. Laḳish (3d cent.), and on Gen. ii. Laḳish (cento 3d.), E em Gen. ii. 4 (2c, 31-2d, 11). 4 (2-C, 31-2d, 11). On the second part of the first mishnaic sentence; the views of Judah I. and Nathan on the number of the night-watches, and an exegetic discussion of them, with an allusion to Ps. Na segunda parte da primeira frase mishnaic; as opiniões de Judá e Nathan I. sobre o número dos relógios-noite, e uma discussão exegética deles, com uma alusão ao Ps. cxix. cxix. 62 ("at midnight"), as well as haggadic material concerning David and his harp, with especial reference to Ps. 62 ("à meia-noite"), bem como material haggadic sobre Davi e sua harpa, com especial referência para Ps. lvii. LVII. 9 (2d, 11-44). 9 (2d, 11-44).

(2) (2)

Assi in the name of Johanan: "The ruling of the sages ["until midnight"] is the valid one, and forms the basis for the counsel given by Jose [4th cent.] to the members of the academy" (ib. lines 45-48). Assi em nome de Johanan: "A decisão do dos sábios [" até meia-noite "] é o válido, e forma a base para o conselho dado por José para os membros da academia [cento 4.]" (Ib. linhas 45-48). Baraita on the reading of the "Shema'" in the synagogue; a question bearing on this matter, and Huna's answer in the name of the Babylonian amora Joseph (ib. lines 48-52), an illustration being given in an anecdote regarding Samuel b. Baraita sobre a leitura da "Shema '", na sinagoga, um rolamento de dúvida sobre essa questão, ea resposta Huna no nome do babilônico Amora Joseph (ib. linhas 48-52), uma ilustração a ser dada em uma anedota sobre Samuel b. Naḥman, together with a haggadic saying by him (ib. lines 52-58). Naḥman, juntamente com uma haggadic dizendo por ele (ib. linhas 52-58). A contradictory view by Joshua b. A visão contraditória por Joshua b. Levi, together with pertinent haggadic sayings to the effect that the "Shemoneh 'Esreh" must follow immediately the after-benediction of the "Shema'" (ib. lines 59-73). Levi, juntamente com provérbios pertinentes haggadic no sentido de que o "Shemoneh 'Esreh" deve seguir imediatamente após a bênção do "Shema'" (ib. linhas 59-73).

(3) (3)

R. Gamaliel's view compared with an analogous opinion of Simeon b. Vista R. Gamaliel, em comparação com um análogo opinião de Simeão b. Yoḥai, together with a question which remains unanswered (2d, 74-3a, 3). Yoḥai, juntamente com uma pergunta que permanece sem resposta (2d, 74-3-A, 3). RH i. RH i. 1, 2: These two paragraphs, which are combined into one in Babli, deal with the commencement of the four seasons (new years): Nisan 1, Elul 1, Tishri 1, and Shebaṭ 1 (or 15). 1, 2: Estes dois parágrafos, que são combinados em um em Babli, lidar com o início das quatro estações do ano (ano novo): Nisan 1, Elul 1, Tishri 1, e Shebaṭ 1 (ou 15). The Talmud on par. O Talmud em par. 1 is found in 56a, 44-56d, 52, and that on par. 1 encontra-se 56a, 44-56D, 52, e que, em par. 2 in 56d, 52-57a, 30. 2 em 56d, 52-57a, 30. Talmud on par. Talmud em par. 1: 1:

(a) (A)

The "new year of the kings." O "ano novo dos reis." Exegetic deductions and elucidations, beginningwith the interpretation of Ex. Exegetic deduções e elucidações, beginningwith interpretação da ex. xii. xii. 1; Johanan's explanation of II Chron. 1; explicação Joanã de II Crônicas. iii. iii. 2; a controversy between Hananiah and Mani regarding the same verse; an explanation by Aḥa of Ex. 2; uma controvérsia entre Ananias e Mani sobre o mesmo versículo, uma explicação de por Aha Ex. xii. xii. 1; a baraita by Samuel on the same verse; and similar material (56a, 44-56b, 10). 1; uma baraita por Samuel no mesmo versículo, e material similar (56a, 56b-44, 10). Ḥanina's saying that even the years of Gentile kings were dated from Nisan, and the confirmation thereof by Biblical passages from Haggai and Zechariah, together with the contradictory view of the Babylonian amora 'Efa or Ḥefa; remarks and objections by Jonah and Isaac (56b, 10-29). Ḥanina está dizendo que até mesmo os anos de reis gentios foram datada de Nisan, ea confirmação do mesmo por passagens bíblicas de Ageu e Zacarias, juntamente com a visão contraditória da ALE babilônico Amora 'ou Hefa; observações e objecções por Jonas e Isaac (56b, 10-29). Jonah on the practical importance of the new year for dating business documents (ib. lines 29-33). Jonas sobre a importância prática do novo ano para documentos comerciais namoro (ib. linhas 29-33). On the new year in the chronology of the kings of Israel and Judah, together with an interpretation of I Kings ii. No novo ano na cronologia dos reis de Israel e Judá, juntamente com uma interpretação de I Reis II. 11, and several haggadic passages referring to David (ib. lines 33-52). 11, e várias passagens haggadic referentes a David (ib. linhas 33-52).

(b) (B)

The "new year of the feasts." O "ano novo das festas." Statement that according to Simeon b. Declaração de que de acordo com Simeon b. Yoḥai Nisan 1 marks the beginning of the year for the sequence of the feasts; a tannaitic midrash of considerable length on Lev. Yoḥai Nisan 1 marca o início do ano para a seqüência das festas; tannaitic Midrash de uma considerável extensão de Lev. xxiii. xxiii. 38, and a reply by Ela (4th cent.) to a question bearing on this matter; additional, remarks and objections by amoraim of the fourth century, together with the citation of a saying by the scholars "of that place" (ie, Babylonia; 56b, 52-56c, 15); various discussions on kindred subjects, especially those whose content involved halakic exegesis (56c, 15-56d, 14). 38, e uma resposta por Ela (cento 4.) A uma pergunta tendo sobre esta matéria; adicionais, observações e objecções por amoraim do século IV, juntamente com a citação de um ditado pelos estudiosos "do lugar" (isto é, Babilônia; 56b, 56c, 52, 15); discussões sobre diversos temas afins, especialmente aqueles cujo conteúdo envolvido exegese halakic (56c, 15-56d, 14).

(c) (C)

The "new year for tithes of cattle," declared by Meïr to be Elul 1. O "novo ano para os dízimos de gado", declarou por Meir para ser Elul 1. Proof by the Babylonian amora Huna, who deduced an opposing view from Ps. Prova por babilônico Amora Huna, que deduziu a opinião contrária de Ps. lxv. lxv. 14; the relation between Ben 'Azzai, who is mentioned in a baraita belonging to this passage, and Akiba (ib. lines 14-33); interpretation of Mishnah Bek. 14, a relação entre Azzai Ben ', que é mencionado em um baraita pertencentes a esta passagem, e Akiba (ib. linhas 14-33); interpretação da Mishná Bek. vii. vii. 7 as being analogous in content; a citation by Mani of a halakic exegesis by his father, Jonah (ib. lines 33-52). 7 como sendo análogo em conteúdo; uma citação por Mani de uma exegese halakic por seu pai, Jonas (ib. linhas 33-52).

Talmud on par. Talmud em par. 2: (a) Tishri 1, the "new year for the counting of the years." 2: ". Ano novo para a contagem dos anos" (a) Tishri 1, o Deductions from Biblical passages; discussion on the subject between Jonah and the members of the college; Jonah's quotation of Ḥanina's saying on the names of the months, and a saying of Simeon b. Deduções de passagens bíblicas; discussão sobre o assunto entre Jonas e os membros do colégio; cotação de Jonas de dizer Ḥanina sobre os nomes dos meses, e um ditado de Simeão b. Laḳish on the names of the angels (56d, 52-77). Laḳish sobre os nomes dos anjos (56d, 52-77). (b) The "new year for the Sabbatical years and the years of jubilee." (B) "ano novo para os anos sabáticos e os anos de jubileu." O Biblical inference (56d, 77-57a, 2). Inferência bíblica (56d, 77-57a, 2). (c) The "new year for the planting of trees." (C) "novo ano para o plantio de árvores." O Explanation and exegetical deduction (ib. lines 3-14). Explicação e exegético dedução (ib. linhas 3-14). (d) The "new year for vegetables." (D) O "novo ano para legumes." Elucidation and discussion (ib. lines 14-23). Elucidação e discussão (ib. linhas 14-23). (e) The "new year for trees," this section being supplemented by an example from a tannaitic account of Akiba's practise, with explanations (ib. lines 23-30). (E) O "Ano Novo das Árvores", esta secção a ser complementado com um exemplo de uma conta tannaitic da prática Akiba, com explicações (ib. linhas 23-30).

Further Examples. Exemplos adicionais.

Giṭ. Giṭ. ii. ii. 1: Inadequate attestation of the preparation of a bill of divorce. 1: atestado inadequada da preparação de um projeto de lei do divórcio. The Talmud on the passage (44a, 34-71); a special case in the Mishnah shown to contain the opinion of Judah b. O Talmud sobre a passagem (44, 34-71), um caso especial na Mishná mostrado para conter a opinião de Judá b. Ilai (ib. lines 34-40); two casuistic questions by Jose and the Babylonian amora Ḥisda, and the answers furnished by the Mishnah (ib. lines 40-50); a more detailed discussion of another question of similar content, with reference to a controversy between Johanan and Simeon b. Ilai (ib. linhas 34-40); duas questões casuísticas por José e babilônico Amora Ḥisda, e as respostas fornecidas pelo Mishnah (ib. linhas 40-50); uma discussão mais detalhada de uma outra questão de conteúdo semelhante, com referência a uma controvérsia entre Johanan e Simeon b. Laḳish, together with notes thereon by Ammi and Ze'era, and a discussion concluding with a comment by Mani (ib. lines 50-71). Laḳish, juntamente com as notas nela por Ammi e Ze'era, e uma discussão concluindo com um comentário por Mani (ib. linhas 50-71). BB i. BB i. 6: (a) A short exegetic proof by Ela, based on Prov. 6: (a) prova Um curto exegética por Ela, com base no Prov. xviii. xviii. 11 (12d, 71 et seq.). 11 (12-D, 71 et seq.). (b) A baraita dealing with analogous matter, together with a remark by Jose b. (B) Um baraita lidar com a matéria análoga, juntamente com um comentário de José b. Abin (ib. lines 72-75). Abin (ib. linhas 72-75). Although this analysis of the contents of four parts of Yerushalmi gives no adequate idea of the structure of the entire work, it will serve to show the difference between its several parts in regard both to their length and to their amplifications of the simple explanations of the Mishnah. Embora esta análise dos conteúdos das quatro partes do Yerushalmi não dá ideia adequada da estrutura de toda a obra, que irá servir para mostrar a diferença entre as suas diversas partes, em relação tanto ao seu comprimento e as suas ampliações das simples explicações do Mishnah. A comparison of the portions of the Palestinian Talmud here summarized with the corresponding sections of Babli, as given below, is especially instructive. A comparação entre as porções do Talmud palestino aqui resumidos, com as seções correspondentes do Babli, conforme apresentado a seguir, é especialmente instrutivo.

Passages Repeated. Passagens repetida.

Yerushalmi, when regarded as a work of literature, is noteworthy for a textual peculiarity which is characteristic of it, though found also in Babli, namely, the large number of literal repetitions. Yerushalmi, quando considerado como uma obra de literatura, é notável para um texto peculiaridade que lhe é própria, mas também encontrado em Babli, ou seja, o grande número de repetições literais. Entire passages, sometimes whole columns, of the Talmud are found in two, occasionally in three, separate treatises, in which they differ from each other by mere variants, most of them due to corruptions of the text. Passagens inteiras, às vezes colunas inteiras, do Talmud são encontrados em dois, às vezes em três, tratados separados, em que diferem um do outro pelo simples variantes, a maioria deles devido a corrupções do texto. These repetitions throw some light on the redaction of the Talmudic text, since they prove that before the editing of the treatises was undertaken a uniform mass of material was already at hand in a definitely revised form; they likewise show that in the compilation of the Talmud one portion was explained by another, as was natural in view of the character of the contents. Essas repetições lançar alguma luz sobre a redação do texto talmúdico, uma vez que provar que antes da edição dos tratados foi realizada uma massa uniforme de material já estava na mão de uma forma definitivamente revistos; eles também mostram que, na compilação do Talmud uma porção foi explicada por outros, como é natural, tendo em conta o carácter dos seus conteúdos. The opportunity was gladly seized, moreover, to repeat didactic material in passages where it did not strictly belong. A oportunidade foi aproveitada com prazer, além disso, a repetição material didático nos trechos onde ela não pertencem estritamente. These repetitions are obviously of great value in the textual criticism of the Talmud. Essas repetições são, obviamente, de grande valor na crítica textual do Talmud. Since sufficient attention has never yet been paid to this phenomenon of Yerushalmi, a list is here given of those passages of the first order, Zera'im, which are repeated in other orders. Desde a atenção suficiente nunca foi dada a este fenómeno de Yerushalmi, aqui está uma lista daquelas dadas passagens de primeira ordem, Zera'im, que são repetidas em outras ordens. It must be noted, however, that this list includes neither citations based on passages of another treatise nor parallel passages consisting of a single sentence. Deve-se notar, no entanto, que esta lista não inclui, nem citações baseadas em passagens de outro tratado, nem passagens paralelas constituído de uma única frase.

(a) (A)

Passages from the order i. Passagens da ordem i. repeated in the order ii.: Ber. repetido na ordem ii:. Ber. 3b, lines 10-55 = Shab. 3b, linhas 10-55 = Shab. 3a, 69-3b, 20. 3a, 69-3b, 20. Ber. Ber. 4a, 30-56 = Sheḳ. 4a, 30-56 = shek. 47a, 13-59 = M. Ḳ. 47a, 13-59 = M. Ḳ. 83c, 40-83d, 8. 83c, 40-83d, 8. Ber. Ber. 5a, 33-62 = M. Ḳ. 5a, 33-62 = M. Ḳ. 82b, 14-47. 82b, 14-47. Ber. Ber. 5d, 14-20 = Shab. 5d, 14-20 = Shab. 3a, 55-61. 3a, 55-61. Ber. Ber. 5d, 65-6a, 9 = M. Ḳ. 5d, 65-6a, 9 = M. Ḳ. 83a, 5-27. 83a, 5-27. Ber. Ber. 6c, 4-17 = Yoma 44d, 58-68. 6c, 4-17 = Yoma 44d, 58-68. Ber. Ber. 6d, 60-67 = Meg. 6d, 60-67 = Meg. 73d, 15-22. 73d, 15-22. Ber. Ber. 7b, 70-7d, 25 = Ta'an. 7b, 70-7d, 25 = Ta'an. 67c, 12-67d, 47. 67c, 67d de 12, 47. Ber. Ber. 7d, 75-8a, 59 = Ta'an. 7d, 75-8-A, 59 = Ta'an. 65c, 2-69. 65c, 2-69. Ber. Ber. 8c, 60-69 = RH 59d, 16-25. 8c, 60-69 = RH 59d, 16-25. Ber. Ber. 9a, 70-9b, 47 = Ta'an. 9-A, 70-9b, 47 = Ta'an. 63c, 66-63d, 44. 63C, 66-63d, 44. Ber. Ber. 9c, 20-31 = Meg. 9c, 20-31 = Meg. 75c, 8-19. 75c, 8-19. Ber. Ber. 9c, 49-54 = Meg. 9c, 49-54 = Meg. 75b, 31-36. 75b, 31-36. Ber. Ber. 10a, 32-43 = Pes. 10a, 32-43 = Pes. 29c, 16-27. 29c, 16-27. Ber. Ber. 11c, 14-21 = Pes. 11-C, 14-21 = Pes. 37c, 54-71. 37c, 54-71. Ber. Ber. 12c, 16-25 = 'Er. 12c, 16-25 = 'Er. 22b, 29-37. 22b, 29-37. Ber. Ber. 12c, 44-62 = Suk. 12c, 44-62 = Suk. 24a, 6-21 = Meg. 24a, 6-21 = Meg. 72a, 15-31. 72a, 15-31. Ber. Ber. 13d, 72-14a, 30 = Ta'an. 13d, 72-14a, 30 = Ta'an. 64a, 75-64b, 35. 64a, 64b-75, 35. Pe'ah 15a, 67-15b, 21 = Ḥag. 15a Pe'ah, 67-15b, 21 = bruxa. 76b, 24-53. 76b, 24-53. Pe'ah 17a, 39-72 = Ḥag. Pe'ah 17a, 39-72 = Hag. 76b, 13-47. 76b, 13-47. Pe'ah 18d, 16-33 = Sheḳ. Pe'ah 18d, 16-33 = shek. 46a, 48-67. 46a, 48-67. Pe'ah 18d, 66-19a, 5 = Sheḳ. Pe'ah 18d, 66-19a, 5 = shek. 48c, 75-48d, 13. 48c, 48d-75, 13. Pe'ah 21a, 25-29 = Sheḳ. Pe'ah 21a, 25-29 = shek. 48d, 55-58. 48d, 55-58. Dem. Dem. 22a, 31-40 = Sheḳ. 22a, 31-40 = shek. 48d, 40-49. 48d, 40-49. Kil. Kil. 29b, 27-61 = 'Er. 29b, 27-61 = 'Er. 19c, 15-49 = Suk. 19c, 15-49 = Suk. 52a, 40-73. 52a, 40-73. Kil. Kil. 29b, 62-76 = Suk. 29b, 62-76 = Suk. 52a, 73-52b, 11. 52a, 52b-73, 11. Sheb. Sheb. 34c, 27-49 = M. Ḳ. 34c, 27-49 = M. Ḳ. 80b, 26-52. 80b, 26-52. Sheb. Sheb. 38a, 50-60 = Shab. 38a, 50-60 = Shab. 3c, 55-65. 3c, 55-65. Ter. Ter. 44a, 32-38 = Shab. 44a, 32-38 = Shab. 44d, 4-10. 44d, 4-10. Ter. Ter. 45d, 42-51 = Shab. 45d, 42-51 = Shab. 3d, 2-15 (comp. 'Ab. Zarah 41d, 13-28). 3d, 2-15 (comp. Ab '. Zarah 41d, 13-28). Ter. Ter. 46a, 41-46b, 35 = Pes. 46a, 46b-41, 35 = Pes. 28a, 34-28b, 37. 28-A, 34-28b, 37. Ma'as. Ma'as. 49a, 22-28 = Suk. 49a, 22-28 = Suk. 53d, 43-53. 53d, 43-53. Ma'as. Ma'as. 49b, 14-32 = Shab. 49b, 14-32 = Shab. 6b, 17-36. 6b, 17-36. Ma'as. Ma'as. 49b, 39-48 = Beẓah 62b, 72-62c, 6. 49b, 39-48 = Beẓah 62b, 62c de 72, 6. Ma'as. Ma'as. Sh. Sh. 53b, 6-44 = Yoma 45c, 2-36 (comp. Shebu. 32b. 56-34c, 3). 53b, 45c 6-44 = Yoma, 2-36 (comp. Shebu. 32b. 56-34c, 3). Ma'as. Ma'as. Sh. Sh. 54b, 48-58 = Sheḳ. 54b, 48-58 = shek. 51b, 15-25. 51b, 15-25. Ma'as. Ma'as. Sh. Sh. 55a, 23-55 = 'Er. 55a, 23-55 = 'Er. 24c, 33-66. 24-C, 33-66. Ma'as. Ma'as. Sh. Sh. 55d, 62-67 = M. Ḳ. 55d, 62-67 = M. Ḳ. 80b, 72-80c, 10. 80b, 72-80c, 10. Ḥal. Hal. 57c, 16-20 = RH 57b, 60-63. 57c, 16-20 = RH 57b, 60-63.

(b) (B)

Passages from the order i. Passagens da ordem i. repeated in the order iii.: Ber. repetido na ordem iii:. Ber. 6a, 35-6b, 17 = Naz. 6a, 35-6b, 17 = Naz. 56a, 12-68. 56a, 12-68. Ber. Ber. 6b, 51-56 = Ḳid. 6b, 51-56 = Kid. 61c, 11-17. 61c, 11-17. Ber. Ber. 9d, 3-19 = Giṭ. 9d, 3-19 = Giṭ. 47b, 49-63. 47b, 49-63. Ber. Ber. 11b, 42-68 = Naz. 11b, 42-68 = Naz. 54b, 2-27. 54b, 2-27. Ber. Ber. 14b, 45-70 = Soṭah 20c, 40-64. 14b, 20c 45-70 = Soṭah, 40-64. Pe'ah 15b, 41-47 = Ket. Pe'ah 15b, 41-47 = Ket. 32c, 10-16. 32c, 10-16. Pe'ah 15c, 7-16 = Ḳid. Pe'ah 15c, 7-16 = Kid. 61a, 75-61c, 10. 61a, 75-61c, 10. Dem. Dem. 25b, 60-45c, 7 = Ḳid. 25b, 45c-60, 7 = Kid. 63a, 75-63b, 21. 63a, 75-63b, 21. Kil. Kil. 32a, 64-32d, 7 = Ket. 32a, 64-32d, 7 = Ket. 34d, 74-35b, 56. 34d, 35b-74, 56. Sheb. Sheb. 36b, 25-68 = Ḳid. 36b, 25-68 = Kid. 61c, 56-61d, 17. 61c, 56-61D, 17. Ter. Ter. 40c, 42-40d, 6 = Yeb. 40c, 40d de 42, 6 = Yeb. 13c, 70-13d, 32. 13c, 70-13d, 32. Ter. Ter. 42b, 44-53 = Naz. 42b, 44-53 = Naz. 53d, 16-27. 53d, 16-27. Ter. Ter. 44c, 9-44d, 44 = Ket. 44c, 9-44d, 44 = Ket. 27b, 5-27c, 39. 27b, 27c-5, 39. Ma'as. Ma'as. Sh. Sh. 55a, 69-55b, 13 = Giṭ. 55a, 69-55b, 13 = Giṭ. 47d, 55-70. 47d, 55-70. 'Orlah 61b, 8-33 = Naz. 'Orlá 61b, 8-33 = Naz. 55c, 32-63. 55c, 32-63. Bik. Bik. 64a. 64a. 32-44 = Yeb. 32-44 = Yeb. 9b, 71-9c, 8. 9b, 71-9c, 8.

(c) (C)

Passages from the order i. Passagens da ordem i. repeated in the order iv.: Ber. iv repetida na ordem:. Ber. 3a, 52-69 = Sanh. 3a, 52-69 = Sanh. 30a, 65-30b, 8 = 'Ab. 30a, 65-30b, 8 = 'Ab. Zarah 41c, 46-63. Zarah 41c, 46-63. Ber. Ber. 6b, 20-41 = Sanh. 6b, 20-41 = Sanh. 20a, 43-60. 20a, 43-60. Pe'ah 16b, 22-25, 43-60 = Sanh. Pe'ah 16b, 22-25, 43-60 = Sanh. 27c, 38-60. 27c, 38-60. Sheb. Sheb. 35b, 26-40 = 'Ab. 35b, 26-40 = 'Ab. Zarah 44b, 27-41. Zarah 44b, 27-41. Sheb. Sheb. 39b, 14-38 = Mak. 39b, 14-38 = Mak. 31a, 33-50. 31a, 33-50. Ter. Ter. 45c, 24-45d, 11 = 'Ab. 45c, 24-45D, 11 = 'Ab. Zarah 41a, 18-41b, 3. Zarah 41a, 41b-18, 3. Ter. Ter. 47c, 66-47d, 4 = 'Ab. 47c, 66-47d, 4 = 'Ab. Zarah 41c, 13-23. Zarah 41c, 13-23. Ma'as. Ma'as. Sh. Sh. 54d, 71-55a, 8 = Sanh. 54d, 71-55a, 8 = Sanh. 19a, 63-76. 19a, 63-76. Ma'as. Ma'as. Sh. Sh. 56c, 9-18 = Sanh. 56c, 9-18 = Sanh. 18d, 13-22. 18d, 13-22. 'Orlah 62b, 49-62c, 10 = 'Ab. 'Orlá 62b, 62c-49, 10 =' Ab. Zarah 45a, 32-45b, 10. Zarah 45a, 32-45b, 10. The following parallel passages from the second and fourth orders may also be mentioned on account of their length: Shab. As seguintes passagens paralelas das segunda e quarta ordens também pode ser mencionada em função da sua duração: Shab. 9c, 62-9d, 59 = Sanh. 9c, 62-9d, 59 = Sanh. 24c, 19-24d, 14; Shab. 24-C, 19-24d, 14; Shab. 14d, 10-15a, 1 = 'Ab. 14d, 10-15a, 1 = 'Ab. Zarah 40d, 12-41a, 4. Zarah 40d, 12-41a, 4.

Despite these parallel passages in the four orders of Yerushalmi, which might be regarded as a proof of the uniform redaction of the entire work, there is proof to the contrary, which shows that the first two orders differ in origin from the third and fourth. Apesar destas passagens paralelas nos quatro ordens de Yerushalmi, que pode ser considerado como uma prova da redação uniforme de toda a obra, há prova em contrário, o que mostra que as duas primeiras ordens diferem na origem a partir do terceiro e quarto. While the first and second contain a large number of baraitot with the introductory formula "Samuel transmits []," there is not a single baraita by Samuel in the third and fourth orders. Enquanto a primeira e a segunda contém um grande número de baraitot com a fórmula introdutória "transmite Samuel []", não há um único baraita por Samuel nas terceira e quarta ordens. These latter two include, on the other hand, many controversies between Mani and Abin, two amoraim of the second half of the fourth century, while Zera'im and Mo'ed contain very few (see Bacher, "Ag. Pal. Amor." iii. 398). Estes dois últimos incluem, por outro lado, muitas controvérsias entre Mani e Abin, dois amoraim da segunda metade do século IV, enquanto Zera'im e Mo'ed contêm muito poucos (ver Bacher, "Ag.. Pal. Amor. "iii. 398). The redaction of Yerushalmi is discussed in further detail below. A redação de Yerushalmi é discutido em mais detalhes abaixo.

The Haggadot of the Yerushalmi. O Haggadot do Yerushalmi.

The haggadic portions of Yerushalmi are also characteristic of its style. Os haggadic porções de Yerushalmi também são característicos de seu estilo. As in Babli, they frequently have only a slight bearing, sometimes none at all, on the subject of the mishnaic section and its Talmudic interpretation, being added to the passages in which they are found either because they were mentioned in the academy on account of some subject under discussion, or because, in the process of the redaction of the treatise, this haggadic material, which was valued for some special reason, seemed to fit into the Talmudic text at the passage in question. Como em Babli, eles freqüentemente têm apenas um ligeiro rolamento, às vezes nada, sobre o tema da seção mishnaic e sua interpretação talmúdica, sendo adicionado às passagens em que são encontrados ou porque foram mencionados na academia por conta de algum assunto em discussão, ou porque, no processo de redação do tratado, este material haggadic, que foi avaliado por algum motivo especial, parecia se encaixar no texto talmúdico na passagem em questão. Many haggadic portions of Yerushalmi are likewise found almost word for word in the earlier works of Palestinian midrashic literature, especially in Genesis Rabbah, Leviticus Rabbah, Pesiḳta di-Rab Kahana, Ekah (Lamentations) Rabbati, and Midrash Shemuel. Muitos haggadic porções de Yerushalmi também são encontrados quase que palavra por palavra nas obras anteriores de literatura midrashic palestino, especialmente em Gênesis Rabá, Rabá Levítico, di-Rab Pesikta Kahana, (Lamentações) Ekah Rabbati, e Shemuel Midrash. These parallel passages do not always prove actual borrowing; for the same earlier source may have been used in the redaction both of Yerushalmi and of the midrashic works. Estas passagens paralelas nem sempre revelar empréstimo real, porque a mesma fonte podem ter sido anteriormente utilizados no arranjo de ambos Yerushalmi e das obras midráshicas. The haggadot of the Palestinian Talmud were collected and annotated by Samuel ben Isaac Jaffe Ashkenazi in his "Yefeh Mar'eh" (Venice, 1589), and they were translated into German by Wünsche ("Der Jerusalemische Talmud in Seinen Haggadischen Bestandtheilen," Zurich, 1880). O haggadot do Talmud palestino foram coletados e anotados por Samuel ben Isaac Ashkenazi Jaffe em seu "Yefeh mar'eh" (Veneza, 1589), e foram traduzidos para o alemão por Wünsche ("Der Jerusalemische Talmud em Seinen Haggadischen Bestandtheilen", Zurique , 1880).

Linguistically, the Palestinian Talmud is Aramaic, in so far as its framework (like the elucidations of the mishnaic text by the members of the academies and the amoraic discussions connected with them) is redacted in that language; the greater portion of the terminology is in like manner Aramaic. Linguisticamente, o Talmud palestino é aramaico, na medida em que seu quadro (como as elucidações do texto mishnaic pelos membros das academias e as discussões amoraic ligadas a eles) é redigido nessa língua, a maior parte da terminologia está em como aramaico maneira. The same dialect is employed in general for the narrative sections, including both the haggadot and the accounts of the lives of the sages and their pupils. O mesmo dialeto é empregada em geral para as seções narrativas, incluindo tanto haggadot e as contas da vida dos sábios e dos seus alunos. The Aramaic portion consequently comprises all that is popular in origin or content. A parte aramaico consequentemente compreende tudo o que é popular na origem ou conteúdo. The Hebrew sections, on the other hand, include the halakic sayings of the Tannaim, the citations from the collections of baraitot, and many of the amoraic discussions based on the tannaitic tradition, together with other sayings of the Amoraim. As seções hebraicas, por outro lado, incluem os ditos halakic do Tannaim, as citações das colecções baraitot, e muitas das discussões amoraic com base na tradição tannaitic, juntamente com outros ditos do Amoraim. This linguistic usage is due to the fact that both in Palestine and in Babylon the Halakah was for the most part elucidated and expanded by the Amoraim themselves in the language in which it had been transmitted by the Tannaim. Esta linguagem é devido ao fato de que tanto na Palestina e na Babilônia, a Halakah foi para a maior parte elucidado e expandida pelo Amoraim-se na língua em que tinha sido transmitido pelo Tannaim. In the academy the Hebrew of the Mishnah held its place side by side with the Aramaic, thus giving to the latter a certain coloring, especially from a lexicographic point of view. Na academia do hebraico da Mishná realizou a sua colocar lado a lado com o aramaico, dando a este último um certo colorido, especialmente do ponto de vista lexicográfico. Hebrew was retained in great measure also in the amoraic Haggadah. Hebraico foi mantido em grande medida também na Hagadá amoraic. The Aramaic, which assumed a fixed literary form in Yerushalmi, is almost the same as that of the earlier Palestinian midrashic works, differing from them only in a few peculiarities, mostly orthographic. O aramaico, que assumiu uma forma fixa literária em Yerushalmi, é quase a mesma que a das obras anteriores palestinos midráshicas, diferindo apenas em algumas peculiaridades, principalmente ortográficas. This idiom, together with that of the Palestinian Targum on the Pentateuch, has been analyzed in G. Dalman's "Grammatik des Jüdisch-Palästinischen Aramäisch" (Leipsic, 1894; 2 ed. 1905). Este idioma, juntamente com a do Targum palestino sobre o Pentateuco, foi analisado em G. Dalman de "Grammatik des Jüdisch-Palästinischen Aramäisch" (Leipsic, 1894;. 2 ed 1905).

Editions of the Babli. Edições do Babli.

The first complete edition of the Babylonian Talmud () was printed at Venice, 1520-23, by Daniel Bomberg, and has become the basis, down to the present day, of a very large number of editions, including that of Basel, 1578-81, which, with the changes and omissions made by the censor, exerted a powerful influence on later texts until the edition of Frankfort-on-the-Main, 1720-22, with its additions, became the model of all subsequent editions of the Talmud (see below). A primeira edição completa do Talmude Babilônico () foi impresso em Veneza, 1520-1523, de Daniel Bomberg, e tornou-se a base, até aos dias de hoje, de um número muito grande de edições, incluindo a de Basileia, 1578 - 81, que, com as mudanças e omissões feitos pela censura, exerceu uma influência poderosa sobre textos posteriores até a edição de Frankfort-on-the-Main, 1720-22, com seus aditamentos, se tornou o modelo de todas as edições subsequentes do Talmud (ver abaixo). The external form of Babli was determined by the editio princeps. A forma externa do Babli foi determinada pelos princeps editio. While the first edition of Yerushalmi, in its two columns on each folio page, contains only the text, the editio princeps of Babli adds the commentary of Rashi on one margin and the tosafot on the other, together with kindred matter. Enquanto a primeira edição do Yerushalmi, em suas duas colunas em cada página folio, contém apenas o texto, o princeps ª edição do Babli acrescenta o comentário de Rashi em uma margem e tosafot por outro, juntamente com a matéria parentela. Especially noteworthy is the fact that the first edition of Babli has a pagination which has been retained in all subsequent editions, thus rendering it possible to quote passages with exactness, and to find citations readily. Especialmente digno de nota é o fato de que a primeira edição do Babli tem uma paginação que foi mantida em todas as edições posteriores, tornando assim possível a citar passagens com exatidão, e para encontrar citações prontamente. The mishnaic treatises which have no Babylonian Talmud are included in the editions of the Talmud, together with commentaries, and these same tractates are likewise found in the only complete manuscript of Babli (that at Munich), where they form an appendix, although they precede the post-Talmudic treatises, which are likewise contained in the editions. Os tratados mishnaic que não têm Talmude Babilônico estão incluídos nas edições do Talmud, juntamente com comentários, e esses mesmos tractates também são encontrados no único manuscrito completo de Babli (que em Munique), onde eles formam um apêndice, ainda que precedem os tratados pós-talmúdicos, que estão igualmente contidos nas edições. It has been noted above that the editions of Babli contain the Yerushalmi for the treatiseSheḳalim; and this is also the case in the Munich manuscript. Tem-se observado acima, que as edições do Babli conter a Yerushalmi para o treatiseSheḳalim, e este é também o caso do manuscrito de Munique.

The following list gives the names of the treatises of Babli which have been preserved, together with the sequence generally followed in the editions, and the number of folios in each tractate, the pagination always beginning with fol. A lista a seguir apresenta os nomes dos tratados de Babli, que foram preservadas, juntamente com a seqüência geralmente seguido nas edições, e o número de folhas em cada dissertação, a paginação sempre começando com fol. 2. 2. Of the 570 leaves of the Munich codex, containing about eighty lines to a page, 490 belong to Babli; this gives an approximate idea of the size of this Talmud. Dos 570 folhas do códice Munique, contendo cerca de 80 linhas de uma página, 490 pertencem a Babli, o que dá uma ideia aproximada da dimensão desse Talmud. The amount of text on each page of the editions, however, varies greatly on account of the varying length of the commentary of Rashi and the tosafot which accompany it; but the number of leaves shows the comparative lengths of the several treatises. A quantidade de texto em cada página das edições, no entanto, varia muito em conta a variação do comprimento do comentário de Rashi e tosafot que acompanhá-lo, mas o número de folhas mostra os comprimentos comparativas dos vários tratados.

I. Zera'im: Berakot (64). I. Zera'im: Berakot (64). II. II. Mo'ed: Shabbat (157); 'Erubin (105); Pesaḥim (121); Beẓah (40); Ḥagigah (27); Mo'ed Ḳaṭan (29); Rosh ha-Shanah (35); Yoma (88); Sukkah (56); Ta'anit (31); Megillah (32). Mo'ed: Shabat (157); "Erubin (105); Pesaḥim (121); Beẓah (40); Hagigah (27); Mo'ed Katan (29); Rosh ha-Shanah (35); Yoma (88) ; Sukkah (56); Ta'anit (31); Megillah (32). III. III. Nashim: Yebamot (122); Ketubot (112); Ḳiddushin (82); Giṭṭin (90); Nedarim (91); Nazir (66); Soṭah (49). Nashim: Yebamot (122); Ketubot (112); Ḳiddushin (82); Gittin (90); Nedarim (91); Nazir (66); Soṭah (49). IV. IV. Neziḳin: Baba Ḳamma (119); Baba Meẓi'a (119); Baba Batra (176); 'Abodah Zarah (76); Sanhedrin (113); Shebu'ot (49); Makkot (24); Horayot (14). Neziḳin: Baba Ḳamma (119), Baba Meẓi'a (119), Baba Batra (176); "Abodah Zarah (76); Sinédrio (113); Shebu'ot (49); Makkot (24); Horayot (14) . V. Ḳodashim: Zebaḥim (120); Menaḥot (110); Bekorot (161); Ḥullin (142); 'Arakin (34); Temurah (34); Keritot (28); Me'ilah (22); Tamid (9). V. Ḳodashim: Zebaḥim (120); Menaḥot (110); Bekorot (161); Ḥullin (142); 'Arakin (34); Temurah (34); Keritot (28); Me'ilah (22); Tamid (9 ). VI. VI. Ṭohorot: Niddah (73). Ṭohorot: Niddah (73).

Missing Gemaras. Faltando Gemaras.

Babli thus contains but one treatise each of the first and sixth orders; of the second, Sheḳalim (see above) is lacking; and there is no Talmud on 'Eduyot or Abot either in Babli or Yerushalmi. Babli, portanto, contém um tratado, mas cada uma das ordens primeira e sexta; do segundo, Shekalim (veja acima) é inexistente, e não há Talmud em 'Eduyot ou Abot quer em Babli ou Yerushalmi. The fifth order of Babli contains neither Middot nor Ḳinnim, nor the third, fifth, sixth, and seventh chapters of Tamid. A quinta ordem de Babli não contém nem Middot nem Ḳinnim, nem os capítulos terceiro, quinto, sexto, e sétimo Tamid. It is incorrect, however, to speak of missing portions of the Babylonian Talmud, since in all probability the sections which it omits were entirely disregarded in the final redaction of the work, and were consequently never committed to writing (for a divergent opinion see Weiss, "Dor," iii. 271). É incorreto, no entanto, falar de falta partes do Talmude Babilônico, já que em toda a probabilidade, as seções que omite foram totalmente abandonadas na redação final do trabalho, e nunca foram, consequentemente, por escrito (para uma opinião divergente ver Weiss , "Dor", iii. 271). It will be shown further on that the mishnaic treatises lacking in Babli were subjects of study in the Babylonian academies. Será mostrado mais adiante que os tratados mishnaic falta na Babli foram temas de estudo nas academias da Babilônia. Earliest Manuscript of the Babli. Manuscrito mais antigo do Babli.

In the editions the Babylonian Talmud is so arranged that each paragraph of the Mishnah is followed by the portion of the Talmud which forms the commentary on it; the portions are frequently divided into sections, rubricked by the successive sentences of the mishnaic paragraph on which they are based, although an entire paragraph occasionally serves as a single text. Nas edições do Talmude Babilônico é disposta de modo que cada ponto da Mishnah é seguido pela parte do Talmud que forma o comentário sobre ele, as porções são freqüentemente divididas em seções, rubricked pelos sucessivos períodos do mishnaic ponto em que baseiam-se, embora ocasionalmente um parágrafo inteiro serve como um texto único. Thus Babli on Ket. Assim Babli em Ket. ii. ii. 1 (16a-18b) is divided into six sections; but there is no division into sections for ii. 1 (16a-18b) é dividido em seis seções, mas não há uma divisão em seções para ii. 2 (18b-20b), ii. 2 (18b-20b), ii. 3 (20b-22a), ii. 3 (20b-22a), ii. 5 (23b), and ii. 5 (23b), e ii. 9 (27b-28a). 9 (27b-28a). There are three sections for ii. Existem três secções para ii. 4 (23a); two for ii. 4 (23), dois para ii. 6 (23b-26a), ii. 6 (23b-26a), ii. 7 (26b-27a), and ii. 7 (26b-27a), e ii. 8 (27a, b); and eight for ii. 8 (27a, b), e oito para ii. 10 (28a, b). 10 (28a, b). In the Munich codex, which is based on a manuscript of the middle of the ninth century (see Lewy in "Breslauer Jahresbericht," 1905, p. 28), the text of the entire chapter of the Mishnah is written in large characters on the inner portion of the page, separated from the Talmudic text, which is in a different script. No códice Munique, que é baseado em um manuscrito de meados do século IX (ver Lewy em "Jahresbericht Breslauer", 1905, p. 28), o texto do capítulo inteiro do Mishnah é escrito em caracteres grandes no porção interior da página, separadas do texto Talmudic, que é diferente em um script. In the fragments in the Bodleian Library, Oxford, written in 1123 and containing a portion of the treatise Keritot (see "JQR" ix. 145), each chapter is headed by the entire mishnaic text on which it is based. Nos fragmentos da Biblioteca Bodleian, de Oxford, escrito em 1123 e que contém uma parte do Keritot tratado (ver "JQR" ix. 145), cada capítulo é dirigido por todo o mishnaic texto em que se baseia. Then follow the sections of the Talmud, each beginning with the word and the first part of the mishnaic paragraph in question, although some sections are marked by the superscription (= ). Em seguida, siga as seções do Talmud, cada uma começando com a palavra ea primeira parte do parágrafo mishnaic em questão, apesar de algumas seções são marcadas pela inscrição (=). The superscription , which in the editions marks the beginning of the Talmud on each paragraph of the Mishnah, is found neither in the Munich codex nor in the Bodleian fragments. A inscrição, que nas edições marca o início do Talmud em cada ponto da Mishnah, é encontrado nem no códice Munique, nem nos fragmentos Bodleian. Most of the manuscripts containing one or more treatises of Babli, and described by RN Rabbinovicz in the introductions to vols. A maioria dos manuscritos contendo um ou mais tratados de Babli, e descrito por RN Rabbinovicz nas introduções para vols. i., iv., viii., ix., and xi. i., iv., viii., ix., e xi. of his "Diḳduḳe Soferim," are so arranged that the entire mishnaic text is placed at the beginning of the chapter; and this is also occasionally the case in the editions, as in the first chapter of the treatise Sanhedrin. de seu "Diḳduḳe Soferim", estão dispostos de tal modo que todo o texto mishnaic é colocado no início do capítulo, e isso também é ocasionalmente o caso nas edições, como no primeiro capítulo do tratado Sinédrio. In a St. Petersburg manuscript said to date from 1112 the paragraphs are repeated in their proper places (ib. viii. 3). Em um manuscrito de São Petersburgo, disse que data de 1112 os números são repetidos em seus devidos lugares (ib. viii. 3). A number of codices in the Vatican Library are arranged partly in the one way and partly in the other (xi. 13, 15, 17, 18), while the system adopted in the printed texts occurs in manuscripts also (see ib. iv. 6, 8; xi. 20). Um certo número de códices na Biblioteca Vaticana estão dispostos parcialmente no sentido único e em parte no outro (XI. 13, 15, 17, 18), enquanto que o sistema adoptado nos textos impressos ocorre em manuscritos também (ver ib. Iv. 6, 8,. xi 20). It may be mentioned as a curious circumstance that in one manuscript of the Vatican (ib. xi. 19), containing the treatise Pesaḥim, many passages are vocalized and accented, as is also the case in a Bodleian fragment of Yerushalmi on Berakot ("JQR" ix. 150). Pode-se mencionar como uma circunstância curiosa que, em um manuscrito do Vaticano (ib. xi. 19), que contém o tratado Pesaḥim, muitas passagens são vocalizadas e acentuados, como também é o caso em um fragmento de Bodleian de Yerushalmi em Berakot (" JQR "ix. 150). A fragment of considerable length in the Cambridge Library, and possibly the earliest extant manuscript of Babli, also contains the treatise Pesaḥim; it has been edited by Lowe ("The Fragment of Talmud Babli of the Ninth or Tenth Century," Cambridge, 1879); and in its four folios it includes the text of fols. Um fragmento de tamanho considerável na Biblioteca de Cambridge, e possivelmente o mais antigo manuscrito existente do Babli, também contém o tratado Pesaḥim, que foi editado por Lowe ("Fragmento de O Talmud Babli do século nono ou décimo", Cambridge, 1879) , e nos seus quatro fólios que inclui o texto de fls. 7a, below -9a, middle, and 13a, below -16a, above, of the editions. 7a, abaixo-9a, meio e 13a, 16a abaixo, acima, das edições. The pages are divided into two columns; and the entire mishnaic text precedes the chapter; the several sections, even those beginning with a new paragraph of the Mishnah, have an introduction only in the case of the first word of the mishnaic passage in question, with the word as superscription. As páginas são divididos em duas colunas, e todo o texto mishnaic precede o capítulo; as várias secções, mesmo aqueles que se inicia com um novo número do Mishnah, tem uma introdução apenas no caso de a primeira palavra da passagem mishnaic em questão, com a palavra como legenda. The character of Babli and its divergencies from Yerushalmi may best be illustrated by a citation of its commentary on the same passages of the Mishnah as those contained in the sections of the Palestinian Talmud already analyzed. O personagem de Babli e suas divergências de Yerushalmi pode ser melhor ilustrado por uma citação de seu comentário sobre as mesmas passagens da Mishná como as contidas nas seções do Talmud palestino já analisados.

(a) (A)

The initial question of the Mishnah and its basis; two divergent answers, together with an objection and its refutation (2a; all anonymous). A pergunta inicial do Mishnah e sua base; duas respostas divergentes, em conjunto com a oposição, e sua refutação (2a; todos anônimo). The initial statement of the Mishnah, and an interpretation of Lev. A afirmação inicial do Mishnah, e uma interpretação de Lev. xxii. xxii. 7 based on a baraita on this verse and concluding with a note of Rabbah b. 7, com base em um baraita sobre este versículo e concluindo com uma nota de Rabá b. Shela (2b), and the method of teaching this interpretation in Palestine. Shela (2b), e o método de ensino esta interpretação na Palestina. The contradictions between the statement of the Mishnah and three baraitot which are successively stated and dialectically refuted (all anonymous). As contradições entre a declaração da Mishná e três baraitot que são sucessivamente afirmado e dialeticamente refutou (todos anônimos). A discussion of the third baraita (3a). Uma discussão sobre a baraita terceira (3a). The opinion of R. Eliezer ("until the end of the first watch of the night"), and the problem whether three or four night-watches were implied; a haggadic baraita with a saying of R. Eliezer on the three watches of the night, together with a discussion of it. O parecer de R. Eliezer ("até o final do primeiro turno da noite"), eo problema se três ou quatro noites relógios estavam implícitas; uma haggadic baraita com uma frase de R. Eliezer sobre as três horas da noite, juntamente com uma discussão da mesma. A haggadic excursus of some length, beginning with Rab's saying regarding the three watches of the night, and containing a baraita (a poem by Jose b. Ḥalafta) and a disquisition on it (3b). Um haggadic dissertação de algum tempo, começando com Rab dizendo a respeito das três vigílias da noite, e contendo um baraita (um poema de José b. Ḥalafta) e uma dissertação sobre ele (3b). Further details of the night-watches, beginning with a controversy between Judah I. and Nathan (in a baraita); a haggadic saying of Joshua b. Mais detalhes sobre os relógios-noite, começando com uma polêmica entre Judá e Nathan I. (em um baraita); uma haggadic dizer de Josué b. Levi transmitted by Zeriḳa and Ammi, this section concluding with a saying of Ashi. Levi transmitido por Zeriḳa e Ammi, esta seção concluir com um provérbio de Ashi. Another saying of Joshua b. Outra palavra de Josué b. Levi, transmitted in like manner, together with two versions of a comment by Abba b. Levi, transmitida de maneira semelhante, juntamente com duas versões de um comentário por Abba b. Kahana. Kahana. Discussion of the first saying of Joshua b. Discussão dos primeiros dizer de Josué b. Levi, beginning with the rising of David "at midnight" (Ps. cxix. 62), and devoted in the main to the connotation of the word "neshef" (ib. cxix. 147), together with sayings of Babylonian amoraim. Levi, começando com a subida de Davi "à meia-noite" (Sl cxix. 62), e dedicou no principal para a conotação da palavra "neshef" (ib. cxix. 147), juntamente com os provérbios de amoraim babilônico. The way in which David knew when midnight had arrived, and concerning his harp, (4a). A maneira em que Davi sabia, quando chegou à meia-noite, e acerca da sua harpa, (4a). Further details regarding David, Ps. Mais detalhes sobre Davi, Sl. lvii. LVII. 9, and Ex. 9, Ex e. xi. xi. 4, with an exegesis by Ashi, which concludes the entire discussion. 4, com uma exegese por Ashi, que conclui toda a discussão. Additional haggadic material concerning David, and a controversy between the Palestinian haggadists Levi and Isaac on Ps. Haggadic material adicional sobre David, e uma controvérsia entre o palestino Haggadistas Levi e Isaac no Ps. lxxxvi. lxxxvi. 2 with reference to Ps. 2, com referência a Ps. cxix. cxix. 62, together with comments and citations of a kindred nature. 62, juntamente com comentários e citações de um parente natureza.

Examples from the Babli. Exemplos do Babli.

(b) (B)

Dialectic exposition of the relation of the view of the scholars to the opinions of R. Eliezer and R. Gamaliel, together with the citation of a baraita (4b). Exposição dialética da relação da opinião dos estudiosos as opiniões de R. Eliezer e R. Gamaliel, juntamente com a citação de um baraita (4b). A controversy between Johanan and Joshua b. A controvérsia entre Johanan e b Josué. Levi on the sequence of the "Shema'" and prayer, based on a sentence in this baraita ("the 'Shema'' is read: prayer is offered"), together with a discussion devoted chiefly to exegetic inferences. Levi na seqüência do "Shemá" e oração, com base em uma frase, neste baraita ("o" Shema'' é ler: a oração é oferecido "), juntamente com um debate dedicado principalmente à exegetic inferências. An objection alleged by Mar b. Uma objeção alegado pelo Mar b. Rabina and based on a passage in the Mishnah, and a haggadic saying of Eleazar b. Rabina e com base em uma passagem no Mishnah, e um provérbio haggadic de Eleazar b. Abina to the effect that he who recites Ps. Abina no sentido de que aquele que recita Ps. cxlv. CXLV. thrice daily is assuredly a son of the world to come, the citation being made in this place on account of an aphorism of similar content given by Johanan in the course of the same debate. três vezes por dia é, seguramente, um dos filhos do mundo vindouro, a citação ser feita neste lugar por conta de um aforismo de conteúdo semelhante dada por Johanan no curso do mesmo debate. A discussion of these matters, and a saying of Johanan on Ps. Uma discussão sobre estes assuntos, e um ditado de Joanã sobre Ps. cxlv., together with another haggadic aphorism by Eleazar b. CXLV., juntamente com outro aforismo haggadic por Eleazar b. Abina on the angels Michael and Raphael, and its elucidation. Abina sobre os anjos Miguel e Rafael, e sua elucidação. The view of Joshua b. A opinião de Josué b. Levi on the evening "Shema'," which should be recited in bed (5a), and amoraic sayings on the same subject, together with a confirmation, by a citation of Ps. Levi na noite "Shema '", que deve ser recitado na cama (5a), provérbios e amoraic sobre o mesmo assunto, juntamente com uma confirmação, por uma citação de Ps. iv. iv. 6, of the ruling of Joshua b. 6, da decisão de Josué b. Levi; a haggadic saying of Simeon b. Levi, um ditado haggadic de Simeão b. Laḳish transmitted by Levi b. Laḳish transmitido por Levi b. Laḥma, as well as another aphorism of this scholar transmitted by the same authority. Laḥma, bem como um outro aforismo deste estudioso transmitidos pela mesma autoridade. A haggadic saying by Isaac on reading the "Shema'" in bed, and a comment by Ashi, followed by another haggadic aphorism by Isaac based on Job v. 7; interpretation of this verse as denoting afflictions sent by God ("yissurim"), against which the study of the Torah gives protection; haggadic sentences on the Law. Um haggadic dizendo por Isaac na leitura do "Shema '" na cama, e um comentário por Ashi, seguido por outro haggadic aforismo por Isaac baseado em Job v. 7; interpretação deste versículo como denotando aflições enviadas por Deus ("yissurim") , contra a qual o estudo da Torá dá proteção; frases haggadic sobre o Direito. A long series of haggadic sayings by Palestinian and Babylonian amoraim, and especially by Johanan, regarding affliction (5b), with anecdotes from Palestine and Babylon. Uma longa série de haggadic ditados pelos palestinos e amoraim babilônico, e especialmente por Johanan, quanto sofrimento (5b), com anedotas da Palestina e Babilônia. A baraita with a saying of Abba Benjamin regarding prayer before retiring, and its elucidation, together with three other baraitot and haggadic sayings of Abba Benjamin regarding prayer (6a), regarding demons (with various sayings of Babylonian authors), and praying in the synagogue. Um baraita com uma frase de Benjamin quanto Abba oração antes de se aposentar, e sua elucidação, juntamente com três outros e baraitot haggadic provérbios de Abba Benjamin sobre oração (6), sobre demônios (com várias frases de autores da Babilônia), e rezando na sinagoga . A haggadic saying by Isaac on the last subject transmitted by Rabin b. Um haggadic dizendo por Isaac sobre o assunto última transmitida por Rabin b. Adda, together with a saying of Ashi and additional elucidations, followed by another aphoriam transmitted by Rabin in the name of Isaac regarding the "phylacteries of God," and by a discussion of the subject by Babylonian amoraim, the view of Ashi standing last. Adda, juntamente com um ditado de Ashi e esclarecimentos adicionais, seguido por outro aphoriam transmitida por Rabin em nome de Isaac sobre o "filactérios de Deus", e por uma discussão do tema por amoraim babilônico, a opinião do pé Ashi passado. A third haggadic saying of Isaac, of similar transmission, concerning prayer in the synagogue (6b), and a series of aphorisms of a like nature, the first being by Johanan, and the second by Huna transmitted by Ḥelbo. Um terceiro haggadic dizendo de Isaac, de transmissão semelhantes, relativas à oração na sinagoga (6b), e uma série de aforismos de natureza semelhante, sendo a primeira por Johanan, eo segundo por Huna transmitida por Ḥelbo. These, interspersed with other sayings, are followed by five more aphorisms transmitted by Ḥelbo in the name of Huna and regarding departure from the synagogue, the Minḥah prayer, participation in marriage festivities, the fear of God, and the refusal to return a salutation. Estes, intercalados com outros ditos, são seguidas por mais cinco aforismos transmitida por Ḥelbo em nome de Huna e relativo da partida da sinagoga, a oração Minḥah, participação em festas de casamento, o temor de Deus, ea recusa de voltar uma saudação. A series (7a) of five haggadic sayings transmitted by Johanan in the name of Jose ben Ḥalafta: the prayer offered by God, pacification of an angry neighbor, discipline of one's own conscience, three requests of Moses, and the teaching that a threat or promise by God is not recalled, even though given only conditionally, and that neither, therefore, is ever unfulfilled. Uma série (7) de cinco haggadic provérbios transmitidos por Johanan em nome de José ben Ḥalafta: a oração oferecida por Deus, a pacificação de um vizinho irritado, disciplina da própria consciência, três pedidos de Moisés, e do ensino que uma ameaça ou promessa de Deus não é recordar, embora atendendo apenas condicionalmente, e que nem, portanto, está sempre insatisfeito.

After a number of sayings, partly tannaitic and partly amoraic in origin, come six haggadic aphorisms (7b) transmitted by Johanan in the name of the tanna Simeon ben Yoḥai, the second treating of the same subject as the corrresponding one in the previous series. Depois de um certo número de palavras, em parte tannaitic e parcialmente amoraic na origem, venha seis haggadic aforismos (7b) transmitidos por Johanan em nome do Simeon ben tanna Yoḥai, o segundo tratamento do mesmo assunto que o corrresponding na série anterior. To these sayings are appended various aphorisms and elucidations, followed by a conversation between Naḥman b. Para estas palavras são anexados vários aforismos e elucidações, seguido de uma conversa entre Naḥman b. Jacob and Isaac, in which the latter cites a sixth saying, concerning prayer in the synagogue, transmitted by Johanan in the name of Simeon ben Yoḥai. Jacó e Isaac, em que este último cita um ditado sexta, relativas à oração na sinagoga, transmitida por Johanan em nome de Simeão ben Yoḥai. Additional haggadic aphorisms (8a) on this subject as well as on the importance of the synagogue, followed by three sayings of 'Ulla transmitted by Ḥiyya b. Adicionais haggadic aforismos (8a) sobre este assunto, bem como sobre a importância da sinagoga, seguido de três palavras de 'Ulla transmitidas por Hiyya b. Ammi, and by various aphorisms on the reading of the Torah in the synagogue (8b) and other kindred matters. Ammi, e por vários aforismos sobre a leitura da Torá na sinagoga (8b) e outros assuntos afins. This portion is concluded by the instructions which Joshua b. Essa parte é celebrado pelas instruções que Josué b. Levi gave to his sons, and by the analogous instructions which Raba gave to his children, as well as by elucidations of details of these teachings and by sayings of a similar import. Levi deu a seus filhos, e pelas instruções análogas que Raba deu a seus filhos, bem como pelos esclarecimentos de detalhes desses ensinamentos e por frases de um similar importado.

(c) (C)

In the name of Samuel, Judah declares that the opinion of R. Gamaliel is authoritative. Em nome de Samuel, Judá declara que a opinião de R. Gamaliel é autoritária. A baraita giving a similar view by Simeon ben Yoḥai, followed by an interpretation of it with a final decision by Joshua ben Levi, and by another version of the relation to it of the ruling of Joshua ben Levi. Um baraita dando uma visão semelhante, Simeon ben Yohai, seguido de uma interpretação do que com uma decisão final por Joshua ben Levi, e por uma outra versão da relação com ele se a decisão de Joshua ben Levi. The section (9a) terminates with an opinion on this baraita by a scholar who had come from Palestine to Babylon. A seção (9a) termina com um parecer sobre esta baraita por um estudioso que veio da Palestina para a Babilônia.

Further Examples. Exemplos adicionais.

RH i. RH i. 1 (§§ 1-2 in Yerushalmi; the Talmud on these sections is contained in 2a-15b): 1 (§ § 1-2 em Yerushalmi, o Talmud sobre estas seções está contida em 2a-15b):

(a) (A)

Ḥisda's answer to the question as to the practical importance of the "new year of the kings," with a citation of the mishnaic passage (Sheb. x. 5) regarding antedated and postdated promissory notes. Ḥisda resposta para a questão sobre a importância prática do "ano novo dos reis," com uma citação da passagem mishnaic (Sheb. x. 5) Quanto antedated posterior e notas promissórias. A baraita on the reckoning of regnal years, and its elucidation (2b), together with hermeneutic deductions from the Bible regarding Nisan as the beginningof the regnal year, introduced by an inference of Johanan based on I Kings vi. Um baraita sobre o cômputo dos anos de reinado, e sua elucidação (2b), em conjunto com a hermenêutica deduções relativas a Bíblia como o Nisan beginningof o ano de reinado, introduzido por uma inferência de Johanan baseado em I Reis vi. 1 as compared with Num. 1, em comparação com Num.. xxxiii. xxxiii. 38, Deut. 38, Deut. i. i. 3, 4, Num. 3, 4, Num.. xxi. xxi. 1 (3a), and similar passages, preference being finally given to Eleazar's deduction founded on II Chron. 1 (3a), passagens e similares, sendo finalmente dada preferência à dedução de Eleazar fundada em II Crônicas. iii. iii. 2. 2. A baraita giving the deduction of Johanan. Um baraita dando a dedução de Joanã. The assertion of Ḥisda that the regnal years of non-Israelitish kings were reckoned from Tishri, together with Biblical passages in confirmation of this view, beginning with Neh. A afirmação de que Ḥisda os anos de reinado de não-israelita reis foram contados a partir de Tishri, juntamente com passagens bíblicas na confirmação deste ponto de vista, começando com Neemias. i. i. 1 and its hermeneutic exposition (3b), the conclusion being formed by a variety of haggadic material on the Persian kings mentioned in the Bible (4a). 1 e sua hermenêutica exposição (3b), a conclusão a ser formado por uma variedade de materiais em haggadic reis persas mencionado na Bíblia (4a).

(b) (B)

Ḥisda's answer to the query why Nisan 15, the first day of the Feast of Passover, was not made the "new year of the feasts," while a baraita shows that this view was promulgated by Simeon ben Yoḥai himself. Ḥisda resposta à pergunta porquê Nisan 15, o primeiro dia da Festa da Páscoa, não foi feito o "ano novo das festas", enquanto um baraita mostra que esta opinião foi promulgada pelo Simeon ben Yohai se. Another baraita (4b) on the ritual order of the festivals, together with exegetic deductions from the views contained therein and additional discussions, concluding with an elucidation (5a) of other halakic and exegetic sayings on festivals and sacrifices. Outro baraita (4b) sobre o ritual das festas, juntamente com exegetic deduções a partir das opiniões nele contidas e discussões adicionais, concluindo com uma elucidação (5a) de outros halakic provérbios e exegética em festivais e sacrifícios. Baraita (5b) on Deut. Baraita (5b) em Deut. xxiii. xxiii. 22 et seq., and a detailed discussion, followed by a similar section (6a, b) on Deut. 22 e segs., E uma discussão detalhada, seguida por uma secção similar (6a, b) em Deut. xxiii. xxiii. 24. 24. Baraita (7a) on Nisan 1 and its four meanings, the first being deduced from Ex. Baraita (7a) em Nisan 1 e seus quatro sentidos, o primeiro a ser deduzida a partir Ex. xii. xii. 2 and Deut. 2 e Deut. xvi. xvi. 1, although an objection caused Lev. 1, apesar de uma oposição causada Lev. xxiii. xxiii. 39 to be regarded by Ḥisda as the basic passage, while Zech. 39 a ser considerado por Ḥisda como base a passagem, enquanto Zac. i. i. 7 was cited to refute an allegation made by Rabina, additional Biblical passages being quoted by the Babylonian amoraim 'Ulla, Kahana, and Ashi; the section is concluded by a deduction of the three other meanings of Nisan 1 (7b) mentioned in the baraita. 7 foi citada para refutar a alegação feita pelo Rabina, passagens bíblicas adicional a ser citado por Ulla babilônico amoraim ', Kahana, e Ashi, a seção é celebrado por uma dedução dos três outros significados de Nisan 1 (7-B) mencionados no baraita .

(c) (C)

The signification of Elul 1 as the "new year for tithes of cattle," as taught by R. Meïr. A significação de Elul 1 como o "ano novo para os dízimos de gado", como ensinado por R. Meir. The various origins of the sentences collected in RH i. As diversas origens das frases recolhidas em RH i. 1, together with a saying by Joseph, followed by a series of aphorisms of later Babylonian amoraim, and one by Ashi (8a). 1, juntamente com um ditado por Joseph, seguido por uma série de aforismos de posterior babilônico amoraim, e um por Ashi (8a). Johanan's deduction, from Ps. Dedução Joanã, desde Ps. lxv. lxv. 14, of the double view concerning the new year for tithes of cattle, and its dialectic elucidation. 14, a dupla de vista sobre o novo ano para os dízimos de gado, e sua dialética elucidação. Second half of the mishnaic paragraph: Segunda metade do parágrafo mishnaic:

(a) (A)

The question regarding the practical utility of the new year for the counting of the years, answered by Pappa in exactly the same way as Ḥisda had solved the question concerning the new year of the kings; solution of the discrepancy and further elucidations of the principle that Tishri 1 was the new year for the counting of the years. A pergunta sobre a utilidade prática do novo ano para a contagem dos anos, responde por Pappa exatamente da mesma maneira como Ḥisda tinha resolvido a questão relativa ao ano novo dos reis; solução da divergência e mais esclarecimentos do princípio de que Tishri 1 foi o ano novo para a contagem dos anos. Two baraitot on Ps. Dois baraitot sobre Ps. lxxxi. LXXXI. 4 et seq. 4 et seq. (8b). (8b).

(b) (B)

An inference regarding the year of jubilee, based on Lev. Uma inferência sobre o ano do jubileu, com base em Lev. xxv. xxv. 4; and the obviation of the difficulty presented by Lev. 4, e o obviation da dificuldade apresentada pela Lev. xxv. xxv. 9 (with reference to the Sabbatical year) by means of a baraita on the following verse, together with two other baraitot on the same subject (9a) and an elucidation of Tishri 10, concluded by a baraita on Lev. 9 (com referência ao ano sabático) por meio de um baraita sobre o versículo seguinte, juntamente com dois baraitot outro sobre o mesmo assunto (9a) e uma elucidação de Tishri 10, celebrado por um baraita sobre Lev. xxv. xxv. 11 and its interpretation (9b). 11 e sua interpretação (9b).

(c) (C)

Biblical deduction regarding the planting of trees and a baraita thereon, with an inference drawn from the Bible by Johanan (10a), and an elucidation of another baraita cited in explanation of the first, Johanan's deduction from Gen. viii. Dedução bíblica sobre o plantio de árvores e uma baraita mesmos, com uma inferência tiradas da Bíblia por Johanan (10a), e uma elucidação de outro baraita citado na explicação do primeiro, a dedução de Joanã do general viii. 13 regarding the opposing views of R. Meïr and R. Eleazar (10b) as to whether a day may be reckoned like a year, thus introducing a baraita containing the controversy between R. Eliezer and R. Joshua on the month of Creation, the former arguing for Tishri and the latter for Nisan; exegetic haggadot of considerable length (11a-12a) on this section. 13 sobre os pontos de vista opostos da R. Meir e Eleazar R. (10b) para saber se um dia pode ser contada como um ano, introduzindo assim um baraita contendo a polémica entre R. Eliezer e R. Joshua sobre o mês da Criação, a argumentando ex-Tishri e os segundos para Nisan; haggadot exegético de tamanho considerável (11a-12a) nesta seção.

(d) (D)

A baraita stating that "tithes" and "vows" as well as "vegetables" belong to Tishri 1, together with interpretations by hermeneutics and other methods (12b), and with discussions of the subject by the Palestinian and Babylonian schools, and halakic exegeses (13a-14a). Um baraita afirmando que "dízimos" e "votos", bem como "vegetais" pertencem a Tishri 1, juntamente com interpretações de hermenêutica e de outros métodos (12b), e com as discussões do tema pelas escolas palestinianas e babilônico, e exegeses halakic (13a-14a).

(e) (E)

An argument by Hoshaiah transmitted by Eleazar (14a), and a baraita recording the practise of R. Akiba (14b-15b), as well as elucidations of it. Um argumento por Hosaías transmitida por Eleazar (14a), e uma gravação baraita a prática de R. Akiba (14b-15b), bem como esclarecimentos da mesma. Another baraita on Shebaṭ 15, with a controversy between Johanan and Simeon ben Laḳish, and a discussion of it. Outro baraita sobre Shebaṭ 15, com uma polêmica entre Johanan e Simeão ben Laḳish, e uma discussão sobre isso. Giṭ. Giṭ. ii. ii. 1 (the Talmud on this section is contained in 15a-17a): 1 (o Talmud sobre esta seção está contido em 15a-17a):

(a) (A)

The purpose of the entire paragraph, although its content is immediately apparent from the opening sentence of the mishnaic treatise. O objetivo do parágrafo inteiro, embora o seu conteúdo é imediatamente aparente a partir da frase de abertura do tratado mishnaic.

(b) (B)

The problem of the connotation of "the half of the bill of divorce, and Ashi's answer. O problema da conotação de "a metade do projeto de lei de divórcio, e resposta do Ashi.

(c) (C)

The law regarding a case in which only "the half" of a bill of divorce is signed by witness in the presence of the bearer; the more rigorous interpretation of it by Ḥisda and subsequent modifications by Raba and (15b) Ashi, as well as a dialectic discussion of these three sayings. A lei a respeito de um caso em que apenas "a metade" de um projeto de lei do divórcio é assinado por testemunhas na presença do portador, a interpretação mais rigorosa do que por Ḥisda e posteriores modificações por Raba e (15b) Ashi, bem como uma dialética discussão destas três palavras. Analogous cases from other branches of the Halakah and casuistic questions bearing on them (16a), concluding with one by Pappa which remains unanswered. Casos análogos de outros ramos das perguntas Halakah e casuística influência sobre eles (16a), concluindo com uma Pappa pela qual permanece sem resposta.

(d) (D)

Case in which one of the bearers of a bill of divorce witnesses the engrossing of the document and the other the signature; exact definition given by Johanan and transmitted by Samuel b. Caso em que um dos portadores de um projeto de lei de testemunhas de divórcio a cativante do documento e outra assinatura; definição exata dada por Johanan e transmitida por Samuel b. Judah (16b); the answer of the latter to the objection of Abaye, although another version of the entire affair makes Ashi the author of the objection; controversy on the subject between Hoshaiah and 'Ulla. Judá (16b), a resposta deste último à objeção de Abaye, embora uma outra versão do caso inteiro faz Ashi o autor da objeção; controvérsia sobre o assunto entre Hosaías e 'Ulla. Anecdote of a visit made by Judah b. Anedota de uma visita feita por Judá b. Ezekiel to Rabbah bar bar Ḥana during an illness of the latter, and their conversation on a problem connected with Giṭ. Ezequiel para Rabá bar bar Hana durante uma doença deste último, e sua conversa sobre um problema ligado com o Git. i. i. 1. 1.

(e) (E)

The case in which the engrossing of a bill of divorce is witnessed by one and the signature by two persons (17a), and the exact definition of such an event, given by Johanan and transmitted by Ammi, the section being concluded by a discussion between Ammi and Assi. O caso em que a absorção de um projeto de lei do divórcio é testemunhado por um e da assinatura por duas pessoas (17), e a definição exata de um evento como esse, dado por Johanan e transmitida por Ammi, o ponto a ser celebrado por uma discussão entre Ammi e Assi.

Legal Example. Exemplo jurídica.

BB i. BB i. 6 (the Talmud on this section is contained in 7b-11a): 6 (o Talmud sobre esta seção está contido em 7b-11a):

(a) "One who is part owner of a courtyard is obliged to contribute to the cost of the gateway as well as of the door itself"; -the citation of a legend concerning Elijah to prove that a gateway is not necessarily a subject for praise, concluded by a casuistic definition of the case presupposed by the Mishnah. (A) "Aquele que é proprietário de parte de um pátio é obrigado a contribuir para o custo da passagem, bem como da própria porta";-a citação de uma lenda relativa Elias para provar que um gateway não é necessariamente um assunto para louvor, celebrado por um casuístico definição do caso pela suposta Mishnah.

(b) According to R. Simeon b. (B) De acordo com R. Simeon b. Gamaliel, "Every courtyard is not adapted to a gateway"; a baraita containing the complete version of this saying. Gamaliel, "cada pátio não está adaptado a um gateway", um baraita contendo a versão completa deste ditado.

(c) According to R. Simeon b. (C) De acordo com R. Simeon b. Gamaliel, "One who dwells in a city is obliged to contribute toward the building of the walls and the doors," etc.; a baraita containing the complete version ofthis saying. Gamaliel, "Aquele que habita em uma cidade é obrigada a contribuir para a construção das paredes e as portas", etc; uma baraita contendo a versão completa ofthis dizendo. Johanan's answer to the query advanced by Eleazar concerning the method of levying contributions, followed by a second version of the same account. Johanan resposta à consulta avançada por Eleazar relativo ao método de contribuições cobrança, seguido de uma segunda versão da mesma conta. The patriarch Judah II. O patriarca Judá II. and the scholars contributed toward building the wall, although the legality of this action was questioned by Simeon b. e os estudiosos contribuíram para a construção do muro, embora a legalidade desta ação foi questionada por Simeon b. Laḳish on the basis of a haggadic deduction from Ps. Lakish na base de uma dedução haggadic de Ps. cxxxix. cxxxix. 18, while Johanan proposed another verse, Cant. 18, enquanto Johanan proposto um outro versículo, Cant. viii, 10, to aid in the solution of the problem (8a); Rabbah's interpretation of this passage of Canticles. viii, 10, para ajudar na solução do problema de (8a); interpretação de Rabá desta passagem dos Cânticos. An instance of contributions on the part of the scholars of Babylonia, and the proof of their illegality furnished by the exegesis of three Biblical passages, taken respectively from the Pentateuch, the Prophets, and the Hagiographa. Uma instância de contribuições por parte dos estudiosos da Babilônia, ea prova de sua ilegalidade comprovada pela exegese dos três passagens bíblicas, retirados da Pentateuco, os Profetas e os Hagiographa. Pappa's proof that a certain tax was imposed on orphans, and a discussion of it, followed by a tannaitic account (half Aramaic) by Judah I. of the support of scholars during a time of famine. Pappa prova de que um determinado imposto foi imposta aos órfãos, e uma discussão sobre isso, seguido por uma conta tannaitic (meia aramaico) de I. pela Judá o apoio dos acadêmicos durante uma época de fome.

(d) "How long must one dwell in a city to have equal rights with its citizens? Twelve months"; a conflicting baraita which speaks of thirty days; Rabbah's solution of this contradiction, while Johanan reconciles the discrepancy between the period of twelve months and that given in another baraita. (D) "Quanto tempo deve um morar em uma cidade a ter direitos iguais aos seus cidadãos Doze meses?", Um baraita conflitantes que fala de trinta dias; solução Rabá de esta contradição, enquanto Johanan concilia a discrepância entre o período de doze meses e que, dado em outro baraita. The saying of Johanan as to the liability of scholars to taxation, and various statements regarding the practise of the Babylonian sages. O ditado de Joanã quanto à responsabilidade de estudiosos de tributação, e várias declarações sobre a prática dos sábios da Babilônia. The way in which Joseph (4th cent.) expended a sum of money sent him by the mother of King Sapor, together (8b) with an interpretation of Jer. A maneira em que Joseph (4 cento). Gasto uma soma de dinheiro enviado a ele pela mãe do rei Sapor, em conjunto (8b) com uma interpretação de Jeremias. xv. xv. 2. 2. Baraita on the mode of levying taxes for the poor, and the right of assessment of municipal taxes. Baraita sobre o modo de cobrança de impostos para os pobres, eo direito de cálculo dos impostos municipais. The rule of the Mishnah (Sheḳ. v. 2) that the smallest number of persons who may be entrusted with raising taxes is two, and its Biblical basis according to Naḥman b. A regra da Mishná (Sheḳ. v. 2) que o menor número de pessoas que podem ser confiadas com aumento de impostos é dois, e sua base bíblica de acordo com Naḥman b. Jacob, together with sayings and examples bearing on this matter. Jacob, juntamente com os provérbios e exemplos tendo sobre esta matéria. An interpretation of Dan. Uma interpretação de Dan. xii. xii. 3 as referring to the collectors and trustees of the tax for the poor, followed by two baraitot on these collectors and Abaye's statements regarding the practise of Rabbah b. 3 como referência para os colecionadores e curadores do imposto para os pobres, seguidos por dois baraitot sobre esses coletores e declarações Abaye quanto à prática de Rabá b. Naḥmani, as well as (9a) by a note of Ashi and an opinion of Rabbah. Naḥmani, bem como (9) por uma nota de Ashi e uma opinião de Rabá. Baraita on the auditing of the accounts of the trustees of the tax for the poor, and elucidations of it. Baraita sobre a auditoria das contas dos administradores do imposto para os pobres, e esclarecimentos da mesma. Notes and anecdotes illustrating Mishnah Pe'ah viii. Notas e anedotas que ilustram Mishná Pe'ah viii. 7 (on the amount to be given to the poor), followed by haggadic passages on the importance of almsgiving, among these aphorisms being one cited by Rabbah as transmitted to Eleazar by a certain 'Ulla with a curious surname, which forms the basis of an anecdote. 7 (a quantidade a ser administrada para o pobre), seguido por haggadic passagens sobre a importância de caridade, entre estes aforismos sendo uma citados por Amã como transmitido para Eleazar por um certo "Ulla com um curioso apelido, o que constitui a base da uma anedota. Further haggadic passages on the charity of Eleazar, Isaac, and others. Outras passagens haggadic sobre a caridade de Eleazar, Isaac, e outros. A baraita giving R. Meïr's answer (10a) to the question why God Himself does not nurture the poor, followed by an account of the conversation on this subject between R. Akiba and Tineius Rufus. Um baraita dando resposta R. Meir (10a) à pergunta porque o próprio Deus não favorece os pobres, seguido por um relato da conversa sobre este assunto entre R. Akiba e Rufus Tineius. Sermon by Judah b. Sermão de Judá b. Shalom (Palestinian amora of the 4th cent.) on Jer. Shalom (palestino Amora cento da 4 ª.) Em Jer. lvii. LVII. 17, and anecdotes from the lives of Johanan b. 17, e anedotas da vida de Johanan b. Zakkai and Pappa. Zakkai e Pappa. Haggadic sayings by tannaim and amoraim on alms. Haggadic ditados pela tannaim e amoraim sobre esmolas. The vision of Joseph b. A visão de José b. Joshua b. Joshua b. Levi (10b) of the future life, together with baraitot on the interpretation of Prov. Levi (10b) da vida futura, juntamente com baraitot sobre a interpretação do Prov. xiv. xiv. 34 by Johanan b. 34 por Johanan b. Zakkai and his scholars as well as by Gamaliel II. Zakkai e seus estudiosos, bem como por Gamaliel II. and the other sages of Jabneh. e os outros sábios do Jabneh. The charity of the mother of Sapor, and two baraitot: one (11a) the story of the beneficence of Benjamin ha-Ẓaddiḳ; the other an account of the generosity of King Monobaz. A caridade da mãe do sabor, e dois baraitot: um (11) a história da beneficência de Benjamin ha-Ẓaddiḳ, a conta de um outro lado da generosidade do Rei Monobaz.

(e) "If one obtains a dwelling-place in the city, he immediately receives equal rights with the citizens"; an opposing view by Simeon b. (E) "Se obtém-se um lugar de habitação na cidade, ele imediatamente recebe a igualdade de direitos com os cidadãos", uma visão oposta por Simeon b. Gamaliel transmitted in two versions. Gamaliel transmitido em duas versões. Framework of Commentary. Quadro de Commentary. This analysis of four different passages of the Babylonian Talmud shows, in the first place, that the framework, as in the Palestinian Talmud, is formed by a running interpretation of the Mishnah, despite the heterogeneity of the material which is interwoven with it. Esta análise de quatro diferentes passagens do Talmud babilônico mostra, em primeiro lugar, que o quadro, como no Talmud palestino, é formado por uma interpretação de correr o Mishnah, apesar da heterogeneidade do material que se entrelaçam com ela. The Talmud, however, is not a mere commentary on the Mishnah, since, in addition to its haggadic portions, it contains a varied mass of halakic material, connected only loosely, if at all, with the contents of the mishnaic paragraphs in question; and while the Talmud sometimes adheres closely to the text of such a paragraph, its commentary on a single section of the Mishnah is often expanded into the compass of a small book. O Talmud, no entanto, não é um mero comentário sobre o Mishnah, uma vez que, para além das suas porções haggadic, contém uma massa de material halakic variado, ligado apenas fracamente, se de todo, com o conteúdo da mishnaic em questão; e enquanto o Talmud, por vezes, segue de perto o texto de um tal número, seu comentário sobre uma única seção do Mishnah é muitas vezes expandido para a bússola de um pequeno livro. In this respect Babli is much more free than Yerushalmi, which is more concise in other regards as well; the wider interests of the former and its greater variety and length are due at least in large part to the fact that the Babylonian academies enjoyed a longer existence and hence its redaction extended over a more protracted period. A este respeito Babli é muito mais livre do que Yerushalmi, que é mais conciso sob outros aspectos, bem como, os interesses mais amplos da antiga e sua maior variedade e comprimento são devidos, pelo menos em grande parte, ao facto de que o babilônico academias se um longo existência e, portanto, sua redação se estendeu por um período mais prolongado. Haggadah of the Babli. Hagadá do Babli.

The fact that the Haggadah is much more prominent in Babli, of which it forms, according to Weiss ("Dor," iii. 19), more than one-third, while it constitutes only one-sixth of Yerushalmi, was due, in a sense, to the course of the development of Hebrew literature. O facto de a Haggadah é muito mais proeminente em Babli, de que faz, de acordo com Weiss ("Dor", iii. 19), mais de um terço, ao mesmo tempo que constitui apenas um sexto de Yerushalmi, foi devido, em De certo modo, ao longo do desenvolvimento da literatura Hebrew. No independent mass of haggadot developed in Babylon, as was the case in Palestine; and the haggadic writings were accordingly collected in the Talmud. Nenhuma massa independente de haggadot desenvolvido na Babilônia, como foi o caso da Palestina, e os escritos haggadic foram devidamente recolhidos no Talmude. The most curious example of this is a midrash on the Book of Esther, found at the end of the first chapter of the treatise Megillah (pp. 10b-17a). O exemplo mais curioso disso é um Midrash sobre o Livro de Ester, no fim do primeiro capítulo da Meguilá tratado (pp. 10b-17a). Except for the fact that the text of this section naturally alludes to the Book of Esther, the midrash has no connecting-link with the preceding portion of the Talmud. Exceto pelo fato de que o texto desta seção, naturalmente, faz alusão ao livro de Ester, o midrash não tem vínculo de conexão com a porção anterior do Talmud. It is a true midrashic compilation in the style of the Palestinian midrashim, introduced by sixteen proems (mostly by Palestinian authors), and followed by exegeses and comments on individual verses of Esther in the order of the text, each preceded by a catch word (for further details on this midrash see Bacher, "Ag. Bab. Amor." p. 119). É uma compilação verdade midrashic no estilo do midrashim palestino, introduzido por 16 proems (principalmente por autores palestinos), e seguido por exegeses e comentários sobre os versos individuais de Ester no fim do texto, cada uma precedida por uma palavra de captura ( para mais detalhes sobre este midrash ver Bacher, "Ag.. Bab. Amor.", p. 119). A fragment of a similar compilation on Lamentations, treating of a few verses of the first two chapters, is found in the last chapter of Sanhedrin (104, 4 et seq.), this fragment being inserted there on account of the preceding casual allusion to the Babylonian exile (ib. p. 120). Um fragmento de uma compilação semelhante em Lamentações, tratando de alguns versos dos dois primeiros capítulos, é encontrada no último capítulo do Sinédrio (104, 4 e segs.), Este fragmento a ser inserido ali por conta da alusão anterior casual o exílio babilônico (ib. p. 120). The treatise Giṭṭin (55a-58a) contains a haggadic compilation on the destruction of Jerusalem, its elements being found partly in the Palestinian literature, partly in Ekah Rabbati, and partly in the treatise Ta'anit of the Jerusalem Talmud. O tratado Gittin (55a-58a) contém uma compilação haggadic sobre a destruição de Jerusalém, seus elementos sendo encontrado em parte na literatura palestina, em parte Ekah Rabbati, e em parte na Ta'anit tratado do Talmud de Jerusalém. This haggadah, which begins with a saying by Johanan, is appended to the brief halakic elucidation of the first sentence of the mishnaic paragraph on the law of the Sicarii (Giṭ. v. 6), mentioning those who fell in the war against the Romans. Esta Hagadá, que começa com um provérbio por Johanan, é anexada ao halakic breve elucidação da primeira frase do parágrafo mishnaic sobre a lei do Sicarii (Giṭ. v. 6), mencionando os que caíram na guerra contra os romanos . In Babli such haggadic interpolations, often of considerable length, are extremely frequent, while the very content of the mishnaic paragraphs often affords a basis for lengthy haggadic excursuses. Em Babli tais interpolações haggadic, muitas vezes de grande comprimento, são extremamente freqüentes, enquanto o próprio conteúdo da mishnaic números muitas vezes proporciona uma base para longos excursos haggadic. Thus the last (in Yerushalmi, next to the last) chapter of Sanhedrin is made the foundation for a mass of haggadic comments, most of them only loosely connected by an association of ideas with the text of the passages of the Mishnah to which they are assigned. Assim, a última (em Yerushalmi, ao lado do último) capítulo do Sinédrio é feita a base de uma massa de comentários haggadic, a maioria deles só vagamente conectados por uma associação de idéias com o texto das passagens da Mishná de que são atribuído. In this exceptionally long chapter of Babli (pp. 90a-113b) only that portion (111b-112b) which refers to the Law in Deut. Neste capítulo excepcionalmente longo de Babli (pp. 90a-113b) apenas a parte (111b-112b), que se refere a Lei em Deut. xiii. xiii. 12 et seq. 12 e segs. is halakic in nature. é halakic na natureza. The haggadic conclusion of the first chapter of Soṭah furnishes the basis for further Talmudic comments in the style of the Haggadah (8b, 14a); so that, for example, the interpretation of Ex. A conclusão haggadic do primeiro capítulo de Soṭah fornece a base para novos comentários Talmudic no estilo da Hagadá (8b, 14a), de modo que, por exemplo, a interpretação do ex. ii. ii. 4, cited in the Mishnah (11a), is followed (11a-13b) by an independent section which forms a running midrash on Ex. 4, citado no Mishnah (11a), é seguido (11a-13b) por uma secção independente que forma um midrash em execução no ex. i. i. 8-ii. 8-ii. 4. 4. Additional examples may be found in nearly every treatise of the Babylonian Talmud. Outros exemplos podem ser encontrados em quase todos os treatise do Talmude Babilônico. The haggadic sections of this Talmud, which form an important part of the entire work, have been collected in the very popular "'En Ya'aḳob" of Jacob ibn Ḥabib (1st ed. 1516), as well as in the rarer "Haggadot ha-Talmud" (Constantinople, 1511; comp. Rabbinovicz, "Diḳduḳe Soferim," viii. 131); and they have been translated into German by A. Wünsche ("Der Babylonische Talmud in Seinen Haggadischen Bestandtheilen," 3 vols., Leipsic, 1886-89). As seções deste haggadic Talmud, que formam uma parte importante de todo o trabalho, foram coletadas, a muito popular "'En Ya'aḳob" de Jacob ibn Habib (1 ª ed. 1516), bem como no mais raro "Haggadot ha-Talmud "(Constantinopla, 1511;. amostra Rabbinovicz", Diḳduḳe Soferim ", viii 131.), e eles foram traduzidos para o alemão por A. Wünsche (" Der Babylonische Talmud em Seinen Haggadischen Bestandtheilen ", 3 vols, Leipsic. , 1886-1889).

An important factor in the composition of the Talmud, and consequently one it is necessary to consider in a discussion of its literary form, is the frequent juxtaposition of several sayings ascribed to one and the same author. Um fator importante na composição do Talmud, e, conseqüentemente, um é necessário considerar, em uma discussão sobre sua forma literária, é a justaposição freqüente de vários ditos atribuídos a um único e mesmo autor. These sayings, which are frequently linked together by the name of their common transmitter as well as by that of their author, were evidently taught in this connected form in the academies, thus finding their way into the appropriate passages of the Talmudic text. Estas palavras, que são frequentemente ligados entre si com o nome de seu transmissor comum, bem como pelo do seu autor, foram evidentemente ensinado neste forma conectada nas academias, assim, encontrar seu caminho para as passagens apropriadas do texto talmúdico. Such groups of aphorisms are extremely frequent in Babli; and several of them are found in the passage from Ber. Esses grupos de aforismos são extremamente freqüentes em Babli, e vários deles são encontrados na passagem do Ber. 2a-9a which has been analyzed above (regarding Yerushalmi see Frankel, "Mebo," p. 39a). 2a-9, que foi analisado anteriormente (em relação Yerushalmi ver Frankel, "Mebo", p. 39a). Other circumstances which must be considered in discussing the composition of the text of the Talmud are set forth in the account of its origin and redaction given below. Outras circunstâncias que devem ser considerados na discussão da composição do texto do Talmud são apresentados na conta da sua origem e redação dada abaixo.

Style and Language. Estilo e Linguagem.

The remarks already made concerning the relation of the Hebrew and the Aramaic elements in the vocabulary of Yerushalmi apply with little modification to Babli, although the Aramaic of the latter is more nearly akin to the Syriac (the eastern Aramaic dialect then current in Babylonia) and is even more closely related to Mandæan (see Nöldeke, "Mandäische Grammatik," p. xxvi., Halle, 1875; on the Persian elements in the vocabulary of Babli see Jew. Encyc. vii. 313b, sv Judæo-Persian). As observações já feitas sobre a relação do hebraico e aramaico os elementos do vocabulário de Yerushalmi aplicar com pouca modificação para Babli, embora o aramaico do qual é quase mais próximo do siríaco (dialeto aramaico oriental então corrente na Babilônia) e é ainda mais estreitamente relacionado com Mandæan (ver Nöldeke, "Mandäische Grammatik", p xxvi, Halle, 1875;..... persa sobre os elementos do vocabulário de Babli ver judeu Encyc vii 313b, sv judaico-persa). In regard to Greek and Latin terms Levy makes the incomprehensible statement ("Neuhebr. Wörterb." iv. 274a) that "no Greek or Latin words are found in the Babylonian Talmud." Em relação aos termos gregos e latinos Levy faz a declaração incompreensível ("Neuhebr Wörterb.." Iv. 274a) que "não há palavras gregas ou latinas são encontrados no Talmude Babilônico". This is, however, incorrect; for a large number of words from the Latin and Greek (see Krauss, "Lehnwörter," ip xxiii.) are employed in the Talmud, both in the tannaitic passages found in Babli, and in the sayings of Palestinian as well as of Babylonian amoraim, such as Rab (see Bacher, lcp 32). Este é, no entanto, incorreta, para um grande número de palavras do latim e grego (. Ver Krauss, "Lehnwörter", xxiii ip) são empregados no Talmud, tanto nas passagens tannaitic encontrado em Babli, e nas palavras de Palestiniana, bem como de babilônico amoraim, como a Rab (ver Bacher, LCP 32). On the exegetic terminology as applied in Biblical and traditional hermeneutics, see Bacher, "Terminologie der Amoräer," Leipsic, 1905. Na terminologia exegética como aplicado na hermenêutica bíblica e tradicional, ver Bacher, "Terminologia der Amoräer," Leipsic, 1905. An interesting linguistic peculiarity of Babli is the fact that tannaitic traditions, especially stories, are occasionally given entirely in Aramaic, or an anecdote, begun in Hebrew, is continued in Aramaic (such as the story, designated by as a baraita, concerning Joshua b. Peraḥyah and his pupil Jesus [Sanh. 107b]). Uma peculiaridade interessante de Babli linguística é o fato de que as tradições tanaíticas, especialmente histórias, são, por vezes, inteiramente em aramaico, ou uma anedota, iniciado em hebraico, aramaico é continuado em (tais como a história, como um designado pela baraita, relativo Joshua b . Peraḥyah e seu pupilo Jesus [Sanh. 107b]).

The Halakah in Babli. O Halakah em Babli.

The contents of the Talmud-this term being restricted to Babli, although much which applies to it holds true of Yerushalmi as well-fall into the two main divisions of Halakah and Haggadah. O conteúdo do Talmud-este termo que está sendo restrito a Babli, embora muito que se lhe aplica vale de Yerushalmi também queda nas duas principais divisões de Halakah e Haggadah. Although, as stated above, the Mishnah itself frequently furnishes the ground for the inclusion of haggadic elements in the Talmud, and although the subjects discussed in the Halakah frequently lead of themselves to haggadic treatment, the Haggadah occupies only a secondary position in the Talmud, since this is, both in origin and in purpose, a halakic work, and was intended to serve as a commentary on the chief authoritative work of the tannaitic Halakah, the Mishnah of Judah I. Those portions, therefore, which treat of the interpretation of the Mishnah are the substance of the Talmud. Embora, como dito acima, o Mishnah si mesmo freqüentemente fornece o terreno para a inclusão de elementos haggadic no Talmud, e embora os temas discutidos no Halakah freqüentemente levam de si para tratamento haggadic, a Hagadá ocupa apenas uma posição secundária no Talmud, uma vez que este é, tanto na origem e no fim, um trabalho halakic, e foi destinado a servir como um comentário sobre o trabalho principal autoridade do Halakah tannaitic, o Mishnah de Judá I. Essas porções, portanto, que tratam da interpretação de Mishná são a substância do Talmud. This interpretation, however, was not merely theoretical, but was primarily devoted to a determination of the rules applying to the practise of the ceremonial law; on the other hand, the development of the Halakah had not ceased in the academies of the Amoraim, despite the acceptance of the Mishnah, so that the opinions and the decisions of the Amoraim themselves, even when they were not based merely on an interpretation of the Mishnah and other tannaitic halakot, became the subject of tradition and comment. Esta interpretação, no entanto, não era meramente teórico, mas foi principalmente dedicada a uma determinação das regras aplicáveis ​​à prática da lei cerimonial; por outro lado, o desenvolvimento do Halakah não tinha cessado no academias do Amoraim, apesar a aceitação da Mishná, para que os pareceres e as decisões da Amoraim si, mesmo quando eles não foram baseadas apenas em uma interpretação da Mishná e halakot tannaitic outro, tornou-se o assunto de tradição e comentário. In addition to the Mishnah, furthermore, the Midrash (the halakic exegesis of the Bible) and the Halakah in the more restricted sense became the subject of tradition and of study, and were preserved in different collections as being the other results of the tannaitic period. Além da Mishná, além disso, o Midrash (exegese halakic da Bíblia) e Halakah no sentido mais restrito se tornou o assunto de tradição e de estudo, e foram preservados em diferentes coleções como sendo os outros resultados do período tannaitic . In this way the Talmud, in its strict connotation of the interpretation of the Mishnah, was increased by an inexhaustible mass of material, which afforded the amoraic academies a basis both for the interpretation and for the criticism of the Mishnah; for since the Talmud deals with the criticism of the Mishnah, not only in text and meaning, but also in its relation to the baraitot, these baraitot themselves were frequently interpreted in the same way as were mishnaic passages (eg, RH 10a, 12b, 29a), and were supplied with their Talmud. Desta forma, o Talmud, em sua conotação estrita da interpretação do Mishnah, foi aumentado por uma massa inesgotável de material, o que originou as academias amoraic uma base tanto para a interpretação e para a crítica do Mishnah, porque desde que os negócios Talmud com a crítica da Mishná, não só em texto e significado, mas também na sua relação com o baraitot, estes baraitot se foram frequentemente interpretada da mesma forma como foram mishnaic passagens (por exemplo, RH 10a, 12b, 29a), e foram fornecido com o seu Talmud. Moreover, the Talmud was further augmented by the inclusion within it of the views which the scholars expressed in the course of their public, judicial, and other activities, as well as by the data regarding their private lives and their religious practises which were discussed and memorized in the academies. Além disso, o Talmud foi ainda mais agravado pela inclusão nela de pontos de vista que os estudiosos expressos no decurso de suas atividades públicas, judiciais e outras, bem como pelos dados referentes à sua vida privada e as suas práticas religiosas, que foram discutidas e memorizado nas academias. If this brief sketch of the Talmud as regards its halakic contentsbe supplemented by the statement that the sayings of the several amoraim as well as the opposing views of their contemporaries and the members of the academies, whether teachers or pupils, are frequently recorded in connection with the report of the discussions of the academies, a more complete view of the nature of the Talmud and a better conception of its form may be gained. Se este breve esboço do Talmud diz respeito à sua contentsbe halakic completada pela afirmação de que os ditos dos vários amoraim bem como os pontos de vista opostos de seus contemporâneos e os membros das academias, quer sejam professores ou alunos, são freqüentemente registrados em conexão com o relatório das discussões das academias, uma visão mais completa da natureza do Talmud e um melhor entendimento de sua forma pode ser adquirida.

The Framework Anonymous. O Quadro de Anônimo.

The real framework of the Talmud, however, on which the entire structure was built, was, as noted above, provided by the questions, comments, and discussions which are based on individual paragraphs of the Mishnah, and which are anonymous, or not ascribed to any author. O quadro real do Talmud, no entanto, em que toda a estrutura foi construída, era, como mencionado acima, fornecida pelas perguntas, comentários e discussões que se baseiam em diferentes pontos do Mishnah, e que são anônimas, ou não atribuída para qualquer autor. Appended to these passages and interspersed among them are sayings whose authors are named; and this class frequently preponderates greatly. Anexada a essas passagens e intercaladas entre eles são ditos cujos autores são nomeados, e esta classe freqüentemente preponderates muito. The anonymous framework of the Talmud may be regarded as the warp resulting from the united activity of the members of the academy, and upon which the woof of the Talmud was interwoven and developed during three centuries, until its final redaction gave it definitive form. O quadro anónimo do Talmud pode ser considerado como a trama resultante da atividade conjunta dos membros da academia, e em que a trama do Talmud foi entrelaçada e desenvolvido durante três séculos, até sua redação final deu forma definitiva. The Talmud is really the work of the body of scholars in the academies, who devoted themselves to it generation after generation, and kept its traditions alive. O Talmud é realmente o trabalho do corpo de estudiosos nas academias, que dedicou-se a ela, geração após geração, e manteve suas tradições vivas. Although many members of the academie-sthe great as well as the small, teachers as well as pupils-are mentioned as the authors of various sayings and decisions, and as taking part in the discussions and controversies, some of them being deemed scholars worthy of record on account of a single remark, the background of the Talmud, or rather the background for those elements regarding whose authorship statements are made, was formed by the united efforts of those who labored to produce that work. Embora muitos membros da grande academie-sthe bem como os pequenos, professores, bem como alunos-são mencionados como os autores de vários provérbios e decisões, bem como tomar parte nas discussões e controvérsias, alguns deles sendo considerados dignos de estudiosos recorde por conta de uma única observação, o fundo do Talmud, ou melhor, o pano de fundo para os elementos relativamente cuja autoria afirmações são feitas, foi formado pelas unido esforços daqueles que trabalharam para produzir esse trabalho. The manifold objections and refutations introduced by the word "metibi" (= "they object"), and the questions (generally casuistic in nature) preceded by the formula "ibba'ya lehu" (= "they have asked") refer to this body of scholars, regardless of the date at which they lived. As múltiplas acusações e refutações iniciada com a palavra "metibi" (= "se opor"), e as perguntas (geralmente de carácter casuístico) antecedida pela fórmula "ibba'ya lehu" (= "que lhes pedi") referem-se a este corpo de acadêmicos, independentemente da data em que eles viviam.

Redaction. Redação.

This allusion to the anonymous framework of the Talmud suggests the problem of its redaction, which is partially answered by the allusion itself; for the work began with the inception of the collection, and the first amoraim laid the foundation for the task, which was carried on by succeeding generations, the final result being the Talmud in its present form. Esta alusão ao quadro anónimo do Talmud sugere que o problema de sua redação, que é parcialmente respondida pelo alusão si, pois o trabalho começou com a criação da coleção, e amoraim primeiro lançou as bases para a tarefa, que foi realizada pelas gerações seguintes, o resultado final é o Talmud em sua forma atual. The system of mishnaic hermeneutics, which was in a sense official, and was at all events sanctioned by the lectures delivered in the academy, was determined as early as the first generation, and remained valid thenceforth. O sistema de mishnaic hermenêutica, que estava em um oficial sentido, e foi em todos os eventos sancionados pela palestras ministradas na academia, foi determinada logo na primeira geração, e permaneceu válida a partir daí. It is interesting to notice that the only certain occurrence of the word "Gemara" in the sense of "Talmud" ('Er. 32b) is found in connection with an account which throws a flood of light upon the first stages of the redaction of the Talmud. É interessante notar que a única ocorrência certa da palavra "Gemara" no sentido de "Talmud" ('Er. 32b) é encontrada em conexão com uma conta que lança uma onda de luz sobre as primeiras etapas da redação Talmud. This account begins with the interpretation of 'Er. Essa conta começa com a interpretação de 'Er. iii. iii. 4, and is as follows: "R. Ḥiyya b. Abba, R. Assi [Palestinian amoraim in Babylon], and Rabba b. Nathan sat; and beside them sat also Rab Naḥman. They sat and said [here follows a dialectic discussion on the nature of the place of the tree mentioned in the paragraph of the Mishnah]. Then R. Naḥman said: 'It is correct; and Samuel also has approved of this explanation.' .. 4, e é a seguinte: "R. Hiyya b Abba, R. Assi [amoraim palestino na Babilônia], e Rabba b Nathan sab, e fora deles sentou-se também Rab Naḥman Sentaram-se e disse [aqui segue uma discussão dialética. . sobre a natureza do lugar da árvore mencionada no parágrafo da Mishná] Então R. Naḥman disse: "Está correto, e Samuel também aprovou nesta explicação." Then the first three asked: 'Hast thou established this explanation in the Gemara?' Em seguida, os três primeiros perguntou: 'tu firmaste esta explicação na Gemara? [ie, "Hast thou included it as a fixed element in the Talmud? [Ie, "Porventura, incluiu como um elemento fixo no Talmud? Naḥman answers in the affirmative, whereupon a confirmatory amoraic tradition is added; and, in the name of Samuel, Rab Naḥman interprets the mishnaic passage under consideration in the light of that exegesis]." The term "ḳaba'" ("establish") was used in a later age by Sherira Gaon to designate the incorporation of portions that were used to make up the Talmud into its text (see Lewy, "Interpretation des Ersten Abschnitts des Palästinischen Talmud-Traktates Nesikin," p. 4; Bacher, in "Hebrew Union College Annual," 1904, p. 34), while in the Talmud itself the word was applied to the redaction of tannaitic traditions (see RH 32a, above; Ḳid. 25a; Sanh. 21b; Zeb. 114b). This account, which dates from the beginning of the amoraic period in the Academy of Nehardea, is, curiously enough, an isolated instance; for among the many dates and accounts which the Talmud contains in reference to the academy and its members, there is no direct statement concerning the redaction of the text, either in its earlier stages or at its conclusion, although certain statements on divergent traditions of amoraic sayings and discussions afford an idea of the way in which the Talmudic text emerged from the various versions given by the scholars and schools that transmitted it. These statements, which have been collected by Lewy (lc pp. 4-14), use the verb "tanni" ("pa'el" from ) in referring to lectures on the Talmudic text as well as amoraic sayings or discussions on them (Bacher, "Terminologie der Amoräer," p. 239). Thus it is stated (Shab. 48b; BB 86a) that at Sura a certain interpretation was given in the name of Ḥisda and at Pumbedita in that of Kahana. There are a number of other similar statements concerning traditions, in regard to differences, as between Sura and Pumbedita, and between Sura and Nehardea, in the wording of the amoraic sayings and in their ascribed authorship (Giṭ. 35a). Especially frequent is the mention of amoraim of the fourth and fifth centuries as transmitters of these divergent statements, either two amoraim being named as authorities for two different versions, or an amora being cited as opposing another version to an anonymous tradition. As examples of the former may be mentioned Rabba and Joseph (Zeb. 25b), Pappa and Zebid (Shab. 66b), Kahana and Tabyomi (Ned. 16b), Ashi and Mar Zuṭra (Shab. 119a), and Rabina and Aḥa (Ket. 31b); while many other instances are cited by Lewy (lc). Respostas Nahman na afirmativamente, sendo uma tradição confirmação amoraic é adicionado, e, em nome de Samuel, Rab Naḥman interpreta o mishnaic passagem em apreço à luz do que a exegese] "O termo" Kaba '"(" estabelecer "). foi usado em uma idade mais tarde por Sherira Gaon para designar a incorporação das parcelas que foram usados ​​para fazer o Talmud em seu texto (ver Lewy, "Interpretação des Ersten Abschnitts des Palästinischen Talmud-Traktates Nesikin", p 4;. Bacher, em "Hebrew Union College Annual", 1904, p 34), enquanto que no Talmud si a palavra foi aplicado para a redação do tannaitic tradições (ver RH 32a, acima;.. Kid 25a;. Sanh 21b;.. Zeb 114b) Esta conta, que data do início do período amoraic na Academia de Nehardea, é, curiosamente, um exemplo isolado, por entre as muitas datas e contas que o Talmud contém, em referência à academia e seus membros, não há direta declaração relativa a redação do texto, quer nas suas fases anteriores ou, na sua conclusão, apesar de algumas afirmações sobre tradições divergentes dos provérbios e amoraic discussões dêem uma idéia da forma em que o texto talmúdico emergiu das diferentes versões dadas pelos estudiosos e escolas que lhe transmitiu. Estas declarações, que foram recolhidos pelos Lewy (lc pp 4-14), usar o verbo "Tanni" ("pa'el" de) ao referir-se palestras sobre o texto talmúdico, bem como dizeres amoraic ou discussões. sobre eles (. Bacher, "Terminologia der Amoräer", p 239) Assim, afirma-se (Shab. 48b; BB 86a) que, Sura uma certa interpretação foi dada em nome de Ḥisda e em Pumbedita do que em Kahana . Há uma série de outros semelhantes, relativos tradições, no que diz respeito às diferenças, como entre Sura e Pumbedita, e entre Sura e Nehardea, no texto da provérbios e amoraic na sua autoria atribuída (Giṭ. 35a). Especialmente freqüente é a menção de amoraim dos séculos IV e V como transmissores destas declarações divergentes, quer dois amoraim sendo apontado como autoridades para duas versões diferentes, ou uma Amora sendo citados como oposição a uma outra versão anônima tradição. Como exemplos do primeiro pode ser mencionado Rabba e José (Zeb. 25b), Pappa e Zebid (Shab. 66b), Kahana e Tabyomi (Ned. 16b), Ashi e Mar Zuṭra (Shab. 119a), e Rabina e Aha (Ket. 31b), enquanto muitos outros exemplos são citados por Lewy (lc).

Technical Terms for Tradition. Termos técnicos para a tradição.

Particularly interesting are the cases in which a divergent account is presented before Ashi, and thus before the one who projected the definitive redaction of the Talmud, Ashi appearing in all these cases as representing the version first given. Particularmente interessantes são os casos em que uma conta divergentes é apresentado antes de Ashi, e, assim, antes o que projetou a redação definitiva do Talmud, Ashi aparecendo em todos estes casos como representando a primeira versão dada. Thus the amora Mordecai said to Ashi: "Thou teachest thus; but we teach differently" (Men. 42b; Ber. 5a). Assim, o Amora Mardoqueu disse a Ashi: "Tu ensinas assim, mas nós ensinamos de forma diferente" (Men. 42b; Ber 5a.). In addition to such statements, which are ascribed to members of the Babylonian academies, and which indicate divergencies in amoraic tradition, the extant text of the Talmud contains also a number of othervariants, which are included without such statements. Além de tais declarações, que são atribuídas a membros das academias da Babilônia, e que indicam divergências em amoraic tradição, o texto existente do Talmud contém também uma série de othervariants, que estão incluídos sem essas declarações. These are introduced by such formulas as "And if you will say (), referring to other authorities, or "There are those who say," or "There are those who teach," and similar phrases. The expression "another version" () frequently appears in the text as a superscription to a divergent account (Naz. 9b; B. Ḳ. 59a; Ḥul. 119b; Tem. 5a, 6a, 9b; 11b, 30b [comp. Frankel in "Monatsschrift," 1861, x. 262]; Niddah 29a, 38a). All these instances afford an idea, even though but an imperfect one, of the gradual development of the Talmudic text. To comprehend why only practically a single Talmud was produced, despite the various academies, the great number of authoritative transmitters of the mass of material, and the number of generations that collaborated on the work, it must be borne in mind that there was a continual interchange of ideas between the academies, and that the numerous pupils of the successive generations who memorized the Talmud, and perhaps committed at least a part of it to writing, drew from a single source, namely, the lectures of their masters and the discussions in the academies; further, that, since the work on the Talmud was continued without interruption along the lines laid down by the first generation of amoraim, all succeeding generations may be regarded as one body of scholars who produced a work which was, to all intents and purposes, uniform. This unity finds its expression in the phraseology adopted in the anonymous framework of the Talmud, which terms the authors "we," exactly as a writer speaks of himself as "I" in an individual work. Examples of this phraseology occur in the following formulas: ("We then raised the question"; see Shab. 6b, 71a, 99b; Yoma 74a, 79b; Suk. 33a; Meg. 22a; Yeb. 29b; Ḳid. 49a; Giṭ. 60b; Shebu. 22b; 'Ab. Zarah 35a, 52b; Niddah 6b); ("We have opposed [another teaching to the one which has been quoted]"); ("We have learned," or, in other words, "have received by tradition"), the conventional formula which introduces mishnaic passages; and, finally, ("Whence have we it?"), the regular preface to an inquiry regarding the Biblical basis of a saying. In all these formulas the "we" denotes the authors of the Talmud regarded as a collective unity, and as the totality of the members of the academies whose labors, covering three centuries of collaboration, resulted in the Talmud. It was in the Babylonian Academy of Sura, moreover, that the final redaction of the Talmud took place, the very academy that took the lead in the first century of the amoraic period; and the uniformity of the Talmud was thus assured, even to the place of its origin. Estes são introduzidos por fórmulas como "E se você vai dizer (), referindo-se a outras autoridades, ou" Há aqueles que dizem ", ou" Há aqueles que ensinam ", e frases semelhantes. A expressão" outra versão "( ) freqüentemente aparece no texto como um cabeçalho para uma conta divergentes (Naz. 9b; BK 59a;.. Hul 119b; Tem 5a, 6a, 9b;.. 11b, 30b [amostra Frankel em "Monatsschrift", de 1861, x 262];.. Niddah 29a, 38a) Todos esses exemplos dêem uma idéia, mas mesmo que imperfeita, do desenvolvimento gradual do texto talmúdico Para compreender por que praticamente apenas uma única Talmud foi produzido, apesar das várias academias. o grande número de autoritário transmissores da massa de material, bem como o número de gerações que colaboraram com o trabalho, deve-se ter em mente que houve uma contínua troca de idéias entre as academias, e que os numerosos alunos das sucessivas gerações que memorizou o Talmude, e porventura cometido pelo menos uma parte dela para escrever, chamaram a partir de uma única fonte, ou seja, as aulas de seus mestres e as discussões nas academias; ainda, que, uma vez que o trabalho sobre o Talmud foi mantida sem interrupção nos moldes estabelecidos pela primeira geração de amoraim, todas as gerações seguintes podem ser considerados como um corpo de estudiosos que produziu um trabalho que foi, para todos os intentos e propósitos, uniforme. Esta unidade encontra sua expressão na fraseologia adotada no anônimo quadro do Talmud, que os autores termos "nós", exatamente como um escritor fala de si mesmo como "eu" em um trabalho individual Exemplos desta fraseologia ocorrer nas seguintes fórmulas: ("Nós, então, levantou a questão", ver. . Shab 6b, 71a, 99b, 74a Yoma, 79b;. Suk 33a; Meg 22a;. Yeb 29b;. Kid 49a;.. Giṭ 60b;. Shebu 22b;. 'Ab Zarah 35a, 52b; Niddah 6b); ( "Temos oposição [outro docente para o qual foi citado]"); ("Nós aprendemos", ou, em outras palavras, "tenho recebido por tradição"), a fórmula convencional, que introduz mishnaic passagens, e, finalmente , ("De onde temos isso?"), o prefácio para regular uma consulta sobre a base de um provérbio bíblico. Em todas estas fórmulas o "nós" designa os autores do Talmud considerado como uma unidade coletiva, e como a totalidade de os membros das academias cujos trabalhos, que abrange três séculos de colaboração, resultou no Talmud. Foi na Academia babilônica de Sura, aliás, que a redação final do Talmud teve lugar, a própria academia que assumiu a liderança na primeira século da amoraic período, ea uniformidade do Talmud foi assim assegurada, até o local de sua origem.

Date of Redaction. Data de Redação.

The statements already made concerning the continuous redaction of the Babylonian Talmud apply with equal force to the Yerushalmi, this fact being expressed by Lewy (lc pp. 14-15) in the following words: "In Palestine, as in Babylon, there may have been different Talmudim in the various schools at different periods. . . . Similarly in the Palestinian Talmud different versions of amoraic sayings are quoted in the names of different authors, from which it may be inferred that these authors learned and taught different Talmudim." As declarações já feitas sobre a redação constante do Talmude Babilônico aplicam com igual força para o Yerushalmi, este fato está sendo expressa por Lewy (lc, pp 14-15) com as seguintes palavras: "Na Palestina, como na Babilônia, pode haver Talmudim sido diferente nas várias escolas em diferentes períodos .... Da mesma forma nas versões palestinos Talmud diferentes de provérbios amoraic são citados os nomes de autores diferentes, a partir do qual se pode deduzir que esses autores aprendeu e ensinou Talmudim diferente. " Lewy speaks also (lcp 20) of several redactions which preceded the final casting of the Palestinian Talmud into its present form. Lewy fala também (LCP 20) de várias redações que precederam o casting final do Talmud palestino em sua forma atual. The actual condition of affairs can scarcely be formulated in these terms, however, since the divergencies consist, for the most part, of mere variants in certain sentences, or in the fact that there were different authors and transmitters of them; and although many of these deviations are cited by R. Jonah and R. Jose, who lived and taught contemporaneously at Tiberias, this fact scarcely justifies the assumption that there were two different Talmudim, one taught by Jonah and the other by Jose; it will nevertheless be evident, from the statements cited above, that the Talmud existed in some definite form throughout the amoraic period, and that, furthermore, its final redaction was preceded by other revisions. O estado real de coisas dificilmente pode ser formulada nestes termos, no entanto, uma vez que as divergências consistem, na maior parte, de meras variantes em certas frases, ou no facto de existirem diferentes autores e transmissores de eles, e apesar de muitos esses desvios são citados por Jonas e R. José R., que viveu e ensinou contemporaneamente, em Tiberíades, esse fato dificilmente justifica a suposição de que havia dois Talmudim diferente, ministrado por Jonas e outra por José, que irá, no entanto, ser evidente, a partir das declarações já referido, que o Talmud existido alguma forma definitiva em todo o amoraic período, e que, além disso, sua redação final foi precedida por outras revisões. It may likewise be assumed that the contemporaneous schools of Tiberias, Sepphoris, and Cæsarea in Palestine taught the Talmud in different redactions in the fourth century. Ele pode também ser assumido que as escolas contemporâneas de Tiberíades, Séforis, e Cesaréia na Palestina ensinou o Talmud em redações diferentes, no século IV. Lewy assumes, probably with correctness, that in the case of Yerushalmi the treatise Neziḳin (the three treatises Baba Ḳamma, Baba Meẓi'a, and Baba Batra) was taken from a redaction differing from that of the other treatises. Lewy assume, provavelmente, com exactidão, que, no caso de o Yerushalmi Neziḳin tratado (os três tratados Baba Kamma, Baba Meẓi'a e Baba Batra) foi tomada a partir de um arranjo diferente da dos outros tratados. (Allusion has already been made to a difference of content between the first two and the last two orders of the Yerushalmi.) With regard to Babli. (Alusão já foi feita a uma diferença de conteúdo entre os dois primeiros e os dois últimos ordens do Yerushalmi.) Em relação à Babli. Frankel has shown ("Monatsschrift," x. 194) that the treatise Tamid, in which only three chapters out of seven are accompanied by a Talmud, belongs to a different redaction from that of the other treatises; and he endeavors to show, in like manner (ib. p. 259), both "that the redactor of the treatise Ḳiddushin is not identical with that of Baba Batra and Nedarim," and "that the redactor of the treatise Giṭṭin is not the same as that of Keritot and Baba Batra." Frankel mostrou ("Monatsschrift" x 194.) Que o Tamid tratado, no qual apenas três das sete capítulos são acompanhados por um Talmud, pertence a um arranjo diferente da dos outros tratados, e que se esforça para mostrar, em Semelhantemente (ib. p. 259), ao mesmo tempo "que o redator do tratado Ḳiddushin não é idêntico ao do Baba Batra e Nedarim," e "de que o redactor da Gittin tratado não é a mesma que a de Keritot e Baba Batra ". However, as these remarks refer to the final redaction of the Talmud, they do not touch upon the abstract unity of the work as emphasized above. No entanto, como estas observações referem-se a redação final do Talmud, que não toquem na unidade abstrata do trabalho como enfatizado acima. It is sufficient to assume, therefore, that the final redaction of the several treatises was based on the versions used in the different academies. É suficiente para assumir, portanto, que a redação final dos vários tratados foi baseado nas versões utilizadas nas academias diferentes. It may be postulated, on the whole, that the Palestinian Talmud received its present form at Tiberias, and the Babylonian Talmud at Sura (comp. the passages in Yerushalmi in which [= "here"] refers to Tiberias, and those in Babli in which the same word denotes Sura [Lewy, lcp 4]). Pode ser postulada, em geral, que o Talmud palestino recebeu a sua forma actual, em Tiberíades, e do Talmud babilônico em Sura (comp. as passagens em Yerushalmi em que [= "aqui"] refere-se a Tiberíades, e aqueles em Babli em a mesma palavra que denota Sura [Lewy, LCP 4]).

The chief data regarding the academies of Palestine and Babylon, whose activity resulted in the Talmud, have been set forth elsewhere (see Jew. Encyc. i. 145-148, sv Academies), so that here stress need be laid only on those events in the history of the two schools and of their teachers which are especially noteworthy in connection with the origin and the final redaction of the two Talmudim. Os dados principais sobre as academias da Palestina e da Babilônia, cuja actividade resultou no Talmud, têm sido apresentadas em outros lugares (ver judeu. Encyc. I. 145-148, sv Academias), de modo que aqui estresse precisam ser estabelecidas somente sobre esses eventos na história das duas escolas e de seus professores, que são especialmente notáveis ​​em conexão com a origem ea redação final do Talmudim dois. It may be said, by way of preface, that the academies of Palestine and Babylon were in constant intercommunication, notwithstanding their geographical position. Pode-se dizer, a título de prefácio, que as academias da Palestina e Babilônia estavam em constante intercomunicação, não obstante a sua posição geográfica. Many prominent Babylonian scholars settled permanently in Palestine, and many eminent Palestinians sojourned in Babylon for some time, or even for a considerable portion of their lives. Muitos estudiosos proeminentes babilônicos se estabeleceu definitivamente na Palestina, e muitos palestinos eminente peregrinou na Babilônia por algum tempo, ou até mesmo para uma parcela considerável de suas vidas. In the second half of the third century Babylonian students sought the Palestinian schools with especial frequency, while many pupils of Johanan went during the same period to Babylon; and in the troublous days of the fourth century many Palestinian scholars sought refuge in the more quiet regions along the Euphrates. Na segunda metade do século III, os alunos da Babilônia procurou as escolas palestinas com freqüência especial, enquanto muitos alunos de Joanã foi durante o mesmo período para a Babilônia, e nos dias turbulentos do século IV muitos estudiosos palestinos buscaram refúgio nas regiões mais tranquilas ao longo do Eufrates. This uninterrupted association of scholars resulted in an active interchange of ideas between the schools, especially as the activity of both was devoted in the main to the study of the Mishnah. Esta associação de estudiosos ininterrupto resultou em um ativo intercâmbio de idéias entre as escolas, especialmente quanto à atividade de ambos, foi consagrado no principal para o estudo da Mishná. The Jerusalem Talmud accordingly contains a large number of sayings by Babylonian authorities, and Babli quotes a still larger number of sayings by Palestinian scholars in addition to the proceedings of the Palestinian academies, while it likewise devotes a very considerable space to the halakic and haggadic teachings of such Palestinian masters as Johanan, Simeon b. O Talmud de Jerusalém nesse sentido contém um grande número de provérbios por autoridades da Babilônia, e Babli cita ainda um maior número de provérbios por estudiosos palestinos, além dos processos de academias da Palestina, enquanto ela também dedica um espaço considerável para os ensinamentos halakic e haggadic de tais mestres palestinos como Joanã, Simeon b. Laḳish, and Abbahu. Laḳish e Abbahu. Anonymous Palestinian sentences are quoted in Babli with the statement, "They say in the West"; and similar maxims of Babylonian origin are quoted in Yerushalmi in the name of "the scholars there." Anónimos sentenças palestinos são cotados em Babli com a declaração: "Dizem que no Ocidente", e máximas similares de origem babilônica são cotados em Yerushalmi em nome de "os estudiosos de lá." Both the Talmudim thus acquired more traits in common than they had formerly possessed despite their common foundation, while owing to the mass of material which Babli received from the schools of the Holy Land it was destined in a measure to supplant the Palestinian Talmud even in Palestine. Tanto o Talmudim assim adquirido mais traços em comum do que tinham anteriormente possuía apesar de sua base comum, enquanto, devido à massa de material que Babli recebeu das escolas da Terra Santa foi destinado a uma medida para suplantar o Talmud palestino até mesmo na Palestina .

Activity of Jonah and Jose. Atividade de Jonas e Jose.

The history of the origin of Yerushalmi covers a period of two centuries. A história da origem do Yerushalmi abrange um período de dois séculos. Its projector was Johanan, the great teacher of Tiberias, who, together with his pupils and contemporaries, some of them of considerable prominence, laid the foundations for the work which was continued by succeeding generations. Seu projetor foi Joanã, o grande professor de Tiberíades, que, juntamente com seus alunos e contemporâneos, alguns deles de destaque considerável, lançou as bases para o trabalho que foi continuado por sucessivas gerações. The extreme importance of Johanan in the genesis of the Palestinian Talmud seems to have been the basis of the belief, which first found expression in the twelfth century, although it is certainly older in origin, that he was the author of Yerushalmi (see Frankel, "Mebo," p. 47b). A extrema importância da Joanã na gênese do Talmud palestino parece ter sido a base da crença, o que primeiro encontrou expressão no século XII, embora seja certamente mais velho na origem, que ele era o autor de Yerushalmi (ver Frankel, "Mebo", p. 47b). As a matter of fact, however, almost a century and a half elapsed after the death of Johanan (279) before this Talmud received its present form, but it was approximated to this form, toward the end of the fourth century, by Jonah and Jose, the two directors of the Academy of Tiberias. Por uma questão de fato, no entanto, quase um século e meio decorrido após a morte de Joanã (279) antes deste Talmud recebeu sua forma atual, mas foi aproximada a esta forma, no final do século IV, por Jonas e José, os dois diretores da Academia de Tiberíades. Their joint halakic sentences, controversies, and divergent opinions on the utterances of their predecessors are scattered throughout Yerushalmi; but the conclusion that Jose redacted it twice, which has been drawn from certain statements in this Talmud, is incorrect (Frankel, lcp 101a; Weiss, "Dor," iii. 113 et seq., 211; see Lewy, lc pp. 10, 17; Halevy, "Dorot ha-Rishonim," ii. 322). Suas frases comuns halakic, controvérsias e opiniões divergentes sobre as afirmações dos seus antecessores estão espalhadas por toda Yerushalmi, mas a conclusão de que Jose redacted-lo duas vezes, que foi elaborado a partir de certas declarações neste Talmud, é incorreta (Frankel, LCP 101a; Weiss , "Dor", iii 113 e seguintes, 211;.. ver Lewy, lc, pp 10, 17,. Halevy, "ha-Dorot Rishonim," ii 322). Jonah's son Mani, one of the scholars most frequently named in Yerushalmi, seems, after studying at Cæsarea, where noteworthy scholars were living in the fourth century, to have raised the school of Sepphoris to its highest plane; and a large number of the sayings of the "scholars of Cæsarea" was included in Yerushalmi (see "Monatsschrift," 1901, pp. 298-3l0). Filho de Jonas Mani, um dos estudiosos mais freqüentemente mencionados na Yerushalmi, parece, depois de estudar em Cesaréia, onde estudiosos notáveis ​​estavam vivendo no século IV, ter levantado a escola de Séforis ao seu plano mais alto, e um grande número dos ditos dos "estudiosos de Cesaréia" foi incluído no Yerushalmi (ver "Monatsschrift", 1901, pp 298-3L0). The only other halakist of importance among the Palestinian amoraim is Jose b. O único outro halakist de importância entre as amoraim palestino é José b. Abin (or Abun). Abin (ou Abun). According to Frankel (lcp 102a), he occupied about the same position in regard to the redaction of Yerushalmi as was held by Ashi in regard to that of Babli (see also Weiss, lc iii. 117). De acordo com Frankel (LCP 102), que ocupava praticamente a mesma posição em relação à redação do Yerushalmi como foi realizada pela Ashi em relação à de Babli (ver também Weiss, lc iii. 117). The final redaction of the Talmud was reserved for the succeeding generation, probably because the activity of the Academy of Tiberias ceased with the discontinuance of the patriarchate (c. 425). A redação final do Talmud foi reservada para a nova geração, provavelmente porque a atividade da Academia de Tiberíades cessaram com a interrupção do patriarcado (c. 425). This was the time during which Tanḥuma b. Este foi o tempo durante o qual Tanḥuma b. Abba (see Bacher, "Ag. Pal. Amor." iii. 502) made his collection and definite literary arrangement of the haggadic exegesis of the amoraic period. Abba (ver Bacher, "Ag.. Pal. Amor." Iii. 502) fez a sua recolha e organização literária definitiva da exegese haggadic do período amoraic. The beginnings of the Babylonian Talmud are associated both with Nehardea, where the study of the tradition had flourished even before the close of the tannaitic period, and with Sura, where Rab founded a new academy which soon surpassed Nehardea in importance. Os começos do Talmude Babilônico estão associados tanto com Nehardea, onde o estudo da tradição tinha florescido antes mesmo do encerramento do período tannaitic, e com Sura, onde Rab fundou uma academia nova, que logo superou Nehardea em importância. Rab and Samuel, who respectively presided with equal distinction over the two schools, laid the foundation of the Babylonian Talmud through their comments on the Mishnah and their other teachings. Rab e Samuel, que, respectivamente, presidiu com igual distinção ao longo das duas escolas, os alicerces do Talmude Babilônico através de seus comentários sobre a Mishná e seus outros ensinamentos. Their views are frequently contrasted in the form of controversies; but on the other hand they are often mentioned as the common authors of sentences which were probably transmitted by certain pupils who had heard them from both masters. Seus pontos de vista são freqüentemente contrastada em forma de controvérsias, mas, por outro lado, são muitas vezes mencionados como os autores de frases comuns que provavelmente foram transmitidas por alguns alunos que ouviram-los de ambos os mestres. One of these pupils, Judah b. Um desses alunos, Judah b. Ezekiel, when asked to explain some of the more obscure portions of the Mishnah, subsequently alluded plaintively to the "hawayyot" of Rab and Samuel, meaning thereby the questions and comments of the two masters on the entire Mishnah (Ber. 20a and parallels). Ezequiel, quando solicitado a explicar algumas das partes mais obscuras do Mishnah, posteriormente aludiu melancolicamente para o "hawayyot" de Rab e Samuel, significando assim as perguntas e comentários dos dois mestres na Mishná inteiro (Ber. 20a e paralelos) . In like manner, scholars of the fourth century spoke of the hawayot of Abaye and Raba, which formed, as it were, the quintessence of the Talmud, and which, according to an anachronistic addition to an old baraita, were even said to have been included in the branches of knowledge familiar to Johanan b. Da mesma maneira, os estudiosos do século quarto falou da hawayot de Abaye e Raba, que formam, por assim dizer, a quintessência do Talmud, e que, de acordo com um anacronismo além de um baraita idade, foram mesmo disse ter sido incluídos nos ramos do conhecimento familiar para Johanan b. Zakkai (Suk. 28a; BB 134a). Zakkai (Suk. 28-A; BB 134a). Activity of Raba. Atividade de Raba.

The pupils of Rab and Samuel, the leading amoraim of the second half of the third century-Huna, Ḥisda, Naḥman b. Os alunos de Rab e Samuel, o líder amoraim da segunda metade do terceiro século de Huna, Ḥisda, Naḥman b. Jacob, Sheshet, and the Judah mentioned above, who is especially prominent as a transmitter of the sayings of his two teachers-added a mass of material to the Talmud; and the last-named founded the Academy of Pumbedita, where, as at Sura, the development of the Talmud was continued. Jacob, Sheshet, ea Judá mencionado acima, que é especialmente proeminente como um transmissor das palavras de seus dois professores-acrescentou uma massa de material para o Talmud, e da última chamada-fundou a Academia de Pumbedita, onde, como em Sura , o desenvolvimento do Talmud foi continuado. Pumbedita was likewise the birth-place of that casuistic and hair-splitting method of interpreting and criticizing halakic passages which forms the special characteristic of the Babylonian Talmud, although the scholars of this academy devoted themselves also to the study of the collections of tannaitic traditions; and at the beginning of the fourth century the representatives of the two movements, "Sinai" Joseph and Rabbah, the "uprooter of mountains," succeeded their master Judah and became the directors of the school. Pumbedita foi também o local de nascimento de que o método de casuística e de cabelo divisão de interpretar e criticar passagens halakic que constitui a característica especial do Talmude Babilônico, embora os estudiosos desta academia também se dedicaram ao estudo das coleções de tradições tanaíticas; e no início do século IV, os representantes dos dois movimentos, "Sinai" José e Rabá, o "uprooter de montanhas", conseguiu seu mestre Judá e tornaram-se os diretores da escola. Their sayings and controversies, together with the still more important dicta and debates of their pupils Abaye and Raba, form a considerable part of the material of the Talmud, which was greatly increased at the same time by the halakic and haggadic sentences brought from Palestine to Babylon. Seus ditos e controvérsias, juntamente com a dicta ainda mais importante e debates dos seus alunos Abaye e Raba, formam uma parte considerável do material do Talmud, que foi muito maior, ao mesmo tempo pelas sentenças halakic e haggadic trazidos da Palestina Babilônia. All the six orders of the Mishnah were then studied, as is statedby Raba (not Rabba; see Rabbinovicz, "Diḳduḳe Soferim," on Ta'anit, p. 144), although in Judah's time the lectures had been confined to the fourth order, or, according to the view of Weiss ("Dor," iii. 187), which is probably correct, to the first four orders (comp. Meg. 28b; Ta'an. 24a, b; Sanh. 106b; Raba's pupil Pappa expresses a similar view in Ber. 20a). Todas as seis ordens da Mishná foram então estudadas, como é statedby Raba (não Rabba,. Sé Rabbinovicz ", Diḳduḳe Soferim", na Ta'anit, p 144), embora em tempo de Judá as palestras foram confinados a quarta ordem ou, de acordo com o ponto de vista de Weiss ("Dor", iii 187.), o que provavelmente é correto, para as quatro primeiras encomendas (comp. Meg 28b;.. Ta'an 24a, b;. Sanh 106b; pupila de Raba Pappa expressa uma visão semelhante, em Ber. 20a).

Rab's activity marks the culmination of the work on the Talmud. Rab atividade marca o culminar do trabalho sobre o Talmud. The time had now come when the preservation and arrangement of the material already collected were more important than further accretions. A hora havia chegado quando a preservação e disposição do material já coletado eram mais importantes do que outros acréscimos. Naḥman b. Naḥman b. Isaac, pupil and successor of Raba (d. 352), whom he survived but four years, expressed the task of the epigoni in the following words (Pes. 105b): "I am neither a sage nor a seer, nor even a scholar as contrasted with the majority. I am a transmitter ["gamrana"] and an arranger ["sadrana"]." Isaac, aluno e sucessor de Raba (m. 352), que ele sobreviveu, mas quatro anos, expressa a tarefa do epigoni nas seguintes palavras (Pes. 105b): "Eu não sou nem um sábio, nem um vidente, nem mesmo um estudioso em contraste com a maioria. Eu sou um transmissor ["gamrana"] e arranjador ["sadrana"]. " The combination of the former term with the latter, which occurs only here, very concisely summarizes the activity of the redactor. A combinação do antigo prazo, com este último, que só ocorre aqui, muito concisa resume a actividade do editor. It is clear that Naḥman b. É claro que Naḥman b. Isaac actually engaged in this task from the fact that he is mentioned as the Babylonian amora who introduced Mnemonics ("simanim"), designed to facilitate the memorizing and grouping of Talmudic passages and the names of their authors. Isaac realmente empenhados nesta tarefa a partir do fato de que ele é mencionado como o babilônico Amora, que introduziu mnemônicos ("simanim"), projetado para facilitar a memorização e agrupamento de passagens do Talmud e os nomes dos seus autores. The mnemonics ascribed to him in the Talmud (see J. Brüll, "Die Mnemonotechnik des Talmuds," p. 21; Bacher, "Ag. Bab. Amor." p. 134), however, constitute only a very small part of the simanim included in the text of that work. Os mnemônicos atribuído a ele no Talmud (ver J. Brüll, "Die Mnemonotechnik des Talmudes", p 21; ".... Ag Bab Amor". Bacher, p 134), no entanto, constituem apenas uma parte muito pequena do simanim incluída no texto do referido trabalho. These again form but a remnant of the entire mass of what N. Brüll ("Jahrb." ii. 60) terms the "mnemotechnic apparatus," of which only a portion was included in the printed text of the Talmud, although many others may be traced both in the manuscripts of the Talmud and in ancient citations (see N. Brüll, lc pp. 62 et seq., 118 et seq.). Estes formam novamente, mas um remanescente de toda a massa de que N. Brull ("Jahrb." Ii. 60) chama de "aparelhos mnemotechnic", do qual apenas uma parte foi incluída no texto impresso do Talmud, embora muitos outros podem ser rastreada tanto nos manuscritos do Talmud e em citações antigos (ver N. Brüll, lc pp 62 e segs., 118 e segs.). The material, to which the epigoni of the second half of the fourth century had added little, was now ready for its final redaction; and it was definitively edited by Ashi (d. 427), who during his long period of activity infused fresh life into the Academy of Sura. O material, ao qual a epígonos da segunda metade do século IV tinha acrescentado pouco, estava agora pronto para sua redação final, e foi definitivamente editado por Ashi (m. 427), que durante o seu longo período de atividade infundiu vida nova na Academia de Sura. In view of his recognized authority, little was left for the two succeeding generations, except to round out the work, since another redaction was no longer possible. Em vista de sua autoridade reconhecida, pouco foi deixado para as duas gerações seguintes, salvo para completar o trabalho, uma vez que outra redação não era mais possível. The work begun by Ashi was completed by Rabina (Abina), whose death in 499 marks, according to an ancient tradition, the end of the amoraic period and the completion of the redaction of the Talmud. O trabalho iniciado pelo Ashi foi concluído por Rabina (Abina), cuja morte em 499 marcas, de acordo com uma antiga tradição, o fim do período amoraic ea conclusão da redação do Talmud.

Committed to Writing. Comprometida com a escrita.

The date at which the Talmud was committed to writing is purely conjectural. A data em que o Talmud foi cometida a escrita é puramente conjectural. The work itself contains neither statements nor allusions to show that any complete or partial copy of the work redacted and completed by Ashi and Rabina had been made in their days; and the same lack of information characterizes both Yerushalmi and the Mishnah (the basis of both the Talmudim), as well as the other works of the tannaitic period. O trabalho em si contém instruções nem alusões a mostrar que qualquer cópia integral ou parcial do trabalho redigido e concluído por Ashi e Rabina tinha sido feito em seus dias, ea mesma falta de informação caracteriza tanto Yerushalmi e da Mishnah (a base de ambos o Talmudim), bem como as outras obras tannaitic período. There are, however, allusions, although they are only sporadic, which show that the Halakah and the Haggadah were committed to writing; for copies were described as being in the possession of individual scholars, who were occasionally criticized for owning them. Há, no entanto, alusões, embora sejam apenas esporádica, que mostram que o Halakah e Hagadá estavam comprometidos com a escrita, pois cópias foram descritos como estando na posse de estudiosos individuais, que foram ocasionalmente criticado por possuí-los. This censure was based on an interdiction issued in the third century, which forbade any one to commit the teachings of tradition to writing or to use a manuscript of such a character in lecturing (see Giṭ. 60a; Tem. 14b). Esta censura foi baseado em uma interdição emitido no terceiro século, que proibiu qualquer um a cometer os ensinamentos da tradição para a escrita ou para usar um manuscrito de um personagem como em palestras (ver Giṭ 60a;.. Tem 14b). Replying to the scholars of Kairwan, Sherira Gaon in his letter (ed. Neubauer, "MJC" i. 26) alludes to this prohibition as follows: "In answer to your question asking when the Mishnah and the Talmud were respectively committed to writing, it should be said that neither of them was thus transmitted, but both were arranged [redacted] orally; and the scholars believe it to be their duty to recite them from memory, and not from written copies." Respondendo aos estudiosos da Kairwan, Sherira Gaon em sua carta (. Neubauer ed., "MJC" i 26) faz alusão a esta proibição a seguinte: "Em resposta à sua pergunta perguntando quando o Mishná e do Talmud foram respectivamente a escrito, deve-se dizer que nenhum deles foi assim transmitida, mas ambos foram arranjados [redigido] por via oral, e os estudiosos acreditam que ele seja seu dever de recitar de memória, e não de cópias escritas ". From the second part of this statement it is evident that even in Sherira's time the "scholars," a term here restricted to the members of the Babylonian academies, refrained from using written copies of the Talmud in their lectures, although they were sufficiently familiar with it to be able to recite it from memory. A partir da segunda parte desta afirmação, é evidente que, mesmo em tempo Sherira de os "estudiosos", um termo aqui restrito aos membros das Academias babilônico, abstiveram-se de utilizar cópias escritas do Talmud em suas palestras, embora fossem suficientemente familiarizado com que seja capaz de recitar de memória. The statement that the exilarch Naṭronai (8th cent.), who emigrated to Spain, wrote a copy of the Talmud from memory (see Brüll, "Jahrb." ii. 51), would show that the scholars of the geonic period actually knew the work by heart. A afirmação de que o Naṭronai exilarch (8 cento.), Que emigrou para Espanha, escreveu uma cópia do Talmud da memória (veja Brüll ", Jahrb." Ii. 51), mostram que os estudiosos do período geonic realmente sabia o trabalhar pelo coração. Although this statement is not altogether free from suspicion, it at least proves that it was believed to be within the powers of this exilarch to make a copy of the Talmud without having an original at hand. Embora esta afirmação não é totalmente livre de suspeita, pelo menos prova que acreditava-se ser da competência deste exilarch para fazer uma cópia do Talmud, sem ter um original em mãos. This passage also throws light upon the period of the development and redac tion of the Talmud, during which the ability to memorize the mass of material taught in the schools was developed to an extent which now transcends conception. Esta passagem também joga luz sobre o período do desenvolvimento e redac ção do Talmud, durante o qual a capacidade de memorizar a massa de matérias ensinadas nas escolas foi desenvolvido para uma medida que agora transcende a concepção.

On the other hand, Sherira's statement shows that his denial of the existence of the Talmud and the Mishnah in written form was limited to an officially recognized redaction; for manuscripts of the kind mentioned by him were then current, as they had been in the geonic period, despite the interdiction; for they were used at least as aids to study, and without them the Talmud could not possibly have been memorized. Por outro lado, a declaração Sherira mostra que sua negação da existência do Talmud e da Mishnah em forma escrita foi limitada a uma redação oficialmente reconhecido; dos manuscritos do tipo mencionado por ele estavam em curso, como tinha sido no geonic período, apesar da interdição, para eles foram usados ​​pelo menos como auxílio para estudar, e sem eles o Talmud não poderia ter sido memorizado. In like manner, this prohibition, in the light of Sherira's words, does not preclude the existence of private copies of portions of the traditional literature, even in earlier times. Da mesma maneira, esta proibição, à luz das palavras Sherira, não exclui a existência de cópias privadas de porções da literatura tradicional, mesmo em tempos anteriores. The concealed rolls ("megillot setarim") with halakic comments which Rab found in the house of his uncle Ḥiyya (Shab. 6b; BM 92a), as well as the note-books (πίνακες) mentioned at the beginning of the amoraic period and in which such scholars as Levi b. Os rolos oculto ("megillot setarim") com comentários que halakic Rab encontrados na casa de seu tio Hiyya (Shab. 6b; BM 92a), bem como a nota-livros (πίνακες) mencionadas no início do período e amoraic em que estudiosos como Levi b. Sisi, Joshua b. Sisi, Joshua b. Levi, Ze'iri, and Ḥilfai or Ilfa (Shab. 156a; Yer. Ma'as. 49d, 60b; Men. 70a), entered sentences, some of them halakic in character, indicate that such personal copies were frequently used, while the written Haggadah is repeatedly mentioned. Levi, Ze'iri, e Ḥilfai ou Ilfa (Shab. 156a;.. Yer Ma'as 49d, 60b,. Homens 70a), as frases inseridas, alguns deles halakic em caráter, indicam que tais cópias pessoais foram utilizados com frequência, enquanto Hagadá escrito é repetidamente mencionado. It may therefore be assumed that the Mishnah and other tannaitic traditional works were committed to writing as early as the time of the Amoraim. Por conseguinte, pode-se supor que a Mishná e outros tanaíticas obras tradicionais estavam empenhados em escrever tão cedo quanto o momento da Amoraim. In like manner, there may have been copies of the amoraic comments on the Mishnah, as aids to the memory and to private study. Da mesma forma, pode ter havido cópias dos comentários amoraic sobre o Mishnah, como auxílios à memória e ao estudo privado. In the early part of the fourth century Ze'era disputed the accuracy of the halakic tradition taught by the Babylonian amora Sheshet, and as he based his suspicions on Sheshet's blindness,he evidently believed that it was impossible for the Babylonian scholar to confirm and verify his knowledge by the use of written notes (see Bacher, "Ag. Pal. Amor." iii. 4). No início do século IV Ze'era contestou a veracidade da tradição halakic ensinado pelo babilônico Amora Sheshet, e como ele baseia suas suspeitas sobre a cegueira Sheshet, ele evidentemente acreditava que era impossível para o estudioso babilônico para confirmar e verificar seu conhecimento através do uso de notas escritas (ver Bacher, "Ag.. Pal. Amor." iii. 4). When Ashi undertook the final redaction of the Talmud he evidently had at his disposal notes of this kind, although Brüll (lcp 18) is probably correct in ascribing to Rabina the first complete written copy of the Talmud; Rabina had as collaborators many of the Saboraim, to whom an ancient and incontrovertible tradition assigns numerous additions to the Talmudic text. Quando Ashi assumiu a redação final do Talmud evidentemente ele tinha em suas notas de descarte deste tipo, embora Brüll (LCP 18) é provavelmente correto em atribuir a Rabina a cópia completa primeiro escrito do Talmud, Rabina teve como colaboradores muitos dos Saboraim , a quem uma antiga tradição e incontestável atribui inúmeros aditamentos ao texto talmúdico.

No Formal Ratification. Não ratificação formal.

When Rabina died a written text of the Talmud was already in existence, the material contributed by the Saboraim being merely additions; although in thus extending the text they simply continued what had been done since the first redaction of the Talmud by Ashi. Quando morreu Rabina um texto escrito do Talmud já existia, o material contribuído pelo Saboraim meramente aditamentos; embora na alargando assim o texto que eles simplesmente continuou o que havia sido feito desde a primeira redação do Talmud por Ashi. The Saboraim, however, confined themselves to additions of a certain form which made no change whatsoever in the text as determined by them under the direction of Rabina (on these saboraic additions as well as on other accretions in Babli, see the statements by Brüll, lc pp. 69-86). O Saboraim, no entanto, limitaram-se a adição de uma certa forma, que não fez qualquer mudança no texto como determinado por eles sob a direção de Rabina (saboraic sobre estes complementos, bem como sobre outros acréscimos em Babli, ver as declarações Brüll, lc, pp 69-86). Yet there is no allusion whatever to a formal sanction of the written text of the Talmud; for neither did such a ratification take place nor was a formal one at all necessary. No entanto, há qualquer alusão a uma sanção formal do texto escrito do Talmud, nem fez para tal ratificação um lugar nem era um formal de todo necessário. The Babylonian academies, which produced the text in the course of 300 years, remained its guardians when it was reduced to writing; and it became authoritative in virtue of its acceptance by the successors of the Amoraim, as the Mishnah had been sanctioned by the latter and was made the chief subject of study, thus becoming a basis for halakic decisions. O academias da Babilônia, que produziu o texto no curso de 300 anos, manteve seus guardiões, quando foi reduzido a escrito, e tornou-se autorizadas, em virtude da sua aceitação pelos sucessores do Amoraim, como o Mishnah tinha sido sancionado por este último e foi feito o assunto principal do estudo, tornando-se uma base para decisões halakic. The traditions, however, underwent no further development; for the "horayot," or the independent exegesis of the Mishnah and the halakic decisions based on this exegesis, ceased with Ashi and Rabina, and thus with the completion of the Talmud, as is stated in the canon incorporated in the Talmud itself (BM 86a). As tradições, no entanto, não passou por nenhuma evolução, para o "horayot", ou independente da exegese da Mishná e halakic as decisões com base nessa exegese, cessou com Ashi e Rabina, e, portanto, com a conclusão do Talmud, como se afirma no cânon incorporadas no próprio Talmud (BM 86a). The Mishnah, the basal work of halakic tradition, thenceforth shared its authority with the Talmud. O Mishnah, o trabalho basal da tradição halakic, a partir daí a sua autoridade partilhada com o Talmud.

Among the Jews who came under the influence of western Arabic culture the belief that the Talmud (and the Mishnah) had been redacted orally was superseded by the view that the initial redaction itself had been in writing. Entre os judeus que ficaram sob a influência da cultura árabe ocidental a crença de que o Talmud (e do Mishnah) havia sido redigido por via oral foi substituída pela visão de que a redação inicial em si tinha sido escrito. This theory was first expressed by R. Nissim of Kairwan ("Mafteaḥ," p. 3b), although even before his time the question addressed, as already noted, to Sherira Gaon by the Jews of Kairwan had shown that they favored this view, and the gaon's response had received an interpolation postulating the written redaction of the Talmud. Esta teoria foi expressa pelo primeiro R. Nissim de Kairwan ("Mafteaḥ", 3b p.), Embora antes mesmo de seu tempo à questão abordada, como já assinalado, a Sherira Gaon pelos judeus de Kairwan tinha demonstrado que favoreceu essa visão, ea resposta do gaon tinha recebido uma interpolação postular a redação escrita do Talmud.

The definitive redaction of the Babylonian Talmud marks a new epoch in the history of the Jewish people, in which the Talmud itself becomes the most important factor, both as the pivotal point of the development and the manifestation of the spirit of Judaism, and as a work of literature deeply influenced by the fortunes of those who cherished it as their palladium. A redação definitiva do Talmude Babilônico marca uma nova época na história do povo judeu, em que o Talmud se torna o fator mais importante, tanto como o ponto central do desenvolvimento e da manifestação do espírito do judaísmo, e como trabalho de literatura profundamente influenciado pela sorte daqueles que amo ele como os seus paládio. On the internal history of Judaism the Talmud exerted a decisive influence as the recognized source for a knowledge of tradition and as the authoritative collection of the traditional religious doctrines which supplemented the Bible; indeed, this influence and the efforts which were made to escape from it, or to restrict it within certain limits, constitute the substance of the inner history of Judaism. Interno sobre a história do judaísmo o Talmud exerceu uma influência decisiva reconhecida como a fonte de um conhecimento da tradição e como a recolha oficial das doutrinas religiosas tradicionais, que complementavam a Bíblia, de fato, essa influência e os esforços que foram feitos para fugir dele , ou restringi-la dentro de certos limites, constituem a substância do interior história do judaísmo. The Babylonian academies, which had gradually become the central authority for the entire Jewish Diaspora, found their chief task in teaching the Talmud, on which they based the answers to the questions addressed to them. O academias da Babilônia, que tornam-se gradualmente a autoridade central para toda a diáspora judaica, encontrou sua principal tarefa no ensino do Talmud, no qual se baseiam as respostas para as perguntas que lhes são dirigidas. Thus was evolved a new science, the interpretation of the Talmud, which produced a literature of wide ramifications, and whose beginnings were the work of the Geonim themselves. Assim, foi desenvolvido uma nova ciência, a interpretação do Talmud, que produziu uma vasta literatura de ramificações, e cujas origens foram o trabalho da Geonim si.

Influence of the Talmud. Influência do Talmud.

The Talmud and its study spread from Babylon to Egypt, northern Africa, Italy, Spain, France, and Germany, regions destined to become the abodes of the Jewish spirit; and in all these countries intellectual interest centered in the Talmud. O Talmud e seu estudo se espalhou de Babilônia para o Egito, o norte da África, Itália, Espanha, França e Alemanha, regiões destinadas a se tornarem as moradas do espírito judaico, e em todos esses países interesse intelectual centrado no Talmud. The first great reaction against its supremacy was Karaism, which arose in the very strong-hold of the Geonim within two centuries after the completion of the Talmud. A primeira grande reação contra a sua supremacia foi Karaism, que surgiu no muito forte porão do Geonim dentro de dois séculos após a conclusão do Talmud. The movement thus initiated and the influence of Arabic culture were the two chief factors which aroused the dormant forces of Judaism and gave inspiration to the scientific pursuits to which the Jewish spirit owed many centuries of marvelous and fruitful activity. O movimento, portanto, iniciado e a influência da cultura árabe foram os dois principais fatores que despertaram as forças adormecidas do judaísmo e deu a inspiração para as atividades científicas a que o espírito judaico devidos muitos séculos de atividade maravilhosa e frutífera. This activity, however, did not infringe in the least on the authority of the Talmud; for although it combined other ideals and intellectual aims with Talmudic study, which it enriched and perfected, the importance of that study was in no wise decried by those who devoted themselves to other fields of learning. Esta atividade, no entanto, não violou, no mínimo sobre a autoridade do Talmud, pois embora combinado outros ideais e objetivos intelectuais com estudo do Talmude, que enriqueceu e aperfeiçoado, a importância de que o estudo era de modo algum negada por aqueles que dedicou-se a outros campos de aprendizagem. Nor did the speculative treatment of the fundamental teachings of Judaism lower the position of the Talmud; for Maimonides, the greatest philosopher of religion of his time, was likewise the greatest student of the Talmud, on which work he endeavored to base his philosophic views. Nem o tratamento especulativo dos ensinamentos fundamentais do judaísmo baixar a posição do Talmud, para Maimonides, o maior filósofo da religião de seu tempo, foi também o melhor aluno do Talmud, no qual trabalho ele se esforçou para basear seus pontos de vista filosóficos. A dangerous internal enemy of the Talmud, however, arose in the Cabala during the thirteenth century; but it also had to share with the Talmud the supremacy to which it aspired. Um perigoso inimigo interno do Talmud, no entanto, surgiu na cabala durante o século XIII, mas também teve que compartilhar com o Talmud a supremacia a que aspirava. During the decline of intellectual life among the Jews which began in the sixteenth century, the Talmud was regarded almost as the supreme authority by the majority of them; and in the same century eastern Europe, especially Poland, became the seat of its study. Durante o declínio da vida intelectual entre os judeus, que começou no século XVI, o Talmude era considerada quase como a autoridade suprema pela maioria deles, e no mesmo século Europa Oriental, especialmente a Polónia, tornou-se a sede de seu estudo. Even the Bible was relegated to a secondary place, and the Jewish schools devoted themselves almost exclusively to the Talmud; so that "study" became synonymous with "study of the Talmud." Mesmo a Bíblia foi relegado a um lugar secundário, e as escolas judaicas se dedicaram quase que exclusivamente com o Talmud, de modo que "estudo" se tornou sinônimo de "estudo do Talmud." A reaction against the supremacy of the Talmud came with the appearance of Moses Mendelssohn and the intellectual regeneration of Judaism through its contact with the Gentile culture of the eighteenth century, the results of this struggle being a closer assimilation to European culture, the creation of a new science of Judaism, and the movements for religious reform. A reação contra a supremacia do Talmud veio com a aparência de Moses Mendelssohn ea regeneração intelectual do judaísmo através de seu contato com a cultura Gentile do século XVIII, os resultados dessa luta ser mais perto assimilação à cultura europeia, a criação de um nova ciência do judaísmo, e os movimentos de reforma religiosa. Despite the Karaite inclinations which frequently appeared in these movements, the great majority of the followers of Judaism clung to the principle, authoritatively maintained by the Talmud, that tradition supplements the Bible; and the Talmud itself retained tained its authority as the work embodying the traditions of the earliest post-Biblical period, when Judaism was molded. Apesar das inclinações caraíta que freqüentemente apareciam nesses movimentos, a grande maioria dos seguidores do judaísmo agarrou-se ao princípio, autoritariamente mantida pelo Talmud, que os suplementos tradição da Bíblia e do Talmud em si retido mantido a sua autoridade como o trabalho incorporando as tradições dos primeiros do período pós-bíblico, quando o judaísmo foi moldado. Modern culture, however, has gradually alienated from the study of the Talmud a number of Jews in the countries of progressive civilization, and it is now regarded by the most of them merely as one of the branches of Jewish theology, to which only a limited amount of time can be devoted, although it occupies a prominent place in the curricula of the rabbinical seminaries. A cultura moderna, no entanto, foi gradualmente alienado a partir do estudo do Talmud um número de judeus nos países de civilização mais desenvolvida, e agora é considerado pela maioria deles meramente como um dos ramos da teologia judaica, à qual apenas um número limitado quantidade de tempo pode ser dedicado, embora ele ocupa um lugar de destaque nos currículos dos seminários rabínicos. On the whole Jewish learning has done full justice to the Talmud, many scholars of the nineteenth century having made noteworthy contributions to its history and textual criticism, and having constituted it the basis of historical and archeological researches. Na aprendizagem todo judeu tem feito justiça com o Talmud, muitos estudiosos do século XIX tendo feito contribuições notáveis ​​à sua história e crítica textual, e tendo constituído que a base de pesquisas históricas e arqueológicas. The study of the Talmud has even attracted the attention of non-Jewish scholars; and it has been included in the curricula of universities. O estudo do Talmud, ainda atraiu a atenção de estudiosos não-judeus, e ele foi incluído nos currículos das universidades.

Edict of Justinian. Edito de Justiniano.

The external history of the Talmud reflects in part the history of Judaism persisting in a world of hostility and persecution. A história do Talmud externo reflete em parte a história do judaísmo persiste em um mundo de hostilidade e perseguição. Almost at the very time that the Babylonian saboraim put the finishing touches to the redaction of the Talmud, the emperor Justinian issued his edict against the abolition of the Greek translation of the Bible in the service of the Synagogue, and also forbade the use of the δευτέρωσις, or traditional exposition of Scripture. Quase ao mesmo tempo em que o babilônico saboraim colocar os toques finais para a redação do Talmud, o imperador Justiniano emitiu seu édito contra a abolição da tradução grega da Bíblia no serviço da sinagoga, e também proibiu o uso do δευτέρωσις, ou tradicional exposição das Escrituras. This edict, dictated by Christian zeal and anti-Jewish feeling, was the prelude to attacks on the Talmud, conceived in the same spirit, and beginning in the thirteenth century in France, where Talmudic study was then flourishing. Este edital, ditada pelo zelo cristão e anti-judaica sentimento, foi o prelúdio para ataques contra o Talmude, concebido no mesmo espírito, e início do século XIII, na França, onde o estudo do Talmude era então florescente. The charge against the Talmud brought by the convert Nicholas Donin led to the first public disputation between Jews and Christians and to the first burning of copies of the work (Paris, 1244). A acusação contra o Talmud trazida pelo Nicholas converso Donin levou à disputa primeira vez em público entre os judeus e os cristãos e para a primeira queima de exemplares da obra (Paris, 1244). The Talmud was likewise the subject of a disputation at Barcelona in 1263 between Moses ben Naḥman and Pablo Christiani. O Talmud foi igualmente objecto de uma disputa em Barcelona em 1263 entre Moisés ben Naḥman e Christiani Pablo. In this controversy Naḥmanides asserted that the haggadic portions of the Talmud were merely "sermones," and therefore devoid of binding force; so that proofs deduced from them in support of Christian dogmas were invalid, even in case they were correct. Neste Naḥmanides controvérsia afirmou que as porções haggadic do Talmude eram meramente "Sermones", e, portanto, desprovida de força obrigatória, de modo que as provas deduzidas em apoio dos dogmas cristãos eram inválidos, mesmo no caso de serem corretas.

Attacks on the Talmud. Ataques contra o Talmude.

This same Pablo Christiani made an attack on the Talmud which resulted in a papal bull against it and in the first censorship, which was undertaken at Barcelona by a commission of Dominicans, who ordered the cancelation of passages reprehensible from a Christian point of view (1264). Isso mesmo Pablo Christiani feito um ataque contra o Talmud que resultou em uma bula papal contra ela e na censura primeira, que foi realizada em Barcelona por uma comissão de dominicanos, que ordenou o cancelamento de passagens repreensíveis do ponto de vista cristão (1264 ). At the disputation of Tortosa in 1413, Geronimo de Santa Fé brought forward a number of accusations, including the fateful assertion that the condemnations of pagans and apostates found in the Talmud referred in reality to Christians. Na disputa de Tortosa em 1413, Geronimo de Santa Fé apresentou uma série de acusações, incluindo a afirmação fatídica que as condenações dos pagãos e apóstatas encontrados no Talmud se refere, na realidade, para os cristãos. Two years later, Pope Martin V., who had convened this disputation, issued a bull (which was destined, however, to remain inoperative) forbidding the Jews to read the Talmud, and ordering the destruction of all copies of it. Dois anos mais tarde, o Papa Martinho V, que havia convocado esta disputa, emitiu um touro (que estava destinado, no entanto, permanecer inoperante) proibindo os judeus de ler o Talmud, e ordenando a destruição de todas as cópias do mesmo. Far more important were the charges made in the early part of the sixteenth century by the convert Johann Pfefferkorn, the agent of the Dominicans. Muito mais importante foram as acusações feitas no início do século XVI pelo Johann converso Pfefferkorn, o agente dos dominicanos. The result of these accusations was a struggle in which the emperor and the pope acted as judges, the advocate of the Jews being Johann Reuchlin, who was opposed by the obscurantists and the humanists; and this controversy, which was carried on for the most part by means of pamphlets, became the precursor of the Reformation. O resultado dessas acusações foi uma luta em que o imperador eo papa atuaram como juízes, o advogado dos judeus sendo Johann Reuchlin, que foi contestado pelos obscurantistas e os humanistas, e esta controvérsia, que foi realizado em na maior parte por meio de panfletos, tornou-se o precursor da Reforma. An unexpected result of this affair was the complete printed edition of the Babylonian Talmud issued in 1520 by Daniel Bomberg at Venice, under the protection of a papal privilege. Um resultado inesperado deste caso foi a edição impressa completa do Talmude Babilônico emitido em 1520 por Daniel Bomberg em Veneza, sob a proteção de um privilégio papal. Three years later, in 1523, Bomberg published the first edition of the Palestinian Talmud. Três anos mais tarde, em 1523, Bomberg publicou a primeira edição do Talmud palestino. After thirty years the Vatican, which had first permitted the Talmud to appear in print, undertook a campaign of destruction against it. Depois de trinta anos, o Vaticano, que pela primeira vez permitiu o Talmud para aparecer na imprensa, empreendeu uma campanha de destruição contra ele. On New-Year's Day (Sept. 9), 1553, the copies of the Talmud which had been confiscated in compliance with a decree of the Inquisition were burned at Rome; and similar burnings took place in other Italian cities, as at Cremona in 1559. No Ano-Novo do dia (09 de setembro) de 1553, as cópias do Talmud que tinham sido confiscadas em cumprimento a um decreto da Inquisição foram queimados em Roma, e queimadas semelhantes ocorreram em outras cidades italianas, como em Cremona em 1559 . The Censorship of the Talmud and other Hebrew works was introduced by a papal bull issued in 1554; five years later the Talmud was included in the first Index Expurgatorius; and Pope Pius IV. A censura do Talmud e outras obras hebraicas foi introduzido por uma bula papal emitida em 1554, cinco anos depois, o Talmud foi incluído no primeiro Índice Expurgatorius, e Papa Pio IV. commanded, in 1565, that the Talmud be deprived of its very name. comandou, em 1565, que o Talmud ser privado de seu próprio nome. The first edition of the expurgated Talmud, on which most subsequent editions were based, appeared at Basel (1578-1581) with the omission of the entire treatise of 'Abodah Zarah and of passages considered inimical to Christianity, together with modifications of certain phrases. A primeira edição do Talmud expurgada, em que a maioria das edições subseqüentes foram baseadas, apareceu em Basileia (1578-1581) com a omissão do tratado inteiro de 'Abodah Zarah e das passagens consideradas hostis ao Cristianismo, juntamente com modificações de certas frases. A fresh attack on the Talmud was decreed by Pope Gregory XIII. Um novo ataque no Talmud foi decretado pelo Papa Gregório XIII. (1575-85), and in 1593 Clement VIII. (1575-1585), e em 1593 Clemente VIII. renewed the old interdiction against reading or owning it. renovou a interdição de idade contra a leitura ou possuí-lo. The increasing study of the Talmud in Poland led to the issue of a complete edition (Cracow, 1602-5), with a restoration of the original text; an edition containing, so far as known, only two treatises had previously been published at Lublin (1559-76). O crescente estudo do Talmud na Polônia levou à emissão de uma edição completa (Cracóvia, 1602-5), com a restauração do texto original; uma edição contendo, até agora conhecidos, apenas dois tratados anteriormente tinha sido publicado em Lublin (1559-1576). In 1707 some copies of the Talmud were confiscated in the province of Brandenburg, but were restored to their owners by command of Frederick, the first king of Prussia. Em 1707, algumas cópias do Talmud foram apreendidas na província de Brandenburgo, mas foram restaurados para seus donos por comando de Frederick, o primeiro rei da Prússia. The last attack on the Talmud took place in Poland in 1757, when Bishop Dembowski, at the instance of the Frankists, convened a public disputation at Kamenetz-Podolsk, and ordered all copies of the work found in his bishopric to be confiscated and burned by the hangman. O último ataque no Talmud teve lugar na Polónia em 1757, quando o Bispo Dembowski, no exemplo dos franquistas, convocou um debate público em Kamenetz-Podolsk, e ordenou que todos os exemplares da obra encontrados no seu bispado a ser confiscados e queimados por o carrasco.

.The external history of the Talmud includes also the literary attacks made upon it by Christian theologians after the Reformation, since these onslaughts on Judaism were directed primarily against that work, even though it was made a subject of study by the Christian theologians of the seventeenth and eighteenth centuries. . A história externa do Talmud inclui também os ataques literários feitos sobre ela pelos teólogos cristãos após a Reforma, uma vez que estes ataques foram dirigidos no judaísmo principalmente contra esse trabalho, apesar de ter sido feito um objecto de estudo pelos teólogos cristãos do século XVII e séculos XVIII. In 1830, during a debate in the French Chamber of Peers regarding state recognition of the Jewish faith, Admiral Verhuell declared himself unable to forgive the Jews whom he had met during his travels throughout the world either for their refusal to recognize Jesus as the Messiah or for their possession of the Talmud. Em 1830, durante um debate na Câmara dos Pares francês quanto ao reconhecimento do estado da fé judaica, o almirante Verhuell declarou-se incapaz de perdoar os judeus que conheceu durante suas viagens por todo o mundo, tanto para a sua recusa em reconhecer Jesus como o Messias ou a sua posse do Talmud. In the same year the Abbé Chiarini published at Paris a voluminous work entitled "Théorie du Judaïsme," in which he announced a translation of the Talmud, advocating for the first time a version which should make the work generally accessible, and thus serve for attacks on Judaism. No mesmo ano, o Abbé Chiarini publicado em Paris uma volumosa obra intitulada "Théorie du Judaïsme", em que ele anunciou uma tradução do Talmud, defendendo pela primeira vez uma versão que deve fazer o trabalho de acesso geral, e, assim, servir para ataques sobre o Judaísmo. In a like spirit modern anti-Semitic agitators have urged that a translation be made; and this demand has even been brought before legislative bodies, as in Vienna. Em um espírito como modernos anti-semitas agitadores pediram que a tradução seja feita, e esta demanda sequer foi levado perante órgãos legislativos, como em Viena. The Talmud and the "Talmud Jew" thus became objects of anti-Semitic attacks, although, on the other hand, they were defended by many Christian students of the Talmud. O Talmud e do "Talmud judeu", assim se tornaram objeto de ataques anti-semitas, embora, por outro lado, que foram defendidos por muitos estudantes cristãos do Talmud.

In consequence of the checkered fortunes of the Talmud, manuscripts of it are extremely rare; and the Babylonian Talmud is found entire only in a Munich codex (Hebrew MS. No. 95), completed in 1369, while a Florentine manuscript containing several treatises of the fourth and fifth orders dates from the year 1176. Em conseqüência das fortunas xadrez do Talmud, manuscritos de que são extremamente raros, e do Talmude Babilônico é encontrada somente em um códice Munique (hebraico MS n º 95.), Concluída em 1369, enquanto um manuscrito contendo florentina de vários tratados as ordens quarta e quinta remonta ao 1176 anos. A number of Talmudic codices containing one or more tractates are extant in Rome, Oxford, Paris, Hamburg, and New York, while the treatise Sanhedrin, from Reuchlin's library, is in the grand-ducal library at Carlsruhe. Um número de códices talmúdicos que contenham um ou mais tractates são existentes em Roma, Oxford, Paris, Hamburgo e Nova York, enquanto o tratado Sinédrio, da biblioteca Reuchlin, é na biblioteca grão-ducal em Carlsruhe. In the introduction to vols. Na introdução ao vols. i., iv., viii., ix., and xi. i., iv., viii., ix., e xi. of his "Diḳduḳe Soferim, Variæ Lectiones in Mischnam et in Talmud Babylonicum," which contains a mass of critical material bearing on the text of Babli, N. Rabbinovicz has described all the manuscripts of this Talmud known to him, and has collated the Munich manuscript with the printed editions, besides giving in his running notes a great number of readings collected with much skill and learning from other manuscripts and various ancient sources. de seu "Diḳduḳe Soferim, Variæ Lectiones em Mischnam et Babylonicum no Talmud", que contém uma massa de rolamento material crítico sobre o texto do Babli, N. Rabbinovicz descreveu todos os manuscritos deste Talmud conhecidos para ele, e recolheu a Munique manuscrito com as edições impressas, além de dar em seu funcionamento, observa um grande número de leituras recolhidas com muita habilidade e aprender com outros manuscritos e várias fontes antigas. Of this work, which is indispensable for the study of the Talmud, Rabbinovicz himself published fifteen volumes (Munich, 1868-86), containing the treatises of the first, second, and fourth orders, as well as two treatises (Zebaḥim and Menaḥot) of the fifth order. Deste trabalho, que é indispensável para o estudo do Talmud, Rabbinovicz próprio publicado 15 volumes (Munique, 1868-1886), contendo os tratados de as primeiras ordens, segundo e quarto, bem como dois tratados (Zebaḥim e Menaḥot) de quinta ordem. The sixteenth volume (Ḥullin) was published posthumously (completed by Ehrentreu, Przemysl, 1897). O volume XVI (Ḥullin) foi publicado postumamente (completado por Ehrentreu, Przemysl, 1897). Of the Palestinian Talmud only one codex, now at Leyden, has been preserved, this being one of the manuscripts used for the editio princeps. Do Talmud palestino apenas um códice, agora em Leyden, foi preservada, sendo este um dos manuscritos utilizados para o princeps editio. Excepting this codex, only fragments and single treatises are extant. Com exceção deste códice, apenas fragmentos são tratados e único sobrevivente. Recently (1904) Luncz discovered a portion of Yerushalmi in the Vatican Library, and Ratner has made valuable contributions to the history of the text in his scholia on Yerushalmi ("Sefer Ahabat Ẓiyyon we-Yerushalayim"), of which three volumes have thus far appeared, comprising Berakot, Shabbat, Terumot, and Ḥallah (Wilna, 1901, 1902, 1904). Recentemente (1904) Luncz descobriu uma porção de Yerushalmi na Biblioteca do Vaticano, e Ratner fez contribuições valiosas para a história do texto em sua scholia sobre Yerushalmi ("Sefer Ahabat Ẓiyyon nós-Yerushalayim"), dos quais três volumes até agora têm apareceu, compreendendo Berakot, o Shabat, Terumot, e Hallah (Wilna, 1901, 1902, 1904).

Early Editions. As primeiras edições.

The first edition of Babli (1520) was preceded by a series of editions, some of them no longer extant, of single treatises published at Soncino and Pesaro by the Soncinos. A primeira edição do Babli (1520) foi precedida por uma série de edições, algumas delas já não existe, de tratados único publicado em Soncino Pesaro e pela Soncinos. The first to appear was Berakot (1488); this was followed by the twenty-three other tractates which, according to Gershon Soncino, were regularly studied in the yeshibot. O primeiro a aparecer foi Berakot (1488), o que foi seguido pelos tractates 23 outros que, de acordo com Gershon Soncino, foram regularmente estudados na yeshibot. The first edition by Bomberg was followed by two more (1531, 1548), while another was published at Venice by Giustiniani (1546-51), who added to Bomberg's supplements (such as Rashi and the Tosafot, which later were invariably appended to the text) other useful marginal glosses, including references to Biblical quotations and to parallel passages of the Talmud as well as to the ritual codices. A primeira edição de Bomberg foi seguido por mais dois (1531, 1548), enquanto outro foi publicado em Veneza por Giustiniani (1546-1551), que acrescentou aos suplementos Bomberg (como Rashi e Tosafot, que mais tarde foram invariavelmente anexado ao texto) outros úteis glosas marginais, incluindo referências a citações bíblicas e passagens paralelas do Talmud, bem como para os códices rituais. At Sabbionetta in 1553, Joshua Boaz (d. 1557), the author of these marginalia, which subsequently were added to all editions of the Talmud, undertook a new and magnificent edition of the Talmud. No Sabbionetta em 1553, Joshua Boaz (m. 1557), o autor destas marginalia, que, posteriormente, foram adicionados a todas as edições do Talmud, empreendeu uma nova edição e magnífica do Talmud. Only a few treatises were completed, however; for the papal bull issued against the Talmud in the same year interrupted the work. Apenas alguns tratados foram concluídas, no entanto, para a bula papal emitida contra o Talmud, no mesmo ano interrompeu o trabalho. As a result of the burning of thousands of copies of the Talmud in Italy, Joseph Jabez published a large number of treatises at Salonica (1563 et seq.) and Constantinople (1583 et seq.). Como resultado da queima de milhares de cópias do Talmud em Itália, Joseph Jabez publicado um grande número de tratados em Salonica (1563 et seq.) E Constantinopla (1583 et seq.). The mutilated Basel edition (1578-81) and the two editions which first appeared in Poland have been mentioned above. O mutilado Basel edição (1578-81) e as duas edições que apareceu pela primeira vez na Polônia foram mencionados acima. The first Cracow edition (1602-5) was followed by a second (1616-20); while the first Lublin edition (1559 et seq.), which was incomplete, was followed by one giving the entire text (1617-39); this was adopted for the Amsterdam edition (1644-48), the partial basis of the edition of Frankfort-on-the-Oder (1697-99). A edição Cracow primeiro (1602-5) foi seguida por uma segunda (1616-1620), ao passo que o primeiro Lublin edição (. 1559 e seguintes), a qual não estava completa, foi seguido por um dando todo o texto (1617-1639); este foi adotado para a edição de Amesterdão (1644-48), a base parcial da edição de Frankfort-on-a-Oder (1697-1699). Many useful addenda were made to the second Amsterdam edition (1714-19), which was the subject of an interesting lawsuit, and which was completed by the edition of Frankfort-on-the-Main (1720-22). Adendas útil muitos foram feitos para a segunda edição Amesterdão (1714-1719), que foi objecto de um processo interessante, e que foi concluído com a edição de Frankfort-on-the-Main (1720-1722). This latter text has served as the basis of almost all the subsequent editions. Este último texto tem servido como a base de quase todas as edições posteriores. Of these the most important are: Prague, 1728-39; Berlin and Frankfort-on-the-Oder, 1734-39 (earlier ed. 1715-22); Amsterdam, 1752-65; Sulzbach, 1755-63, 1766-70; Vienna, 1791-1797, 1806-11, 1830-33, 1840-49, 1860-73; Dyhernfurth, 1800-4, 1816-21; Slawita, Russia, 1801-6, 1808-13, 1817-22; Prague, 1830-35, 1839-46; Wilna and Grodno, 1835-54; Czernowitz, 1840-49; Jitomir, 1858-64; Warsaw, 1859-64, 1863-67 et seq.; Wilna, 1859-66; Lemberg, 1860-65 et seq.; Berlin, 1862-68; Stettin, 1862 et seq. Desses, o mais importante são: Praga, 1728-1739; Berlim e Frankfurt-on-the-Oder, 1734-1739 (ed. anteriormente 1715-1722.); Amsterdam, 1752-65; Sulzbach, 1755-1763, 1766-1770 , Viena, 1791-1797, 1806-1811, 1830-1833, 1840-1849, 1860-1873; Dyhernfurth, 1800-4, 1816-21; Slawita, Rússia, 1801-6, 1808-13, 1817-22, Praga , 1830-35, 1839-46; Wilna e Grodno, 1835-1854; Czernowitz, 1840-1849; Jitomir, 1858-1864; Varsóvia, 1859-64, 1863-67 e seguintes,. Wilna, 1859-1866; Lemberg, 1860-1865 e seguintes,. Berlim, 1862-1868; Stettin, 1862 e segs. (incomplete). (Incompleto). The edition of the Widow and Brothers Romm at Wilna (1886) is the largest as regards old and new commentaries, glosses, other addenda, and aids to study. A edição da Viúva e Irmãos Romm em Wilna (1886) é o maior no que diz respeito antigos e novos comentários, glosses, outras adendas, e ajudas ao estudo. Two other editions of Yerushalmi have appeared in addition to the editio princeps (Venice, 1523 et seq.), which they closely follow in columniation-those of Cracow, 1609, and Krotoschin, 1866. Duas outras edições do Yerushalmi apareceram em adição ao princeps editio (Venice, 1523 et seq.), Que se seguem de perto em columniation-os de Cracow, 1609, e Krotoschin, 1866. A complete edition with commentary appeared at Jitomir in 1860-67. Uma edição completa com comentários apareceram no Jitomir em 1860-67. The latest edition is that of Piotrkow (1898-1900). A edição mais recente é o de Piotrkow (1898-1900). There are also editions of single orders or treatises and their commentaries, especially noteworthy being Z. Frankel's edition of Berakot, Pe'ah, and Demai (Breslau, 1874-75). Há também edições de ordens individuais ou tratados e seus comentários, especialmente notável sendo edição Z. Frankel de Berakot, Pe'ah, e Demai (Breslau, 1874-1875).

"Variæ Lectiones" and Translations. "Variæ lectiones" e traduções.

A critical edition of Babli has been proposed repeatedly, and a number of valuable contributions have been made, especially in the huge collections of variants by Rabbinovicz; but so far this work has not even been begun, although mention should be made of the interesting attempt by M. Friedmann, "Kritische Edition des Traktates Makkoth," in the "Verhandlungen des Siebenten Internationalen Orientalisten-Congresses, Semitische Section," pp. 1-78 (Vienna, 1888). A edição crítica de Babli foi proposto várias vezes, e um número de contribuições valiosas foram feitas, especialmente nas grandes coleções de variantes por Rabbinovicz, mas até agora esse trabalho não foi sequer começaram, embora menção deve ser feita da tentativa interessante por M. Friedmann, "Kritische Edição des Traktates Makkoth", nas "Verhandlungen des Siebenten internationalen Orientalisten-Congressos, Seção Semitische", pp 1-78 (Viena, 1888). Here the structure of the text is indicated by such external means as different type, sections, and punctuation. Aqui, a estrutura do texto é indicado por meios externos, tais como o tipo diferente, secções, e pontuação. The edition of Yerushalmi announced by Luncz at Jerusalem promises a text of critical purity. A edição de Yerushalmi anunciado pelo Luncz em Jerusalém promete um texto crítico de pureza.

The earliest allusion to a translation of the Talmud is made by Abraham ibn Daud in his historical "Sefer ha-Ḳabbalah" (see Neubauer, "MJC" i. 69), who, referring to Joseph ibn Abitur (second half of 10th cent.), says: "He is the one who translated the entire Talmud into Arabic for the calif Al-Ḥakim." A primeira alusão a uma tradução do Talmud é feita por Abraham ibn Daud em seu histórico "Sefer ha-Kabbalah" (ver Neubauer, "MJC" i. 69), que, referindo-se a José ibn Abitur (segundo semestre de 10 cêntimos. ), diz: "Ele é o único que traduziu todo o Talmud em árabe para o califa al-Hakim." The tradition was therefore current among the Jews of Spain in the twelfth century that Ibn Abitur had translated the Talmud for this ruler of Cordova, who was especially noted for his large library, this tradition being analogous to the one current in Alexandria in antiquity with regard to the first Greek translation of the Bible. A tradição foi, portanto, corrente entre os judeus da Espanha no século XII que Ibn Abitur tinha traduzido o Talmud para este governante de Córdoba, que foi especialmente conhecido por sua grande biblioteca, esta tradição antiguidade de ser análogo ao atual uma em Alexandria, no que diz respeito para a primeira tradução grega da Bíblia. No trace, however, remains of Joseph Abitur's translation; and in all probability he translated merely detached portions for the calif, this work giving rise to the legend of his complete version. Nenhum traço, no entanto, permanece de tradução de Joseph Abitur é, e, com toda probabilidade ele traduziu porções separadas apenas para o califa, este trabalho que deu origem à lenda de sua versão completa. The need of a translation to render the contents of the Talmud more generally accessible, began to be felt by Christian theologians after the sixteenth century, and by Jewish circles in the nineteenth century. A necessidade de uma tradução para tornar o conteúdo do Talmud geralmente mais acessíveis, começou a ser sentida pelos teólogos cristãos a partir do século XVI, e por círculos judeus no século XIX. This gave rise to the translations of the Mishnah which have been noted elsewhere (see Jew. Encyc. viii. 618, sv, Mishnah). Isso deu origem a traduções do Mishnah que tenham sido observado em outros lugares (ver judeu. Encyc. Viii. 618, sv, Mishnah). In addition to the complete translations mentioned there, single treatises of the Mishnah have been rendered into Latin and into modern languages, a survey being given by Bischoff in his "Kritische Geschichte der Thalmud-Uebersetzungen," pp. 28-56 Além das traduções completas ali mencionados, o único dos tratados Mishnah ter sido proferida em latim e nas línguas modernas, uma pesquisa que está sendo dado por Bischoff em seu "Kritische Geschichte der Thalmud-Uebersetzungen", pp 28-56

(Frankfort-on-the-Main, 1899). (Frankfort-on-the-Main, 1899). Twenty treatises of Yerushalmi were translated into Latin by Blasio Ugolino in his "Thesaurus Antiquitatum Sacrarum," xvii. Vinte tratados de Yerushalmi foram traduzidos para o latim por Blasio Ugolino na sua "Enciclopédia Antiquitatum Sacrarum," xvii. (1755), xxx. (1755), xxx. (1765); and the entire text of this Talmud was rendered into French by Moïse Schwab ("Le Talmud de Jérusalem," 11 vols., Paris, 1871-1889). (1765), e todo o texto deste Talmud foi traduzido para o francês por Moïse Schwab ("Le Talmud de Jerusalém", 11 vols, Paris, 1871-1889.). The translation by Wünsche of the haggadic portions of Yerushalmi has already been mentioned; and an account of the translations of single portions is given by Bischoff (lc pp. 59 et seq.). A tradução por Wünsche dos haggadic porções de Yerushalmi já foi mencionada, e uma conta de as traduções de porções individuais é dada por Bischoff (lc pp 59 e segs.). In 1896 L. Goldschmidt began the translation of a German version of Babli, together with the text of Bomberg's first edition; and a number of volumes have already appeared (Berlin, 1898 et seq.). Em 1896, L. Goldschmidt começou a tradução de uma versão alemã do Babli, juntamente com o texto da primeira edição Bomberg, e um número de volumes já apareceu (Berlim, 1898 et seq.). The insufficiency of this work apparently corresponds to the rapidity with which it is issued. A insuficiência deste trabalho aparentemente corresponde à rapidez com que é emitido. In the same year ML Rodkinson undertook an abridged translation of the Babylonian Talmud into English, of which seven volumes appeared before the translator's death (1904); Rodkinson's point of view was quite unscholarly. No mesmo ano ML Rodkinson realizou uma tradução resumida do Talmude Babilônico em Inglês, dos quais sete volumes apareceu antes da morte do tradutor (1904); ponto de vista Rodkinson foi bastante unscholarly. Of translations of single treatises the following may be mentioned (see Bischoff, lc pp. 68-76): Earlier Latin translations: Ugolino, Zeḅaḥim, Menaḥot (in "Thesaurus Antiquitatum Sacrarum," xix.), Sanhedrin (ib. xxv.); GE Edzard, Berakot (Hamburg, 1713); FB Dachs, Sukkah (Utrecht, 1726). De traduções de tratados único a seguir podem ser citados (ver Bischoff, lc, pp 68-76): traduções anteriores em latim: Ugolino, Zebaḥim, Menaḥot (em "Thesaurus Antiquitatum Sacrarum," xix.), Sinédrio (ib. xxv.) , GE Edzard, Berakot (Hamburgo, 1713); FB Dachs, Sucá (Utrecht, 1726). Noteworthy among the Jewish translators of the Talmud are M. Rawicz (Megillah, 1863; Rosh ha-Shanah, 1886; Sanhedrin, 1892; Ketubot, 1897); EM Pinner (Berakot, 1842, designed as the first volume of a translation of the entire Talmud); DO Straschun (Ta'anit, 1883); and Sammter (Baba Meẓi'a, 1876). Notável entre os tradutores judaicos do Talmude são M. Rawicz (Meguilá, 1863; Rosh ha-Shanah, 1886; Sinédrio, 1892; Ketubot, 1897); EM Pinner (Berakot de 1842, concebido como o primeiro volume de uma tradução do Talmud inteiro); DO Straschun (Ta'anit, 1883), e Sammter (Baba Meẓi'a, 1876). Their translations are entirely in German. As traduções são inteiramente em alemão. Translations published by Christian scholars in the nineteenth century: FC Ewald (a baptized Jew), 'Abodah Zarah (Nuremberg, 1856); in 1831 the Abbé Chiarini, mentioned above, published a French translation of Berakot; and in 1891 AW Streane prepared an English translation of Ḥagigah. Traduções publicadas por estudiosos cristãos, no século XIX: FC Ewald (um judeu batizado), 'Abodah Zarah (Nuremberg, 1856), em 1831, o Abbé Chiarini, acima mencionado, publicou uma tradução francesa de Berakot, e em 1891 AW Streane preparou um Tradução Inglês de Hagigah. A French version of several treatises is included in JM Rabbinovicz's works 'Législation Civile du Talmud" (5 vols., Paris, 1873-79) and "Législation Criminelle du Talmud" (ib. 1876), while Wünsche's translation of the haggadic portions of Babli (1886-89) has been mentioned above. A versão francesa de vários tratados está incluído na legislação funciona JM Rabbinovicz de 'Civile du Talmud "(5 vols., Paris, 1873-1879) e" Legislação Criminelle du Talmud "(ib. 1876), enquanto que a tradução Wünsche de porções de haggadic Babli (1886-1889) foi mencionado acima.

Function in Judaism. Função no judaísmo.

To gain a comprehensive view of the Talmud it must be considered as a historical factor in Judaism as well as a literary production. Para obter uma visão abrangente do Talmud, deve ser considerado como um fator histórico no judaísmo, assim como uma produção literária. In the latter aspect it is unique among the great masterpieces of the literatures of the world. No último aspecto é única entre as grandes obras das literaturas do mundo. In form a commentary, it became an encyclopedia of Jewish faith and scholarship, comprising whatsoever the greatest representatives of Judaism in Palestine and in Babylon had regarded as objects of study and investigation and of teaching and learning, during the three centuries which elapsed from the conclusion of the Mishnah to the completion of the Talmud itself. Em forma de um comentário, tornou-se uma enciclopédia de fé judaica e bolsa, compreendendo tudo o que os maiores representantes do judaísmo na Palestina e na Babilônia, consideradas como objetos de estudo e de investigação e de ensino e aprendizagem, durante os três séculos que decorreram desde a conclusão da Mishná para a conclusão do Talmud em si. When the Mishnah, with the many ancient traditions to which it had given rise since the latter centuries of the Second Temple, was incorporated into the Talmud as its text-book, the Talmud became a record of the entire epoch which was represented by the Jewish schools of Palestine and Babylon, and which served as a stage of transition from the Biblical period to the later aspect of Judaism. Quando o Mishnah, com as muitas tradições antigas a que deram origem desde os séculos finais do Segundo Templo, foi incorporada no Talmud como seu livro-texto, o Talmud se tornou um registro de toda a época, que foi representado pelo judeu escolas da Palestina e da Babilônia, e que serviu como uma etapa de transição do período bíblico para o aspecto posterior do judaísmo. Although the Talmud is an academic product and may be characterized in the main as a report (frequently with the accuracy of minutes) of the discussions of the schools, it also sheds a flood of light on the culture of the people outside the academies. Embora o Talmud é um produto acadêmico e pode ser caracterizada no principal como um relatório (freqüentemente com a precisão de minutos) das discussões das escolas, que também lança uma torrente de luz sobre a cultura das pessoas fora das academias. The interrelation between the schools and daily life, and the fact that neither teachers nor pupils stood aloof from that life, but took part in it as judges, instructors, and expounders of the Law, caused the Talmud to represent even non-scholastic affairs with an abundance of minute details, and made it an important source for the history of civilization. A inter-relação entre as escolas ea vida diária, eo fato de que nem os professores nem os alunos estavam distantes de que a vida, mas participaram como juízes, instrutores e expositores da lei, fez com que o Talmud para representar até mesmo não-escolares, com assuntos uma abundância de detalhes minuciosos, e fez uma importante fonte para a história da civilização. Since, moreover, the religious law of the Jews dealt with all the circumstances of life, the Talmud discusses the most varied branches of human knowledge-astronomy and medicine, mathematics and law, anatomy and botany-thus furnishing valuable data for the history of science also. Uma vez que, além disso, a lei religiosa dos judeus tratada com todas as circunstâncias da vida, o Talmud discute os mais variados ramos do conhecimento humano astronomia e medicina, matemática e direito, anatomia e botânica-dados, portanto, de decoração valiosas para a história da ciência também.

The Talmud, furthermore, is unique from the point of view of literary history as being a product of literature based on oral tradition and yet summarizing the literature of an entire epoch. O Talmud, além disso, é o único do ponto de vista da história literária como sendo um produto da literatura baseada na tradição oral e ainda resume a literatura de uma época inteira. Aside from it, those to whose united efforts it may be ascribed have left no trace of intellectual activity. Afora isso, aqueles a cujos esforços unidos, pode ser atribuída deixaram nenhum vestígio de atividade intelectual. Though anonymous itself, the Talmud, like other products of tannaitic and amoraic literature, cites the names of many authors of sayings because it was a universal practise to memorize the name of the author together with the saying. Embora anônima em si, o Talmud, como outros produtos da literatura tannaitic e amoraic, cita os nomes de muitos autores de provérbios porque era uma prática universal de memorizar o nome do autor, juntamente com o provérbio. Many of these scholars are credited with only a few sentences or with even but one, while to others are ascribed many hundreds of aphorisms, teachings, questions, and answers; and the representatives of Jewish tradition of those centuries, the Tannaim and the Amoraim, received an abundant compensation for their renunciation of the fame of authorship when tradition preserved their names together with their various expositions, and thus rescued even the least of them from oblivion. Muitos desses estudiosos são creditados com apenas algumas frases ou até mesmo com apenas um, enquanto para outros são atribuídas muitas centenas de aforismos, ensinamentos, perguntas e respostas, e os representantes da tradição judaica daqueles séculos, o Tannaim e Amoraim, recebeu uma compensação abundante para sua renúncia da fama de autoria tradição preservada quando os seus nomes, juntamente com suas diversas exposições, e assim salvou mesmo o menor deles do esquecimento. The peculiar form of the Talmud is due to the fact that it is composed almost entirely of individual sayings and discussions on them, this circumstance being a result of its origin: the fact that it sought especially to preserve the oral tradition and the transactions of the academies allowed the introduction only of the single sentences which represented the contributions of the teachers and scholars to the discussions. A forma peculiar do Talmud é devido ao fato de que ela é composta quase inteiramente de palavras individuais e discussões sobre eles, esta circunstância de ser um resultado da sua origem: o fato de que ele procurou especialmente para preservar a tradição oral e as operações da academias permitiu a introdução apenas das frases simples que representaram as contribuições dos professores e acadêmicos para as discussões. The preservation of the names of the authors of these apothegms, and of those who took part in the discussions, transactions, and disputations renders the Talmud the most important, and in many respects the only, source for the period of which it is the product. A preservação dos nomes dos autores destes apothegms, e daqueles que participaram das discussões, transações, e discordaram torna o Talmud o mais importante e, em muitos aspectos, a fonte, somente para o período de que é o produto . The sequence of generations which constitute the framework of the history of the Tannaim and Amoraim may be determined from the allusions contained in the Talmud, from the anecdotes and stories of the academies, and from other valuable literary material, which exhibit the historical conditions, events, and personages of the time, not excepting cases in which the facts have been clothed in the garb of legend or myth. A seqüência de gerações que constituem o quadro da história do Tannaim e Amoraim pode ser determinada a partir das alusões contidas no Talmud, das anedotas e histórias das academias, e de outro material valioso literária, que exibem as condições históricas, eventos e personagens da época, não excetuando os casos em que os factos foram os vestidos em traje de lenda ou mito. Although it was undertaken with no distinctly literary purpose, it contains, especially in its haggadic portions, many passages which are noteworthy as literature, and which for many centuries were the sole repositories of Jewish poetry. Apesar de ter sido realizadas sem nenhum efeito literário distintamente, contém, principalmente em suas porções haggadic, muitas passagens que são notáveis ​​como literatura, e que, por muitos séculos, foram os únicos repositórios de poesia judaica.

Its Authority. Sua autoridade.

After the completion of the Talmud as a work of literature, it exercised a twofold influence as a historical factor in the history of Judaism and its followers, not only in regard to the guidance and formulation of religious life and thought, but also with respect to the awakening and development of intellectual activity. Após a conclusão do Talmud como uma obra de literatura, ela exerceu uma influência dupla como um fator histórico na história do judaísmo e seus seguidores, não só no que diz respeito à orientação e formulação de vida religiosa e de pensamento, mas também com relação a o despertar e desenvolvimento da atividade intelectual. As a document of religion the Talmud acquired that authority which was due to it as the written embodiment of the ancient tradition, and it fulfilled the task which the men of the Great Assembly set for the representatives of the tradition when they said, "Make a hedge for the Torah" (Ab. i. 2). Como um documento da religião que adquiriu o Talmud autoridade que lhe era devido à sua escrita como a personificação da tradição antiga, e ele cumpriu a tarefa que os homens da Grande Assembléia para definir os representantes da tradição, quando disse: "Faça uma Proteção para o Torah "(Ab. i. 2). Those who professed Judaism felt no doubt that the Talmud was equal to the Bible as a source of instruction and decision in problems of religion, and every effort to set forth religious teachings and duties was based on it; so that even the great systematic treatise of Maimonides, which was intended to supersede the Talmud, only led to a more thorough study of it. Os que professavam o judaísmo não sentiu nenhuma dúvida de que o Talmud foi igual à Bíblia como uma fonte de instrução e de decisão em problemas de religião, e cada esforço para colocar os ensinamentos religiosos e deveres foi baseado nele, de modo que até mesmo o grande tratado sistemático de Maimônides, que foi destinada a substituir o Talmud, só levou a um estudo mais aprofundado do mesmo. In like manner, the Shulḥan 'Aruk of Joseph Caro, which achieved greater practical results than the Mishneh Torah, of Maimonides, owed its authority to the fact that it was recognized as the most convenient codification of the teachings of the Talmud; while the treatises on the philosophy of religion which strove as early as the time of Saadia to harmonize the truths of Judaism with the results of independent thinking referred in all possible cases to the authority of the Talmud, upon which they could easily draw for a confirmation of their theses and arguments. Da mesma forma, o Aruk Shulḥan 'de José Caro, que alcançou maiores resultados práticos do que a Torá Mishneh, de Maimônides, devido a sua autoridade para o fato de que ele foi reconhecido como o mais conveniente codificação dos ensinamentos do Talmud, enquanto os tratados sobre a filosofia da religião, que se esforçou, logo no momento da Saadia harmonizar as verdades do judaísmo com os resultados do pensamento independente mencionada em todos os casos possíveis para a autoridade do Talmud, no qual eles poderiam facilmente desenhar uma confirmação de suas teses e argumentos. The wealth of moral instruction contained in the Talmud exercised a profound influence upon the ethics and ideals of Judaism. A riqueza de instrução moral contida no Talmud exerceu uma influência profunda sobre a ética e os ideais do judaísmo. Despite all this, however, the authority enjoyed by it did not lessen the authority of the Bible, which continued to exercise its influence as the primal source of religious and ethical instruction and edification even while the Talmud ruled supreme over religious practise, preserving and fostering in the Diaspora, for many centuries and under most unfavorable external conditions, the spirit of deep religion and strict morality. Apesar de tudo isso, no entanto, a autoridade desfrutada por isso não diminui a autoridade da Bíblia, que continuou a exercer a sua influência como a fonte primordial de instrução religiosa e ética e edificação, mesmo quando o Talmud governou supremo sobre a prática religiosa, preservando e promovendo na diáspora, por muitos séculos e na maioria das condições externas desfavoráveis, o espírito da religião profunda e estrita moralidade.

The history of Jewish literature since the completion of the Talmud has been a witness to its importance in awakening and stimulating intellectual activity among the Jews. A história da literatura judaica desde a conclusão do Talmud, foi um testemunho de sua importância no despertar e estimular a atividade intelectual entre os judeus. The Talmud has been made the subject or the starting-point of a large portion of this widely ramified literature, which has been the product of the intellectual activity induced by its study, and to which both scholars in the technical sense of the word and also a large number of the studious Jewish laity have contributed. O Talmud foi feito o assunto ou o ponto de partida de uma grande parte desta literatura amplamente ramificada, que tem sido o produto da atividade intelectual induzida pelo seu estudo, e para o qual ambos os estudiosos, no sentido técnico da palavra e também um grande número de leigos estudioso judeu contribuíram. The same faculties which had been exercised in the composition of the Talmud were requisite also for the study of it; the Talmud therefore had an exceedingly stimulating influence upon the intellectual powers of the Jewish people, which were then directed toward other departments of knowledge. As mesmas faculdades que haviam sido exercidas na composição do Talmud fosse requisito também para o estudo da mesma, o Talmud, portanto, tinha uma influência extremamente estimulante sobre as faculdades intelectuais do povo judeu, que foram direcionadas para outros departamentos do conhecimento. It is a noteworthy fact that the study of the Talmud gradually became a religious duty, and thus developed into an intellectual activity having no ulterior object in view. É um fato digno de nota que o estudo do Talmud gradualmente se tornou uma obrigação religiosa e, assim, desenvolveu-se uma atividade intelectual não tendo escondido objeto em vista. Consequently it formed a model of study for the sake of study. Por conseguinte, formam um modelo de estudo por causa de estudo.

The Talmud has not yet entirely lost its twofold importance as a historical factor within Judaism, despite the changes which have taken place during the last century. O Talmud ainda não perdeu totalmente a sua dupla importância como um fator histórico dentro do judaísmo, apesar das mudanças ocorridas durante o século passado. For the majority of Jews it is still the supreme authority in religion; and, as noted above, although it is rarely an object of study on the part of those who have assimilated modern culture, it is still a subject of investigation for Jewish learning, as a product of Judaism which yet exerts an influence second in importance only to the Bible. Para a maioria dos judeus ainda é a autoridade suprema na religião, e, como mencionado acima, porém, raramente é objeto de estudo por parte daqueles que assimilaram a cultura moderna, ainda é um objeto de investigação para a aprendizagem judaica, como um produto do judaísmo, que ainda exerce uma influência segunda em importância apenas para a Bíblia. The following works of traditional literature not belonging to the Talmud have been included in the editions of Babli: Abot de-Rabbi Natan; Derek Ereẓ Rabbah; Derek Ereẓ Zuṭa; Kallah; Semaḥot; Soferim. As seguintes obras de literatura tradicional, não pertencente ao Talmud foram incluídos nas edições de Babli: Abot de-Rabi Natan; Derek Erez Rabá; Derek Erez Zuṭa; Kallah; Semaḥot; Soferim.

Wilhelm Bacher Wilhelm Bacher
Jewish Encyclopedia, published between 1901-1906. Enciclopédia Judaica, publicada entre 1901-1906.

Bibliography: Bibliografia:
The manuscripts, editions, and translations have been discussed in the article. Os manuscritos, edições, traduções e têm sido discutidas no artigo. For an introduction to the Talmud the following works may be mentioned in addition to the general ones on Jewish history: Weiss, Dor, iii.; Halevy, Dorot ha-Rishonim, ii., Frankfort-on-the-Main, 1901; HL Strack, Einleitung in den Talmud, 2d ed., Leipsic, 1894 (covers the Mishnah also and contains an extensive bibliography of the Talmud); Para uma introdução ao Talmud as seguintes obras podem ser mencionados, além de as gerais sobre a história judaica: Weiss, Dor, III; Halevy, ha-Dorot Rishonim, ii, Frankfort-on-the-Main, 1901; HL.. Strack, Einleitung em den Talmud, 2 ª ed, Leipsic, 1894 (cobre o Mishná e também contém uma extensa bibliografia do Talmud).;

M. Mielziner, Introduction to the Talmud, Cincinnati (also gives good bibliography of the Talmud; the second part of this work contains a clear discussion of the hermeneutics and the methodology of the Talmud). M. Mielziner, Introdução ao Talmud, Cincinnati (também dá boa bibliografia do Talmud, a segunda parte deste trabalho contém uma clara discussão da hermenêutica e da metodologia do Talmud). On the Palestinian Talmud: Z. Frankel, Mebo, Breslau, 1870; J. Wiener, Gib'at Yerushalayim, Vienna, 1872 (reprinted from Ha-Shaḥar); A. Geiger, Die Jerusalemische Gemara, in his Jüd. No Talmud palestino: Z. Frankel, Mebo, Breslau, 1870; J. Wiener, Gib'at Yerushalayim, Viena, 1872 (reimpresso de Ha-Shahar); A. Geiger, Die Jerusalemische Gemara, em sua Jud. Zeit. Zeit. 1870, pp. 278-306 (comp. Monatsschrift, 1871, pp. 120-137); I. Lewy, Interpretation des Ersten Abschnitts des Palästinischen Talmud-Traktates Nesikin, in Breslauer Jahresbericht, 1895, pp. 1-19. 1870, pp 278-306 (comp. Monatsschrift, 1871, pp 120-137); I. Lewy, Interpretação des Ersten Abschnitts des Palästinischen Talmud-Traktates Nesikin, em Breslauer Jahresbericht, 1895, pp 1-19. On the Babylonian Talmud: Z. Frankel, Beiträge zur Einleitung in den Talmud, in Monatsschrift, 1861, pp. 168-194, 205-212, 258-272; No Talmude Babilônico: Z. Frankel, Beiträge zur Einleitung em den Talmud, no Monatsschrift, 1861, pp 168-194, 205-212, 258-272;

N. Brüll, Die Entstehungsgeschichte des Babylonischen Talmuds als Schriftwerkes, in his Jahrb. N. Brüll, Die Entstehungsgeschichte des Babylonischen Talmudes als Schriftwerkes, em sua Jahrb. 1876, ii. 1876, ii. 1-123. 1-123. On the earlier works introductory to the Talmud: JH Weiss, in Bet Talmud, i., ii., Vienna, 1881, 1882; Samuel b. No obras anteriores introdutória ao Talmud: JH Weiss, em Bet Talmud, i, ii, Viena, 1881, 1882; Samuel b... Hophni, Madkhal ila 'al-Talmud (= "Introduction to the Talmud"; this is the earliest work bearing the title and is known only through a quotation in the lexicon of Ibn Janaḥ, sv ); Samuel ha-Nagid, Mebo ha-Talmud (forming an appendix to the first volume of modern editions of the Talmud); Joseph ibn 'Aḳnin, an introduction to the Talmud (Hebr. transl. from the Arabic), edited in the Jubelschrift des Breslauer Seminars zum Siebzigen Geburtstage Frankels, 1871. Hofni, al-Talmud Madkhal ila "(=" Introdução ao Talmud ", este é o primeiro trabalho com o título e é conhecido apenas através de uma citação no léxico de Ibn Janaḥ, sv); Samuel ha-Nagid, Mebo ha- Talmud (formando um apêndice do primeiro volume de edições modernas do Talmud); Aḳnin Joseph ibn ', uma introdução ao Talmud (Hebr. transl do árabe.), editado nos des Jubelschrift Breslauer Seminários zum Frankel Geburtstage Siebzigen de 1871 .

For other works on the subject see Talmud Hermeneutics; Para outras obras sobre o assunto ver Talmud Hermenêutica;

a list is given in Jellinek, Ḳonṭres ha-Kelalim, Vienna, 1878. uma lista é dada em Jellinek, kontres ha-Kelalim, Viena, 1878. General articles on the Talmud in reviews and encyclopedias: Emil Deutsch, in Quarterly Review, 1867, frequently reprinted and translated; J. Derenbourg, in Lichtenberg's Encyclopédie des Sciences Religieuses, 1882, xii. Artigos gerais sobre o Talmud nos comentários e enciclopédias: Emil Deutsch, no Quarterly Review, 1867, reeditado e traduzido com freqüência; J. Derenbourg, na Enciclopédia Lichtenberg des Sciences religieuses, 1882, xii. 1007-1036; Arsène Darmesteter, in REJ xviii. 1007-1036; Arsène Darmesteter, em REJ xviii. (Actes et Conferences, pp. ccclxxxi.-dcxlii.); S. Schechter, in Hastings, Dict. (Actes et Conferências, pp ccclxxxi.-dcxlii.); S. Schechter, em Hastings, Dict. Bible, extra vol., 1904, pp. 57-66; Bíblia, extra vol, 1904, pp 57-66.;

E. Bischoff, Talmud-Katechismus, Leipsic, 1904. E. Bischoff, Talmud-Katechismus, Leipsic, 1904.

On the literature of the Talmud commentaries see Talmud Commentaries. Na literatura dos comentários do Talmud ver comentários Talmud. On grammatical and lexicographical aids to the study of the Talmud see Jew. Em ajudas gramaticais e lexicográficos para o estudo do Talmud ver judeu. Encyc. Encyc. vi.80, sv Grammar, Hebrew, and ib. vi.80, sv Gramática, hebraico e ib. iv. iv. 580-585, sv Dictionaries, Hebrew. 580-585, Dicionários sv, hebraico. On the terminology of the Talmud see, in addition to the works on Talmudic methodology: A. Stein, Talmudische Terminologie, Alphabetisch Geordnet, Prague, 1869; W. Bacher, Die Exegetische Terminologie der Jüdischen Traditionslitteratur: part i., Die Bibelexegetische Terminologie der Tannaiten, Leipsic, 1899 (original title, Die Aelteste Terminologie der Jüdischen Schriftauslegung); part ii., Die Bibel- und Traditionsexegetische Terminologie der Amoräer, ib. Na terminologia do Talmud ver, além de obras sobre metodologia talmúdica: A. Stein, Talmudische Terminologie, Alphabetisch Geordnet, Praga, 1869; W. Bacher, Die Exegetische Terminologie der Jüdischen Traditionslitteratur: Parte I, Die Bibelexegetische Terminologie der. Tannaiten, Leipsic, 1899 (título original, Die Aelteste Terminologie der Jüdischen Schriftauslegung); parte ii, Die Bibel-und der Traditionsexegetische Terminologie Amoräer, ib.. 1905.WB 1905.WB


Talmud Commentaries Comentários Talmud

Jewish Viewpoint Information Judeu Viewpoint informação

Earliest Attempts. Primeiras tentativas.

The commentaries on the Talmud constitute only a small part of halakic literature in comparison with the responsa literature and the commentaries on the codices. Os comentários sobre o Talmud constituem apenas uma pequena parte da literatura halakic em comparação com a literatura responsa e os comentários sobre os códices. At the time when the Talmud was concluded the traditional literature was still so fresh in the memory of scholars that there was no need of writing Talmudic commentaries, nor were such works undertaken in the first period of the gaonate. No momento em que o Talmud foi concluído a literatura tradicional era ainda tão fresca na memória dos estudiosos que não havia necessidade de escrever comentários talmúdicos, nem foram tais obras realizadas no primeiro período da gaonate. Palṭoi Gaon (c. 840) was the first who in his responsa offered verbal and textual comments on the Talmud. Palṭoi Gaon (c. 840) foi o primeiro que em sua responsa oferecido comentários verbais e textuais sobre o Talmud. Ẓemaḥ b. Ẓemaḥ b. Palṭoi (c. 872) paraphrased and explained the passages which he quoted; and he composed, as an aid to the study of the Talmud, a lexicon which Abraham Zacuto consulted in the fifteenth century. Palṭoi (c. 872) parafraseado e explicou as passagens que ele citou, e ele compôs, como uma ajuda para o estudo do Talmud, um léxico que Abraão Zacuto consultados no século XV. Saadia Gaon is said to have composed commentaries on the Talmud, aside from his Arabic commentaries on the Mishnah (Benjacob, "Oẓar ha-Sefarim," p. 181, No. 430). Saadia Gaon disse ter composto comentários sobre o Talmud, além de seus comentários arábicos no Mishnah (Benjacob ", Ozar ha-Sefarim", p. 181, n º 430). According to the Karaite Solomon b. De acordo com o caraíta Salomão b. Jeroham, a commentary on Yerushalmi by Ephraim b. Jeroão, um comentário sobre Yerushalmi por Efraim b. Jacob existed as early as the time of Saadia, although this is highly improbable (Pinsker, "Liḳḳuṭe Ḳadmoniyyot," Supplement, p. 4; Poznanski, in "Kaufmann Gedenkbuch," p. 182). Jacob existia já no tempo de Saadia, embora isso seja altamente improvável (Pinsker ", Liḳḳuṭe Ḳadmoniyyot", Suplemento, p 4;.. Poznanski, em "Kaufmann Gedenkbuch", p 182).

Rashi. Rashi.

The last three great geonim, Sherira, Hai, and Samuel b. A última grande geonim três, Sherira, Hai, e Samuel b. Ḥofni, did much in this field. Ḥofni, fez muito neste campo. Most of Sherira's comments were explanations of difficult terms. A maior parte das observações Sherira foram explicações de termos difíceis. Many of these are quoted by Abu al-Walid (Bacher, "Leben und Werke des Abulwalid Merwân ibn Gānāḥ," etc., p. 85). Muitos deles são citados por Abu al-Walid (Bacher, "Leben und Werke des Abulwalid Merwan ibn Gānāḥ", etc, p. 85). It appears from the quotations in the "'Aruk" that Hai Gaon wrote commentaries on at least eleven treatises (Kohut, "Aruch Completum," xiii. et seq.). Resulta das citações no "'áruk" que Hai Gaon escreveu comentários em pelo menos 11 tratados (Kohut, "Shulchan Completum," xiii. Et seq.). Abu al-Walid quotes Hai's commentary on Shabbat (Bacher, lcp 87). Comentário Abu al-Walid citações Hai no Shabat (Bacher, LCP 87). In the eleventh century commentaries on the Talmud were composed not only in Babylon but also in Africa, Spain, and Germany. Nos comentários século XI no Talmud foram compostas não só na Babilônia, mas também na África, Espanha e Alemanha. In the first half of that century Nissim b. Na primeira metade desse século Nissim b. Jacob, of Kairwan in northern Africa, composed his "Kitab Miftaḥ Maghaliḳ al-Talmud" (Hebr. title, "Sefer Mafteaḥ Man'ule ha-Talmud" = "Key to the Locks of the Talmud"), a commentary in which he explains difficult passages by references to parallel ones and occasionally to Yerushalmi also. Jacob, de Kairwan no norte da África, compôs sua "Kitab al-Miftah Maghaliḳ Talmud" (título Hebr., "Sefer Mafteaḥ Man'ule ha-Talmud" = "A chave para as fechaduras do Talmud"), um comentário em que ele explica passagens difíceis por referências aos entes paralelos e, ocasionalmente, para Yerushalmi também. The work of Hananeel b. O trabalho de Hananel b. Ḥushiel corresponds more to a commentary in the exact sense of the term. Hushiel corresponde mais a um comentário no sentido exato do termo. He sums up the Talmudic discussions, perhaps in order to facilitate the halakic decision, devoting his attention principally to determining the correct text of the Talmud. Ele resume as discussões talmúdicas, talvez a fim de facilitar a decisão halakic, dedicando sua atenção principalmente para determinar o texto correto do Talmud. The first teachers in Spain, Enoch ben Moses, Joseph ibn Abitur, Isaac ibn Ghayyat, and Isaac Albargeloni, are also known to have composed commentaries on the Talmud (Weiss, "Dor," iv. 276 et seq.). Os primeiros professores em Espanha, Enoque ben Moisés, José ibn Abitur, Isaac ibn Ghayyat, e Isaac Albargeloni, também são conhecidos por ter composto comentários sobre o Talmud (Weiss, "Dor", iv. 276 e segs.). Naḥmani quotes Talmudic comments from a work by Samuel ha Nagid (Benjacob, lc No. 481). Naḥmani cita comentários talmúdicos de uma obra de Samuel ha Nagid (Benjacob, LC n º 481). According to a not entirely authenticated statement (ib. No. 247), the famous exegete Abraham ibn Ezra composed a commentary on the treatise Ḳiddushin. De acordo com uma declaração não inteiramente autenticado (ib. n º 247), o famoso exegeta Abraham ibn Ezra composto um comentário sobre o Ḳiddushin tratado. In Germany, Gershom b. Na Alemanha, Gérson b. Judah engaged in similar labors, though his commentaries have come to light only in the last century: they appear to have been the chief sources used by Rashi (1040-1105), the greatest commentator of the Talmud. Judá engajados em trabalhos semelhantes, embora seus comentários vieram à tona apenas no século passado: eles parecem ter sido as principais fontes usadas por Rashi (1040-1105), o maior comentarista do Talmud. Although Rashi drew upon all his predecessors, yet his originality in using the material offered by them has always been admired. Embora Rashi inspirou-se em todos os seus antecessores, mas a sua originalidade em usar o material oferecido por eles sempre foi admirado. His commentaries, in turn, became the basis of the work of his pupils and successors, who composed a large number of supplementary works that were partly in emendation and partly in explanation of Rashi's, and are known under the title "tosafot." Seus comentários, por sua vez, tornou-se a base do trabalho de seus alunos e sucessores, que compuseram um grande número de obras suplementares que foram, em parte, emenda e em parte na explicação de Rashi, e são conhecidos sob o título "tosafot". These works were printed together with Rashi's commentaries in the first editions of single Talmud treatises, and then in the collective editions. Estas obras foram impressas, juntamente com comentários de Rashi nas primeiras edições de tratados único Talmud, e depois nas edições coletivas. The tosafot included in the present editions are taken from various collections. O tosafot incluídos nas edições atuais são tomadas a partir de várias coleções. There are tosafot of Sens, tosafot of Evreux, tosafot of Touques, etc. (Winter and Wünsche, "Die Jüdische Litteratur," ii. 465). Há tosafot de Sens, tosafot de Evreux, tosafot de Touques, etc (Inverno e Wünsche, "Die Jüdische Litteratur," ii. 465). Instead of the simple, strictly logical method of exegesis a dialectic method showing great acumen is frequently employed in the tosafot. Em vez do método simples, estritamente lógico da exegese um método dialético que mostra grande perspicácia é freqüentemente empregado na tosafot. Originating in the German and French schools, and thence adopted by the Spanish and Arabic, it found in the following centuries (13th to 15th) brilliant representatives in Moses b. Originários das escolas alemã e francesa, e daí aprovada pelo espanhol e árabe, que encontrou nos séculos seguintes (13 a 15) representantes brilhantes Moisés b. Naḥman, Solomon ben Adret, and others in Spain, as well as in various scholars in Turkey, although the Oriental Jews generally followed the simple method of Talmud study. Naḥman, Salomão ben Adret, e outros em Espanha, bem como em vários estudiosos na Turquia, embora os judeus orientais geralmente seguido o método simples de estudo Talmud. The commentators are called "rishonim" (elders) down to the sixteenth century, and subsequently "aḥaronim" (juniors). Os comentadores são chamados de "rishonim" (anciãos) até o século XVI, e, posteriormente, "Aḥaronim" (juniores).

Method of Ḥilluḳim. Método de Ḥilluḳim.

In the sixteenth century the hair-splitting dialectic study of the Talmud known as the Pilpul came to the fore. No século XVI, o estudo dialética minúcia do Talmud conhecido como o Pilpul veio à tona. The method called "ḥilluḥ," originating in Augsburg and Nuremberg, claimed chief attention, especially through the influence of Jacob Pollak of Poland, that country becoming in the course of the century the principal center of the study of the Talmud. O método chamado "ḥilluḥ", originários de Augsburg e Nuremberg, afirmou o chefe atenção, especialmente através da influência de Jacob Pollak da Polônia, o país tornar-se no curso do século, o principal centro de estudo do Talmud. Special rules were formulated for composing the ḥilluḳim (Jellinek, in Keller's "Bikkurim," i. 3). Regras especiais foram formuladas para compor o ḥilluḳim (Jellinek, em Keller "Bikkurim," i. 3). It is frequently intimated in subsequent pilpulistic works that the author himself regards his expositions as artificial, though he believes them to contain a grain of truth. É freqüentemente intimado em obras posteriores pilpulistic que o próprio autor considera suas exposições como artificial, apesar de acreditar que eles contêm um grão de verdade. This method still dominates to some extent the study of the Talmud in the eastern countries of Europe. Este método ainda domina em parte o estudo do Talmud nos países de Leste da Europa. But Jewish science demands a scientific treatment of the Talmud-an examination of its sources and parallel passages from a historical, archeological, and philological point of view, a methodical analysis of its text, and a comparative study of it by the side of other monuments of antiquity. Mas a ciência judaica exige um tratamento científico do Talmud-exame de suas fontes e passagens paralelas de um ponto histórico, arqueológico, e de vista filológico, uma análise metódica do seu texto, e um estudo comparativo do que ao lado de outros monumentos da antiguidade.

Palestinian Talmud. Palestina Talmud.

The Palestinian Talmud was studied much less than the Babylonian, although occasional comments on Yerushalmi are found in Alfasi and other earlier authorities, especially in the commentary of Samson of Sens on the mishnaic order Zera'im. O Talmud palestino foi estudado muito menos do que a Babilónia, embora comentários ocasionais sobre Yerushalmi são encontrados em Alfasi e outras autoridades anteriores, especialmente no comentário de Sansão de Sens no Zera'im fim mishnaic. The first connected commentary on many treatises of Yerushalmi was composed in the seventeenth century by R. Joshua Benveniste, who had at hand R. Solomon Sirillo's commentary on certain treatises. O primeiro comentário conectados em muitos tratados de Yerushalmi foi composto no século XVII por R. Joshua Benveniste, que teve a mão comentário Solomon R. Sirillo sobre certos tratados. ElijahFulda commentated in 1710 the order Zera'im and part of the order Neziḳin. ElijahFulda comentada em 1710, a fim Zera'im e parte da Neziḳin ordem. The greater part of Yerushalmi was edited about the middle of the eighteenth century by Mendelssohn's teacher David Fränkel; and a complete commentary was written by Moses Margolioth. A maior parte do Yerushalmi foi editado em meados do século XVIII pelo professor de Mendelssohn David Frankel, e um comentário completo foi escrito por Moisés Margolioth. Noteworthy as commentators in the nineteenth century are Nahum Trebitsch and Zacharias Frankel. Notável como comentadores do século XIX são Nahum Trebitsch e Zacarias Frankel.

The commentaries on Babli may be divided into: (1) "perushim," running commentaries accompanying the text; (2) "tosafot" (additions), glosses on Rashi's commentary; (3) "ḥiddushim" (novellæ), explicit comments on certain passages of the Talmud text; and (4) "haggahot," or marginal glosses. Os comentários sobre Babli podem ser divididas em: (1) "perushim," correndo comentários que acompanham o texto, (2) "tosafot" (adições), glosas sobre o comentário de Rashi, (3) "ḥiddushim" (novellæ), comentários explícitos sobre certas passagens do texto Talmud, e (4) "haggahot", ou glosas marginais. As appears from the following chronological list, the treatises Seder Mo'ed, Nashim, and Ḥullin, which deal particularly with the religious life and which were therefore made special subjects of study and instruction, were most frequently commentated, while the Seder Ḳodashim is less often made the subject of comment. Como aparece na lista cronológica seguinte, os tratados Seder Mo'ed, Nashim, e Ḥullin, que lidar especialmente com a vida religiosa e que, portanto, foram feitas matérias especiais de estudo e de instrução, foram os mais comentada, enquanto o Ḳodashim Seder é menos muitas vezes objecto de comentário. In the subjoined list only the edited commentaries are enumerated, no note being taken of treatises on which there are no commentaries. Na lista subjoined apenas os comentários editados são enumerados, nenhuma nota sendo tomadas de tratados sobre as quais não existem comentários. The letter "W" indicates the Wilna (Widow & Brothers Romm) Talmud edition of 1886. A letra "W" indica o Wilna (Viúva & Irmãos Romm) Talmud edição de 1886. Chronological List of Commentators on Both Talmudim. Lista cronológica dos comentadores sobre Ambos Talmudim.

Eleventh Century. Século XI.

Nissim b. Nissim b. Jacob (d. 1040), Sefer Mafteaḥ (see above; Ber., Shab., 'Er.), ed. Jacob (m. 1040), Sefer Mafteaḥ (ver acima;... Ber, Shab, 'Er), ed. I. Goldenthal, Vienna, 1847; in W. Gershom b. I. Goldenthal, Viena, 1847; no W. Gérson b. Judah (d. 1040), perush (Ber., Ta'an., BB, entire Seder Ḳodashim excepting Zeb.); in W. Hananeel b. Judá (m. 1040), Perush (Ber., Ta'an, BB, Ḳodashim Seder todo excetuando Zeb..), Em W. Hananel b. Ḥushiel (d. 1050), perush (Seder Mo'ed, Seder Neziḳin excepting BB); in W. Solomon b. Hushiel (m. 1050), Perush (Seder Mo'ed, Seder Neziḳin excetuando BB), em W. Salomão b. Isaac (Rashi), commentary on thirty treatises; in all editions. Isaac (Rashi), comentário sobre 30 tratados, em todas as edições.

Twelfth to Fifteenth Century. XII ao século XV.

Samuel b. Samuel b. Meïr, commentary on Baba Batra from the third section and on the last section of Pesaḥim; in all editions. Meir, comentário sobre Baba Batra da terceira seção e na última seção do Pesaḥim, em todas as edições. Isaac b. Isaac b. Nathan, commentary on Makkot; in all editions, beginning with 19b. Nathan, comentário sobre Makkot, em todas as edições, começando com 19b. Eliezer b. Eliezer b. Nathan, commentary on Nazir; in W. Jacob Tam (d. 1171), , on thirty-one treatises, Vienna, 1811. Nathan, comentário sobre Nazir, em W. Tam Jacob (m. 1171), em 31 tratados, Viena, 1811. Isaac b. Isaac b. Samuel of Dampierre, tosafot to Ḳiddushin; in W. Joseph ibn Migash, ḥiddushim (Sheb., Salonica, 1759; BB, Amsterdam, 1702). Samuel de Dampierre, tosafot para Ḳiddushin, em W. Joseph ibn Migash, ḥiddushim (Sheb., Salonica, 1759; BB, Amsterdam, 1702). Moses b. Moisés b. Maimon, perush (RH), Paris, 1865. Maimon, Perush (RH), Paris, 1865. Judah Sir Leon (d. 1224), tosafot (Ber., in ), Warsaw, 1863. Judá Sir Leon (m. 1224), tosafot (Ber., em), Varsóvia, 1863. Samson of Sens, tosafot (Shab., 'Er., Men., in all editions; Soṭah in W.). Sansão de Sens, tosafot (Shab., 'Er, os homens, em todas as edições,. Soṭah. No W.). Perez, tosafot (Beẓah, Ned., Naz., Sanh., Mek., Me'i., in all editions; B. Ḳ., Leghorn, 1819). Perez, tosafot (Beẓah, Ned, Naz, Sanh, Mek, Me'i, em todas as edições,...... BK, Livorno, 1819). Moses of Evreux, tosafot (Ber.); in all editions. Moisés de Evreux, tosafot (Ber.), em todas as edições. Samuel of Evreux, tosafot to Soṭah, ib. Samuel de Evreux, tosafot para Soṭah, ib. Samuel of Falaise, tosafot to 'Abodah Zarab, ib. Samuel de Falaise, tosafot para 'Abodah Zarab, ib. Baruch, tosafot to Zebaḥim, ib. Baruch, tosafot para Zebaḥim, ib. Meïr Abulafia (d. 1244), (BB, Salonica, 1803; Sanh., ib. 1798). Meir Abulafia (m. 1244), (BB, Salonica, 1803;. Sanh, ib 1798.). Judah b. Judá b. Benjamin ha-Rofe, perush (Sheḳ.); in W. Peraḥyah b. Benjamin ha-Rofe, Perush (Sheḳ.), em W. Peraḥyah b. Nissim (c. 1250) ,ḥiddushim, in , Venice, 1752. Nissim (c. 1250), ḥiddushim, em, Veneza, 1752. Isaiah di Trani (c. 1250), tosafot (i., B. Ḳ., BM, BB, 'Ab. Zarah, Niddah, Shab., Ḥag.; ii., 'Er., RH, Yoma, Suk., Meg., M. Ḳ., Pes., Beẓah, Ned., Naz., Lemberg, 1862; Ket., Giṭ., in W.). Isaías di Trani (c. 1250), tosafot (i., BK, BM, BB, 'Ab Zarah, Niddah, Shab, Hag,.... Ii,'... Er, RH, Yoma, Suk, Meg, M. K, Pes, Beẓah, Ned, Naz, Lemberg, 1862;...... Ket, Git, em W.).. Jonah Gerondi (d. 1263), ḥiddushim (Sanh., in ), Leghorn, 1801. Jonas Gerondi (m. 1263), ḥiddushim (Sanh., em), Livorno, 1801. Moses b. Moisés b. Naḥman (dc 1270), ḥiddushim (Ber., 'Er., Pes., M. ḳ., Ḥag., RH, Suk., Ta'an., Meg., in , Salonica, 1791; Shab., in , Presburg, 1837; Yeb., Homburg, 1700; Ket., Metz, 1765; Giṭ., Niddah, in , Sulzbach, 1762; BB, Venice, 1723). Naḥman (CC 1270), ḥiddushim (Ber., 'Er, Pes, M. K, Hag, RH, Suk, Ta'an, Meg, em, Salonica, 1791;........ Shab, em, Presburg, 1837;. Yeb, Homburg, 1700; Ket, Metz, 1765;. Giṭ, Niddah, em, Sulzbach, 1762;. BB, Veneza, 1723). Todros ha-Levi (d. 1283), (on the haggadot), Novidvor, 1808; hiddushim (Meg., Yoma, in ), Leghorn, 1801. Todros ha-Levi (m. 1283), (no haggadot), Novidvor, 1808; hiddushim (Meg., Yoma, em), Livorno, 1801. Aaron ha-Levi (d. 1293), ḥiddushim (Ket., Prague, 1742; Beẓah, in , Leghorn, 1810). Aaron ha-Levi (m. 1293), ḥiddushim (Ket., Praga, 1742; Beẓah, em, Livorno, 1810). Meïr of Rothenburg (d. 1293), tosafot to Yoma; in all editions. Meir de Rothenburg (m. 1293), tosafot para Yoma, em todas as edições. Solomon b. Salomão b. Adret (d. 1310), ḥiddushim (Shab., RH, Meg., Yeb., Ned., B. Ḳ., Ḥul., Constantinople, 1720; Sheb., Salonica, 1729; Niddah, Altona, 1737; Men., Warsaw, 1861; 'Er., ib. 1895). Adret (m. 1310), ḥiddushim (Shab., RH, Meg, Yeb, Ned, BK, Hul, Constantinopla, 1720;..... Sheb, Salonica, 1729;. Niddah, Altona, 1737; Men. , Varsóvia, 1861;. 'Er, ib 1895).. Yom-Ṭob b. Yom-Tob b. Abraham, ḥiddushim (Sheb., Salonica, 1805; 'Er., Ta'an., M. Ḳ., Ket., BM, Amsterdam, 1729; RH, Königsberg, 1858; Yoma, Constantinople, 1754; Meg., Warsaw, 1880; Yeb., Leghorn, 1787; Ḳid., Sabbionetta, 1553; Giṭ., Salonica, 1758; 'Ab. Zarah, in , ib. 1759; Sanh., in , Leghorn, 1781; Sheb., in , ib. 1780; Mak., Sulzbach, 1762; Ḥul., Prague, 1735; Niddah, Vienna, 1868). Abraão, ḥiddushim (Sheb., Salonica, 1805;.... 'Er, Ta'an, M. K, Ket, BM, Amsterdam, 1729; RH, Königsberg, 1858; Yoma, Constantinopla, 1754; Meg, Varsóvia. , 1880; Yeb, Livorno, 1787;. Kid, Sabbionetta, 1553;. Giṭ, Salonica, 1758;. '. Ab Zarah, em, ib 1759;. Sanh, em, Livorno, 1781;. Sheb, em, ib. . 1780; Mak, Sulzbach, 1762;. Hul, Praga, 1735;. Niddah, Viena, 1868). Menahem Me'iri (c. 1300), (Shab., Leghorn, 1794; Yoma, ib. 1760; Meg., Ḥag., Ta'an., Prague, 1810; Ned., Naz., Soṭah, Beẓah, Berlin, 1859; Yeb., Salonica, 1794). Menahem Me'iri (c. 1300), (Shab., Livorno, 1794; Yoma, ib 1760;. Meg, Hag, Ta'an, Praga, 1810;..... Ned, Naz, Soṭah, Beẓah, Berlim , 1859;. Yeb, Salónica, 1794). Asher b. Asher b. Jehiel (d. 1327), perush (Ned., Naz.), in W.; tosafot (Ber., in , Warsaw, 1862; Suk., Jerusalem, 1903; RH, ib. 1871; Meg., ib. 1884; 'Ab. Zarah, ib. 1888; Giṭ., Constantinople, 1711; BM, Dyhernfurth, 1823; Sanh., Ḥul., in , Sulzbach, 1762; Sheb., Venice, 1608; Niddah, under the title , Venice, 1741); Aaron ha-Levi, , Ḳid., Husiatyn, 1902; (Pes.), Jerusalem, 1873. Jeiel (m. 1327), Perush (Ned., Naz.), Em W.; tosafot (Ber., em, Varsóvia, 1862;. Suk, Jerusalém, 1903; RH, ib 1871;. Meg, ib 1884.. ,. 'Ab Zarah, ib 1888;. Giṭ, Constantinopla, 1711;. BM, Dyhernfurth, 1823; Sanh, Hul, em, Sulzbach, 1762;.. Sheb, Veneza, 1608;. Niddah, sob o título, Veneza, 1741); Aaron ha-Levi, Kid, Husiatyn, 1902;. (Pes.), Jerusalém, 1873. Isaac Aboab (d. 1493), ḥiddushim (in the responsa of Moses Galante), Venice, 1608. Isaac Aboab (m. 1493), ḥiddushim (na responsa de Moisés Galante), Veneza, 1608.

Sixteenth Century. Século XVI.

Jacob be-Rab (d. 1546), ḥiddushim (Ket., Ḳid.), in his responsa, Venice, 1663. Jacob ser-Rab (m. 1546), ḥiddushim (Ket., garoto.), Em sua responsa, Veneza, 1663. 1549. 1549. Joshua Boaz Baruch, the indexes , , Venice. Josué Boaz Baruch, os índices, Veneza. 1552. 1552. Mattathias Delacrut, ḥiddushim ('Er.), Lublin. Matatias Delacrut, ḥiddushim ('Er.), Lublin. 1561. 1561. Joseph ibn Leb, ḥiddushim (Ket., B. Ḳ., Sheb., Constantinople, 1561; Giṭ., ib. 1573). Joseph ibn Leb, ḥiddushim (Ket., BK, Sheb, Constantinopla, 1561;.... Giṭ, ib 1573). Solomon Luria (d. 1573), (Beẓah, Lublin, 1638; Yeb., Altona, 1740; Ḳid., Berlin, 1766; Ket., Lemberg, 1862; Giṭ., Berlin, 1761; Ḥul., Cracow, 1615); on nineteen treatises, Cracow, 1581. Salomão Luria (m. 1573), (Beẓah, Lublin, 1638; Yeb, Altona, 1740;. Kid, Berlim, 1766;. Ket, Lemberg, 1862;. Giṭ, Berlim, 1761;.. Hul, Cracóvia, 1615) , em 19 tratados, Cracóvia, 1581. 1573. 1573. Judah b. Judá b. Moses, , Constantinople. Moisés, Constantinopla. 1577. 1577. Jacob (Beẓah), Jerusalem, 1865. Jacob (Beẓah), Jerusalém, 1865. 1587. 1587. Samuel Jaffe Ashkenazi, on the haggadot of Yerushalmi, Venice, 1590. Samuel Jaffe Ashkenazi, sobre a haggadot de Yerushalmi, Veneza, 1590. Abraham Burjil, (Yeb., Ket., B. Ḳ., Bik.), ib. Abraão Burjil, (Yeb., Ket., BK., Bik.), Ib. 1605. 1605. 1591. 1591. Joseph ibn Ezra, (Ḳid.), Salonica. Joseph ibn Ezra, (Ḳid.), Salónica. Bezaleel Ashkenazi, (Ber., Warsaw, 1863; Beẓah, Constantinople, 1731; Ket., ib. 1738; Naz., Leghorn, 1774; Soṭah, ib. 1800; B. Ḳ., Venice, 1762; BM, Amsterdam, 1726; BB, Lemberg, 1809; Seder Ḳodashim, excepting Ḥul., in W.). Bezaleel Ashkenazi, (Ber., Varsóvia, 1863; Beẓah, Constantinopla, 1731; Ket, ib 1738;.. Naz, Livorno, 1774;. Soṭah, ib 1800;.. BK, Veneza, 1762; BM, Amsterdam, 1726; BB, Lemberg, 1809; Seder Ḳodashim, com exceção Hul, em W.)..

Seventeenth Century. Século XVII.

1602. 1602. Samuel b. Samuel b. Eleazer, ḥiddushim (Ket., Giṭ.), Prossnitz. Eleazar, ḥiddushim (Ket., Giṭ.), Prossnitz. 1603. 1603. Jedidiah Galante, ḥiddushim (Beẓah, Yeb., Giṭ., B. Ḳ., 'Ab. Zarah), Venice. Jedidiah Galante, ḥiddushim (Beẓah, Yeb., Giṭ., BK., 'Ab. Zarah), Veneza. 1608. 1608. Abraham Ḥayyim Shor, ('Er., Pes., B. Ḳ., BM, BB Sanh., Sheb., 'Ab. Zarah, Ḥul.), Lublin; (Seder Ḳodashim), Wandsbeck, 1729. Abraão Ḥayyim Shor, (. '..... Er, Pes, BK, BM, BB Sanh, Sheb,' Ab Zarah, Hul.), Lublin; (Seder Ḳodashim), Wandsbeck, 1729. Mordecai Jaffe (d. 1611), (glosses); in W. Moses b. Mordecai Jaffe (m. 1611), (glosas), em W. Moisés b. Isaiah, ḥiddushim (Zeb.), Berlin, 1701. Isaías, ḥiddushim (Zeb.), Berlim, 1701. 1612. 1612. Samuel Edels, ḥiddushim ( on all treatises), Lublin. Samuel Edels, ḥiddushim (em todos os tratados), Lublin. 1614. 1614. Issachar Bär, (Hor., Ker., Soṭah, Ḥul.), Venice. Issacar Bär, (Hor., Ker., Soṭah, Hul.), Veneza. 1619. 1619. Meïr Lublin, (on most of the treatises), ib. Meir Lublin, (na maioria dos tratados), ib. Isaac ha-Levi, ḥiddushim (Sheb., Beẓab, Yeb., Ḳid., Ket., 'Ab. Zarah, Ḥul.), Neuwied, 1736. Isaac ha-Levi, ḥiddushim (Sheb., Beẓab, Yeb., Garoto., Ket., 'Ab. Zarah, Hul.), Neuwied, 1736. Abraham di Boton (d. 1625), ḥiddushim (B. Ḳ., in ), Venice, 1599. Abraão di Boton (m. 1625), ḥiddushim (BK., Em), Veneza, 1599. Joseph di Trani (d. 1639), ḥiddushim (Ḳid.), ib. Joseph di Trani (m. 1639), ḥiddushim (Ḳid.), ib. 1645. 1645. Joel Sirkes (d. 1640), haggahot; in W. Joshua b. Joel Sirkes (m. 1640), haggahot, em W. Joshua b. Solomon (d. 1648), (Shab., Pes., Beẓah, Yeb., Ket., Ḳid., B. Ḳ., Ḥul.), Amsterdam, 1715. Salomão (m. 1648), (Shab., Pes., Beẓah, Yeb., Ket., Garoto., BK., Hul.), Amsterdam, 1715. Lipmann Heller (d. 1654), (notes); in W. 1652. Lipmann Heller (m. 1654), (notas), em W. 1652. Ḥiyya Rofe, (on nineteen treatises), Venice. Hiyya Rofe, (em 19 tratados), Veneza. 1660. 1660. Mordecai Kremsier, (on the haggadot of Ber.), Amsterdam. Mordecai Kremsier, (no haggadot de Ber.), Amsterdam. 1662. 1662. Joshua Benveniste, (Yer. Zera'im, Constantinople, 1662; Mo'ed, Nashim Neziḳin, ib. 1754). Josué Benveniste, (Yer. Zera'im, Constantinopla, 1662;. Mo'ed, Nashim Neziḳin, ib 1754). Meïr Schiff b. Meir Schiff b. Jacob, ḥiddushe halakot (i., ii., Sheb., Beẓah, Ket., Giṭ., B. Ḳ., BM, BB, Sanh., Zeb., Ḥul.), Zolkiev, 1826, and in the editions. Jacob, ḥiddushe halakot (i., ii., Sheb., Beẓah, Ket., Giṭ., BK., BM, BB, Sanh., Zeb., Hul.), Zolkiev de 1826, e nas edições. Joshua Höschel (d. 1663), ḥiddushim (B. Ḳ., BM, BB), Frankfort-on-the-Main, 1725. Josué Höschel (m. 1663), ḥiddushim (BK., BM, BB), Frankfurt-on-the-Main, 1725. 1664. 1664. Solomon Algazi, ('Ab. Zarah, Ber., Ḥul., Venice, 1664; , Salonica, 1655; and , Constantinople, 1683; on haggadot). Salomão Algazi, ('Ab Zarah, Ber, Hul, Veneza, 1664;..., Salonica, 1655, e, Constantinopla, 1683; sobre haggadot). 1669. 1669. Aaron Samuel Kaidanover, (Zeb., Men., 'Er., Ker., Tem., Me'i.), Amsterdam, 1669; (Pes., Beẓah, Yeb., Ket., Giṭ., B. Ḳ., BM, Ḥul.), Frankfort-on-the-Main, 1696. Aaron Samuel Kaidanover, (Zeb., Homens, 'Er, Ker, Tem, Me'i.....), Amsterdam, 1669;... (Pes., Beẓah, Yeb, Ket, Git, BK. , BM, Hul.), Frankfort-on-the-Main, 1696. 1670. 1670. Jonah Teomim (d. 1699), (on thirteen treatises), Amsterdam. Jonas Teomim (m. 1699), (em tratados 13), Amsterdam. 1671. 1671. Moses Benveniste of Segovia, (Ber., Seder Mo'ed), Smyrna. Moisés Benveniste de Segóvia, (Ber., Seder Mo'ed), Smyrna. Ḥayyim ben Israel Benveniste (d. 1673), (Sanh.), Leghorn, 1802. Ḥayyim ben Israel Benveniste (morto em 1673), (Sanh.), Livorno, 1802. 1682. 1682. Samuel Eliezer b. Samuel Eliezer b. Judah, ḥiddushe aggadot, Frankfort. Judá, ḥiddushe aggadot, Frankfort. 1686. 1686. Isaac Benjamin Wolf, ḥiddushim (BM), ib. Isaac Benjamin Wolf, ḥiddushim (BM), ib. Moses ibn Ḥabib (d. 1696), (RH, Yoma, Suk.), Constantinople, 1727. Moisés ibn Habib (m. 1696), (RH, Yoma, Suk.), Constantinopla, 1727. 1693. 1693. Moses b. Moisés b. Simeon, (Ber., Seder Mo'ed), Prague. Simeão, (Ber., Seder Mo'ed), Praga. 1698. 1698. Judah b. Judá b. Nissan, (Yeb., Ket., Ḳid., Giṭ., B. Ḳ., BM, BB, Ḥul.), with ḥiddushim of David Oppenheim, Dessau. Nissan, (Yeb., Ket., Garoto., Giṭ., BK., BM, BB, Hul.), Com ḥiddushim de David Oppenheim, Dessau. 1698. 1698. Naphtali Cohen, (Ber.), Frankfort. Naftali Cohen, (Ber.), Frankfort. 1699. 1699. Samuel Ẓarfati, (Ber., 'Er., Beẓah, RH, B. Ḳ., Hor.), Amsterdam. Samuel Ẓarfati, (Ber., 'Er., Beẓah, RH, BK., Hor.), Amsterdão. Meïr Schiff b. Meir Schiff b. Soloman, (Ber., Sheb., Beẓah, Pes., Men.), Fürth, 1798. Soloman, (Ber., Sheb., Beẓah, Pes., Homens.), Fürth, 1798. Baruch Angel, ḥiddushim (Ket., Giṭ., B. Ḳ., BM, Sheb., 'Ab. Zarah, Ḥul.), Salonica, 1717. Baruch Angel, ḥiddushim (Ket., Giṭ., BK., BM, Sheb., 'Ab. Zarah, Hul.), Salónica, 1717. Nehemiah b. Neemias b. Abraham Feiwel Duschnitz, (on twelve treatises), Amsterdam, 1694. Abraão Feiwel Duschnitz, (em 12 tratados), Amsterdam, 1694. Judah Liva b. Judá Liva b. Bezaleel (Shab., 'Er., Pes.), Lemberg, 1861. Bezaleel (Shab., 'Er., Pes.), Lemberg, 1861.

Eighteenth Century. Século XVIII.

1700. 1700. Joseph b. José b. Jacob, (on the haggadah), Amsterdam. Jacob, (na Hagadá), Amsterdão. Elijah Spira (d. 1712), (Ḳid., Ket., Giṭ., B. Ḳ., BM, Ḥul.), Fürth, 1768. Elias Spira (m. 1712), (Ḳid., Ket., Giṭ., BK., BM, Hul.), Fürth, 1768. Abraham Broda (d. 1717), (Pes., Giṭ., BM, BB), Frankfort-on-the-Main, 1747; (Ḳid., Ket.), Fürth, 1769; ḥiddushim (B. Ḳ., BM, Sanh. in ), Offenbach, 1723. Abraão Broda (m. 1717), (Pes., Git, BM, BB.), Frankfort-on-the-Main, 1747; (Ḳid., Ket.), Fürth, 1769;. Ḥiddushim (BK, BM , Sanh. in), Offenbach, 1723. 1710. 1710. Elijah b. Elias b. Judah, perush on Yer. Judá, Perush em Yer. Zera'im and Sheḳ., Amsterdam, 1710; B. Ḳ., BM, BB, Frankfort, 1742. . Zera'im e shek, Amsterdam, 1710;. BK, BM, BB, Frankfurt, 1742. 1710. 1710. Abraham Naphtali Spitz, (on most of the treatises), Frankfort-on-the-Main. Abraão Naftali Spitz, (na maioria dos tratados), Frankfort-on-the-Main. 1711. 1711. Samuel Shotten, (Seder Neziḳin, excepting Hor.), ib. Samuel Shotten, (Seder Neziḳin, com exceção de Hor.), Ib. 1714. 1714. Akiba b. Akiba b. Judah Löb, (Ket.), ib. Judá LOB, (Ket.), ib. 1715. 1715. Meïr Eisenstadt (d. 1744), (part i., Zeb., Shab., Ḥul., Amsterdam, 1715; part ii., Giṭ., Sulzbach, 1733; part iii., Ḳid., Beẓah, ib. 1738; also B. Ḳ., Sudilkov, 1832). Meir Eisenstadt (m. 1744), (parte i, Zeb, Shab, Hul, Amsterdam, 1715;.... Parte ii, Git, Sulzbach, 1733;... Parte III, Kid, Beẓah, ib 1738..; também BK., Sudilkov, 1832). Joseph ha-Kohen Tanuji (d. 1720), (B. Ḳ., BM, 'Ab. Zarah), Leghorn, 1793. Joseph ha-Kohen Tanuji (m. 1720), (BK., BM, "Ab. Zarah), Livorno, 1793. 1720. 1720. Solomon Kohen, ḥiddushim (on eleven treatises), Wilmersdorf. Salomão Cohen, ḥiddushim (em 11 tratados), Wilmersdorf. 1725. 1725. Samuel di Avila, (Naz.), Amsterdam. Samuel di Avila, (Naz.), Amsterdão. Menahem Nahum b. Menahem Naum b. Jacob, (on fourteen treatises), Dyhernfurth, 1726. Jacob, (em 14 tratados), Dyhernfurth de 1726. 1728. 1728. Johanan Kremnitzer, (Naz.), Berlin. Joanã Kremnitzer, (Naz.), Berlim. 1728. 1728. Elijah b. Elias b. Jacob, (Pes., Ḳid., Ket., Giṭ., B. Ḳ.), Wandsbeck. Jacob, (Pes., garoto., Ket., Giṭ., B. k.), Wandsbeck. Elijah ha-Kohen (d. 1729), (Yer. Zera'im), Smyrna, 1755. Elias ha-Kohen (m. 1729), (Yer. Zera'im), Esmirna, 1755. 1729. 1729. Judah of Gross-Glogau, (on most of the treatises), Amsterdam. Judá de Gross-Glogau, (na maioria dos tratados), Amesterdão. 1729. 1729. Jacob b. Jacob b. Joseph Reischer, (on haggadot), Wilmersdorf. Joseph Reischer, (em haggadot), Wilmersdorf. 1730. 1730. Menahem Manuele, (on most of the treatises), Wandsbeck. Menahem Manuele, (na maior parte dos tratados), Wandsbeck. 1731. 1731. Isaac b. Isaac b. David, (Ber., Seder Mo'ed), Amsterdam. David, (Ber., Seder Mo'ed), Amsterdão. Jacob b. Jacob b. Joseph Kremer, (RH, Amsterdam, 1731; Meg., Altona, 1735). José Kremer, (RH, Amsterdam, 1731;. Meg, Altona, 1735). Aryeh Löb b. Aryeh Löb b. Asher, (Ta'an.), Wilna, 1862; (RH, Ḥag., Meg.), Metz, 1781. Asher, (. Ta'an), Wilna, 1862; (RH, Hag, Meg..), Metz, 1781. 1733. 1733. Selig b. Selig b. Phoebus, (on haggadot), Offenbach. Phoebus, (em haggadot), Offenbach. 1733. 1733. Ephraim b. Efraim b. Samuel, (on most of the treatises), Altona. Samuel, (na maioria dos tratados), Altona. 1737. 1737. Ẓebi Hirsch b. Ẓebi Hirsch b. Joshua, (Yeb., Ket., Ḳid., B. Ḳ., BM, Ḥul.), Prague. Josué, (Yeb., Ket., Garoto., BK., BM, Hul.), Praga. 1739. 1739. Jacob Joshua Falk (d. 1756), (Ket., Giṭ., Ḳid., Amsterdam, 1739; Ber., Shab., Pes., RH, Suk., Frankfort-on-the-Main, 1752; B. Ḳ., BM, ib. 1756; Ḥul., Mak., Sheb., Fürth, 1780). Josué Jacob Falk (m. 1756), (Ket., Git, Kid, Amsterdam, 1739;.. Ber, Shab, Pes, RH, Suk, Frankfort-on-the-Main, 1752;.... BK ., BM, ib 1756;. Hul, Mak, Sheb, Fürth, 1780).... 1740. 1740. Shabbethai b. Sabetai b. Moses, (on most of the treatises), Fürth. Moses, (na maioria dos tratados), Fürth. 1741. 1741. Israel b. Israel b. Moses, (on the mathematical passages), Frankfort-on-the-Oder. Moisés, (sobre as passagens matemáticas), Frankfort-on-the-Oder. 1743. 1743. David Fränkel, and (Yer. Seder Mo'ed, Dessau, 1743; Seder Nashim, ib. 1757). David Frankel, e (Seder Yer. Mo'ed, Dessau, 1743;. Seder Nashim, ib 1757). 1750. 1750. Moses Margolioth, (Yer. Nashim, Amsterdam, 1750; Neziḳin, Leghorn, 1770). Moisés Margolioth, (Yer. Nashim, Amsterdam, 1750; Neziḳin, Livorno, 1770). 1751. 1751. Jacob Samosc, (Ber., Suk., Beẓah, Ḳid., B. Ḳ., BM, Sheb.), Rödelheim. Jacob Samosc, (Ber., Suk., Beẓah, garoto., BK., BM, Sheb.), Rödelheim. 1755. 1755. Aaron b. Aaron b. Nathan, (on most of the treatises), Zolkiev. Nathan, (na maior parte dos tratados), Zolkiev. 1756. 1756. Ḥayyim Joseph David Azulai, (Hor.), Leghorn. Ḥayyim José David Azulay, (Hor.), Livorno. Akiba Eger (d. 1758), (Ber., Shab., 'Er., Pes., Beẓah, Suk., Yeb., Ket., Ḳid., Giṭ., Seder Neziḳin, Seder Ḳodashim, Niddah), Fürth, 1781. Akiba Eger (m. 1758), (Ber., Shab., 'Er., Pes., Beẓah, Suk., Yeb., Ket., Garoto., Giṭ., Seder Neziḳin, Seder Ḳodashim, Niddah), Fürth, 1781. 1757. 1757. Joseph b. José b. Meïr Teomim (d. 1793), (Yeb., Ket.). Meir Teomim (m. 1793), (Yeb., Ket.). Zolkiev, 1757; (Ḥul., Frankfort-on-the-Oder, 1794; Sheb., Meg., Lemberg, 1863). Zolkiev, 1757; (Ḥul., Frankfort-on-the-Oder, 1794;.. Sheb, Meg, Lemberg, 1863). 1760. 1760. Isaiah Berlin, and (notes on all the treatises: ḥiddushim on Naz.), np; haggahot in W. 1763. Isaiah Berlin, e (notas sobre todos os tratados: ḥiddushim em Naz.), Np; haggahot em W. 1763. Joseph Darmstadt, (Ber., Beẓah, Meg.), Carlsruhe. Joseph Darmstadt, (Ber., Beẓah, Meg)., Carlsruhe. Jonathan Eybeschütz (d. 1764), (on most of the treatises), Piotrkow, 1897. Jonathan Eybeschütz (m. 1764), (na maioria dos tratados), Piotrkow, 1897. 1766. 1766. Isaac Ashkenazi, (Giṭ., Ket., B. Ḳ.), Salonica. Isaac Ashkenazi, (Giṭ., Ket., B. k.), Salónica. 1766. 1766. Isaac Nuñez-Vaez, (Yoma, Leghorn, 1766; Ḥag., ib. 1794). Isaac Nuñez-Vaez, (Yoma, Livorno, 1766;.. Hag, ib 1794). Jacob Emden (d. 1776), glosses; in W. 1776. Jacob Emden (m. 1776), glosas, em W. 1776. Elijah Sidlov, (Zeb., Men., Tem.), Fürth, 1776. Elias Sidlov, (Zeb., Homens., Tem.), Fürth, 1776. 1776. 1776. Eleazar Kallir (d. 1801), (Pes., Frankfort-on-the-Oder, 1776; Ḳid., Vienna, 1799). Eleazar Kallir (m. 1801), (Pes., Frankfort-on-the-Oder, 1776;. Kid, Viena, 1799). Judah Lissa, (Zeb.), Frankfort-on-the-Main, 1776; (Men.), Prague, 1788. Judá Lissa, (Zeb.), Frankfort-on-the-Main, 1776; (Men.), Praga, 1788. 1777. 1777. Itzig b. Itzig b. Samson, (Yoma, Beẓah, Sheb., Ḥul., 'Ar., Tem., Me'i., Ker.), Sulzbach. Samson, (Yoma, Beẓah, Sheb., Hul., 'Ar., Tem., Me'i., Ker.), Sulzbach. 1778. 1778. Saul b. Saul b. Aryeh (d. 1790), (on fourteen treatises), Amsterdam. Aryeh (m. 1790), (em 14 tratados), Amesterdão. 1778. 1778. Raphael Peiser, (Pes., Shab., Beẓah, Ket., RH, Ḥul.), Dyhernfurth, 1778; (Ḳid., Giṭ.), ib. Raphael Peiser, (Pes., Shab, Beẓah, Ket, RH, Hul...), Dyhernfurth, 1778; (Ḳid., Giṭ.), Ib. 1805. 1805. 1781. 1781. Eliezer de Avila, (i., BM, Hor.; ii., Ket., Ḳid., Leghorn, 1781-85). Eliezer de Avila, (i., BM, Hor;.... Ii, Ket, Kid, Livorno, 1781-1785). 1784. 1784. Nathan Maas, (Sanh., Offenbach, 1784; 'Ab. Zarah, ib. 1796). Nathan Maas, (Sanh., Offenbach, 1784;. '. Ab Zarah, ib 1796). 1784. 1784. Ezekiel Landau (Pes., Prague, 1784; Ber., ib. 1791; Beẓah, ib. 1799; Sheb., 'Er., Warsaw, 1879; RH, Yoma, Suk., Ta'an., Hag., Meg., ib. 1890; Ḥul., Zeb., Men., ib. 1891); glosses; in W. Elijah Wilna (d. 1797), glosses and elucidations of both Talmudim in various editions. Ezequiel Landau (Pes., Praga, 1784; Ber, ib 1791;.. Beẓah, ib 1799;.. Sheb, 'Er, Varsóvia, 1879;. RH, Yoma, Suk, Ta'an, Hag, Meg... ., ib 1890;.. Hul, Zeb, Homens, ib 1891);... glosas, em W. Elias Wilna (m. 1797), glosas e elucidações de ambos Talmudim em várias edições. 1785. 1785. Moses Katz, (Sheḳ.), Fürth. Moisés Katz, (Sheḳ.), Fürth. 1786. 1786. Phinehas Horwitz, (part i., Ket., Offenbach, 1786; part ii., Ḳid., ib. 1801; part iii., Ber., Munkacs, 1895). Finéias Horwitz, (parte i, Ket, Offenbach, 1786;.. Parte ii, Kid, ib 1801,... Parte III, Ber, Munkacs de 1895..). 1786. 1786. Meïr Barby, ḥiddushe halakot (i., Beẓah, Pes., Ḳid., Ket., Dyhernfurth, 1786; ii., Yoma, Suk., Giṭ., Ḥul., Sheb., Prague, 1793). Meir Barby, ḥiddushe halakot (i., Beẓah, Pes, Kid, Ket, Dyhernfurth, 1786;........ Ii, Yoma, Suk, Git, Hul, Sheb, Praga, 1793). Uziel Meisels, (Sheb.), Lemberg, 1886. Meisels Uziel, (Sheb.), Lemberg, 1886. 1788. 1788. Wolf Lasch, (i., ii., Ket., Ḳid., Giṭ., Brẓnn, 1788; Vienna, 1829). Lobo Lasch, (I, II, Ket, Kid, Git, Brẓnn, 1788;.... Viena, 1829). 1789. 1789. Joseph David Sinzheim, (Ber., entire Seder Mo'ed), Offenbach. José David Sinzheim, (Ber., toda Seder Mo'ed), Offenbach. David Schiff (d. 1792), (on most of the treatises), ib. David Schiff (m. 1792), (na maioria dos tratados), ib. 1822. 1822. 1791. 1791. Levi Pollak, (B. Ḳ., BM, BB, Sheb., 'Ab. Zarah), Prague. Levi Pollak, (BK., BM, BB, Sheb., 'Ab. Zarah), Praga. 1792. 1792. Isaac b. Isaac b. Ẓebi, (Zeb.), Lemberg. Ẓebi, (Zeb.), Lemberg. 1792. 1792. Meïr Spitz, (RH, Yoma, Suk., Meg., Ta'an.), Vienna. Meir Spitz, (RH, Yoma, Suk., Meg., Ta'an.), Viena. 1794. 1794. Judah Najar, (Sheb.), Leghorn, 1794; (Ker.), Pisa, 1816. Judá Najar, (Sheb.), Livorno, 1794; (Ker.), Pisa, 1816. 1796. 1796. Baruch b. Baruch b. Samuel Zanwil, (Ket.), Vienna, 1796. Samuel Zanwil, (Ket.), Viena, 1796. 1796. 1796. Joseph b. José b. Moses, (B. Ḳ.), Lemberg. Moisés, (BK)., Lemberg. 1799. 1799. Elijah Ventura, (on twenty-one treatises), Salonica. Elias Ventura, (em 21 tratados), Salónica. Aryeh Judah Löb Teomim, (Ber., Shab., Pes., Beẓah, Ḥul., Ḳid., Sheb.), Zolkiev, 1802. Aryeh Judá Löb Teomim, (Ber., Shab., Pes., Beẓah, Hul., Garoto., Sheb.), Zolkiev de 1802. Ḥayyim Shabbethai Lago, (Ber., Pes., Ḳid., Sanh., Ḥul.), Salonica, 1801. Ḥayyim Sabetai Lago, (Ber., Pes., Garoto., Sanh., Hul.), Salónica, 1801. Abraham b. Abraão b. Jacob Mutal, (Naz.), np, 1821. Jacob Mutal, (Naz.), np, 1821. Ḥayyim Abraham. Ḥayyim Abraão. b. b. Samuel, ḥiddushim (Shab., RH, Suk., Ḥul.), Salonica, 1804. Samuel, ḥiddushim (Shab., RH, Suk., Hul.), Salónica, 1804.

Nineteenth and Twentieth Centuries. Séculos XIX e XX.

1801. 1801. Ẓebi Hirsch Horwitz, (14 treatises), Offenbach. Ẓebi Hirsch Horwitz, (14 tratados), Offenbach. 1801. 1801. Eleazar Karpeles, (Hor.), Prague; (Ḥul., 'Ar.), ib. Eleazar Karpeles, (Hor.), Praga; (Ḥul., 'Ar)., Ib. 1815. 1815. 1802. 1802. Bezaleel Ronsburg, (Hor.), Prague; , notes, in W. 1802. Bezaleel Ronsburg, (Hor.), Praga;, notas, em W. 1802. Eleazar Löw, (Ber., Pes., Beẓah), Prague. Eleazar Löw, (Ber., Pes., Beẓah), Praga. 1804. 1804. Abraham Aryeh Kahana, (on most of the treatises), Ostrog. Abraão Aryeh Kahana, (na maioria dos tratados), Ostrog. 1810. 1810. Meïr Schlesinger, (Shab., RH, Giṭ., BM), Prague. Meir Schlesinger, (Shab., RH, Giṭ., BM), Praga. 1811. 1811. Jacob Simeon Shabbethai, (Meg., Ta'an.), Pisa, 1821; (Ker.), ib. Jacob Simeão Sabetai, (Meg., Ta'an.), Pisa, 1821; (Ker.), ib. 1811. 1811. 1814. 1814. Jacob Günzburg, (Ber., Shab.), Prague. Jacob Günzburg, (Ber., Shab.), Praga. 1815. 1815. Benedetto Frizzi, (on haggadot), Leghorn. Benedetto Frizzi, (em haggadot), Livorno. 1821. 1821. Nahum Trebitsch, (Yer. Seder Mo'ed), Vienna. Naum Trebitsch, (Yer. Seder Mo'ed), Viena. 1822. 1822. David Deutsch, (on most of the treatises), Vienna, 1822, 1825; Presburg, 1836; Ungvar, 1867. David Deutsch, (na maioria dos tratados), Viena, 1822, 1825; Presburg, 1836; Ungvar, 1867. Moses Sofer, (Beẓah, Piotrkow, 1898; BB, ib. 1896; Shab., Vienna, 1889; Ḥul., Giṭ., ib. 1893; Pes., Jerusalem, 1894); haggahot in W. 1822. Moisés Sofer, (Beẓah, Piotrkow, 1898; BB, ib 1896;.. Shab, Viena, 1889; Hul, Git, ib 1893;.... Pes, Jerusalém, 1894); haggahot em W. 1822. Gabriel Cohen, (BB, Sheb.), Vienna. Gabriel Cohen, (BB, Sheb.), Viena. 1823. 1823. Jacob Lissa, (Ket.), Hrubisov. Jacob Lissa, (Ket.), Hrubisov. 1824. 1824. Marcus Hirsch, (Seder Mo'ed excepting Shab., 'Er., Ḥag.), Prague. Marcus Hirsch, (Seder Mo'ed Shab exceção., 'Er., Hag.), Praga. Shalom Ullmann (d. 1825), (on most of the treatises), Vienna, 1826. Shalom Ullmann (m. 1825), (na maioria dos tratados), Viena, 1826. Akiba Eger (d. 1837), (Ber., Seder Mo'ed, Yeb., Ket.), Warsaw, 1892; (BM, Giṭ.), Berlin, 1858; notes in W. 1826. Akiba Eger (m. 1837), (Ber., Seder Mo'ed, Yeb, Ket..), Varsóvia, 1892; (BM, Giṭ.), Berlim, 1858; notas na W. 1826. Ẓebi Hirsch Leipnik, (Ber., Shab., 'Er., Pes., Beẓah, Ket., Ḳid., Giṭ., BM, Ker., Zeb.), Ofen. Ẓebi Hirsch Leipnik, (Ber., Shab., 'Er., Pes., Beẓah, Ket., Garoto., Giṭ., BM, Ker., Zeb.), Ofen. Isaac Ardit, ('Ar.), Salonica, 1828. Isaac Ardit, ('Ar.), Salónica, 1828. 1829. 1829. Jacob Weiler, ('Er.), Zolkiev. Jacob Weiler, ('Er.), Zolkiev. Aaron Kuttner (d. 1829), (Nid.), Paks, 1901. Aaron Kuttner (m. 1829), (Nid.), Paks, 1901. Cosman Wodianer (d. 1831), (2 parts, on most of the treatises), ed. Cosman Wodianer (m. 1831), (2 partes, na maioria dos tratados), ed. Bacher, Vienna, 1890. Bacher, Viena, 1890. Ẓebi Hirsch Heller, (Giṭ.), Zolkiev, 1844. Ẓebi Hirsch Heller, (Giṭ.), Zolkiev de 1844. 1834. 1834. Solomon Kluger, (Niddah), Zolkiev 1834; (Beẓah), Lemberg, 1891. Salomão Kluger, (Niddah), Zolkiev 1834; (Beẓah), Lemberg, 1891. Ezekiel Binet (d. 1836), (Shab., Pes., Beẓah, Kid., Giṭ., Mek., Ḥul.), Paks, 1899. Ezequiel Binet (m. 1836), (Shab., Pes., Beẓah, Kid., Giṭ., Mek., Hul.), Paks, 1899. Wolf Bär Schiff (d. 1842), ('Er.), Cracow, 1894. Lobo Bär Schiff (m. 1842), ('Er.), Cracóvia, 1894. Koppel Reich, , Presburg, 1837. Koppel Reich, Presburg, 1837. Benjamin Rapoport, (Mak.), Vienna, 1839. Benjamin Rapoport, (Mak.), Viena, 1839. 1840. 1840. Hirsch Chajes, haggahot; in W. Aryeh Judah b. Hirsch Chajes, haggahot, em W. Aryeh Judá b. Akiba, (Ḥul.), Lemberg, 1861. Akiba, (Ḥul.), Lemberg, 1861. 1850. 1850. Samuel Freund, (Seder Mo'ed), Prague. Samuel Freund, (Seder Mo'ed), Praga. 1850. 1850. Jacob Ettlinger (d. 1869), (Ker., Altona, 1850; Yeb., ib. 1854; RH, Sanh., Warsaw, 1873); (Suk.), Altona, 1858. Jacob Ettlinger (m. 1869), (Ker., Altona, 1850; Yeb, ib 1854;... RH, Sanh, Varsóvia, 1873); (Suk.), Altona, 1858. 1851. 1851. David b. David b. Samuel, (Seder Ḳodashim), Leghorn, 1851; (Naz.), Algiers, 1853. Samuel, (Seder Ḳodashim), Livorno, 1851; (Naz.), Argel, 1853. 1851. 1851. Isaac Kamarun, (Sheḳ.), Lemberg. Isaac Kamarun, (Sheḳ.), Lemberg. 1854. 1854. Nathan Coronel, (Ber.), Vienna. Nathan Coronel, (Ber.), Viena. 1857. 1857. Issachar Bär ben Sinai, (on most of the treatises), Vienna, 1857. Issacar Bär ben Sinai, (na maioria dos tratados), Viena, 1857. 1859. 1859. Wiesner, scholia on Babli (part i., Ber., Prague, 1859; part ii., Shab., ib. 1862; part iii., 'Er., Pes., ib. 1867). Wiesner, scholia em Babli (parte i, Ber, Praga, 1859;.. Parte ii, Shab, ib 1862;....... Parte III, 'Er, Pes, ib 1867). 1860. 1860. Zeeb Ettinger and Joseph Nathansohn, , (glosses, etc., on Yer.), Jitomir. Zeebe Ettinger e José Nathansohn, (glosas, etc, sobre Yer.), Jitomir. 1861. 1861. Ezekiel b. Ezequiel b. Moses, (Ket., Ned.), Warsaw. Moisés, (Ket., Ned.), Varsóvia. Mordecai Müller, (Shab.), Vienna. Mordecai Müller, (Shab.), Viena. 1862. 1862. Weissman Chajes, Solomon Brann, Judel Slabatki, notes on Yer., Krotoschin. Weissman Chajes, Salomão Brann, Judel Slabatki, Notas sobre Yer., Krotoschin. 1864. 1864. Mordecai Herzka, (Ber.), Vienna. Mordecai Herzka, (Ber.), Viena. Issachar Präger, (Giṭ.), Lemberg. Issacar Prager, (Giṭ.), Lemberg. 1867. 1867. A. Krochmal, (notes on Yer.), Lemberg. A. Krochmal, (notas sobre Yer.), Lemberg. 1867-97. 1867-97. Rabbinovicz, , i.-xvi. Rabbinovicz, i.-xvi. (variant readings on the entire Talmud), Munich and Przemysl. (Leituras variantes em todo o Talmud), Munique e Przemysl. 1869. 1869. Aryeh Löb Zunz, (Giṭ.), Warsaw. Aryeh Löb Zunz, (Giṭ.), Varsóvia. Joshua Eizik, (Yer. Seder Neziḳin), Wilna. Josué Eizik, (Yer. Seder Neziḳin), Wilna. 1874. 1874. Zacharias Frankel, (i., Yer. Ber., Beẓah; ii., Dem.), Breslau, 1874-75. Zacarias Frankel, (i., Yer Ber, Beẓah;.... Ii, Dem), Breslau, 1874-1875. 1876. 1876. Asher Cohen, (Naz.), Warsaw. Asher Cohen, (Naz.), Varsóvia. 1877. 1877. Raphael Schlesinger, (Sanh., Sheb.), Berlin. Raphael Schlesinger, (Sanh., Sheb.), Berlim. 1878. 1878. Naphtali Ẓebi ha-Levi, (Giṭ.), Przemysl. Naftali Ẓebi ha-Levi, (Giṭ.), Przemysl. 1880. 1880. I. Ḥayyim Deiches, (Yer. B. Ḳ.), Wilna. Deiches I. Ḥayyim, Yer. (BK)., Wilna. 1883. 1883. Benjamin Ḥeshin, (Seder Neziḳin, Ḳodashim), Warsaw. Benjamin Ḥeshin, (Seder Neziḳin, Ḳodashim), Varsóvia. 1888. 1888. Meïr Friedmann, notes on his edition of Mak., Vienna. Meir Friedmann, observa em sua edição de Mak., Viena. 1888. 1888. A. Schmidl, (Ḳid.), in "Oẓar ha-Sifrut," ii.-iii. A. Schmidl, (Ḳid.), em "Ozar ha-Sifrut", II.-iii. 1888. 1888. Simon Sidon, (Beẓah), Vienna. Simon Sidon, (Beẓah), Viena. 1895. 1895. I. Lewy, interpretation of the first three sections of Yer. I. Lewy, a interpretação de uma das três primeiras secções de Yer. Neziḳin, Breslau, 1895-1902. Neziḳin, Breslau, 1895-1902. 1897. 1897. SL Brill, "Aus den Talmudischen Randnoten des . . . von Ludwig Blau," in "Monatsschrift," 1897. SL Brill, "Aus den Talmudischen Randnoten des ... Ludwig von Blau", em "Monatsschrift", de 1897. 1899. 1899. Isaac Chajes, (Mak.), Podgorze. Isaac Chajes, (Mak.), Podgorze. 1897-1903. 1897-1903. Joseph Dünner, haggahot (i., 'Er., Beẓah, Suk.; ii., Ket., Ḳid., Giṭ.; iii., Sanh., Mak., Sheb., Hor.), Frankfort. Joseph Dunner, haggahot (i., 'Er, Beẓah, Suk;.. Ii, Ket, Kid, Giṭ;......... Iii, Sanh, Mak, Sheb, Hor), Frankfort. 1901. 1901. Dob Baer Ratner, (on Yer. Ber., Shab., Ter., Ḥal.), Wilna, 1901-4. Dob Baer Ratner, (em Yer. Ber., Shab., Ter., Hal.), Wilna, 1901-4. 1905. 1905. Sal. Sal. Friedländer, and (on Yer. Yeb.), Szinervareya. Friedländer, e (em Yer. Yeb.), Szinervareya.

Wilhelm Bacher, M. Richtmann Wilhelm Bacher, M. Richtmann
Jewish Encyclopedia, published between 1901-1906. Enciclopédia Judaica, publicada entre 1901-1906.

Bibliography: Bibliografia:
Weiss, Dor, iv., v., Vienna, 1887, 1891; Zunz, ZG pp. 29-59, Berlin, 1845; Jellinek, Ḳorot Seder ha-Limmud, in Keller's Bikkurim (Vienna), i. Weiss, Dor, iv, v, Viena, 1887, 1891;. Zunz, pp 29-59 ZG, Berlim, 1845; Jellinek, Korot Seder ha-Limmud, em Bikkurim Keller (Viena), i. 1-26, ii. 1-26, ii. 1-19; idem, Ḳonṭres ha-Mefaresh, Vienna, 1877; Frankel, Introductio in Talmud Hierosolymitanum, pp. 138-141, Breslau, 1870; Steinschneider, Cat. 1-19; idem, kontres ha-Mefaresh, Viena, 1877; Gato Steinschneider,; Frankel, Introductio no Talmud Hierosolymitanum, pp 138-141, Breslau, 1870. Bodl. Bodl. passim; Zedner, Cat. passim; Zedner, Gato. Hebr. Hebr. Books Brit. Livros Brit. Mus. Mus. passim; Fürst, Bibl. passim; Fürst, Bibl. Jud. Jud. passim.WBM Ri. Ri passim.WBM.


Talmud Talmud

Catholic Information Informação Católica

1. 1. DEFINITION DEFINIÇÃO

Talmud was a post-Biblical substantive formation of Pi'el ("to teach"), and originally signified "doctrine" or "study". Talmud era uma formação pós-bíblica substantivo de pi'el ("ensinar"), e originalmente significava "doutrina" ou "estudo". In a special sense, however, it meant the justification and explanation of religious and legal norms or Halakhoth ("conduct", signifying "the law in accordance with which the conduct of life is to be regulated"). Em um sentido especial, no entanto, isso significava que a justificação e explicação das normas religiosas e legais ou Halakhoth ("conduta", significando "a lei de acordo com o qual a conduta da vida é ser regulado"). When in the third century the Halakhoth collection of Jehuda I or the recorded Mishna became the chief object of study, the expression "Talmud" was applied chiefly to the discussions and explanations of the Mishna. Quando, no século III a coleção Halakhoth de Jehuda eu ou o Mishna gravada se tornou o principal objeto de estudo, a expressão "Talmud" foi aplicado principalmente para as discussões e explicações da Mishná. Finally, it became the general designation for the Mishna itself and the collection of discussions concerned with it. Finalmente, tornou-se a designação geral para a Mishna si e à recolha de discussões envolvidas com ele. For the latter the designation Gemara, interpreted as "completion" from the Hebrew and Aramaic words meaning "to complete", subsequently became the accepted term. Para este último a designação Gemara, interpretado como "conclusão" do hebraico e aramaico palavras que significa "para concluir", posteriormente tornou-se o termo aceito. The word first found entrance into the Talmud editions through Christian censorship; manuscripts and the old printed editions use the expression Talmud. A primeira palavra encontrada entrada para as edições do Talmude através censura cristã; manuscritos e as edições antigas impressos usar a expressão Talmud. We therefore understand by Talmud a compilation consisting of the Mishna, ie the codification of Jewish religious and legal norms, and of the Gemara, or the collection of discussions and explanations concerning the Mishna. Nós, portanto, compreender por Talmud uma compilação que consiste na Mishna, ou seja, a codificação das normas religiosas judaicas e legais, e da Gemara, ou a coleção de discussões e explicações sobre a Mishna.

II. II. ORIGIN OF THE TALMUD Origem do Talmud

Since Esdras the foundation of the Jewish religious community was the law. Desde Esdras da fundação da comunidade religiosa judaica era a lei. Everything was regulated in accordance with fixed norms; nothing could be added or changed in the law laid down in the Pentateuch. Tudo era regulado de acordo com as normas fixadas; nada poderia ser acrescentado ou mudado na lei previsto no Pentateuco. Yet the ever-varying conditions of life called for new ordinances, and these were decreed in accordance with the needs of the time and the special cases to be determined. No entanto, as condições cada vez mais variados de vida chamado para novas portarias, e estes foram decretadas de acordo com as necessidades do tempo e os casos especiais a serem determinados. There were thus formed a traditional law and custom orally transmitted. Foram, assim, formou uma lei e costumes tradicionais transmitidas oralmente. Every decree of this kind (halakha), if it had existed from time immemorial and nothing further could be said in regard to its origin, was called a law given to Moses on Mount Sinai. Cada decreto deste tipo (halachá), se tivesse existido desde tempos imemoriais e nada mais poderia ser dito em relação à sua origem, foi chamado de uma lei dada a Moisés no Monte Sinai. Even for orthodox Judaism of today it is an article of faith that Moses, at the same time that he received the written law recorded in the Pentateuch, also received detailed explanations of the different laws which were handed down by tradition as oral law. Mesmo para o judaísmo ortodoxo de hoje é um artigo de fé que Moisés, ao mesmo tempo em que ele recebeu a lei escrita registrada no Pentateuco, também recebeu explicações detalhadas sobre as diferentes leis que foram proferidas pela tradição como a lei oral. In addition to this the scribes at an early period attempted, by interpretation of the Torah, to make the law applicable to the changed conditions of life, to base the new precepts at least retrospectively on the Torah, and to draw out of it further religious laws. Além desta escribas as em um breve período tentaram, por interpretação da Torá, para tornar a lei aplicável às novas condições de vida, para a base os preceitos novos, pelo menos retrospectivamente sobre a Torá, e para tirar de la ainda mais religiosa leis. For this kind of Scriptural learning hermeneutic rules (Middoth) were at a later period established, at first seven, which were then divided into fourteen, and finally increased to thirty-two. Para este tipo de regras hermenêuticas bíblicas de aprendizagem (Middoth) estavam em um período posterior estabelecida, em primeiro sete, que foram, então, divididos em 14 e, finalmente, aumentou para 32. All the older additions to the Torah as well as the constantly increasing new material were for a long time transmitted orally, and, according to the prevailing view, it was forbidden to record it in writing. Todas as adições mais velhos para a Torá, assim como o material aumentando constantemente novos foram por muito tempo transmitido oralmente, e, de acordo com a opinião dominante, foi proibido de registrar por escrito. But it is at all events wrong to assume that there was a formal prohibition to record Halakhoth in writing. Mas é em todos os eventos errado supor que havia uma proibição formal para gravar Halakhoth por escrito. The prohibition probably referred to written records intended for public use; for a fixed record of the traditional law would have acted as a hindrance to its further development in accordance with the existing needs of the day. A proibição provavelmente referidos registos escritos destinados ao uso público, pois um registro fixo da lei tradicional teria agido como um obstáculo ao seu desenvolvimento de acordo com as necessidades existentes do dia. It is by no means improbable that the final reduction of the Mishna was preceded by previous written records, especially after Rabbi Agiba, at the beginning of the second century, had divested the study of the law of its previous Midrash character and had undertaken to arrange the materials systematically. Não é, de forma improvável que a redução final da Mishná foi precedido por anteriores registros escritos, especialmente depois que o Rabino Agiba, no início do segundo século, tinha despido o estudo da lei de seu caráter Midrash anterior e comprometeu-se a organizar os materiais sistematicamente. Among his pupils it was probably Rabbi Me'ir who continued these systematic labours. Entre seus alunos que era provavelmente o rabino Me'ir que continuaram estes trabalhos sistemáticos. But of such collections only one finally attained canonical recognition, and therefore was called Mishna par excellence, viz. Mas essas colecções apenas uma finalmente alcançado reconhecimento canônico, e, portanto, foi chamado Mishna por excelência, viz. the one edited about the end of the second century of our era by Rabbi Jehuda I, called Ha-nashi (the prince) or Ha-gadosh (the saint) or simply the Rabbi. o editado sobre o fim do segundo século da nossa era pelo rabino Yehuda I, chamado Ha-nashi (o príncipe) ou Ha-gadosh (o santo), ou simplesmente o rabino. This then is our Mishna, the basis of the Talmud. Este é então o nosso Mishna, a base do Talmud.

Rabbi Jehuda had adopted only a part of the doctrines, which in course of time had been handed down in the different schools. Rabino Yehuda tinha adotado apenas uma parte das doutrinas, que no decorrer do tempo foram proferidas nas diferentes escolas. Although he selected what was most important, he sometimes omitted much that seemed important to others; and, on the other hand, it was felt that even the unimportant should not be allowed to sink into oblivion. Embora ele escolheu o que era mais importante, às vezes ele omitiu muita coisa que parecia importante para os outros, e, por outro lado, considerou-se que, mesmo sem importância não deve ser permitida a afundar no esquecimento. In consequence, other collections soon originated, which, though not canonical, were nevertheless highly valued. Em conseqüência, outras coleções logo originou, que, embora não canônica, foram, no entanto, altamente valorizada. All the Halakhoth which were not included in the Mishna of Jehuda received the name Baraithoth (sing. Baraitha, "omitted doctrine"). Todos Halakhoth a que não foram incluídos na Mishna de Jehuda recebeu o nome Baraithoth (sing. Baraitha, "omitido doutrina"). The most important Baraitha collection is the Tosephta. A recolha Baraitha mais importante é o Tosephta.

The precise brevity of expression and the pregnant form in which the Mishna had codified the Halakhoth made an interpretation of them necessary, while the casuistic features of the work were a stimulus to further casuistic development. A brevidade precisa de expressão e da forma em que a grávida tinha Mishna codificou a Halakhoth fez uma interpretação das mesmas necessário, enquanto os recursos casuísticas do trabalho foram um estímulo para o desenvolvimento casuística mais. In the profound study and explanation of its contents much weight was placed upon the Haggada, ie the doctrines not included in the law (folklore, legends, historic recollections, ethics and didactics, etc.), of which Jehuda, who aimed to draw up a code of laws had taken little or no account. No estudo profundo e explicação do seu conteúdo muito peso foi colocado sobre a Hagadá, ou seja, as doutrinas não incluídos na lei (folclore, lendas, lembranças históricas, ética e didática, etc), de que Jehuda, que teve como objetivo elaborar um código de leis tinha tomado conta de pouca ou nenhuma. Everything, in fact, that tradition offered was brought within the range of discussion. Tudo, na verdade, que a tradição oferecido foi interposto dentro do intervalo de discussão. In order to give a suitable designation to the new tendency in the teaching of the law, scholars, up to the time of the final transcription of the Mishna, were known as Tanna'im (sing Tanna, "teacher"), those who came after them, Amora'im (sing. Amora, "speaker"). A fim de dar uma denominação adequada para a nova tendência no ensino da lei, estudiosos, até o momento da transcrição final do Mishna, eram conhecidos como Tanna'im (cantar Tanna, "professor"), aqueles que vieram depois deles, Amora'im (sing. Amora, "speaker"). The collection of the Amora'im, as finally recorded, was called, as stated above, Talmud, later Gemara: that of the Palestinian schools, the Palestinian Gemara, that of the Babylonian schools, the Babylonian Gemara. A coleção da Amora'im, definitivamente gravado, foi chamado, como dito acima, Talmud, depois Gemara: a das escolas palestinas, a Gemara palestina, que as escolas da Babilônia, a Gemara babilônica. The combined edition of the Mishna and Gemara, or the Talmud in our sense of the word, discriminates, therefore, between Mishna and Palestinian Gemara, or "Palestinian Talmud", and Mishna and Babylonian Gemara or "Babylonian Talmud". A edição combinada da Mishna e Gemara, ou o Talmud em nosso sentido da palavra, discrimina, portanto, entre Mishna e Gemara palestina, ou "Talmud palestino", e Mishna e Gemara babilônica ou "Talmude babilónico". The latter is meant when the Talmud without further specification is referred to. Este último é significado quando o Talmud sem outra especificação é referido.

III. III. THE MISHNA O Mishna

(From the Hebrew meaning "repetition", translated by the Fathers of the Church deuterosis). (Do hebraico que significa "repetição", traduzido pelos Padres da Igreja deuterosis). The word is a substantive formation from the Hebrew root meaning "to repeat". A palavra é uma formação substantiva da raiz hebraica que significa "repetir". From this meaning was developed, in the language of the later schools, the characteristic method of all teaching and learning, particularly of doctrines orally transmitted, which was accomplished by repeated enunciation on the part of the teacher and frequent repetition on the part of the pupil. A partir deste significado foi desenvolvido, na linguagem das escolas posteriores, o método característico de todo o ensino e aprendizagem, principalmente de doutrinas transmitidas oralmente, que foi realizado pela enunciação repetida por parte do professor e repetição freqüente por parte do aluno . Both expressions thus became a term for the science of tradition, the former signifying the special study of orally transmitted law, the latter the law itself in contrast to the first one meaning the written law. Ambas as expressões, assim, tornou-se um termo para a ciência da tradição, o ex-significando o estudo especial da lei transmitida oralmente, o último a própria lei, em contraste com o primeiro significado da lei escrita. But the expression is also used for each of the doctrines orally transmitted, and differs from Halakha in that the latter signifies the traditional law so far as it is binding, while the former designates it as an object of study. Mas a expressão é também utilizada para cada uma das doutrinas transmitidas oralmente, e difere da Halakha em que este último representa o direito tradicional medida em que ele está ligado, enquanto a primeira designa-o como um objecto de estudo. Furthermore, the word Mishna is applied to the systematic collection of such doctrines, and finally to that collection which alone has attained canonical recognition, ie the collection of Jehuda I. This collection represents Jewish law codified in that development which it received in the schools of Palestine up to the end of the second century after Christ. Além disso, a Mishna palavra é aplicada para a recolha sistemática de tais doutrinas, e, finalmente, para que a coleta, que só alcançou reconhecimento canônico, ou seja, a cobrança de Jehuda I. Essa coleção representa a lei judaica codificado em que o desenvolvimento que recebeu nas escolas de Palestina até o final do segundo século depois de Cristo. Through it the orally transmitted law was finally established along with the written law or the Torah. Através dele, a lei transmitida oralmente foi finalmente estabelecida juntamente com a lei escrita ou a Torá. The foundation of this collection is formed by the collections which already existed before Jehuda, particularly that of Rabbi Me'ir. A fundação desta coleção é formado pelas coleções que já existiam antes Jehuda, particularmente a de Rabi Me'ir. The Mishna does not pretend to be a collection of sources of the Halakha, but merely to teach it. O Mishna não tem a pretensão de ser uma coleção de fontes da Halachá, mas apenas para ensiná-lo. Whether its fixation in writing was the work of Jehuda himself or took place after him is a debated point; but the former is the more probable theory. Se a sua fixação por escrito foi o trabalho de Jehuda si mesmo ou ocorreu depois dele é um ponto debatido, mas a primeira é a teoria mais provável. The only question then is how much of it he wrote; in the extended form which it now presents it could not have been written by him alone. A única questão é, então, como muito do que ele escreveu, na forma estendida, que agora apresenta, não poderia ter sido escrito por ele sozinho. It has evidently received additions in course of time, and in other respects also the text has been altered. É evidentemente recebeu aditamentos no decorrer do tempo, e em outros aspectos, também o texto foi alterado.

As regards the subject matter the Mishna is divided into six institutes or Sedarim; for this reason Jew are accustomed to call the Talmud Shas. Quanto ao assunto da Mishná é dividido em seis institutos ou Sedarim, por esta razão judeu estão acostumados a chamar o Shas Talmud. Each Seder has a number (7-12) of treatises; these are divided into chapters or Peraqim, and each chapter into precepts. Cada Seder tem um número (7-12) de tratados, estes são divididos em capítulos ou Peraqim, e cada capítulo em preceitos. The six institutes and their treatises are as follows: A seis institutos e seus tratados são os seguintes:

A. Seder Zera'im (harvest) A. Seder Zera'im (colheita)

Containing in eleven treatises the laws on the cultivation of the soil and its products. Contendo, em onze tratados as leis sobre o cultivo do solo e seus produtos.

(1) Berakhoth (benedictions) blessings and prayers, particularly those in daily use. (1) Berakhoth (bênçãos) bênçãos e orações, especialmente os de uso diário. (2) Pe'a (corner), concerning the parts of the fields and their products which are to be left to the poor (cf. Leviticus 19:9 sq.; 23:22; Deuteronomy 24:19 sq.) and in general concerning the poor laws. (2) Pe'a (canto), relativos às partes dos campos e seus produtos que devem ser deixados para os pobres (cf. Levítico 19:09 quadrados; 23:22, Deuteronômio 24:19 quadrados) e em geral sobre as leis pobres. (3) Demai, more properly Dammai (doubtful), concerning the fruits of the soil of which it is doubtful whether the tithes have been paid. (3) Demai, mais propriamente Dammai (duvidoso), sobre os frutos do solo que é duvidoso que os dízimos foram pagos. (4) Kil'ayim (heterogenea), concerning the unlawful combinations of plants, animals, and garments (cf. Leviticus 19:19; Deuteronomy 22:9 sq.). (4) Kil'ayim (heterogenea), sobre as combinações ilegais de plantas, animais, e de vestuário (cf. Levítico 19:19, Deuteronômio 22:09 quadrados). (5) Shebi'ith (seventh), ie Sabbatical year (Deuteronomy 15:1 sq.). (5) Shebi'ith (sétimo), ou seja, ano sabático (Deuteronômio 15:01 quadrados). (6) Terumoth (heave offerings) for the priests (Numbers 18:8 sq.; Deuteronomy 18:4). (6) Terumoth (ofertas alçadas) para os sacerdotes (Números 18:08 quadrados, Deuteronômio 18:4). (7) Ma'asroth (tithes) for the Levites (Numbers 18:21 sq.). (7) Ma'asroth (dízimo) para os levitas (Números 18:21 quadrados). (8) Ma'aser sheni (second tithe), (Deuteronomy 14:22 sq.; 26:12 sq.) which had to be spent at Jerusalem. (8) ma'aser sheni (segundo dízimo), (Deuteronômio 14:22 quadrados; quadrados 26:12) que teve de ser gasto em Jerusalém. (9) Halla (yeast) (cf. Numbers 15:18 sq.). (9) Halla (levedura) (cf. Números 15:18 quadrados). (10) 'Orla (foreskin) concerning uncircumcised fruits and trees (Leviticus 19:23). (10) "Orla (prepúcio) sobre frutos não circuncidados e árvores (Levítico 19:23). (11) Bikkurim (first fruits) brought to the temple (Deuteronomy 26:1 sq.; Exodus 23:19). (11) Bikkurim (primeiros frutos) trouxe para o templo (Deuteronômio 26:1 quadrados; Êxodo 23:19).

B. Seder Mo'ed (season of feasts) B. Seder Mo'ed (temporada de festas)

Treats in twelve treatises of the precepts governing rest on the Sabbath, the other feast and holy days, as well as fast days. Trata em doze tratados dos preceitos que regem descanso no sábado, a festa dos outros e dias santos, assim como dias de jejum. (1) Shabbath. (1) Shabbath. (2) 'Erubin (combinations), the means by which one could circumvent especially onerous provisions of the Sabbath laws. (2) "Erubin (combinações), o meio pelo qual se pode contornar disposições especialmente onerosas das leis sabáticas. (3) Pesahim (Passover). (3) Pesaḥim (Páscoa). (4) Sheqalim (shekels), treats of the tax of half a shekel for the maintenance of Divine service in the temple (cf. Neh. x, 33), based upon Ex., xxx, 12 sq. (5) Yoma (day), ie day of expiation. (4) Sheqalim (siclos), trata do imposto de meio shekel para a manutenção do serviço Divino no Templo (cf. Ne. X, 33), com base em Ex., Xxx, 12 m² (5) Yoma ( dias), ou seja, dia de expiação. (6) Sukka (Tabernacle), treats of the feast of Tabernacles. (6) Sukka (Tabernáculo), trata da festa dos Tabernáculos. (7) Beca (egg), taken from the first word with which the treatise begins or Yom tob (feast), is concerned with the kinds of work permitted or prohibited on festivals. (7) Beca (ovo), a partir da primeira palavra com a qual o tratado começa ou Yom tob (festa), está preocupado com o tipo de trabalho permitidas ou proibidas em festivais. (8) Rosh hashana (beginning of the year), treats of the civil new year on the first of Tishri (Leviticus 23:24 sq.; Numbers 29:1 sq.). (8) Rosh Hashaná (início do ano), trata do novo ano civil no primeiro de Tishri (Levítico 23:24 quadrados; Números 29:1 quadrados). (9) Ta'anith (fast). (9) Ta'anith (rápido). (10) Megilla (roll) of Esther, respecting the laws to be observed on the feast of Purim. (10) Megilla (rolo) de Ester, respeitando as leis a serem observados na festa de Purim. (11) Mo'ed qatan (minor feast), the laws relating to the feasts intervening between the first and last days of the Passover and Sukkoth. (11) Mo'ed qatan (festa menor), as leis relativas às festas intervenientes entre os primeiro e último dias da Páscoa e Sucot. (12) Hagiga (feast-offering), treats (chaps. i and iii) of the duty of pilgrimage to Jerusalem and the private offerings on such occasions (cf. Deuteronomy 16:16 sq.). (12) Hagiga (festa oferta), guloseimas (capítulos I e III) do dever de peregrinação a Jerusalém e as ofertas privadas em tais ocasiões (cf. Deuteronômio 16:16 quadrados).

C. Seder Nashim (women) C. Seder Nashim (mulheres)

Elucidates in seven treatises the laws of marriage and all pertaining thereto, vows, and the marriage laws of the Nazarites. Elucida em sete tratados as leis de casamento e tudo lhes pertence, votos, e as leis da união dos nazireus. (l) Jebamoth, levirate marriages (Deuteronomy 25:5 sq.). (L) Jebamoth, casamentos levirato (Deuteronômio 25:5 quadrados). (2) Kethuboth ("marriage deeds" and marriage settlements). (2) Kethuboth ("obras casamento" e assentamentos de casamento). (3) Nedarim ("vows") and their annulment. (3) Nedarim ("votos") e sua anulação. (4) Nazir (Nazarite; cf. Numbers 6). (4) Nazir (nazireu;. Cf Números 6). (5) Sota ("suspected woman"; cf. Numbers 5:11 sq.). (5) Sota ("mulher suspeita";. Cf Números 05:11 quadrados). (6) Gittin (letters of divorce; cf. Deuteronomy 24:1 sq.). (6) Gittin (cartas de divórcio;. Cf Deuteronômio 24:1 quadrados). (7 Giddushin (betrothals). (7 Giddushin (noivados).

D. Seder Nezigin "damages") D. Seder Nezigin "danos")

Explains in eight treatises civil and criminal law. Explica em oito tratados civis e direito penal. In this institute are included the Eduyyoth, a collection of traditions, and the Haggadic treatise, Aboth. Neste instituto estão incluídos os Eduyyoth, uma coleção de tradições, eo tratado Haggadic, Aboth.

The treatises 1-3, Baba Kamma (the first gate), Baba meci'a (the middle gate), and Baba bathra (the last gate), originally formed a single treatise, the subdivision of which was caused by its great length (30 chaps.). Os tratados 1-3, Baba Kamma (primeira porta), Baba meci'a (a porta do meio) e Baba bathra (a última porta), originalmente formaram um único tratado, a subdivisão de que foi causado por sua grande extensão ( 30 caps.). They treat of the laws of property, inheritance, and obligation. Eles tratam das leis da propriedade, a obrigação de herança, e. Baba Kamma treats of damages in a narrow sense (along with theft, robbery, and bodily injury) and the right to damages; Baba meci'a is concerned chiefly with legal questions in regard to capital and treats finding, deposits, interest and loans; Baba Bathra is concerned with questions of social polity (possessions, limitations, buying and selling, security, inheritance and documents). Baba Kamma trata de danos em sentido restrito (juntamente com furto, roubo e lesão corporal) e do direito de indemnização; Baba meci'a está preocupado principalmente com as questões legais em relação ao capital e trata encontrar, depósitos, juros e empréstimos; Baba Bathra está preocupado com as questões de política social (posses, limitações, compra e venda, segurança, herança e documentos). (4) Sanhedrin, treats of the law courts, legal processes, and criminal justice. (4) Sinédrio, trata dos tribunais, processos jurídicos, e da justiça criminal. (5) Makkoth (stripes), treats of punishment by stripes legally acknowledged (cf. Deuteronomy 25:1 sq.). (5) Makkoth (listras), trata de punição por listras reconhecida (cf. Deuteronômio 25:1 quadrados). (6) Shebu'oth (oaths). (6) Shebu'oth (juramentos). (7) 'Eduyyoth (test), containing a collection of legal decisions gathered from the testimonies of distinguished authorities. (7) "Eduyyoth (teste), que contém uma coleção de decisões judiciais obtidas com os depoimentos de ilustres autoridades. (8) 'Aboda Zara (idolatry). (8) "Aboda Zara (idolatria). (9) 'Aboth (fathers) or Pirqe Aboth (sections of fathers) contains ethical maxims of the Tanna'im (200 BC - AD 200). (9) "Aboth (pais) ou Pirqe Aboth (seções de pais) contém máximas éticas do Tanna'im (200 aC - 200 dC). (10) Horayoth (decisions), concerning legal decisions and religious questions which were erroneously rendered. (10) Horayoth (decisões), a respeito de decisões judiciais e questões religiosas que foram erroneamente prestados.

E. Seder Qodashim (sacred things) E. Seder Qodashim (coisas sagradas)

Treats in twelve treatises of the sacrifices, temple service, and dedicated objects (1) Zebahim (animal sacrifices). Trata em doze tratados dos sacrifícios, serviço templo, e objetos dedicados (1) Zebaḥim (sacrifícios de animais). (2) Menahoth (meat offerings). (2) Menahoth (oferta de alimentos). (3) Hullin (things profane) of the sacrifice of pure and impure animals and of laws concerning food. (3) Hullin (coisas profanas) do sacrifício de animais puros e impuros e de leis relativas à alimentação. (4) Bekhoroth (first born) of men and animals (cf. Exodus 13:2, 12 sq.; Leviticus 27:26 sq.; Numbers 8:16 sq.; 18:15 sq.; Deuteronomy 15:19 sq.) (5) 'Arakhin (valuations), that is equivalents to be given for the redemption of persons and things dedicated to God (Leviticus 17:2 sq., 25:15 sq.). (4) Bekhoroth (primogênito) de homens e animais (cf. Êxodo 13:2, 12 sq; Levítico 27:26 quadrados; Números 08:16 quadrados; 18:15 quadrados, Deuteronômio 15:19 quadrados ) (5) 'Arakhin (avaliações), que é equivalente a ser dadas para o resgate de pessoas e coisas dedicadas a Deus (Levítico 17:02 quadrados, quadrados 25:15). (6) Temura (exchange) of a sacred object (Leviticus 27:10-33). (6) Temura (troca) de um objeto sagrado (Levítico 27:10-33). (7) Kerithoth (excisions), concerning the sins punished by this penalty, and what was to be done when anyone intentionally committed such a sin. (7) Kerithoth (excisões), sobre os pecados punidos com esta pena, eo que era para ser feito quando alguém intencionalmente cometido tal pecado. (8) Me'ild (violation) of a sacred object (cf. Numbers 5:6 sq.; Leviticus 5:15 sq.). (8) Me'ild (violação) de um objeto sagrado (cf. Números 05:06 quadrados, Levítico 05:15 quadrados). (9) Tamid (continual sacrifice), concerning the daily morning and evening sacrifice and the temple in general. (9) Tamid (contínuo sacrifício), sobre o sacrifício da manhã e da noite dia e do templo em geral. (10) Middoth (measurements), a description of the temple and of the temple service. (10) Middoth (medições), uma descrição do templo e do serviço do templo. (11) Quinnim ("nest" of birds), of the sacrifices of doves by the poor (Leviticus 1:14 sq.; 12:8). (11) Quinnim ("ninho" de aves), dos sacrifícios de pombas dos pobres (Levítico 01:14 quadrados; 12:8).

F. Seder Teharoth (purifications) F. Seder Teharoth (purificações)

Treats in twelve treatises of the ordinances of cleanness and of purifications. Trata em doze tratados das ordenanças de limpeza e de purificação. (l) Kelim (vessels), treats of the conditions under which domestic utensils, garments, etc., become unclean. (L) Kelim (vasos), trata das condições em que utensílios domésticos, roupas, etc, se tornam impuros. (2) Ohaloth (tents) of the defilement of dwellings by a corpse (Numbers 19:14 sq.). (2) Ohaloth (barracas) da contaminação de habitações por um cadáver (Números 19:14 quadrados). (3) Nega'im (leprosy). (3) Nega'im (lepra). (4) Para (red heifer; cf. Numbers 19). (4) Pará (vermelho novilha;. Cf Números 19). (5) Teharoth (purifications) (euphemistically), treats of the lesser degrees of defilement lasting only till sunset. (5) Teharoth (purificações) (eufemisticamente), trata dos menores graus de contaminação com duração apenas até pôr do sol. (6) Miqwa'oth (wells), the condition under which wells and reservoirs are fit to be used for ritual purification. (6) Miqwa'oth (poços), a condição na qual os poços e reservatórios estão aptos a serem utilizados para a purificação ritual. (7) Nidda (menstruation). (7) Nidda (menstruação). (8) Makhshirin (preparers), the conditions under which certain articles, by coming in contact with liquids, become ritually unclean (Leviticus 11:34, 37, 38). (8) Makhshirin (preparadores), as condições em que certos artigos, ao entrar em contato com líquidos, tornam-se ritualmente impuro (Levítico 11:34, 37, 38). (9) Zabim (persons afflicted with running issues; cf. Leviticus 15). (9) Zabim (pessoas atingidas com problemas de funcionamento, cf Levítico 15.). (10) Tebul yom (immersed at day), ie the condition of the person who had taken the ritual bath, but who has not been perfectly purified by sunset. (10) Tebul yom (imerso em dia), ou seja, a condição da pessoa que tinha tomado o banho ritual, mas que não tenha sido perfeitamente purificado por do sol. (11) Yadayim (hands), treats of the ritual uncleanness of the hands and their purification. (11) Yadayim (mãos), trata da impureza ritual das mãos e da sua purificação. (12) 'Uqcin (stalks) of fruits and shells and their ritual uncleanness. (12) "Uqcin (caules) de frutas e conchas e sua impureza ritual.

In our editions the number of treatises is sixty-three; originally there were only sixty, because the four paragraphs of the treatise Baba kamma, Baba bathra, Baba meci'a, likewise Sanhedrin and Makkoth, formed only one treatise. Em nossas edições o número de tratados é 63, originalmente, havia apenas 60, porque os quatro parágrafos do tratado Baba kamma, bathra Baba, meci'a Baba, também Sinédrio e Makkoth, formado apenas um tratado. The Mishna exists in three recensions: in the manuscripts of editions of the separate Mishna, in the Palestinian Talmud in which the commentaries of the Amora'im follow short passages of the Mishna, and in the Babylonian Talmud, in which the Gemara is appended to an entire chapter of the Mishna. O Mishna existe em três recensions: nos manuscritos de edições do Mishna separado, no Talmud palestino em que os comentários do Amora'im seguir trechos curtos de Mishná e no Talmude Babilônico, em que o Gemara é anexado ao um capítulo inteiro da Mishná. The contents of the Mishna, aside from the treatises Aboth and Middoth, are with few exceptions Halakhic. O conteúdo da Mishna, com exceção do Aboth tratados e Middoth, são, com poucas exceções halakicos. The language, the so-called Mishna Hebrew or New Hebrew, is a fairly pure Hebrew, not without proof of a living development -- enriched by words borrowed from Greek and Latin and certain newly-created technical expressions, which seem partly developed as imitations of Roman legal formulas. A linguagem, o chamado Mishna hebraico ou Novo hebraico, é um hebreu bastante puro, não sem a prova de um desenvolvimento vivo - enriquecida por palavras emprestadas do grego e latim e certa recém-criadas expressões técnicas, que parecem desenvolvidos em parte como imitações romanas de fórmulas legais. The Mishna is cited by giving the treatise, chapter, and precept, eg 'Berakh, i, 1. O Mishna é citado dando o tratado, capítulo, preceito e, Berakh por exemplo ', i, 1. Among the commentators of the whole Mishna the following deserve special mention: Maimonides, the Hebrew translation of whose Arabic original is printed in most edition of the Mishna; Obadia di Bertinoro (d. 1510), Jom Tob Lippmann Heller (d. 1654), Jisrael Lipschutz (his Mishna with Commentary in 6 vols., Königsberg, 1830-50). Entre os comentadores da Mishna todo o seguinte merecem menção especial: Maimonides, a tradução do hebraico, cujo original em árabe é impresso em mais edição do Mishna; Obadia di Bertinoro (m. 1510), de Jom Tob Lippmann Heller (m. 1654), Jisrael Lipschutz (seu Mishná com comentários em 6 vols., Königsberg, 1830-1850).

The first edition of the complete Mishna was at Naples in 1492. A primeira edição da Mishná completa foi em Nápoles, em 1492. Texts with Hebrew commentaries exist in great numbers. Textos com comentários hebraico existem em grande número. Of importance as a Conformation of the Palestinian version is the edition of WH Lowe (Cambridge, 1883), after the Cambridge manuscript. De importância como Conformação da versão palestina é a edição do WH Lowe (Cambridge, 1883), após o manuscrito de Cambridge. Also deserving of mention are: "Misna . . . Latinitate donavit G. Lurenhusius" (text, Latin translation, notes, Latin translation of Maimonides and Obadia, 6 vols., Amsterdam, 1698-1703); "Mishnajoth", with punctuation and German translation in Hebrew letters, begun by Sammter (Berlin, 1887 -- still incomplete); Ger. Também merecem menção são: "Misna ... Latinitate donavit G. Lurenhusius" (texto, tradução latina, notas, tradução latina de Maimônides e Obadia, 6 vols, Amsterdam, 1698-1703.); "Mishnajoth", com pontuação e tradução alemã em letras hebraicas, iniciada por Sammter (Berlim, 1887 - ainda incompleto); Ger. tr. tr. of the Mishna by Rabe (6 parts, Onolzbach, 1760-63). da Mishná por Rabe (6 partes, Onolzbach, 1760-1763).

IV. IV. THE PALESTINIAN TALMUD O Talmud palestino

On the basic of the Mishna, juridical discussions were continued, at first in the schools of Palestine, particularly at Tiberias, in the third and fourth centuries. Sobre a base do Mishna, discussões jurídicas foram continuou, num primeiro momento, nas escolas de Palestina, particularmente, em Tiberíades, nos séculos III e IV. Through the final codification of the material thus collected, there arose in the second half of the fourth century the so-called Jerusalem, more properly Palestinian, Talmud. Através da codificação final do material coletado, assim, surgiu na segunda metade do século IV a Jerusalém chamado, mais propriamente palestino, Talmud. The usual opinion, which originated with Maimonides, that its author was Rabbi Jochanan, who lived in the third century is untenable because of the names of the later scholars which occur in it. O parecer de costume, que se originou com Maimonides, que seu autor foi o Rabino Jochanan, que viveu no século III é insustentável por causa dos nomes dos estudiosos posteriores que nele ocorrem. In the Palestinian Talmud the text of the Mishna is taken sentence by sentence, and explained with increasingly casuistic acumen. No Talmud palestino o texto da Mishná é tomado frase por frase, e explicou cada vez mais com a perspicácia casuística. The Baraithoth, ie the maxims of the Torah not found in the Mishna, as well as the legal paragraphs are always given in Hebrew, and so are most of the appended elucidations; the remainder is written in a West Aramaic dialect (G. Dalman, "Grammatik des judisch-Palastinischen Aramaisch", Leipzig, 1905). O Baraithoth, ou seja, as máximas da Torá não encontrados na Mishná, bem como os pontos legais são sempre dadas em hebraico, e por isso são a maioria dos esclarecimentos anexos, o restante é escrito em um dialeto aramaico Oeste (G. Dalman, "Grammatik des judisch-Palastinischen Aramaisch", Leipzig, 1905). Along with the Halakha it contains rich Haggadic material. Juntamente com o Halakha ele contém material Haggadic rico. Whether the Palestinian Talmud ever included the entire Mishna is a matter of dispute. Se o Talmud palestino jamais incluiu o Mishna inteiro é uma questão de disputa. The only parts preserved are the commentaries on the first four Sedarim (with the exception of several chapters and the treatises Eduyyoth and Aboth) and on the three first divisions of the treatise Nidda in the sixth Seder. As únicas partes preservadas são os comentários sobre a Sedarim quatro primeiros (com exceção de vários capítulos e Eduyyoth tratados e Aboth) e nas três primeiras divisões do Nidda tratado na Seder sexta. The supposed discovery by S. Friedländer of treatises on the fifth Seder is based upon a forgery (cf. "Theologische Literaturzeitung", 1908, col. 513 sq., and "Zeitschr. d. Deutsch. Morgenlandisch. Gesellsch.", LXII, 184). A suposta descoberta por S. Friedländer de tratados sobre a Seder quinta é baseada em uma falsificação (cf. "Theologische Literaturzeitung", 1908, col. 513 m², e "Zeitschr. D. Deutsch. Morgenlandisch. Gesellsch.", LXII, 184). The Palestinian Talmud is generally cited by giving the treatise, chapter, page, and column after the Venetian and Cracow editions, mostly also the line, indicated by j (=jerus.) or pal.; eg pal. O Talmud palestino é geralmente citado dando o tratado, capítulo, página, coluna e depois das edições de Veneza e Cracóvia, a maioria também a linha, indicado por j (= Jerus.) Ou PAL;. Amigo, por exemplo. Makkoth, 2 Bl. Makkoth, 2 Bl. 31d 56. 31d 56. Many scholars cite in the same manner as for the Mishna, but this is not to be recommended. Muitos estudiosos citam da mesma maneira que para o Mishna, mas isto não é recomendado.

Editions: Venice (Bomberg), 1523-24; Cracow, 1609; Krotoshin, 1866; Zhitomir, 1860-67; Piotrkow, 1900-02. Edições: Veneza (Bomberg), 1523-1524; Cracóvia, 1609; Krotoshin, 1866; Zhitomir, 1860-1867; Piotrkow, 1900-1902. French translation by M. Schwab, 11 vols., Paris, 1879-80; I2 1890. Tradução francesa por M. Schwab, 11 vols, Paris, 1879-1880;. I2 1890.

Several treatises are printed with Latin translations in Ugolini, "Thesaurus antiquitatum sacrarum", vols. Vários tratados são impressas com traduções em latim Ugolini, "Thesaurus Antiquitatum Sacrarum", vols. XVII-XXX, Venice, 1755-65; Wunsche, "Der palastinische Talmud in seinen haggadischen Bestandteilen ins Deutsche übersetzt" (Zurich, 1880). XVII-XXX, Veneza, 1755-1765; Wunsche, "Der palastinische Talmud em seinen haggadischen Bestandteilen ins Deutsche übersetzt" (Zurique, 1880).

V. BABYLONIAN TALMUD V. Talmude Babilônico

The Mishna is said to have been brought to Babylon by Aba Areka, generally called Rab (d. 247), a pupil of Rabbi Jehuda. O Mishna é dito ter sido trazido para a Babilônia por Aba Areka, geralmente chamado de Rab (m. 247), um aluno do rabino Yehuda. In the schools there it became a norm of legal religious life and a basis of juridical discussion. Nas escolas de lá, tornou-se uma norma de vida religiosa legal e uma base de discussão jurídica. But while in Palestine there was a greater tendency to preserve and propagate what had been handed down, the Babylonian Amora'im developed their interpretation of the law in all directions, which explains why the Babylonian Talmud acquired a greater significance for Judaism than the Palestinian. Mas, enquanto na Palestina, houve uma maior tendência a preservar e propagar o que havia sido julgado, a Amora'im babilônico desenvolveram sua interpretação da lei em todas as direções, o que explica por que o Talmude Babilônico adquiriu uma importância maior para o judaísmo do que a Palestina. Thus the material grew rapidly and gradually led to a codification, which was undertaken by R. Ashi (d. 427), head of the school at Sura, and by R. Abina or Rabbina (d. 499), the last of the Amora im. Portanto, o material cresceu rapidamente e, gradualmente, conduziram a uma codificação, que foi realizada por R. Ashi (m. 427), diretor da escola de Sura, e por R. Abina ou Rabbina (m. 499), o último da Amora im. The scholars who lived after him (at the end of the fifth and in the first half of the sixth centuries), called Sabora im ("those who reflect, examine", because they weighed and also completed what had been written by the Amora'im), are to be regarded as those who really completed the Babylonian Talmud. Os estudiosos que viveram depois dele (no final do quinto e na primeira metade do século sexto), chamado Sabora im ("aqueles que refletir, examinar", porque eles pesados ​​e também completou o que tinha sido escrito pelo 'Amora im), devem ser considerados como aqueles que realmente concluído o Talmude Babilônico.

Like the Palestinian, the Babylonian Talmud does not include the entire Mishna. Como o palestino, o Talmude Babilônico não inclui a Mishna inteiro. In the first and sixth divisions only the treatises Berakhoth and Nidda are considered; in the second division Shegalim is omitted, in the fourth Eduyyoth and Aboth, in the fifth Middoth, Ginnim, and half of Tamid. Nas primeira e sexta divisões apenas os tratados e Berakhoth Nidda são consideradas, na segunda divisão Shegalim é omitido, na quarta e Eduyyoth Aboth, na Middoth quinto, Ginnim, e metade de Tamid. It is indeed questionable if the greater number of these treatises were included in the Babylonian Gemara; Eduyyoth and Aboth are excluded, by reason of the subject matter, while the remainder treat for the most part ordinances which could not be applied outside of Palestine. Na verdade, é questionável se o maior número destes tratados foram incluídos no Gemara babilônico; Eduyyoth e Aboth estão excluídos, em virtude da matéria, enquanto que o restante para tratar os preceitos maior parte, o que não podia ser aplicada fora da Palestina. The Babylonian Talmud therefore includes only 36 1/2 treatises, but is at least four times the extent of the Palestinian, although the latter deals with 39 treatises. O Talmude Babilônico, portanto, inclui apenas 36 1/2 tratados, mas é pelo menos quatro vezes a extensão da Palestina, embora o último trata de 39 tratados. The Haggada is even more fully represented than in the Palestinian. A Hagadá é ainda mais plenamente representado do que na Palestina. The language, excepting the legal paragraphs and the quotations of the older scholars and Palestinian rabbis, is that of the East Aramaic dialect of Babylonia (cf. Levias, "A Grammar of the Aramaic Idiom contained in the Babylonian Talmud", Cincinnati, 1900; ML Margolis, "Grammatik des babylonischen Talmuds", Munich, 1910). A linguagem, exceto os pontos legais e as cotações dos estudiosos rabinos mais velhos e palestinos, é a do Oriente dialeto aramaico da Babilônia (cf. Levias, "uma gramática do idioma aramaico contida no Talmude Babilônico", Cincinnati, 1900; ML Margolis, "Grammatik des babylonischen Talmuds", Munique, 1910). The Babylonian Talmud is cited according to treatise, folio, and page, as the content in nearly all the editions since that of the third Bomberg one (1548) is the same, eg Berakh 22a. O Talmude Babilônico é citado de acordo com o tratado, folio, e página, como o conteúdo de quase todas as edições desde que a do Bomberg um terço (1548) é o mesmo, 22 Berakh por exemplo. In these editions there are usually appended at the end of the fourth Seder seven small treatises, partly from Talmudic, partly from post-Talmudic times, among which is the post-Talmudic treatise Sopherim (directions for the writer and public reader of the Torah). Nessas edições geralmente há anexada no final do quarto Seder sete pequenos tratados, em parte de talmúdica, em parte de pós-talmúdicos vezes, entre os quais o tratado pós-talmúdica Sopherim (instruções para o escritor e público leitor da Torá) . Among the commentaries the first place belongs to that of Rashi (d. 1105), completed by his grandson Samuel ben Me'ir (d. about 1174). Entre os comentários primeiro lugar pertence ao de Rashi (m. 1105), concluído por seu neto Samuel ben Me'ir (m. cerca de 1174). Chiefly of a supplementary character are the works of the Tosaphists or authors of the Tosaphoth (additions), who lived in France and Germany during the twelfth and thirteenth centuries. Principalmente de caráter complementar são as obras dos Tosaphists ou autores do Tosaphoth (adições), que viveu na França e na Alemanha durante os séculos XII e XIII. They give amplifications and learned explanations of certain treatises. Eles dão ampliações e explicações eruditas de certos tratados. Other commentaries are enumerated by Strack, op. Outros comentários são enumerados por Strack, op. cit. cit. infra, 149-51. infra, 149-51. The Babylonian Talmud has often been printed but until the present time a critical edition has remained a desideratum. O Talmude Babilônico tem sido muitas vezes impressos, mas até o presente momento uma edição crítica manteve-se um desiderato. Material for this purpose is furnished by Raphael Rabbinovicz, among others, in his "Variae lectiones in Mischnam et in Talm. Babyl.", etc. (15 vols., Munich, 1868-86); Vol. Material para este fim é feita por Raphael Rabbinovicz, entre outros, em seus, etc (15 vols, Munique, 1868-1886.) "Lectiones Variae em Mischnam et em Talm Babyl.".; Vol. XVI was edited by Ehrentreu (Przemysl, 1897). XVI foi editada por Ehrentreu (Przemysl, 1897). Serious mutilations and bungling changes in the text were caused by the Christian censorship, at first in the Basle edition (1578-81). Mutilações graves e mudanças atrapalhados no texto foram causados ​​pela censura cristã, a primeira na edição de Basileia (1578-1581). The numerous bickerings among the Jews had the further consequence that they themselves practised censorship. As desavenças entre os numerosos os judeus tinham a outra consequência que a censura que eles mesmos praticavam. The excised passages were partly collected in small treatises, published for the most part anonymously. As passagens foram excisadas parcialmente recolhidos em pequenos tratados, publicado em sua maioria de forma anônima.

EDITIONS EDIÇÕES

Raphael Rabbinovicz, (Ma'amar al hadpasath ha-talmud -- Munich, 1877), a critical review of the editions of the Babylonian Talmud, as a whole or in part since 1484. Raphael Rabbinovicz, (Ma'amar al hadpasath ha-Talmud - Munique, 1877), uma revisão crítica das edições do Talmude Babilônico, como um todo ou em parte desde 1484. The first complete edition appeared at Venice (Bomberg), (12 vols., 1520-23). A primeira edição completa apareceu em Veneza (Bomberg), (12 vols., 1520-1523). The advantage of this edition consists in its complete character; the text itself is full of errors. A vantagem desta edição consiste em seu caráter completo, o texto em si é cheio de erros. A certain reputation is enjoyed by the Amsterdam edition (1644-48), in which the censured passages have been as far as possible restored. Uma certa reputação é apreciado pela edição Amesterdão (1644-48), na qual as passagens foram censurados na medida do possível restaurada. The edition of Frankfort (1720-22) served directly or indirectly as a basis for those which followed. A edição de Frankfort (1720-1722) serviu direta ou indiretamente, como base para aqueles que se seguiu. Of the later editions may be mentioned those of Berlin (1862-68), Vienna (1864-72), and Vilna (1880-86). Das edições posteriores podem ser mencionados os de Berlim (1862-1868), Viena (1864-1872), e Vilna (1880-1886). A quarto edition, the text after the editio princeps, with the variants of the Munich manuscripts and a German translation, was begun by Lazarus Goldschmidt in 1897. Uma edição in-quarto, o texto após o princeps editio, com as variantes dos manuscritos de Munique e uma tradução alemã, foi iniciado por Lázaro Goldschmidt em 1897. Up to date 6 vols., containing the Institutes I, II, IV, V, and the two first treatises of III have appeared. Até à data, 6 vols., Contendo o I Institutes, II, IV, V, e os dois primeiros tratados de III têm aparecido. Unfortunately this publication is by no means faultless. Infelizmente, esta publicação não é de forma irrepreensível. ML Rodkinson, "New Edition of the Babylonian Talmud", New York, 1896; M. Mielziner, "Introduction to the Talmud" (Cincinnati, 1894; New York, 1903); ML Rodkinson, "The History of the Talmud" (New York, 1903); HL Strack, "Einleitung in den Talmud" (Leipzig 1908), pp. 139-175, containing an extensive bibliography of the Talmud and of the questions concerning it. ML Rodkinson, "Nova Edição do Talmude Babilônico", New York, 1896; M. Mielziner, "Introdução ao Talmud" (Cincinnati, 1894, Nova York, 1903); ML Rodkinson, "A História do Talmud" (Nova York, 1903); HL Strack, "Einleitung em den Talmud" (Leipzig 1908), pp 139-175, contendo uma extensa bibliografia do Talmud e das questões que lhe dizem respeito.

Publication information Written by F. Schühlein. Publicação informações escritas por F. Schühlein. Transcribed by Scott Anthony Hibbs and Wendy Lorraine Hoffman. Transcrito por Scott Anthony Hibbs e Lorena Wendy Hoffman. The Catholic Encyclopedia, Volume XIV. A Enciclopédia Católica, Volume XIV. Published 1912. Publicado em 1912. New York: Robert Appleton Company. New York: Robert Appleton Companhia. Nihil Obstat, July 1, 1912. Nihil obstat, 1 de julho de 1912. Remy Lafort, STD, Censor. Remy Lafort, STD, Censor. Imprimatur. Imprimatur. +John Cardinal Farley, Archbishop of New York + Cardeal John Farley, Arcebispo de Nova York



This subject presentation in the original English language Este assunto apresentação do original em língua Inglês


Send an e-mail question or comment to us: E-mailEnviar e-mail uma pergunta ou comentário para nós: E-mail

The main BELIEVE web-page (and the index to subjects) is at O principal BELIEVE web-page (eo índice de assuntos) está em